A GUERRA CIVIL DE ESPANHA


HELLMUTH GÜNTHER DAHMS


Título original: Der Spanische Bürgerkrieg (1962). Tradução portuguesa de Maria da Graça Cardoso. Ilustrado com 47 fotografias extra-texto, das agências de notícias EFE (Madrid) e Keystone (Paris). 347 páginas. 21 x 14,5 cm. Encadernação editorial, com a sobrecapa original em bom estado de conservação, salvo alguma perda de cor na lombada. Lisboa: Editorial Ibis, 1964 (dois anos antes da edição espanhola).

Preço: 15 euros.


 


A PSICOLOGIA DA INCOMPETÊNCIA DOS MILITARES


NORMAN F. DIXON


Título original: On the Psychology of Military Incompetence. Tradução de Calado Trindade, Helder Rodrigues, J. A. da Ponte Fernandes, J. M. Martins Dias, Luís Aranha, Manuela Palmeirim, Maria Cecília Colaço e Maria Sobral. 447 páginas. 21 x 13,5 cm. Colecção Viragem, n.º 18.  Manuseado; capa com pequenos defeitos e perdas de cor localizadas; miolo limpo e sólido. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1977.

Preço: 15 euros.


 


ARMAS DA GUERRILHA


JEAN-LOUIS BRAU


«Pela primeira vez na Europa, a nomenclatura precisa e pormenorizada das técnicas utilizadas, quer em África, quer no Vietname, quer, ainda, na América Latina.»

Dividido em 3 partes: Os Fundamentos da Guerrilha; O Guerrilheiro e as suas Armas; A Formação do Guerrilheiro.

Edição ilustrada com fotografias, desenhos, esquemas e tabelas. Tradução de Zarco Moniz Ferreira. 190 páginas. 20 x 14 cm. Bom exemplar. Lisboa: Ulisseia, [1974].

Preço: 40 euros.


 


CONTOS DESTA GUERRA


Contos de Isaak BABEL, Wanda WASSILEWSKA, Leónidas SOBOLEV, M. LOSCHENKO, Nikolai TIKHONOV, Vladimiro RUDENY, B. GALIN, A. GOROBOVA, S. WASHENTZEW, Boris YAMPOLSKY, A. SHAROV, W. ZALOBOTNIG, W. KOZHEVNIKOV, A. ISBACH e Z. ZLATOPOLSK.

Traduções de Ersílio Cardoso e Oldemiro César. 198 páginas. 19 x 13 cm. Bom exemplar. N.º 26 da Colecção Contos e Novelas da Editorial Gleba, Lisboa, 1946.

Preço: 12 euros.


Cenas vividas pelos que presenciaram, confrangidos, os horrores e brutalidades da invasão germânica; feitos heróicos dos que defendiam o solo abençoado onde nasceram e onde estavam enterrados os seus avós; engenhosos planos estratégicos de mulheres e crianças que ficavam à retaguarda, numa feroz resistência aos saques, às sevícias e à luxúria dos nazis […] Os seus autores, pertencentes à moderna geração eslava, devem ser quase totalmente desconhecidos em Portugal, mas há nestes contos a humanidade e o poder descritivo dum Gorky ou dum Dostoievsky, dum Korolenko ou dum Tolstoi, tanto do agrado dos nossos leitores.

 


PARAQUEDISTAS


CAPTAIN F. O. MIKSCHE


No Prefácio, o autor, oficial checo, dedica o livro «à memória dos camaradas, que deram a vida, em 1940, nos campos de batalha da França, combatendo contra o inimigo comum, o Fascismo Internacional.»

Título original: Paratroops. Prefácio do autor. Tradução: Almirante Alberto Aprá e Major Alexandre de Moraes. A obra abrange o período que vai da Guerra Civil de Espanha até à II Guerra Mundial (a decorrer aquando da escrita do livro) e analisa a evolução e diversos aspectos «tropas vindas do ar». O texto é complementado com mapas e diagramas, incluindo um desdobrável no final do livro. Brochado. 248+(4) páginas, com a maior parte dos cadernos por abrir. 19 cm x 13 cm. Bom estado geral. Lisboa: Livraria Popular de Francisco Franco, 1944.

Preço: 17 euros.


 


OS BUDAS

O CONTRABANDO DE ARMAS

FERRO ALVES


Investigação jornalística de época, de um episódio histórico de contrabando de armas entre Portugal e Espanha, envolvendo o chamado «Grupo dos Budas» — onde pontuava Jaime Cortesão — e a planificação da Revolta de 26 de Agosto de 1931.

Capas e miolo limpos, lombada amarelecida e com uma pequena mancha marginal. Bom exemplar. 157+(3) páginas. 19 x 12 cm. Lisboa: edição do autor, 1935.

Preço: 18 euros.