10 POEMAS PARA CATARINA


«No 27.º aniversário do assassínio de Catarina Eufémia».

Pasta de cartão (20,5 x 29,7 cm) contendo 19 folhas soltas (19,5 x 28,5 cm), com poemas de Álvaro Magalhães, António Ramos Rosa, Armando Silva Carvalho, Egito Gonçalves, José Gomes Ferreira, Manuel Alberto Valente, Maria Teresa Horta, Marta Cristina de Araújo, Papiniano Carlos e Sophia de Mello Breyer Andresen; três desenhos de José Rodrigues; um excerto de um texto de José Dias Coelho sobre Catarina Eufémia; e a reprodução da primeira página do Avante! [VI série, n.º 187, Abril-Maio 1954] com a notícia da “carga” da GNR que matou a ceifeira de Baleizão.

Álbum organizado por Marta Cristina de Araújo, e dirigido graficamente por Armando Alves. Tiragem de 600 exemplares, dos quais 500 com distribuição comercial (este o número 490). Bom estado. Capa com mínimas imperfeições, visíveis nas fotografias. Folhas soltas em estado impecável. Porto: O Oiro do Dia, 1981.

Preço: 60 euros.



A HORA UNIVERSAL
DOS PORTUGUESES


PEDRO VEIGA


Autografado pelo autor com dedicatória a Falcão Machado, e uma folha igualmente manuscrita, de 3 páginas, que a acompanha, comentando hipotéticos assuntos literários comuns em Coimbra. Inclui ainda o ex-libris do autor. Vide fotografias supra. Sobrecapa editorial em papel marmoreado. Tiragem numerada e assinada (este o n.º XXXI, de um total não indicado). Bom estado. 16 páginas por abrir. 17,5 x 22,7 cm. Porto: Edições «Prometeu», [s.d.].

Preço: 75 euros.



UMA TORPEZA SEM CIÊNCIA
NEM CONSCIÊNCIA

PARA A BIOGRAFIA DO PROF. ÁLVARO BORDALO


PEDRO VEIGA


«No ano da graça de 1939, na Escola Industrial do Infante D. Henrique, da industriosa cidade invicta, que aquêle alto vulto de Príncipe em era remota viu nascer, foram designados para vogais de vários júris de exames, com o autor dêste escrito, os Snrs. Proff. Álvaro Bordalo e José Gomes, êste último do quadro dos agregados e como tal com acesso aos conselhos escolares — o que expressamente se consigna por ter na inteligência dos acontecimentos significativa importância.
«A breve trecho os dois compadres, a pretexto de eliminarem discrepâncias de critério de júri para júri, impuzeram em todos uma bitola férrea, absurda e mais ou menos tendenciosa. Das razões porque assim dizemos tem o leitor na marginália deste opúsculo quanto baste para se inteirar.» [O Cambalacho, pág. 5]

Assinado pelo autor com dedicatória, no início do texto, datada de 1939. 32 páginas. 11 x 16,5 cm. Bom exemplar. Lisboa: edição do autor, 1939.

Preço: 25 euros.



AS CAUSAS PROFUNDAS DA
REVOLUÇÃO FRANCESA


PETRUS


O primeiro dos Cadernos do Povo de Petrus, da Biblioteca de Estudos Sociais do Movimento de Renovação Democrática. Folheto com 32 páginas, tipograficamente distinto — apanágio das edições de Pedro Veiga. 11,7 x 17 cm. Bom estado. Porto: Petrus, [s.d.].

Preço: 20 euros.



LISBÔA DO PASSADO
LISBÔA DE NOSSOS DIAS


GOMES DE BRITO


José Joaquim Gomes de Brito (1843-1923), olisipógrafo de monta — ou mesmo o criador dos estudos toponímicos, no dizer de Luiz Pastor de Macedo —, publicou no mesmo ano um outro livro igualmente curioso, sobre livreiros e impressores em Lisboa na segunda metade do século XVI.

183 páginas. 13,5 x 21 cm. Bom exemplar, embora com ligeiro desgaste na lombada. Miolo impecável. Lisboa: Livraria Férin — Baptista, Torres & C.ta, 1911.

Preço: 25 euros.



BIBLIOGRAPHIA HISTORICA PORTUGUEZA


JORGE CESAR DE FIGANIERE


[Título completo:] BIBLIOGRAPHIA HISTORICA PORTUGUEZA ou catalogo methodico dos auctores portuguezes, e de alguns estrangeiros domiciliarios em Portugal, que tractaram da Historia civil, politica e ecclesiastica d’estes reinos e seus dominios, e das nações ultramarinas, e cujas obras correm impressas em vulgar; onde também se apontam muitos documentos e escriptos anonymos que lhe dizem respeito, por JORGE CESAR DE FIGANIERE, official da Secretaria de Estado dos Negocios Estrangeiros, commendador da Real Ordem de Isabel a Catholica, Membro do Conservatorio Real de Lisboa, etc.

Reimpressão fac-simile holandesa da rara edição portuguesa de 1850. Vide índice nas fotografias. Encadernação editorial em tela. Exemplar em óptimo estado de conservação. 359 páginas. 15 x 23 cm. Naarden: Anton W. Van Bekhoven, 1970.

Preço: 70 euros.



BELGIUM

TOURNAI 5


Medidas: 11 x 18 cm (fechado) e 65 x 85 cm (aberto). Mapa de uma das 19 zonas em que o War Office inglês dividiu as operações na Bélgica (incluindo o Norte de França e a costa da Mancha). A zona de Tournai (zona 5 das 19), compreende a cidade de Lille, visível numa das fotografias.

2.ª edição. For Official Use Only. Datado de Maio de 1916. Manuseado mas em óptimo estado, para algo que esteve “lá”, manchado apenas nalguns pontos do verso do mapa (em linho). Com uma assinatura de posse ilegível no rosto.

Invulgar.
Peça de colecção.

Preço: 27 euros.



SOISSONS

AVANT & APRÈS LA GUERRE


Ce que les Boches ont fait chez Nous. / Before and After the WarSouvenons-Nous! [na capa]

Pequena assinatura de posse ilegível na página de guarda. 24 páginas, com 15 fotografias de página inteira e 3 páginas com dupla fotografia. A localidade de Soissons, no Norte de França, antes e depois da guerra. Sem texto que não as legendas, que indicam apenas a toponímia e os edifícios mais notáveis. Sem autoria mencionada, nem data de publicação. 24,5 x 17,5 cm. Paris: Phototypie Baudinière, [s.d.].

Preço: 22 euros.



CALVÁRIOS DA FLANDRES

(1918)


Capitão AUGUSTO CASIMIRO


3.º milhar. Capa de Sousa Lopes. Encadernação moderna, inteira de pele, em óptimo estado. Conserva capa de brochura anterior, visível nas fotografias. Aparado. Assinatura de posse no ante-rosto (grande) e no rosto (pequena). 213-(3) páginas. 12 x 18,5 cm. Bom exemplar. Porto: Renascença Portuguesa, 1920.

Preço: 25 euros.



QUELQUES ASPECTS DE LA
LITTÉRATURE PORTUGAISE
DE LA GRANDE GUERRE


HERNÂNI CIDADE


Em francês. Exemplar assinado pelo autor, com «lembrança afectuosa», não datada, a um tenente-coronel que, tal como Hernâni Cidade, combateu na Primeira Guerra Mundial. 22 páginas. 18,6 x 23,8 cm. Capa com alguma perda de cor. Bom estado. Impresso em Coimbra, pela Coimbra Editora. Lisboa: Institut Français au Portugal, 1937.

Invulgar, pela dedicatória.

Preço: 20 euros.


coop


A COOPERAÇÃO ANGLO-PORTUGUESA
NA GRANDE GUERRA DE 1914-1918


General FERREIRA MARTINS


Publicado em Lisboa pelos Serviços de Informação e Imprensa da Embaixada Britânica, em 1942, em plena II Guerra Mundial, com autoria do ex-Sub-Chefe do Estado-Maior do Corpo Expedicionário Português (CEP), de 1917 a 1918. Visado pela Comissão de Censura.

Capítulos: Portugal não-beligerante (1914-1916); Portugal beligerante (1916-1918); O CEP em França (1917-1918); A Guerra nas Colónias (1914-1918); A Guerra no Mar (1914-1918).

Com 92 páginas. 15,5 x 22,4 cm. Capa com manchas dos agrafos, e dois números garatujados: IX a lápis azul e 12 a lápis vermelho (visível na fotografia). Miolo impecável.

Preço: 18 euros.


bibliogg


BIBLIOGRAFIA DA GRANDE GUERRA

(RESENHA DAS PUBLICAÇÕES PORTUGUESAS)


Coronel VITORIANO JOSÉ CÉSAR
Vice Almirante VICENTE ALMEIDA D’EÇA


O produto reverte para a Subscrição Nacional dos Padrões, Consagração do Esforço da Nação Portuguesa e Glorificação dos nossos Mortos na Grande Guerra. 

Prefácio (experiente) do Vice Almirante, e notas bibliográficas (enriquecedoras) do Coronel. Com data e local manuscritos na capa («Batalha, 15 de Abril de 1925), sobre pequena assinatura ilegível. 102 páginas. Manuseado. Edição dos Padrões da Grande Guerra, Lisboa, 1923.

Raro.

Preço: 40 euros.



O PROCESSO DAS TRÊS MARIAS

DEFESA DE MARIA ISABEL BARRENO


DUARTE VIDAL


… Os censores portugueses, com o maquievelismo próprio das suas sinistras consciências, remeteram as três escritoras, como autoras de um livro pornográfico, Novas Cartas Portuguesas, para a Polícia encarregada da averiguação dos delitos comuns.
Tal acusação por pornografia e ofensas à moral pública, não foi mais do que um pretexto que escondia as verdadeiras causas da perseguição criminal promovida, que eram, essencialmente, de natureza política. [texto da contracapa]

Autoria do advogado de Maria Isabel Barreno. Com depoimentos de Urbano Tavares Rodrigues, Augusto Abelaira, Natália Nunes, José Tengarrinha, Vasco Vieira de Almeida, Maria Lamas e Carlos Correia Gago. Inclui uma carta de José Gomes Ferreira na qualidade de Presidente da Associação Portuguesa de Escritores, e declarações de Natália Correia em julgamento. Vide índice nas fotografias. 89 páginas. Formato “fósforo”: 11,5 x 24 cm. Capa manuseada. Bom estado geral. Colecção Panfleto, n.º1, da Editorial Futura, Lisboa, 1974.

Invulgar.

Preço: 18 euros.



MEMÓRIAS DUM FERROVIÁRIO

(REVISOR DE BILHETES)


PEDRO DE FREITAS


Descrição de 40 anos vividos em comboios: sugestiva lição de vida social, ferroviária, sexual, educativa, profissional, psicológica, etc. 

Com capítulos como: O funeral da carruagem-salão; A oficina, o telégrafo e a sinalização; O bilhete; O salão de primeira classe; Humorismo ferroviário. Vide índice nas fotografias.

Capa com desenho de Amílcar Mota. Ilustrado com um retrato do autor. 264 páginas. 14 x 19,5 cm. Bom exemplar. Montijo: edição do autor, 1954.

Preço: 30 euros.



O CASO DA ELEIÇÃO DE MISS PORTUGAL

para o concurso mundial de beleza do Rio de Janeiro, de 1930,
perante o Supremo Tribunal de Justiça


Minuta de Revista feita pelo advogado, do Pôrto,
DR. AFONSO DE ALBUQUERQUE


Recorrente: D. Maria Madalena da Gama Braga de Sá Teixeira, de Lisboa. Recorridas: A Renascença Gráfica, soc. an. port. de resp. limitada, proprietária do jornal Diário de Lisboa, e D. Fernanda Gonçalves, «desta cidade». Com 124 páginas e 16 x 23 cm. Bom estado. Porto: Tipografia Progresso, 1934.

Um pedido de indemnização por perdas e danos, sobre uma questão de idade nos regulamentos, por uma das finalistas, num concurso onde as concorrentes teriam de ser «solteiras e reconhecidamente honestas, não importando a sua categoria social», e «distintas de apresentação». Uma das questões contra as quais o advogado se insurge é o facto de o Diário de Lisboa ter aproveitado o seu espaço mediático para auto-defesa pública.

Preço: 25 euros.



RIBATEJO
CASOS E TRADIÇÕES


FRANCISCO CÂNCIO


Uma das várias incursões importantes de Francisco Câncio no registo e divulgação da cultura popular da província do Ribatejo. Os capítulos e as próprias imagens sucedem-se com uma ordem aparentemente aleatória, unidos pelo desembaraço e segurança de um bom contador de histórias, alicerçado em anos de pesquisas nos livros e nas gentes, e o que sucede é que o leitor curioso da etnografia e do folclore da região tem deleite garantido ao passear por estas páginas ribatejanas abaixo. Vide índice nas fotografias.

2 volumes ilustrados com fotografias, desenhos e gravuras, editados em fascículos. 525+485 páginas. 19,5 x 25,5 x 7,3 cm. Meia-encadernação ‘francesa’, não-editorial, sólida, com ligeiro desgaste nas extremidades, mormente nas cabeças e pés das lombadas. Bom estado geral. Edição com o patrocínio da Junta de Província do Ribatejo, s.l., 1948.

Preço: 185 euros.



INAUGURAÇÃO DA PONTE
SOBRE O TEJO EM LISBOA

6 DE AGOSTO DE 1966

PROGRAMA DAS COMEMORAÇÕES


Programa oficial das comemorações na inauguração da ponte sobre o Tejo em Lisboa, para os dias 6, 7 e 8 de Agosto de 1966, sábado, domingo e segunda-feira: cortejos, exposições, arraiais, concertos e marchas populares, a projecção do filme sobre a construção da ponte, a exposição «A Ponte Vista pelas Crianças», fogos-de-artifício, regatas, missas, sessões solenes, recepções e touradas, jantares de gala e bailados!
Sem imagens no interior, apenas o horário de cada um dos eventos, para cada um dos dias. Capa cuidada, com moldura em filete de ouro, o selo de Estado impresso a relevo, e uma ilustração minimalista. No interior, oito páginas, 3 das quais impressas, uma por dia das comemorações. 16,8 x 24 cm. Bom estado salvo pequenas manchas na capa, visíveis na fotografia.
Com a chancela do Gabinete da Ponte Sobre o Tejo, do Ministério das Obras Públicas, Lisboa, 1966.

Preço: 18 euros.



ORIGENS DO BAIRRO ALTO DE LISBOA

Verdadeira Notícia por


MARIO SAA


Opúsculo de 15 páginas, bem documentado. Transcreve no final «uma das 24 escripturas que o auctor deste opúsculo possúe àcêrca dos primeiros aforamentos no Bairro-Alto», datada de 1526, e provavelmente conservada aqui. Bom estado. Invulgar. 18,5 x 26,3 cm. Lisboa: Solução Editora, 1929.

Preço: 30 euros.


oliv-marqu-3v


HISTÓRIA DE PORTUGAL


A. H. DE OLIVEIRA MARQUES


Manual para uso de estudantes e outros curiosos por assuntos do passado pátrio.

Volume I.
Das origens ao Renascimento

Volume II.
Do Renascimento às revoluções liberais

Volume III.
Desde os tempos mais antigos até à presidência do Sr. General Eanes

Obra completa em 3 volumes, ilustrados com desenhos, fotografias e mapas, alguns desdobráveis. O primeiro volume em 11.ª edição, o segundo em 9.ª edição, e o terceiro em 3.ª edição. Com 437, 539 e 695 páginas, e 16 x 21,5 cm por volume (10 cm de lombadas na estante). Lisboa: Palas Editora, 1983-1986.

Preço: 40 euros.




 


BREVIÁRIO AÇOREANO


GERVÁSIO LIMA


«366 dos mais importantes factos da História Açoreana», em forma de cronologia, um facto para cada dia do ano. Autografado pelo autor com dedicatória ao escritor Carlos Portugal Ribeiro. Publicado por ocasião do IV Centenário da Criação da Cidade de Angra e do Bispado dos Açores (1534 – 1934). Angra do Heroísmo: Tipografia Editora Andrade, [31 de Maio de] 1934. Encadernação sintética moderna, em excelente estado de conservação. Com as capas de brochura, a anterior espelhada e a posterior com falta de um canto (restaurado). Invulgar e procurado.

Preço: 75 euros.



EM VOLTA DA MINHA PROFISSÃO

SUBSÍDIOS PARA A HISTÓRIA
DO MOVIMENTO OPERÁRIO
NO PORTUGAL CONTINENTAL


ALEXANDRE VIEIRA


Obra da autoria de um operário gráfico, com uma ficha técnica onde (naturalmente) constam todos os intervenientes no processo de produção tipográfica: revisão de Joaquim Gonçalves Piçarra, direcção tipográfica de Luís Cunha e Valeriano José Cavaco, paginação de Germinal de Sousa, composição dos linotipistas Manuel Luís de Sá e José Paiva Guerreiro, impressão de Francisco Martins Palma, gravuras de Belfranco, direcção do trabalho de brochura de Arnaldo da Silva Cruz. Impresso na Tipografia «Gráfica Boa Nova», na Rua Morais Soares, Lisboa.

Ilustrado. 228 páginas. 17 x 22,5 cm. Lisboa: Edição do Autor, 1950.

Preço: 25 euros.


HUMBERTO DELGADO

[16Fev15]


EL CASO HUMBERTO DELGADO

SUMARIO DEL PROCESO PENAL ESPAÑOL


Edição de JUAN CARLOS JIMÉNEZ REDONDO


El 24 de Abril de 1965 se descubren en Villanueva del Fresno, muy cerca de la frontera portuguesa, los cadáveres de un hombre y una mujer, identificados como el general luso Humberto Delgado y su secretaria Arajaryr Moreira de Campos. Tras un largo y laborioso proceso de investigación, el juez especial Crespo Márquez consigue reunir las pruebas incriminatorias suficientes para imputar ambos delitos a agentes de la policía política del régimen de Oliveira Salazar.

455+(7) páginas. 17 x 24 cm. Série Estudos Portugueses, n.º 17. Ilustrado com fotografias do local onde foram descobertos os cadáveres ocultados pela PIDE. Exemplar como novo. Mérida: Gabinete de Iniciativas Transfronteirizas da Junta de Extremadura, 2001.

Preço: 20 euros.



HUMBERTO DELGADO (1906-1965)

memória


Brochura publicada aquando da transladação dos restos mortais do General Humberto Delgado para o Panteão Nacional, em 1990. Textos de Iva Delgado. Ilustrado com fotografias. Inclui cronologia biográfica. 28 páginas. Papel couché. 21 x 21 cm. Lisboa: Instituto Português do Património Cultural, 1990.

Preço: 15 euros.


c6 c2 c1
ck
c5 c3 c4


O PALÁCIO DA RELAÇÃO E CADEIA DO PORTO


MARIA JOSÉ MOUTINHO SANTOS
MARGARIDA SANTOS COELHO


Direcção gráfica de João Machado. Ilustrado com fotografias, desenhos e mapas. 232-VIII páginas. 24,5 x 31,5 cm. Álbum cartonado, com sobrecapa, acondicionado em caixa de cartão com recorte e grafismo representando as paredes e barras da cadeia.
Bom estado de conservação.

Preço: 40 euros.


ouro-fischer

k-ouro ouro-zamith ouro-buceta


2.ª REGIÃO MILITAR

LIVRO DE OURO

NOTAS BIOGRÁFICAS DOS GENERAIS COMANDANTES
DA 5.ª DIVISÃO MILITAR, 5.ª DIVISÃO DO EXÉRCITO E 2.ª REGIÃO MILITAR
1901-1954

Álbum brochado (23 x 31 cm) com 80 páginas de textos essencialmente biográficos + uma página extra-texto, com retrato fotográfico e lista de condecorações, para cada um dos generais:

1.º Período, 5.ª Divisão Militar (1901-1911):
General de Brigada Manuel Joaquim da Silva Mata (1901-1902), General Frederico Augusto de Almeida Pinheiro (1902-1905), General José Estanislau Ventura (1906), General José Augusto Nogueira de Sá (1906-1909) e General Joaquim José da Silva Monteiro (1909-1911).

2.º Período, 5.ª Divisão do Exército (1911-1926):
General Diogo Pereira de Sampaio (1911-1913), General João Rodrigues Blanco (1913-1915), General Duarte Ivens (1915), General Bernardo António de Brito e Abreu (1915), General Fernando Tamagnini de Abreu e Silva (1915-1917 e 1918-1919), General António Maria de Matos Cordeiro (1917), General João Evangelista Pinto de Magalhães (1917), General Jaime Leitão de Castro (1917-1918), General Brás Mouzinho de Albuquerque (1919-1921), General José Augusto Simas Machado (1921-1925), General João de Morais Zamith (1925-1926) e General António Teixeira de Aguiar (1926).

3.º Período, 2.ª Região Militar, a partir de 1926:
General José Ernesto de Sampaio (1926), General Jacinto dos Reis Fischer (1927-1929), General António Gomes de Sousa Júnior (1929-1938), General Carlos Maria Pereira dos Santos (1938), General Fernando Augusto Borges Júnior (1938-1939), General José Vítor Franco (1939-1945), General Augusto Martins Nogueira Soares (1945-1949), General Manuel Bernardes de Almeida Topinho (1950-1953) e General Humberto Buceta Martins (1953-1954).

Explica o comandante da 2.ª região militar, na introdução, que o livro resulta de uma sugestão do Ministro da Guerra, o então Tenente-Coronel Fernando dos Santos Costa, em 1948, de que «nos Quartéis Generais, Comandos de Unidades e Sedes de Estabelecimentos Militares, fossem expostos os retratos de antigos Comandantes e Chefes».

Exemplar de uma tiragem (não-numerada) de 300 exemplares, impressa na Tipografia da Gráfica de Coimbra aos 10 de Dezembro de 1954 (na capa e contracapa, bem como no final da introdução, a data simbólica que figura é o 1.º de Dezembro).

Capa com ligeiras marcas de uso, nas orlas, o interior em bom estado; no geral um exemplar bastante satisfatório.

Preço: 60 euros.


rosto-ouro


A REPUBLICA NAS CIRCUNSTANCIAS ACTUAES DA NAÇÃO PORTUGUEZA e a carta do Sr. GOMES LEAL dirigida a El-Rei o Senhor D. Luiz I


MANUEL MARTINIANO MARRECAS


Folheto invulgar, com um ataque cerrado a Gomes Leal. Carimbo de posse de Raul de Carvalho, Barcarena. 35 págs. 110 x 152 mm. Bom estado, embora com pequena falta do canto inferior exterior da contracapa. Lisboa: Empreza Litteraria Luso-Brazileira, 1881.

Nas luctas que se travam entre os homens, quando elles tendem a construir ou a regenerar uma sociedade, auxiliando-se dos moveis mais poderosos que os podem levar á realisação da sua idéa; vemos que a religião e a politica, como congenitas e identificadas para a acquisição da perfectibilidade humana, e só guiadas pelo instincto do bem moral, não podem deixar de constituir a suprema rasão da felicidade dos povos. [primeiro parágrafo do texto]

Preço: 10 euros.



HISTÓRIAS À MARGEM DE UM SÉCULO DE HISTÓRIA


F. KEIL DO AMARAL


Livro de “memórias da família” do arquitecto Francisco Keil do Amaral (1910-1975), publicado na Biblioteca de Estudos sobre a Sociedade e a Cultura Portuguesas, secção I, n.º 6, da editora Seara Nova, Lisboa, 1970. Capa de Guilherme Lopes Alves. 242 páginas. 14 x 22 cm. Usado. Com assinatura de posse no rosto.

Preço: 10 euros.