NOVAS CARTAS PORTUGUESAS


MARIA ISABEL BARRENO
MARIA TERESA HORTA
MARIA VELHO DA COSTA


Primeira edição do polémico livro que revisitou Soror Mariana Alcoforado no espectro da Primavera Marcelista.

Muito bom estado de conservação, limpo e por abrir. 389 páginas. 12 x 19,5 cm. Colecção Serpente da Estúdios Cor, Lisboa, 1972.

Preço: 50 euros.



LISBOA DE OUTROS SÉCULOS

À SOMBRA DOS PAÇOS REAIS

CEM ANOS DE PITORESCO

O NAMÔRO LISBOETA NO SÉCULO XIX


FRANCISCO CÂNCIO


Obra histórica completa em 3 volumes, publicados em fascículos entre 1940 e 1941, aqui reunidos num único tomo monumental de 1340 páginas [561-(13)+463+304]. Ilustrada com fotografias e desenhos. 16,5 x 26,5 cm. Edição do autor. Primeiro volume anuncia uma tiragem de 300 exemplares.

Encadernação com lombada e cantos em pele (meia-francesa), com quatro nervos e os corvos vicentinos na lombada, de manufactura recente e em excelente estado de conservação. Miolo limpo e sem manchas, ligeiramente aparado. Raro conjunto.

Peça de colecção.

Preço: 280 euros.




Do autor, sobre as tradições do Ribatejo, aqui.



NO LEILÃO AMEAL


GUSTAVO DE MATOS SEQUEIRA


1.ª edição rara, limitada a 500 exemplares. Um leilão lendário, pela qualidade e história dos lotes exibidos e despicados, dado a ver no relato telegráfico-cómico de Matos Sequeira, bastante adequado.

Título completo: NO LEILÃO AMEAL. 31 de Março a 16 de Abril de 1924. Crónica Amena de uma Livraria a Menos.

Desenhos de Alberto Sousa. Lisboa: Empresa Editora e de Publicidade A Peninsular Lda., 1924. Com 66 páginas e 14 x 20 cm. Meia-encadernação de pele com cantos, e algumas marcas de uso na lombada, visíveis na fotografia; miolo aparado, preserva capa de brochura anterior.

Valorizado com anotações a lápis de anterior proprietário, que desvendam as iniciais de cada uma das caricaturas.

Peça de colecção.

Preço: 45 euros.




Reeditado pela livraria Letra Livre em 2008.



HISTÓRIAS À MARGEM DE UM SÉCULO DE HISTÓRIA


F. KEIL DO AMARAL


Livro de “memórias da família” do arquitecto Francisco Keil do Amaral (1910-1975), publicado na Biblioteca de Estudos sobre a Sociedade e a Cultura Portuguesas, secção I, n.º 6, da editora Seara Nova, Lisboa, 1970. Capa de Guilherme Lopes Alves. 242 páginas. 14 x 22 cm. Bom estado.

Assinado pelo autor com dedicatória datada de 1970.

Preço: 25 euros.



HISTÓRIAS À MARGEM DE UM SÉCULO DE HISTÓRIA


F. KEIL DO AMARAL


Livro de “memórias da família” do arquitecto Francisco Keil do Amaral (1910-1975), publicado na Biblioteca de Estudos sobre a Sociedade e a Cultura Portuguesas, secção I, n.º 6, da editora Seara Nova, Lisboa, 1970. Capa de Guilherme Lopes Alves. 242 páginas. 14 x 22 cm. Usado. Com assinatura de posse no rosto.

Preço: 10 euros.



14, CITÉ FALGUIÈRE


DIOGO DE MACEDO


Memória. Nova edição (póstuma), acrescentada com uma nota de abertura pelo autor e um desenho inédito de Modigliani. Tiragem especial numerada (exemplar n.º 381 de 800). 87 páginas. 13 x 18 cm. Arranjo gráfico de Fernando Ferrão. Edição patrocinada pelo Jornal do Fôro. Lisboa, Novembro de 1960.

Invulgar.

Preço: 25 euros.



DO OUTRO LADO

cançoneta comica


ALFREDO DE MORAES PINTO
(Pan-Tarantula)


Ilustrações de Raphael Bordallo Pinheiro (14 no texto + 2 nas capas). Desenho da capa “continua” na contracapa, e a frente e o verso do livro estão trocados, de acordo com o título.

16 páginas. 12 x 18,5 cm. Impresso na Typographia Elzeviriana. Em bom estado geral, pese embora ter as capas praticamente soltas. Lisboa: Tavares Cardoso & Irmão, 1885.

Invulgar.

Preço: 60 euros.



CARICATURAS PESSOAIS


FRANCISCO VALENÇA


Colecção do Sempre Fixe, n.º I. Exemplar enriquecido com 10 outras caricaturas de Valença recortadas de jornais e identificadas, adicionadas ou em páginas do livro ou em página à parte, como se pode ver em duas das fotografias. 215 páginas. 19 x 24 cm. Manuseado, mas um exemplar bastante interessante. Porém, tem faltas de papel símiles (visíveis nas fotografias) no pé das páginas 5, 99 e 213, e inócua falta da página de guarda. No verso da capa tem dois ex-libris. Lisboa: Renascença Gráfica, 1931.

Invulgar.

Preço: 90 euros.




SERVIÇO SOCIAL NO ESTADO NOVO


ANABELA CARVALHO
HELENA MOURO


(…) procuraremos demonstrar que a resposta ao falhanço do liberalismo, materializado em Portugal na instauração do Estado Novo, se realiza no domínio do Serviço Social, nos mesmos termos que nos países do capitalismo avançado. Também em Portugal a convergência entre o feminismo burguês e a filantropia cristã se manifesta num percurso que iniciado nos finais do Século XIX se integra em 1933 num projecto mais amplo veiculado pela Acção Católica Portuguesa, cujos valores, princípios, e projectos societais subjazem ao projecto corporativista do Estado Novo. Assim, a eventual identificação que possa estabelecer-se entre este e o Serviço Social resulta, em nosso entender, da inspiração comum de ambos: a democracia cristã. [da Introdução].

Capa de António Luís Catarino. 251-(4) páginas. 12 x 18 cm. Coimbra: Centelha, 1987.

Preço: 12 euros.



RIBATEJO
CASOS E TRADIÇÕES


FRANCISCO CÂNCIO


Uma das várias incursões importantes de Francisco Câncio no registo e divulgação da cultura popular da província do Ribatejo. Os capítulos e as próprias imagens surgem com uma ordem aparentemente aleatória, unidos pelo desembaraço e segurança de um bom contador de histórias, alicerçado em anos de pesquisas nos livros e nas gentes, e o leitor curioso da etnografia e do folclore da região tem deleite prometido ao passear sem mapa por estas páginas ribatejanas fora. Vide índice nas fotografias.

2 volumes ilustrados com fotografias, desenhos e gravuras, editados em fascículos. 525+485 páginas. 19,5 x 25,5 x 7,3 cm. Meia-encadernação ‘francesa’, não-editorial, sólida, com ligeiro desgaste nas extremidades, mormente nas cabeças e pés das lombadas. Bom estado geral. Edição com o patrocínio da Junta de Província do Ribatejo, s.l., 1948.

Preço: 185 euros.



LISBÔA DO PASSADO
LISBÔA DE NOSSOS DIAS


GOMES DE BRITO


José Joaquim Gomes de Brito (1843-1923), olisipógrafo de monta — ou mesmo o criador dos estudos toponímicos, no dizer de Luiz Pastor de Macedo —, publicou no mesmo ano um outro livro igualmente curioso, sobre livreiros e impressores em Lisboa na segunda metade do século XVI.

183 páginas. 13,5 x 21 cm. Bom exemplar, embora com ligeiro desgaste na lombada. Miolo impecável. Lisboa: Livraria Férin — Baptista, Torres & C.ta, 1911.

Preço: 25 euros.



10 POEMAS PARA CATARINA


«No 27.º aniversário do assassínio de Catarina Eufémia».

Pasta de cartão (20,5 x 29,7 cm) contendo 19 folhas soltas (19,5 x 28,5 cm), com poemas de Álvaro Magalhães, António Ramos Rosa, Armando Silva Carvalho, Egito Gonçalves, José Gomes Ferreira, Manuel Alberto Valente, Maria Teresa Horta, Marta Cristina de Araújo, Papiniano Carlos e Sophia de Mello Breyer Andresen; três desenhos de José Rodrigues; um excerto de um texto de José Dias Coelho sobre Catarina Eufémia; e a reprodução da primeira página do Avante! [VI série, n.º 187, Abril-Maio 1954] com a notícia da “carga” da GNR que matou a ceifeira de Baleizão.

Álbum organizado por Marta Cristina de Araújo, e dirigido graficamente por Armando Alves. Tiragem de 600 exemplares, dos quais 500 com distribuição comercial (este o número 490). Bom estado. Capa com mínimas imperfeições, visíveis nas fotografias. Folhas soltas em estado impecável. Porto: O Oiro do Dia, 1981.

Preço: 60 euros.



A HORA UNIVERSAL
DOS PORTUGUESES


PEDRO VEIGA


Autografado pelo autor com dedicatória a Falcão Machado, e uma folha igualmente manuscrita, de 3 páginas, que a acompanha, comentando hipotéticos assuntos literários comuns em Coimbra. Inclui ainda o ex-libris do autor. Vide fotografias supra. Sobrecapa editorial em papel marmoreado. Tiragem numerada e assinada (este o n.º XXXI, de um total não indicado). Bom estado. 16 páginas por abrir. 17,5 x 22,7 cm. Porto: Edições «Prometeu», [s.d.].

Preço: 75 euros.



AS CAUSAS PROFUNDAS DA
REVOLUÇÃO FRANCESA


PETRUS


O primeiro dos Cadernos do Povo de Petrus, da Biblioteca de Estudos Sociais do Movimento de Renovação Democrática. Folheto com 32 páginas, tipograficamente distinto — apanágio das edições de Pedro Veiga. 11,7 x 17 cm. Bom estado. Porto: Petrus, [s.d.].

Preço: 20 euros.



BIBLIOGRAPHIA HISTORICA PORTUGUEZA


JORGE CESAR DE FIGANIERE


[Título completo:] BIBLIOGRAPHIA HISTORICA PORTUGUEZA ou catalogo methodico dos auctores portuguezes, e de alguns estrangeiros domiciliarios em Portugal, que tractaram da Historia civil, politica e ecclesiastica d’estes reinos e seus dominios, e das nações ultramarinas, e cujas obras correm impressas em vulgar; onde também se apontam muitos documentos e escriptos anonymos que lhe dizem respeito, por JORGE CESAR DE FIGANIERE, official da Secretaria de Estado dos Negocios Estrangeiros, commendador da Real Ordem de Isabel a Catholica, Membro do Conservatorio Real de Lisboa, etc.

Reimpressão fac-simile holandesa da rara edição portuguesa de 1850. Vide índice nas fotografias. Encadernação editorial em tela. Exemplar em óptimo estado de conservação. 359 páginas. 15 x 23 cm. Naarden: Anton W. Van Bekhoven, 1970.

Preço: 70 euros.



CALVÁRIOS DA FLANDRES

(1918)


Capitão AUGUSTO CASIMIRO


3.º milhar. Capa de Sousa Lopes. Encadernação moderna, inteira de pele, em óptimo estado. Conserva capa de brochura anterior, visível nas fotografias. Aparado. Assinatura de posse no ante-rosto (grande) e no rosto (pequena). 213-(3) páginas. 12 x 18,5 cm. Bom exemplar. Porto: Renascença Portuguesa, 1920.

Preço: 25 euros.


bibliogg


BIBLIOGRAFIA DA GRANDE GUERRA

(RESENHA DAS PUBLICAÇÕES PORTUGUESAS)


Coronel VITORIANO JOSÉ CÉSAR
Vice Almirante VICENTE ALMEIDA D’EÇA


O produto reverte para a Subscrição Nacional dos Padrões, Consagração do Esforço da Nação Portuguesa e Glorificação dos nossos Mortos na Grande Guerra. 

Prefácio (experiente) do Vice Almirante, e notas bibliográficas (enriquecedoras) do Coronel. Com data e local manuscritos na capa («Batalha, 15 de Abril de 1925), sobre pequena assinatura ilegível. 102 páginas. Manuseado. Edição dos Padrões da Grande Guerra, Lisboa, 1923.

Raro.

Preço: 40 euros.



MEMÓRIAS DUM FERROVIÁRIO

(REVISOR DE BILHETES)


PEDRO DE FREITAS


Descrição de 40 anos vividos em comboios: sugestiva lição de vida social, ferroviária, sexual, educativa, profissional, psicológica, etc. 

Com capítulos como: O funeral da carruagem-salão; A oficina, o telégrafo e a sinalização; O bilhete; O salão de primeira classe; Humorismo ferroviário. Vide índice nas fotografias.

Capa com desenho de Amílcar Mota. Ilustrado com um retrato do autor. 264 páginas. 14 x 19,5 cm. Bom exemplar. Montijo: edição do autor, 1954.

Preço: 30 euros.



O CASO DA ELEIÇÃO DE MISS PORTUGAL

para o concurso mundial de beleza do Rio de Janeiro, de 1930,
perante o Supremo Tribunal de Justiça


Minuta de Revista feita pelo advogado, do Pôrto,
DR. AFONSO DE ALBUQUERQUE


Recorrente: D. Maria Madalena da Gama Braga de Sá Teixeira, de Lisboa. Recorridas: A Renascença Gráfica, soc. an. port. de resp. limitada, proprietária do jornal Diário de Lisboa, e D. Fernanda Gonçalves, «desta cidade». Com 124 páginas e 16 x 23 cm. Bom estado. Porto: Tipografia Progresso, 1934.

Um pedido de indemnização por perdas e danos, sobre uma questão de idade nos regulamentos, por uma das finalistas, num concurso onde as concorrentes teriam de ser «solteiras e reconhecidamente honestas, não importando a sua categoria social», e «distintas de apresentação». Uma das questões contra as quais o advogado se insurge é o facto de o Diário de Lisboa ter aproveitado o seu espaço mediático para auto-defesa pública.

Preço: 25 euros.



INAUGURAÇÃO DA PONTE
SOBRE O TEJO EM LISBOA

6 DE AGOSTO DE 1966

PROGRAMA DAS COMEMORAÇÕES


Programa oficial das comemorações na inauguração da ponte sobre o Tejo em Lisboa, para os dias 6, 7 e 8 de Agosto de 1966, sábado, domingo e segunda-feira: cortejos, exposições, arraiais, concertos e marchas populares, a projecção do filme sobre a construção da ponte, a exposição «A Ponte Vista pelas Crianças», fogos-de-artifício, regatas, missas, sessões solenes, recepções e touradas, jantares de gala e bailados!
Sem imagens no interior, apenas o horário de cada um dos eventos, para cada um dos dias. Capa cuidada, com moldura em filete de ouro, o selo de Estado impresso a relevo, e uma ilustração minimalista. No interior, oito páginas, 3 das quais impressas, uma por dia das comemorações. 16,8 x 24 cm. Bom estado salvo pequenas manchas na capa, visíveis na fotografia.
Com a chancela do Gabinete da Ponte Sobre o Tejo, do Ministério das Obras Públicas, Lisboa, 1966.

Preço: 18 euros.



ORIGENS DO BAIRRO ALTO DE LISBOA

Verdadeira Notícia por


MARIO SAA


Opúsculo de 15 páginas, bem documentado. Transcreve no final «uma das 24 escripturas que o auctor deste opúsculo possúe àcêrca dos primeiros aforamentos no Bairro-Alto», datada de 1526, e provavelmente conservada aqui. Bom estado. Invulgar. 18,5 x 26,3 cm. Lisboa: Solução Editora, 1929.

Preço: 30 euros.