APROVEITAMENTO DA POUPANÇA NACIONAL
EM BENEFÍCIO DA COLECTIVIDADE,
POR MEIO DOS CERTIFICADOS DE AFORRO


Brochura promocional da Junta do Crédito Público, que anuncia as vantagens dos recém-criados Certificados de Aforro:

«Quis-se preencher, por meio dos certificados de aforro, uma lacuna de há muito verificada, e que se traduz na fuga ou quiçá no desinteresse das pequenas economias pelo rendimento comercial dos dinheiros resultantes da poupança, conseguida muitas vezes à custa de tantos sacrifícios.
Sente-se e é notório o afastamento da circulação real de vários capitais, amealhados ou entesourados, à maneira antiga, nas impenetráveis burras à prova de fogo, ou mais poèticamente, em esconderijos cujo segredo passa de geração em geração ou ainda guardados na palha dos colchões, em pés-de-meia ou em panelas de barro, algumas vezes cautelosamente emparedadas.
Esse dinheiro, ciosamente imobilizado na melhor das intenções, previdentemente guardado para as incertezas do dia de amanhã, não vê a luz do sol nem se lhe dá o calor da utilidade para que foi criado no interesse de cada um, seu possuidor, em particular, e da comunidade em geral; torna-se, na conjectura económica, um elemento de perturbação e transforma afinal, em improdutiva avareza, um belo sentimento de previdência que está na base da poupança e que bem entendido, deve ser estimulado e acarinhado como factor de riqueza nacional.»
Etc.

Comparar aqui com a descrição actual do IGCP.

Raro folheto de 8 páginas + capa ilustrada. Agrafado. 10,5 x 15 cm. Composto e impresso na Tipografia Portuguesa, Lisboa, 1961.

Preço: 10 euros.


 


A MORTE DUM CAIXEIRO VIAJANTE

algumas conversas particulares em dois actos e um «requiem»

ARTHUR MILLER


Título original: Death of a Salesmen. 4.ª edição. Nota inicial e versão portuguesa de JOSÉ CARDOSO PIRES e VICTOR PALLA. Capa de Figueiredo Sobral. Ilustrado com fotografias extra-texto de uma representação da peça pelo Teatro Experimental do Porto (TEP). 188 páginas. 11 x 16 cm. N.º 8 da Colecção Três Abelhas, das Publicações Europa-América, Lisboa, 1963.

Preço: 8 euros.



OS VINTE ANOS DE ROSA


LUÍSA ALCOTT


Título original: Rose in Bloom. Adaptação de M. F. [Manuel de Azevedo Fialho]. Capa e ilustrações de Figueiredo Sobral. 239 páginas. 12,5 x 19 cm. N.º 35 da colecção Biblioteca das Raparigas, da Portugália Editora, Lisboa, [s.d.], mas anterior a 1964, data da 2.ª edição. Usado.

Preço: 6 euros.



CHORA, TERRA BEM AMADA!


ALAN PATON


Título original: Cry, Beloved Country. Tradução de A. dos Santos Matias. N.º 16 da colecção Século XX, Lisboa: Publicações Europa-América, Junho de 1958. Brochado. 412 páginas. 14,5 x 18,5 cm. Capa de Figueiredo Sobral.

Preço: 10 euros.



SEMENTES DO TERÇO


DOMINGOS CARVALHO


Contos. Capa e ilustrações de Figueiredo Sobral. 120 páginas. 12 x 19 cm. Assinatura de posse da escritora Hortense de Almeida. Manuseado. Lombada escurecida e fendida. Lisboa: edição do autor, 1956.

Preço: 7 euros.


 


GUILLAUME TELL

ou
LA SUISSE LIBRE

FLORIAN


Primeira edição desta obra póstuma de Jean Pierre Claris de Florian (1755-1794), precedida do discurso de recepção do autor na Academia Francesa, de uma vida do autor, por JAUFFRET, de alguns dispersos inéditos, e de uma gravura, a par do rosto. 197 páginas (primeiras 36 com numeração romana, as restantes numeradas com algarismos árabes, começando no número 37). Encadernação inteira de pele com dois rótulos na lombada, gravada a ouro. Algum desgaste nas extremidades. 8,5 x 14 cm. Miolo aparado. Corte das folhas carminado (sumido). No geral, bom exemplar. Paris: de L’Imprimerie de Guilleminet, à la Librairie Économique, 1801.

Preço: 50 euros.



EPISODIOS DOMINICANOS

LA CONSPIRACIÓN DE LOS ALCARRIZOS


MAX HENRÍQUEZ UREÑA


1.ª edição. Exemplar autografado pelo autor com dedicatória ao antigo embaixador Luís Norton. 335 páginas. 13 x 19,5 cm. Lisboa: edição do autor, 1941. Óptimo estado de conservação.

Max Henríquez Ureña (1885-1968), diplomata e escritor dominicano, filho da poetisa Salomé Ureña e irmão do ensaísta e pedagogo Pedro Henríquez Ureña, desempenhou vários cargos no governo do ditador Rafael Trujillo, entre as décadas de 1930 e 1950, no país e no estrangeiro, razão pela qual a lista dos locais de publicação das suas obras é variada: Valladolid, Santiago de Cuba, Havana, Paris, Madrid, Buenos Aires, México, Rio de Janeiro, Lisboa.

La Conspiración de Los Alcarrizos, episódio ocorrido durante a ocupação haitiana do país (1822-1824), é a segunda de quatro novelas denominadas «Episodios Dominicanos», onde Ureña narra a história da independência da República Dominicana na primeira metade do século XIX. A escrita do livro teve início em Londres, a 2 de Abril de 1939, e terminou em Lisboa, a 10 de Outubro de 1940. Composto e impresso pela Sociedade Industrial de Tipografia (ao Carmo).

Preço: 30 euros.