A POESIA DOS TROVADORES

(SÉCULOS XII-XV)

VITORINO NEMÉSIO


Primeira edição. Antologia com selecção e prefácio de Vitorino Nemésio. Alguns dos trovadores antologiados:

Pero Velho de Taveirós, D. Fernão Pais de Tamalancos, João Soaires Somesso, Martim Soares, Rui Pais de Ribela, Osoir’ Eanes, Nuno Eanes Cerzeo, D. Sancho I, D. Gil Sanches, Pai Soares de Taveirós, Vasco Gil, Rui Gonsalves de Porto-Carreiro, João Baveca, Rui Queimado, Pero Malfado, Juião Bolseiro, Bernardo de Bonaval, Pero da Ponte, João Garcia de Guilhade, Lourenço, D. João Peres de Aboim, D. João Soares Coelho, D. Afonso X de Castela (o Sábio), Pero Garcia Burgalés, Rodrigo Eanes Redondo, Fernão Rodrigues de Calheiros, Martim Codax, Mendinho, D. Gonçalo Eanes do Vinhal, Pai Gomes Charinho, Rui Fernandes, Fernão Forjaz, João Lopes de Ulhoa, João Zorro, Airas Nunes, Nuno Fernandes Torneol, João Airas (de Santiago), Martim Pedrozelos, Nuno Peres (ou Fernandes), Nuno Peres Sandeu, Pero de Viviães, Martim de Ginzo, Pedro Eanes Solaz, Pero Meogo, Fernão Rodrigues de Seabra, Pero de Veer, Vidal, D. Dinis, D. Afonso Sanches, Estevão Coelho, D. João Mendes de Briteiros, Fernando Esguio, Afonso Álvares de Villasandino, Gomez Manrique, Garci Fernandes de Gerena, Macias o Namorado, Marquês de Santanilha, Infante D. Pedro, Lais de Tristan e Lançarote.

Volume brochado. xxiv,220,(4) páginas. 21 x 15 cm. Lombada amarelecida e com mancha leve junto ao pé. Pequeno risco junto à margem lateral exterior da capa. Miolo limpo. Bom exemplar. Colecção Antologia da Poesia Portuguesa. Lisboa: Instituto para a Alta Cultura, 1950.

Preço: 35 euros.


 


O HOMEM SEM QUALIDADES

ESTUDO SOBRE ROBERT MUSIL

YVETTE KACE CENTENO


Dissertação de Licenciatura de Yvette K. Centeno em Filologia Germânica, na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, ano 1962/1963.

«Estudar Musil na obra é estudar o seu carácter de artista e de homem» (página 4).

Inclui apenso (1 página), o dactiloscrito policopiado do Regulamento dos “Prémios de Revelação” instituídos pela Sociedade Portuguesa de Escritores (extinta em 1965), com um sublinhado a lápis azul, na primeira linha do regulamente, onde se indica que o prémio é destinado à «revelação em livro de novos escritores».

Volume brochado. 148,(2) páginas (em 300, no total: impresso apenas nas páginas ímpares). 30 x 20,8 cm. Capa em cartolina preta, sem qualquer referência escrita ou impressa. Bom estado. Raro.

Preço: 60 euros.


 


ADAGIÁRIO POPULAR AÇORIANO


ARMANDO CORTES-RODRIGUES


Obra completa em 2 volumes, na Colecção Antília, dirigida por Natália Correia.

Prefácio editorial (pp. 9-23) não assinado. Nota prévia de José de Almeida Pavão. Arranjo gráfico de Armando Alves (em tudo semelhante ao que praticou, à época, na IN-CM).

Volumes brochados. 376,(8) e 318,(2) páginas. 23,7 x 14,8 (x 3,7) cm. Bom estado. Angra do Heroísmo: Secretaria Regional de Educação e Cultura, 1982.

Preço: 30 euros.


 


NOVA GRAMÁTICA PORTUGUESA


BENTO JOSÉ DE OLIVEIRA


Título completo: NOVA GRAMÁTICA PORTUGUESA, Acomodada aos Programas Oficiais, Para uso das escolas e dos institutos de ensino literário e dos que se habilitam para o majistério. 26.ª edição (sexta edição póstuma), emendada e acrescentada por A[ntónio] A[ugusto] Cortesão, bacharel formado em Medicina, sócio do Instituto de Coimbra, professor da Escola Normal do sexo feminino da mesma cidade, etc.

Assinado com dedicatória na página de ante-rosto, por António Augusto Cortesão — médico e filólogo, pai de Armando Cortesão e de Jaime Cortesão — ao primo Lourenço Cortesão. Possui ainda, em algumas páginas, anotações (relevantes) a lápis, coevas, que acrescentam exemplos, colocam questões e apontam gralhas tipográficas — seria interessante a comparação com a sequente edição de 1907.

Com um novo prefácio explicativo (2 págs.), de A. A. Cortesão, datado de Maio de 1904. Encadernação modesta, sem informação exterior, com sinais de uso. Sem capas de brochura. Guardas com foxing. Miolo no geral limpo. Usado, porém invulgar, com atributos singulares. 152 páginas. 21,8 x 13,5 cm. Coimbra: Francisco França Amado — Editor, 1904.

Preço: 24 euros.


 


PEQUENO DICIONÁRIO LUSO-BRASILEIRO DE

VOZES DE ANIMAIS

(ONOMATOPEIAS E DEFINIÇÕES)


JÚLIO DE LEMOS


1.º Suplemento. Com uma carta do escritor e etnógrafo suíço Will A. Oesch.

Brochado. 71,(5) páginas, por abrir. 25 x 18,5 cm. Bom estado. Edição de Álvaro Pinto (Revista de Portugal), Lisboa, 1951.

Preço: 12 euros.


 


TEMAS DE LINGUÍSTICA BANTA

APONTAMENTOS DE SINTAXE RONGA


RODRIGO DE SÁ NOGUEIRA


Brochado. 185 páginas. 25,5 x 19 cm. Capa com pequenas manchas marginais. Miolo limpo. No geral, bom exemplar. N.º 18 da colecção Estudos de Ciências Políticas e Sociais, série Temas de Linguística Banta, de Rodrigo de Sá Nogueira. Lisboa: Junta de Investigações do Ultramar, 1959.

Preço: 20 euros.



TEMAS DE LINGUÍSTICA BANTA

DA IMPORTÂNCIA DO ESTUDO CIENTÍFICO DAS LÍNGUAS AFRICANAS


RODRIGO DE SÁ NOGUEIRA


Brochado. 186 páginas, por abrir. 25,5 x 19 cm. No geral, bom exemplar. N.º 14 da colecção Estudos de Ciências Políticas e Sociais, série Temas de Linguística Banta, de Rodrigo de Sá Nogueira. Lisboa: Junta de Investigações do Ultramar, 1958.

Preço: 18 euros.


 


ETNOLOGIA DOS AÇORES


CARREIRO DA COSTA


Obra completa em 2 volumes. Edição póstuma. Organização, introdução e notas de Rui de Sousa Martins.

Ilustrados. Brochados. Com XXX,420,(8) e XXXVIII,424,(12) páginas. 24 x 17 (x 5,5) cm. Mínimos sinais de uso. Bom estado geral. S. Miguel: Câmara Municipal da Lagoa, 1989-1991.

Preço: 60 euros.


 


A REITERAÇÃO EM HÚMUS


MARIA ELISA DE MACEDO OLIVEIRA


Dissertação para licenciatura em Filologia Românica na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, com orientação de Jacinto do Prado Coelho e Ester de Lemos. Possui apensa uma folha manuscrita, não assinada, com apontamentos críticos a certas partes do texto, e uma ou outra nota a lápis, no texto.

Brochado. Ilustrado. (9),149 páginas. 29,5 x 21 cm. Bom estado geral. Invulgar. Lisboa: Faculdade de Letras, 1973.

em conjunto com:

HÚMUS
RAUL BRANDÃO
Textos Escolhidos. Apresentação crítica, selecção, notas e sugestões para análise literária de Vítor Viçoso. Colecção Textos Literários, com direcção e coordenação de Maria Alzira Seixo. Selo da Livraria Bestseller, no Centro Comercial Imaviz, em Lisboa. Lisboa: Seara Nova, 1973.

Preço: 27 euros.


 


LINGUAS D’AFRICA


LADISLAU BATALHA


Brochado. 62 páginas. 16,5 x 11 cm. Capas com pequenas falhas à cabeça e pé da dobra. Miolo com manchas leves, esporádicas. Amarelecido. Mantém-se um exemplar satisfatório.

Bibliotheca do Povo e das Escolas, 22.ª série, número 175, da Companhia Nacional Editora, sucessora de David Corazzi e Justino Guedes, Lisboa, 1889.

Preço: 15 euros.


 


RIFONEIRO PORTUGUÊS


PEDRO CHAVES


2.ª edição, com «mais 3000 rifões» relativamente à primeira. Prefácio do autor inclui o prefácio da primeira edição. Brochado. 452 páginas. 20 x 13 cm. Marcas de uso ligeiras. Bom estado geral. Colecção Folclore e Pedagogia, n.º 3. Porto: Editorial Domingos Barreira, [1945].

Preço: 30 euros.


 


FALARES DA ILHA

DICIONÁRIO DA LINGUAGEM POPULAR MADEIRENSE


ABEL MARQUES CALDEIRA


2.ª edição, com cerca de 1000 novos vocábulos e expressões. Prefácio de Emanuel Paulo Ramos e estudo linguístico de José Neves Henriques. Brochado. 248 páginas. 20,5 cm x 14,5 cm. Capa com ligeiras marcas de uso. Bom estado geral. Funchal (Madeira): Editorial Eco do Funchal, 1993.

Preço: 18 euros.


 


O LIVRO DE ALPORTEL


ESTANCO LOURO


Título completo: O LIVRO DE ALPORTEL / Monografia de uma Freguesia Rural — Concelho / Livro I — A Geografia / Livro 2 — A História / Livro 3 — A Vida Económica / Livro IV — A Vida Mental / Livro V — A Vida Social / — Esboço Monográfico de uma Família / — Conclusões

2.ª edição, esgotada [houve 3.ª, em 1996, com diferente capa]. Prefácio de João Pires da Cruz. Com xv+(7)+470+(29) páginas, e 24 x 16,5 (x 4) cm. Ilustrado (tabelas e alguns mapas desdobráveis). Mínimas imperfeições. Bom estado geral. São Brás de Alportel: Câmara Municipal, 1986.

Preço: 35 euros.


 

Reedição e reunião da obra original de Estanco Louro, um estudo de pormenor da história, etnografia e geografia do concelho, que «inclui um estudo de caso sobre uma família rural e também uma recolha de contos tradicionais, cantos de Natal, e outros géneros literários no âmbito da literatura oral e da tradição oral», bem como «um estudo dialectológico do “falar” Alportelense, acompanhado de gramática e vocabulário» [vide catálogo da Biblioteca Estanco Louro].


 


NOTAS HISTÓRICAS ACERCA DE SERPA

E

O ELEMENTO ÁRABE NA LINGUAGEM DOS PASTORES ALENTEJANOS


CONDE DE FICALHO


Volume que «condensa a colaboração prestada pelo [Conde de Ficalho] à revista A Tradição, publicada em Serpa, nos anos de 1899 a 1904».

Edição de António Martim de Mello, Marquês de Ficalho, que assina a «Explicação Prévia». xvi+176 páginas. 21 x 14,5 cm. Capa frontal com manchas marginais, que tocam pequenas zonas da lobada. Miolo limpo. Lisboa: [António Martim de Mello], 1979.

Preço: 15 euros.


 


A LINGUAGEM DE FIALHO


CLÁUDIO BASTO


Um estudo dedicado à linguagem-pintura (e aos seus críticos) de Fialho de Almeida, onde não é esquecida a questão do «dramamífero» que tanto incomodou Júlio Moreira.

2.ª edição, refundida. Com a reprodução fotográfica em couché, a par do rosto, de um bilhete-postal autógrafo (1904) de Fialho de Almeida dirigido «a António d’Almeida Pinto da Motta». 106+(2) páginas. 19,5 x 13 cm. Pequenas marcas de manuseio. Bom estado geral. Porto: Edições Claridade, 1940.

Preço: 17 euros.


 


O CALÃO MINDERICO


AUGUSTO PORFÍRIO FRAGOSO


Brochado. 27+(5) páginas. 21,7 x 15,5 cm. Manuseado. Capa e miolo com pontos de oxidação e interior com várias palavras “assinaladas” pelo anterior proprietário (situação visível numa das fotografias). Santarém: edição do autor, 1964.

Raro.

Preço: 25 euros.


Contém este livro mais de quatrocentos e cinquenta vocábulos e algumas frases. Não é um trabalho completo como, aliás, o não são os dos grandes mestres e para o conseguir não foi sem certo esforço e até algumas decepções, devido à circunstância dos possuidores desta língua a não quererem divulgar, conservando-a, em segredo, como que um mito. [«Explicando», página 5]