HISTÓRIAS À MARGEM DE UM SÉCULO DE HISTÓRIA


F. KEIL DO AMARAL


Livro de “memórias da família” do arquitecto Francisco Keil do Amaral (1910-1975), publicado na Biblioteca de Estudos sobre a Sociedade e a Cultura Portuguesas, secção I, n.º 6, da editora Seara Nova, Lisboa, 1970. Capa de Guilherme Lopes Alves. 242 páginas. 22 x 14 cm. Bom estado geral.

Assinado pelo autor com dedicatória datada de 1970.

Preço: 25 euros.


 


SUBSÍDIOS PARA O CONHECIMENTO DA ILHA DA MADEIRA, COLIGIDOS NO ELUCIDÁRIO MADEIRENSE, E ILUSTRADOS POR PITUM, EM 1969


PITUM KEIL DO AMARAL


Prefácio do autor, Francisco Pires Keil do Amaral (Pitum). Com dezenas de ilustrações de página inteira. Brochado. 106-(6) páginas. 22 x 17 cm. Capa com pequenos defeitos e um rabisco de esferográfica, pouco incomodativo. Miolo limpo. Mantém-se um bom exemplar, de uma obra invulgar [e cujo contexto o autor explicou aqui]. Funchal: Edição do autor, 1970.

Preço: 35 euros.


 


O TRAJO DO ARQUIPÉLAGO DA MADEIRA


VISCONDE DO PORTO DA CRUZ


«Os homens conservam os fatos de serguilha a que adicionaram já o casaco da mesma fazenda, para os dias festivos, o barrete de lã com orelhas ou o chapéu preto redondo e com abas largas. (…) Algumas mulheres dos campos, mais próximos da cidade ou das grandes vilas da Madeira, já usam mantilhas de renda escura para a missa ou para as festas, tendo abandonado os lenços, os chailes e a bota-chã

Opúsculo ilustrado a preto, no texto, e com uma estampa colorida em extra-texto: «florista madeirense com o trajo regional». [2]-15-(1) páginas. 23 x 16 cm. Bom estado. Impresso em Aveiro. Edição do Autor, 1954.

Preço: 17 euros.


 


TROVAS & CANTIGAS DO ARQUIPÉLAGO DA MADEIRA


VISCONDE DO PORTO DA CRUZ


«Não se julgue que é fácil estudar o folkelore do Arquipélago da Madeira. O camponês madeirense, o vilão, é extremamente desconfiado e foge a dar informes sobre o seu modo de viver e muito em especial sobre os originalíssimos costumes que, através dos séculos, avaramente tem conservado. Se é colhido de surpresa e nota que por qualquer forma originou interesse, ou mera curiosidade, procura logo despistar, para se pôr a coberto… É a própria experiência que me autoriza a fazer esta afirmação.»

Opúsculo ilustrado. 29-(5) páginas. 23 x 16 cm. Lombada com imperfeições. Miolo limpo. Impresso em Aveiro. Edição do Autor, 1954.

Preço: 18 euros.


 


UMA HORA D’ANTO


FELICIANO SOARES


No Funchal – Ilha da Madeira, na inauguração do busto do Poeta, pela Câmara Municipal. Com informação sobre a vida de António Nobre, particularmente os dezoito meses que passou na Madeira, e fotografias (da casa onde habitou, reprodução de um autógrafo que deixou, etc.).

Exemplar com dedicatória sentida de Feliciano Soares, «para a querida Purificação», datada de Maio de 1942, na página de guarda.

Ilustrado com fotografias, e fac-similes de manuscritos. Brochado [4]-41-(3) páginas. 24,3 x 17,5 cm. Ocasional foxing. Bom estado geral. Edição da Câmara Municipal do Funchal, 1941.

Preço: 24 euros.


 



ANTÓNIO NOBRE


2.ª edição, revista, aumentada e ilustrada. Edição de 3.000 exemplares, correcta e augmentada, em papel couché, com desenhos de Eduardo Moura e Júlio Ramos, e o retrato do poeta d’après Thomaz Costa.

Meia encadernação de pele de manufactura recente, em muito bom estado de conservação, com nervos e dois rótulos. Sem capas de brochura. 172+(6) páginas. 21,5 x 11,5 cm. Impresso em Paris. Lisboa: Guillard, Aillaud & C.ª, 1898.

Preço: 130 euros.


 


NACIONALISMO E NACIONALISTAS NA MADEIRA NOS ANOS TRINTA (1928-1936)


EMANUEL JANES


Dissertação de Mestrado em História Contemporânea na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Com capítulos dedicados a Fernão Favila Vieira, Manuel de Gouveia e Freitas, Luís Viera de Castro e Ernesto Gonçalves, entre outros.

Ilustrado. Brochado. 260 páginas. 23 x 16 cm. Bom estado. Colecção Memórias, n.º 16. Funchal: Secretaria Regional do Turismo e Cultura / Centro de Estudos de História do Atlântico, 1997.

Preço: 15 euros.


 


ACHAS NA AUTONOMIA

VIAGEM AO INTERIOR DA FLAMA

LUÍS CALISTO


Revista ilustrada de 288 páginas e 29,5 x 25 (x 1) cm. Design de José Miguel Araújo e coordenação fotográfica de Rui Marote. Fotografia de Rui Marote, Manuel Nicolau, Agostinho Spínola e Artur Campos. Exemplar assinado com dedicatória datada de «95». Bom estado. Edição especial do Diário de Notícias da Madeira, Agosto de 1995.

Preço: 22 euros.


 


RIFONEIRO PORTUGUÊS


PEDRO CHAVES


2.ª edição, com «mais 3000 rifões» relativamente à primeira. Prefácio do autor inclui o prefácio da primeira edição. Brochado. 452 páginas. 20 x 13 cm. Marcas de uso ligeiras. Bom estado geral. Colecção Folclore e Pedagogia, n.º 3. Porto: Editorial Domingos Barreira, [1945].

Preço: 30 euros.


 


FALARES DA ILHA

DICIONÁRIO DA LINGUAGEM POPULAR MADEIRENSE


ABEL MARQUES CALDEIRA


2.ª edição, com cerca de 1000 novos vocábulos e expressões. Prefácio de Emanuel Paulo Ramos e estudo linguístico de José Neves Henriques. Brochado. 248 páginas. 20,5 cm x 14,5 cm. Capa com ligeiras marcas de uso. Bom estado geral. Funchal (Madeira): Editorial Eco do Funchal, 1993.

Preço: 18 euros.


 


TEMAS HISTÓRICOS MADEIRENSES


JOEL SERRÃO


Abrange o período histórico desde o início da colonização, em 1425, até 1640. Capa com pormenor do livro de receitas da Misericórdia do Funchal.

Brochado, 147-(1) páginas e 21 cm x 15 cm. Em bom estado. Colecção Atlântica n.º 2. Funchal: Região Autónoma da Madeira / Secretaria Regional do Turismo, Cultura e Emigração / Centro de Estudos de História do Atlântico, 1992.

Preço: 17 euros.