PALAVRAS LOUCAS — 1894 — Alberto d’Oliveira

[02Jul21]


PALAVRAS LOUCAS


ALBERTO D’OLIVEIRA


Primeira Edição. Segundo livro do autor. Encadernação sólida, com a lombada em pele, cansada nas arestas e com pequenas falhas, a maior das quais à cabeça da lombada, visível numa das fotografias. Sem capas de brochura. Miolo aparado, maioritariamente limpo, salvo primeiras e últimas páginas (ante-rosto escurecido e rosto manchado). Retrato do autor a par do rosto assinado “[?]. Costa”. Com [2]+viii+273+(7) páginas e 22 x 14 cm. Coimbra: F. França Amado, 1894.

É a obra Palavras Loucas, de 1894, que espoleta todo este movimento que politicamente atribuía à descentralização (através do municipalismo e do regionalismo) o papel fundamental de despertar a Nação. Aí se faz, dentro do mesmo espiríto, o elogio da língua portuguesa e de António Nobre (de quem o autor era amigo íntimo). [DCAP]

No final do volume, o registo de que o exemplar constituiu o lote 1958 do Leilão C. Ferreira Borges, sessão de 5-XII-1930, com uma etiqueta e um recorte da descrição do catálogo, como “Camiliana”.

Preço: 22 euros.


 

%d bloggers like this: