CALENGA


CASTRO SOROMENHO


Contos. Primeira edição, com dedicatória datada ao jornalista Mário Rocha, à época n’O Século Ilustrado.

Capa e ilustrações de Manuel Ribeiro de Pavia. Prefácio de Arthur Ramos. Brochado. 231+(9) páginas. Alguns cadernos por abrir. 19,2 x 12,5 cm. Capa com pequenas manchas, visíveis na fotografia, e lombada amarelecida. Contracapa com mínimas marcas de bicho de papel, pouco perceptíveis. Exemplar interessante. Lisboa: Editorial Inquérito, 1945.

Preço: 40 euros.


 


LIVRO DE HISTÓRIAS


JOÃO UBALDO RIBEIRO


Assinado pelo autor na página de ante-rosto.

Contos. Primeira edição em Portugal, em Dezembro de 1982. Prefácio de Jorge Amado. Capa de José Pinto Nogueira. Fotografia da contracapa de Joaquim Lobo. 175 páginas. 20,5 x 14 cm. Bom estado de conservação. Lisboa: Edições O Jornal, 1982.

Preço: 30 euros.


 


RIACHO DOCE


JOSÉ LINS DO REGO


1.ª edição. Romance. Brochado. 372 páginas. 19 x 12,5 cm. Capa do pintor Santa Rosa. Em estado de conservação satisfatório, com picos de oxidação em algumas páginas. Rio de Janeiro: Livraria José Olympio Editora, 1939.

Em conjunto com:

Cadernos de Divulgação Luso-Brasileira, n.º 10, dedicado a José Lins do Rego, da autoria de Victor Santos. Exemplar assinado pelo autor com dedicatória. 14 páginas, 18,5 x 13 cm. Manuseado e com picos de oxidação. Lisboa: Livraria Portugal, s. d.

Preço: 24 euros.


 


CURSO DE ROMANCE

Conferências Realizadas na Academia Brasileira de Letras

Com ensaios de Menotti del Picchia, Peregrino Júnior, Osvaldo Orico, Múcio Leão, Cassiano Ricardo, Austregésilo de Athayde e Cláudio de Souza, e um texto de apresentação do presidente Aníbal Freire.

234 páginas. 24 x 16,5 cm. Exemplar sólido, e de miolo limpo. Lombada com defeitos (amarelecida, pequenas falhas de papel). Capa com marcas superficiais de bicho de papel, junto à margem inferior. Rio de Janeiro: Academia Brasileira de Letras, 1952.

Preço: 15 euros.


 


A BORBOLETA AMARELA


RUBEM BRAGA


60 crónicas. 3.ª edição. 214 páginas. 21 x 14 cm. Lombada amarelecida e com vincos de leitura. Assinatura de posse no pé da página de guarda. Rio de Janeiro: Editôra do Autor, 1963.

As crónicas deste livro foram todas publicadas, entre Janeiro de 1950 e dezembro de 1952, no Correio da Manhã, do Rio, e em vários jornais dos Estados.

Preço: 15 euros.



O HOMEM ROUCO


RUBEM BRAGA


40 crónicas. 2.ª edição. Capa de José Medeiros («Image»). 191 páginas. 21 x 14 cm. Capa com pequenos defeitos. Assinatura de posse no pé da página de guarda. Rio de Janeiro: Editôra do Autor, 1963.

As crónicas juntadas foram quase todas publicadas no Diário de Notícias, do Rio, e a seguir na Folha da Noite, de S. Paulo, Folha da Tarde, de Pôrto Alegre, e Diário da Noite, do Recife. As outras saíram no suplemento literário do Diário Carioca, e mais no Correio Paulistano, Revista do Globo, de Pôrto Alegre, e Jornal do Comércio, do Recife. Tôdas foram escritas entre abril de 1948 e julho de 1949; estão arrumadas em ordem cronológica. A selecção foi feita pelo autor, com ajuda de Fernando Sabino.

Preço: 15 euros.



AI DE TI, COPACABANA!


RUBEM BRAGA


60 crónicas. 2.ª edição. Capa de Bea Feitler. 222 páginas. 21 x 14 cm. Capa com pequenos defeitos. Assinatura de posse no pé da página de guarda. Rio de Janeiro: Editôra do Autor, 1960.

