MEMÓRIAS DUM REVOLUCIONÁRIO

Subsídios para a História do Movimento de 28 de Maio


VIEIRA COELHO


Vieira Coelho fez parte do Comité Revolucionário, foi Governador Civil de Coimbra, e Santarém, tendo ainda sido Chefe de Gabinete do Ministro do Interior. Desvela neste seu testemunho de fim de carreira alguns preparativos, nomes e locais onde se planificou o golpe.

Exemplar com dedicatória autógrafa autoral ao seu «ilustre sucessor na 8.ª Conservatória, e colega sempre amigo e leal», na página de guarda, datada de 1953. Edição do autor, em Lisboa, 1951. Com 94 páginas (por abrir), e 20 x 13 cm. Em bom estado salvo picos ténues de oxidação na capa.

Preço: 35 euros.


“Revolucionário”, neste caso, com o sentido de participante na “Revolução Nacional”, nome pelo qual, até ao 25 de Abril, se referia o golpe de estado de 28 de Maio de 1926, que pôs termo à I República e abriu caminho ao futuro Estado Novo.

 


EPISODIOS DOMINICANOS

LA CONSPIRACIÓN DE LOS ALCARRIZOS


MAX HENRÍQUEZ UREÑA


1.ª edição. Exemplar autografado pelo autor com dedicatória ao embaixador Luís Norton. 335 páginas. 19,5 x 13 cm. Lisboa: edição do autor, 1941. Bom estado de conservação.

Max Henríquez Ureña (1885-1968), diplomata e escritor dominicano, filho da poetisa Salomé Ureña e irmão do ensaísta e pedagogo Pedro Henríquez Ureña, desempenhou vários cargos no governo do ditador Rafael Trujillo, entre as décadas de 1930 e 1950, no país e no estrangeiro, razão pela qual a lista dos locais de publicação das suas obras é variada: Valladolid, Santiago de Cuba, Havana, Paris, Madrid, Buenos Aires, México, Rio de Janeiro, Lisboa.

La Conspiración de Los Alcarrizos, episódio ocorrido durante a ocupação haitiana do país (1822-1824), é a segunda de quatro novelas denominadas «Episodios Dominicanos», onde Ureña narra a história da independência da República Dominicana na primeira metade do século XIX. A escrita do livro teve início em Londres, a 2 de Abril de 1939, e terminou em Lisboa, a 10 de Outubro de 1940. Composto e impresso pela Sociedade Industrial de Tipografia (ao Carmo).

Invulgar.

Preço: 45 euros.


 


POR LA CONCORDIA


FRANCISCO CAMBÓ


De Francesc Cambó y Battle (1876-1947), advogado e político, fundador da Liga Regionalista, Ministro do Fomento (1918) e da Fazenda (1921-1922), o «grande profeta fracassado do nacionalismo catalão». Edição de uma conferência do autor na Associación Catalanista de la Barceloneta, em Janeiro de 1923, anterior ao golpe de Estado de Primo de Rivera, em Setembro desse mesmo ano.

Segunda edição (prefácio datado de 1927). Com 211 páginas, e 15,7 x 12,3 cm. Lombada fendida, e com marcas de restauro. Miolo com picos de oxidação. Exemplar sólido. Madrid: Compañía Ibero-Americana de Publicaciones, [s.d.].

Preço: 18 euros.


 


L’ESPAGNE ET LE PORTUGAL

DEPUIS L’INVASION DES CARTHAGINOIS JUSQU’A NOS JOURS
AVEC UN CHAPITRE SPÉCIAL RÉSUMANT LES ANNALES DE
L’INQUISITION
EN ESPAGNE ET EN PORTUGAL

EMMANUEL RAYMOND


Emmnanuel Raymond é pseudónimo do escritor Léon Galibert (1803-1865?). Encadernação editorial. 191 páginas. 15 x 10 cm. É comum apontar o ano de 1862 como o de publicação da primeira edição desta obra, visto ser a última data referida no texto. Colecção Bibliothèque Utile, da Librairie Germer Baillière, Paris. [Será a 2.ª edição de 1885?].

Existe uma cópia digital integral desta precisa edição, a partir de um exemplar existente na Universidade de Califórnia.

Preço: 22 euros.


 


PRÉ-HISTÓRIA DE PORTUGAL


M. FARINHA DOS SANTOS


2.ª edição revista e actualizada. Dedicatória manuscrita do autor. Ilustrado com fotografias, da autoria de Manuel Leitão, C. T. North, C. Tavares da Silva, Carlos Ferreira de Almeida e J. Justo; e desenhos. Brochado. Usado e em bom estado. 21 x 14,5 cm cm. 175+(1) páginas. Colecção Biblioteca das Civilizações Primitivas. Lisboa: Editorial Verbo, [13 de Fevereiro de] 1974.

Preço: 17 euros.


 


TERESA


MIGUEL DE UNAMUNO


Primeira edição, de um dos livros menos vezes reeditados de Miguel de Unamuno, o último que escreveu e publicou antes do exílio forçado após o golpe militar de Primo de Rivera, em 1924.

Prosa e verso. Prólogo de Rubén Darío reproduz um artigo para o La Nácion, de Março de 1909. Com 227+(5) páginas, e 19,5 x 13 cm. Madrid: Renacimiento, [1924].

Com uma assinatura de posse rasurada no ante-rosto, a capa algo manuseada e a lombada fendida (defeitos visíveis nas fotografias). Volume intonso, com o miolo amarelecido.

Invulgar.

Preço: 40 euros.


 


poesia de

ANTÓNIO MANUEL COUTO VIANA

 


AINDA NÃO
ANTÓNIO MANUEL COUTO VIANA

Exemplar assinado pelo autor com dedicatória datada de 2010.

Último título de Couto Viana, editado no dia do seu 87.º aniversário, 24 de Janeiro de 2010. Capa de Juan Soutullo. Tiragem única de 300 exemplares. 52 páginas. 18 x 13 cm. Edição Averno 032. Bom exemplar. Lisboa: Averno, 2010.

Preço: 25 euros.


SOU QUEM FUI
Antologia Poética
ANTÓNIO MANUEL COUTO VIANA

Primeira edição. Com uma nota prévia do autor, escrita por ocasião dos 50 anos de poesia (1948-1998). Posfácio de João Bigotte Chorão. Na colecção Poesia, fundada por Luís de Montalvor. Capa com um desenho de Almada Negreiros. 193 páginas. 20 x 13,5 cm. Lisboa: Edições Ática, 2000.

Preço: 15 euros.


UMA VEZ UMA VOZ
POESIA COMPLETA 1948-1983
ANTÓNIO MANUEL COUTO VIANA

Assinado pelo autor com dedicatória de página inteira à «inteligência lucidíssima e esclarecedora» do crítico literário Álvaro Salema. Retrato do autor por Juan Soutullo. Prefácio de José Carlos Seabra Pereira. 476 páginas. 22 x 15,5 cm. Bom estado de conservação. Lisboa: Verbo, 1985.

Preço: 35 euros.


RETÁBULO PARA UM ÍNTIMO NATAL
ANTÓNIO MANUEL COUTO VIANA

Autografado pelo autor com dedicatória (datada) para a actriz Hermínia Tojal. Com um estudo introdutório de João Maia. Algumas manchas. Tiragem de 600 exemplares. 32+(8) páginas. 24 x 16,8 cm. Edição do autor, Braga, 1980.

Preço: 17 euros.


PONTO DE NÃO-REGRESSO
ANTÓNIO MANUEL COUTO VIANA

Poemas datados 1977-1980, antecedidos por um estudo de cerca de 15 páginas da autoria de Franco Nogueira. Capa de Vítor Luís, com um desenho de Juan Soutullo. 115 páginas. 21 x 15 cm. Tiragem de 500 exemplares. Impecável estado de conservação, conserva a cinta original em bom estado. Braga: Editora Pax, 1982.

Preço: 15 euros.


 


ensaios de

ANTÓNIO MANUEL COUTO VIANA

 


 
AS (E)VOCAÇÕES LITERÁRIAS
ANTÓNIO MANUEL COUTO VIANA

Crónicas, «memórias e esboços de estudos literários», anteriormente publicados em jornais e revistas, sobre autores com os quais Couto Viana conviveu ou sentiu afinidades literárias, dando primazia aos poetas:

Afonso Lopes Vieira, Alberto d’Oliveira, Alfredo Pimenta, Alfredo Serrano, Álvaro Benamor, Américo Cortez Pinto, António Alves Martins, António Corrêa d’Oliveira, António Patrício, Augusto Lima, Azinhal Abelho, Blanco-Amor, Camilo Castelo Branco, Eça de Queiroz, Ernesto Sardinha, João de Deus, Francisco de Almeida, João da Rocha, João Verde, José de Almada Negreiros, José Bruges, José Régio, Júlio Brandão, Manuel Lereno, Odylo Costa, Filho, Teixeira de Pascoaes, Teófilo Carneiro, Vasco de Lima Couto e Vitorino Nemésio.

O livro termina com alguns textos mais generalistas: Cancioneiros Galantes, A Poesia Viaja de Comboio, Os Poetas e o Comércio, Poesia Militante, A Sátira à Política na Poesia Portuguesa, e Queixas contra a Inglaterra na Poesia Portuguesa.

255 páginas. 21 x 15 cm. Edição do autor, Lisboa, 1980. Bom exemplar.

Preço: 12 euros.


 
AS “FUNÇÕES” PATRIÓTICAS DO ABADE DE LOBRIGOS
ANTÓNIO MANUEL COUTO VIANA

Autografado com dedicatória do autor ao poeta minhoto João Marcos. Separata de Estudos Regionais, vol. 18. 12 páginas. 23 x 17 cm. Viana do Castelo: Centro de Estudos Regionais, 1997.

