A ARTE DOS SURDOS-MUDOS — Ensaio Psychanalytico — 1939

[13Fev22]


A ARTE DOS SURDOS-MUDOS

ENSAIO PSYCHANALYTICO


YOLANDA MENDONÇA


Yolanda Mendonça foi «doutora pela Escola de Direito da Universidade do Rio de Janeiro e aluna de Porto Carrero na disciplina Psicopatologia Forense, professor considerado pela autora “a maior expressão científica em psiquiatria no Brasil, técnico por excelência em Psicanálise”. No final da década de 1930, Mendonça debruçou-se também sobre os desenhos de loucos, na Revista de Criminologia, examinando o desenho de uma interna do Hospital Nacional da Praia Vermelha sob o método psicanalítico. Nos anos seguintes seu interesse passou pela arte dos surdos-mudos, num pequeno livro de 1939, para estender -se à obra plástica e musical de cegos, histéricas e presidiários, numa obra sintomaticamente denominada Psicologia e arte nos anormais (1945). O procedimento de interpretação dessa produção não distava, de modo geral, do empregado por seus antecessores, submetendo todos aqueles tipos sociais a uma mesma leitura.» [daqui].

Ilustrado com diversos desenhos. Brochado. 116 páginas. 19,3 x 13 cm. Lombada com falta de papel (cerca de 1/7, junto ao centro, visível na fotografia supra). Alguns furos esparsos de bicho de papel no terço final do miolo. No geral, mantém-se um exemplar interessante, de uma obra invulgar. Rio de Janeiro: Norte Editora, 1939.

Preço: 24 euros.


 

%d bloggers like this: