JORNAL O NEGRO


EDIÇÃO COMEMORATIVA DO 110.º ANIVERSÁRIO


Reedição histórica integral dos três únicos números publicados do jornal O Negro (Orgão da Associação dos Estudantes Negros, Lisboa, 1911), «o primeiro periódico editado de uma geração de activistas» que, cinco meses após a proclamação da República e durante os 22 anos seguintes, até à instauração do Estado Novo, se organizou «em torno do pan-africanismo, da luta contra o racismo e da reivindicação de direitos para os territórios colonizados».

Caderno de 16 páginas [pdf] — em envelope craft editorial — fac-simile aproximado ao tamanho original da publicação (42 x 29,7 cm) — três números de 4 páginas cada, seguidos das 4 páginas do ensaio ilustrado «Uma semente de um movimento negro silenciado», de Cristina Roldão, José Augusto Pereira e Pedro Varela. Editor: Ouvir e Contar, Associação de Contadores de Histórias. Publicação: Falas Afrikanas. Lisboa, 9 de Março de 2021.

Preço: 5 euros.


 


SERMÕES


PADRE ANTÓNIO VIEIRA


Nova Edição Completa dos Sermões do Padre António Vieira. Edição Popular em 15 volumes, cuidadosamente revista e impressa sobre a primeira edição compreendendo toda a obra oratória do genial pregador.

Prefaciado e revisto pelo Rev. Padre Gonçalo Alves. 15 volumes, em brochura, 20 x 13 cm cada (36,5 cm total na estante). Cerca de 6000 páginas [lxxx+320; 404; 310; 436; 416; 420; 408; 408; 416; 408; 380; 392; 384; 376; 416], e vários cadernos por abrir. Lombadas amarelecidas, e ocasionais manchas, leves. Volume I com pequenos defeitos na capa. Bom estado geral. Na colecção Obras Primas da Literatura Portugueza / Obras Completas do Padre António Vieira. Porto: Livraria Chardron, de Lello & Irmão, [1907-1909].

Preço: 180 euros.


 


VIDA DO VENERÁVEL PADRE
JOSÉ DE ANCHIETA


SIMÃO DE VASCONCELOS


Com um prefácio do Dr. Júlio Dantas. Obra reeditada (1.ª ed. 1672) por ocasião do quarto centenário da cidade de São Paulo (Brasil), cidade que terá sido fundada pelo padre Anchieta, num colégio jesuíta que também incluíria Manuel da Nóbrega. Retrato do biografado em couché, a par do rosto. Encadernação editorial que preserva capas de brochura, em bom estado geral ainda que com pequenas imperfeições na lombada. (6),446,(2) páginas. 19 x 13 cm. Porto: Lello & Irmão, 1953

Preço: 24 euros.


 


A MANUTENÇÃO MILITAR

1920-1921

RELATÓRIO DA GERÊNCIA

FRANCISCO DE PINA LOPES


O Major Francisco de Pina Lopes, com carreira militar preenchida de honras e louvores, destacou-se na organização administrativa — «modelar», segundo Gomes da Costa, e «com a mais severa economia e perfeição» —, tanto na Guarda Fiscal como na 1.ª Divisão do C.E.P., mas também, depois da Guerra, na Manutenção Militar. Foi eleito senador em 1915, e deputado em 1919, tendo exercido funções de secretário e relator de diversas comissões relativas a assuntos militares, fiscais e orçamentais. Finalmente, nos governos de António Maria Baptista e José Ramos Preto, foi Ministro das Finanças. Após passar à situação de licença ilimitada, em 1923, foi administrador da C.P. e de várias outras indústrias e bancos, nacionais e ultramarinos [GEPB, v. 21, pp. 690-691].

Este Relatório da Gerência da Manutenção Militar, correspondente ao biénio 1920-1921, é bom exemplo das ditas capacidades organizativas e administrativas de Pina Lopes, que procura ser «intérprete fiel e austero» do que observou, executou e fez executar, num momento orçamental difícil. Extenso e detalhado, com fotografias, desenhos e tabelas e mapas desdobráveis, pormenoriza secções, divisões, serviços, sucursais e depósitos, funções e vencimentos do pessoal, a instrução, o fardamento, a disciplina, os transportes ou a produção cerealífera. Destaque para o capítulo VIII, sobre a Greve dos Padeiros, p. 31-33.

Com 22 x 16,5 cm, e 78,[67],XXI,(3) páginas, contém 58 fotografias, desde a barbearia à biblioteca, passando pela marcha das operárias e o touro holandês da sucursal dos Olivais; 2 páginas com desenhos: a produção de pão e a produção de enchidos; 2 mapas desdobráveis e 2 tabelas desdobráveis. Bom estado de conservação.

Preço: 35 euros.



HISTÓRIA DE MOÇAMBIQUE

FORMAÇÃO E OPOSIÇÃO

1854-1918

RENÉ PÉLISSIER


Obra completa em 2 volumes. Algumas ilustrações a preto, no texto, de mapas e tabelas.

Brochados. 506,(2) e 607,(5) páginas. 21 x 14,5 (x 5,5) cm. Vinco leve de leitura na lombada do segundo volume. Bons exemplares. Colecção Imprensa Universitária, n.º 61 e n.º 62. Lisboa: Editorial Estampa, 1987-1988.

Preço: 35 euros.


 


TEMAS DE LINGUÍSTICA BANTA

APONTAMENTOS DE SINTAXE RONGA


RODRIGO DE SÁ NOGUEIRA


Brochado. 185 páginas. 25,5 x 19 cm. Capa com pequenas manchas marginais. Miolo limpo. No geral, bom exemplar. N.º 18 da colecção Estudos de Ciências Políticas e Sociais, série Temas de Linguística Banta, de Rodrigo de Sá Nogueira. Lisboa: Junta de Investigações do Ultramar, 1959.

Preço: 20 euros.



TEMAS DE LINGUÍSTICA BANTA

DA IMPORTÂNCIA DO ESTUDO CIENTÍFICO DAS LÍNGUAS AFRICANAS


RODRIGO DE SÁ NOGUEIRA


Brochado. 186 páginas, por abrir. 25,5 x 19 cm. No geral, bom exemplar. N.º 14 da colecção Estudos de Ciências Políticas e Sociais, série Temas de Linguística Banta, de Rodrigo de Sá Nogueira. Lisboa: Junta de Investigações do Ultramar, 1958.

Preço: 18 euros.


 


REVOLUÇÃO ANO I

ANTOLOGIA POÉTICA JUVENIL DE
S. TOMÉ E PRÍNCIPE


ANTÓNIO PINTO RODRIGUES (coord.)


Assinado, “com um abraço” e uma rubrica no topo do rosto, por António Pinto Rodrigues, coordenador da antologia, autor da introdução, das biografias de alguns poetas santomenses, e do texto final, «São Tomé e Príncipe, Resistência popular ao Fascismo e Colonialismo» (8 páginas).

Apreciação literária inicial de José Palla e Carmo.

Brochado. 100,(4) páginas. 20,8 x 15 cm. Bom exemplar. Lisboa: [s.e.], 1977.

Preço: 20 euros.


 


HISTÓRIA GERAL DAS GUERRAS ANGOLANAS

1680


ANTÓNIO DE OLIVEIRA DE CADORNEGA


Obra completa em 3 volumes, prefaciados, anotados e corrigidos por José Matias Delgado. Reproduz a edição de 1940, de um original do século XVII, dedicado a D. Pedro II.

Ilustrados em extra-texto couché com fac-similes do manuscrito e mapas, alguns desdobráveis.

Brochados. Com XX,629,(5)—(8),595,(5)—-XII,509,(5) páginas, por abrir. 21 x 16,4 (x 13) cm. Bom papel. Exemplares bem conservados. Lisboa: Agência-Geral do Ultramar, 1972.

Preço: 90 euros.