Preço: 15 euros.


 
UM PASSEIO CULTURAL NA POESIA DE ANTÓNIO FERREIRA
ANTÓNIO MANUEL COUTO VIANA

Palestra proferida em 2 de Março de 1996 na Sede da Casa do Concelho de Ponte de Lima. Ilustrado com fotografias. 32 páginas. 23 x 16 cm. Lisboa: Casa do Concelho de Ponte de Lima, 1996.

Preço: 10 euros.


 
VIANA NA POESIA DE MARIA MANUELA COUTO VIANA
ANTÓNIO MANUEL COUTO VIANA

Autografado com dedicatória do autor ao poeta minhoto João Marcos. Retrato da poetisa por Carlos Carneiro. Separata de Estudos Regionais, vol. 21. 16 páginas. 23 x 17 cm. Viana do Castelo: Centro de Estudos Regionais, 2000.

Preço: 15 euros.


 
JÚLIO DE LEMOS
NUM RETRATO BREVE E LEVE
ANTÓNIO MANUEL COUTO VIANA

Conferência proferida nos antigos Paços do Concelho de Viana do Castelo, na noite de 7 de Setembro de 1978, no início das comemorações do centenário do nascimento de Júlio de Lemos.

Ilustrado com retratos e caricaturas do Conde d’Aurora, António Feijó, António de Cardiellos, Cláudio Basto, Trindade Coelho e Júlio de Lemos; por M. Couto Viana, Abel Manta, Sanches de Castro, Bordalo Pinheiro e Araújo Soares.

44+(4)páginas. 20,8 x 12,2 cm. Capa com manchas leves, manuseada; miolo limpo. Colecção Campo Livre n.º 10. Lisboa: Edições do Templo, 1979.

Preço: 12 euros.


 


EL ALMENDRO Y LA ESPADA

POEMAS DE PAZ Y GUERRA


CONDE DE FOXÁ


Poemas de paz e de guerra, de Agustín de Foxá Torroba, Conde de Foxá (1903 – 1959), uma parte dos quais sobre a guerra civil espanhola; refira-se ainda a presença de um Canto a Roma dedicado a Mussolini. Foxá foi jornalista e diplomata falangista, e nas letras destacou-se também como autor de ficção científica.

Capa e desenhos de Jesús Olasagasti (1907 – 1955). Assinatura de posse, a lápis, na capa, do embaixador Luís Norton. Capa com algumas manchas de humidade, e interior impecável, em excelente papel. Intonso. 119 páginas. 21 x 14,5 cm. San Sebastian: Editora Internacional, 1940.

Preço: 25 euros.



10 POESIAS SOBRE A GUERRA CIVIL ESPANHOLA


AGUSTÍN DE FOXÁ


Versão portuguesa de António Manuel COUTO VIANA, que assina uma «sentimental» nota introdutória sobre poetas nacionalistas esquecidos. Com 4 extra-textos, ilustrações de Juan Soutullo, em papel couché. [8]+43+(1) páginas. 23,5 x 16,5 cm. Papel superior. Pequena mancha na capa. Bom estado. Invulgar. Coimbra: Cidadela, 1972.

Preço: 25 euros.


 


ALBA DE ALJUBARROTA

EL ADVENIMIENTO DE LA CASA DE AVIZ

MARQUÉS DE QUINTANAR


Autografado pelo Marquês de Quintanar com dedicatória ao embaixador Luís Norton, «recordando mi gran amistad con Eugénio de Castro».

Conferencia leída por su Director, el Excmo. Sr. Marqués de Quintanar, en la sala de San Quirce, el 14 de Agosto de 1946.

38 páginas e uma árvore genealógica (desdobrável, 24 x 44 cm) no final, com as origens das Casas de Avis e Bragança. 24 x 17 cm. Manchado nas capas e páginas adjacentes. Segovia: Universidad Popular Segoviana, 1946.

Preço: 20 euros.


 


BISMARCK

ARTÍFICE DE LA TERCERA REPÚBLICA FRANCESA

MARQUÉS DE QUINTANAR


Exemplar autografado pelo autor com dedicatória ao embaixador português Luís Norton, «querido amigo». Prólogo de Ramiro de Maetzu. Brochado. 221 páginas. 20,5 x 14,5 cm. Madrid: Cultura Española, 1936.

Ramiro de Maeztu, assassinado poucos meses após a publicação deste livro, e o Marqués de Quintanar [Fernando Gallego de Chaves Calleja, 1889-1974, Conde de Santibáñez del Río, «amigo fraternal» de António Sardinha e dos integralistas portugueses] foram ambos colaboradores próximos de Primo de Rivera durante a Ditadura. Após a queda da Monarquia e o advento da Segunda República fundaram a revista nacionalista Acción Española (1931-1937), propalado veículo reaccionário de ideias tradicionalistas, anti-liberais, anti-democráticas e anti-parlamentares.

Preço: 30 euros.