António Manuel Couto Viana

[11Dez07]

Na sequência de Coração Arquivista (1977), um título feliz para qualquer bibliófilo, António Manuel Couto Viana publicou, em 1980, As (e)vocações Literárias, onde reuniu novamente uma série de crónicas ou «memórias e esboços de estudos literários» anteriormente publicadas em jornais e revistas sobre autores com os quais conviveu ou sentiu afinidades literárias, dando primazia aos poetas:

– Afonso Lopes Vieira
– Alberto d’Oliveira
– Alfredo Pimenta
– Alfredo Serrano
– Álvaro Benamor
– Américo Cortez Pinto
– António Alves Martins
– António Corrêa d’Oliveira
– António Patrício
– Augusto Lima
– Azinhal Abelho
– Blanco-Amor
– Camilo Castelo Branco
– Eça de Queiroz
– Ernesto Sardinha
– João de Deus e Francisco de Almeida
– João da Rocha
– João Verde
– José de Almada Negreiros
– José Bruges
– José Régio
– Júlio Brandão
– Manuel Lereno
– Odylo Costa, Filho
– Teixeira de Pascoaes
– Teófilo Carneiro
– Vasco de Lima Couto
– Vitorino Nemésio

[… e terminando o volume com alguns textos menos personalizados:]

– Cancioneiros Galantes
– A Poesia Viaja de Comboio
– Os Poetas e o Comércio
– Poesia Militante
– A Sátira à Política na Poesia Portuguesa
– Queixas contra a Inglaterra na Poesia Portuguesa

Se já em Coração Arquivista se tinha debruçado sobre Almada Negreiros (ler aqui), a história que conta n’As (e)vocações Literárias repesca, além de referências ao contexto em que o artista parte para Paris em 1919, os desagradáveis comentários com que Mário Saa, na sua acintosa obra A Invasão dos Judeus, brindou Almada: «um estômago judaico-africano a digerir influências francesas». Suprema afronta: além de judeu, também africano… Sim, porque para Mário Saa, e citando Couto Viana dada a inacessibilidade da obra em questão, «o judeu é o único indivíduo (não sei porque natureza excepcional) capaz de nutrir rancor ao militarismo». Vai daí, Couto Viana termina esta crónica, em que se debruça superficialmente sobre as contradições do pensamento nacionalista de Almada Negreiros, com a reprodução de uma Chanson Patriotique, composta pelo artista em Paris, 1919:

CHANSON PATRIOTIQUE

(Temps de marche militaire
aux femmes de mon pays)

O femmes venez venez
O femmes venez toutes
faire de la vraie sculpture
de celle qui plaît a Dieu

O femmes venez venez
O femmes venez toutes
faire de la vraie sculpture
comme la font les vrais animaux

O femmes venez venez
O femmes venez toutes
Femmes n’oubliez pas
que vous êtes les seules machines
pour faire des soldats!

Ainda sobre Almada, e como apronfudamento de ambas as crónicas de Couto Viana, leia-se a célebre entrevista ao programa Zip-Zip, em 1970, e uma carta inédita, datada de Paris, 1919.

capas Couto Viana

Publicado em 1982, Ponto de Não Regresso (poemas datados 1977-1980), possui uma cinta original remetendo para um prefácio de 15 páginas da autoria de Franco Nogueira. A capa é de Vítor Luís, com um desenho de Juan Soutullo. O livro termina com uma «Súbita Vaidade»:

Detrás das palavras gastas,
Há um ímpeto criador:
Ó leitor que me afastas,
Deves ler-me outra vez, lerás melhor.

Dei sinais, dei avisos, dei memória
Não só de mim.
Poesia transitória?
Quem o disse morreu antes de ver-lhe o fim.

Juntai nova semente aos velhos grãos
De terra fértil, que reguei com pranto.
E recebi, depois, nas próprias mãos,
O fruto acre do meu canto.

Mas se alguém o comer (e a fome é certa!)
Há-de encontrar-lhe um funde de doçura:
O coração atento, a alma aberta
Ao amor e à procura.

Não, não secou ou amornou a fonte
Que em cada livro meu, quente, fluía!
– É estéril e seco o horizonte
De quem ignora a minha poesia!

Refira-se, para terminar, que nem um nem outro livro conheceram 2.ª edição, e que tiveram tiragens de 1000 exemplares (ensaio) e 500 exemplares (poesia).

Exemplares em óptimo estado de conservação.

Preço: 12 euros (cada).

Uma resposta to “António Manuel Couto Viana”

  1. Mário Martins Says:

    Pergunto se ainda estão à venda.
    Cumprimentos.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: