Coristas — 1941

[17Ago20]

cori1


CORISTAS

Comédia em 3 Actos

ARMANDO VIEIRA PINTO


O autor [Viana do Castelo, 1906 – Lisboa, 1964] foi jornalista, dramaturgo, letrista de fado, argumentista, realizador.

Antecede a peça com um prefácio sobre o processo de escrita de teatro, o público e a crítica. Segue-se a lista das personagens e actores que as representaram na noite de estreia a 27 de Março de 1942, no Teatro Nacional D. Maria II.

Exemplar com assinatura de posse, a lápis, datada, de José Palla e Carmo [o “humorista” José Sesinando], que sublinhou a seguinte passagem do prefácio (pág. 7):

Para que de uma obra risonha possam tirar-se conclusões sérias, são necessários um certo poder de raciocínio imediato e um profundo sentido do humor. Nem uma nem outra destas qualidades, infelizmente, são peculiares ao nosso público.

Na (colecção) Biblioteca Teatral “Teatro do Povo”. Desenho da capa não assinado. 173 páginas. 18,5 x 13 cm. Lombada amarelecida e corte superior das folhas escurecido. Miolo limpo. Porto: Livraria Tavares Martins, 1941.

Preço: 15 euros.


 

PassosTrilogia


PARALELO 42

1919

DINHEIRO GRAÚDO


JOHN DOS PASSOS


Conjunto completo dos romances que compõem a «Trilogia U.S.A.»: Paralelo 42 (com prefácio do autor e tradução de Hélder de Macedo), 1919 e Dinheiro Graúdo (traduções de Daniel Gonçalves). Capas de João da Câmara Leme.

3 volumes brochados (maioria dos cadernos por abrir). 416+464+584 páginas. 21,7 x 14,8 [x 14] cm. Colecção Os Romances Universais, n.ºs XXXI, XXXVII e XXXVIII. Lisboa: Portugália Editora, 1967. Bom estado geral.

Preço: 40 euros.


U.S.A. é a fatia de um continente. U.S.A. é um grupo de sociedades anónimas de responsabilidade limitada, alguns sindicatos, um sistema de leis encadernadas em carneira, uma rede radiofónica, uma cadeia de cinemas, uma coluna de cotações da Bolsa apagadas e rescritas num quadro preto pelo contínuo da Western Union, uma biblioteca pública cheia de jornais velhos e livros de história amarrotados, com protestos escritos a lápis nas margens. U.S.A. é o maior vale do mundo, franjado de montanhas e colinas. U.S.A. é uma colecção de funcionários gabarolas com contas de banco a mais. U.S.A. é uma quantidade de gente enterrada nas suas fardas no cemitério de Arlington. U.S.A. é as letras no fim de uma direcção quando se está no estrangeiro. Mas, principalmente, U.S.A. é o falar do povo. [do prefácio]

 


ODES


KEATS


Inclui as odes “a uma urna grega”, “à melancolia”, “à indolência”, “ao Outono” e “a um rouxinol”.

Tradução e prefácio-ensaio (págs. 11-26) de Fernando Guimarães.

Assinado pelo tradutor com dedicatória a Jorge Listopad, autor da capa. Número 2 da colecção Origem (primeiro título foi de Listopad), da Livraria Sousa & Almeida, Porto, [Julho de] 1960. Com 47+(9) páginas, e 19,3 x 12,5 cm. Com uma fotografia da máscara mortuária de Keats. Exemplar estimado.

Preço: 22 euros.