Instruções Secretas para a Subversão da Sociedade Moderna — 1977

[27Nov20]


LIVRO NEGRO

INSTRUÇÕES SECRETAS PARA A SUBVERSÃO DA SOCIEDADE MODERNA


TITO KOWALSKI


[Pseudónimo não identificado de autor português.] Começando por justificar uma afirmação de Álvaro Cunhal, após encontro com Georges Marchais, de que «o eurocomunismo não se aplica em Portugal», o texto parte para a análise de alguns comunismos europeus (Itália, França, …), antes de uma digressão pela história recente de algumas insurreições armadas, e a sua sustentação teórica em diversos autores, de uma forma não muito clara (vide índice ↑). As instruções são, principalmente, tópicos.

Capa de V.M. 73+(7) páginas. 20,8 x 14,7 cm. Selo e etiqueta destacável, na guarda, da agência de jornais Jornália, nas Caldas da Rainha. Capa com marcas de manuseio, miolo limpo: bom exemplar. Impresso na Tipave, em Aveiro. Queluz: Literal, 1977.

Preço: 17 euros.