As crónicas deste livro foram escritas de abril de 1955 a fevereiro de 1960. Nesse período o cronista mudou de jornal: do Correio da Manhã foi para o Diário de Notícias e deste para O Globo. Também mudou de revista, saindo de Manchete para o Mundo Ilustrado e voltando depois para Manchete.

Preço: 15 euros.


 


EXPEDIÇÕES CIENTÍFICO-MILITARES
ENVIADAS AO BRASIL


SOUSA VITERBO


Primeira reunião deste importante conjunto de cerca de 164 biografias, e bibliografias — de cientistas, arquitectos, cartógrafos, desenhadores, engenheiros, fortificadores e naturalistas portugueses ou que, ao serviço de Portugal, trabalharam no Brasil —, inicialmente publicadas dispersas na Revista Militar, entre 1893 e 1895.

Coordenação, aditamentos e introdução de Jorge Faro. Em 2 volumes, de 175 + 142 páginas, e 18 x 13 (x 2) cm. Ambos os volumes com o miolo limpo, e as capas e lombadas com pequenas manchas e marcas de bicho de papel. Impressos na Neogravura, Lisboa, para as Edições Panorama, em 1962.

Preço: 28 euros.


 


O BRASIL DE HOJE


MAJOR ALEXANDRE DE MORAIS


Homem do Regime — autor de um volume de crónicas militares da Guerra Civil de Espanha (vista pelo prisma franquista), do Manual do Legionário, do Manual da Mocidade Portuguesa, das Leis do Exército Novo, e de algumas obras sobre aspectos militares da II Guerra Mundial — Alexandre de Morais retrata nesta obra o Brasil da época (início da década de quarenta), nos seus aspectos geográficos, históricos, políticos, económicos, militares (e beligerantes). O mote parece ter sido a entrada do Brasil na II Guerra Mundial, contra a Alemanha e a Itália, por força dos ataques infligidos pelos países do Eixo à frota mercante brasileira.

Obra completa em 2 volumes, ilustrados com fotografias, tabelas e mapas, de 244 e 286 páginas (maioria por abrir), e 19 x 13 (x 4) cm. Capas com pequenas manchas, lombadas amarelecidas, miolo de ambos os volumes limpo. Lisboa: Edições Universo, 1943.

Primeiro volume autografado pelo autor com dedicatória ao «velho e querido amigo» Andrade e Sousa.

Preço: 27 euros.


 


O RIO DE JANEIRO NO SÉCULO XVI


JOAQUIM VERÍSSIMO SERRÃO


Obra completa em 2 volumes, sendo o primeiro uma monografia histórica, que «trata do sítio da Guanabara desde as primeiras viagens dos navegadores portugueses, traçando depois a história da cidade de S. Sebastião, até aos fins do século XVI», com um índice onomástico e geográfico de 45 páginas; e o segundo volume uma colecção de documentos colhidos na Torre do Tombo, Arquivo Histórico Ultramarino e Biblioteca da Ajuda, para uso futuro dos historiadores.

252 + 167 páginas. 25 x 18 (x 3) cm. Bom estado de conservação. Uma edição da Comissão Nacional das Comemorações do IV Centenário do Rio de Janeiro, Lisboa, 1965.

Preço: 24 euros.


 


SANTARÉM

HISTÓRIA E ARTE

JOAQUIM VERÍSSIMO SERRÃO


Capa de Eduardo Rosa Mendes. Prefácio do Presidente da Comissão de Turismo, Joaquim Augusto de Barros e Mattos. Ilustrado com inúmeras fotografias e desenhos, e um mapa desdobrável. 78+(6) páginas. 22,5 x 15,5 cm. Bom estado de conservação, embora a lombada, originalmente sem texto, possua o título manuscrito (em parte sumido) por anterior proprietário. Santarém: Comissão Municipal de Turismo de Santarém, 1951.

De notar que tanto o historiador Joaquim Veríssimo Serrão, autor do texto, como o pintor Rosa Mendes, autor do desenho da capa, são naturais de Santarém.

Preço: 17 euros.