BENEDETTO CROCE — O Que É Vivo e o Que É Morto na Filosofia de Hegel — 1933 — Tradução de VITORINO NEMÉSIO

[01Mar22]


O QUE É VIVO E O QUE É MORTO NA FILOSOFIA DE HEGEL


BENEDETTO CROCE


Tradução de Vitorino Nemésio. Brochado. 189,(3) páginas, por abrir. 19 x 12 cm. Rubrica de posse coeva a um canto do rosto. Lombada com perda ligeira de cor. No geral, um bom exemplar. Colecção Filósofos e Moralistas. Coimbra: Imprensa da Universidade, 1933.

Preço: 25 euros.


 

%d bloggers like this: