CARTEIRA DO ARTISTA


SOUZA BASTOS


Apontamentos para a Historia do Theatro Portuguez e Brazileiro acompanhados de notícias sobre os Principaes artistas, escritores dramaticos e compositores estrangeiros.

Jornalista e “homem do teatro” — empresário, director teatral, encenador e ensaiador, dramaturgo e dramatógrafo —, António de Sousa Bastos (1844-1911), marido da actriz Palmira Bastos, compilou esta grande e pequena história do teatro português seu contemporâneo, o do final do século XIX, com espaço para muito mais do que actores, dramaturgos e salas de teatro.

Os índices alfabéticos listam: actores portuguezes e brazileiros; actrizes portuguezas e brazileiras; aderecistas; architectos, auctores de figurinos e decoradores; artistas dramáticos estrangeiros; benemeritos do theatro; cabelleireiros de theatro; cantores portuguezes; companhias diversas; contraregras; curiosidades theatraes; decretos, portarias, tratados e outros documentos referentes ao theatro; diversos empregados de theatro; dramas, comedias, tragedias, operas-comicas, revistas e peças phantasticas notaveis pelo seu merecimento ou pelo sucesso que obtiveram; emprezarios theatraes; ensaiadores portuguezes e brazileiros; escriptores, dramaticos e criticos theatraes, portuguezes e brazileiros; escriptores dramaticos estrangeiros; guarda-roupas; machinistas; musicos estrangeiros; musicos portuguezes e brazileiros; operas e dansas; pontos; scenographos; theatros estrangeiros; e theatros portuguezes e brazileiros.

Esta espécie de enciclopédia caótica do teatro, repleta de pequenas gravuras, está inicialmente organizada cronológicamente, por dias e meses do ano: nascimentos de determinado actor, estreia de uma dada peça, abertura de uma nova sala, etc.
O dito calendário ocupa um pouco mais de metade do livro, bem organizada mas, a partir da página 475, a sucessão de apêndices, acrescentos, correções, adendas, novas informações, rectificações, ampliações e eventos sem data torna a pesquisa de informação uma curiosa aventura proto-hipertextual para a qual o índice de 30 páginas supra-citado é a peça chave.

Primeira edição. Lisboa: Antiga Casa Bertrand — José Bastos, Editor, 1899. Com 868 páginas, e 26 x 18,5 cm. Encadernação com lombada em pele, com ligeiro desgaste. Aparado. Conserva a capa de brochura anterior, uma litografia de Raphael Bordallo Pinheiro. Pequenas e inócuas marcas de bicho do papel em algumas páginas. Assinatura de posse no rosto. Exemplar interessante, sólido, em bom estado geral.

Preço: 95 euros.


 

Disponível online, digitalizado, aqui.

 



CARICATURAS PESSOAIS


FRANCISCO VALENÇA


Colecção do Sempre Fixe, n.º I. Exemplar enriquecido com 10 outras caricaturas de Valença recortadas de jornais, e identificadas por dactiloscrita, adicionadas ou em páginas do livro ou em página à parte, como se pode ver em duas das fotografias. 215 páginas. 24 x 19 cm. Manuseado, mas um exemplar bastante interessante. Porém, tem faltas de papel símiles (visíveis nas fotografias) no pé das páginas 5; 99; e 213; e inócua falta da página de guarda. No verso da capa possui dois ex-libris. Lisboa: Renascença Gráfica, 1931.

Preço: 60 euros.



HEPTAMERON


MARGARIDA DE NAVARRA


Obra completa em 2 volumes. Maquete de Manuel Correia. Tradução de Gabriela Ramirez Garcia (vol.1) e Álvaro Pereira (vol.2) e 28 ilustrações extra-texto de Henrique Manuel. Encadernação editorial sintética, em bom estado. Miolo limpo. 284+260+(56) páginas. 24 x 17 (x 5) cm. Com um marcador das colecções Serpente e Mocho [tamanho pequeno 14,9 x 4,8 cm]. Estimados. Lisboa: Estúdios Cor, 1977.

Preço: 45 euros.



A COMEDIA DE LISBOA


D. JOÃO DE CASTRO


Aventuras, Fantasias e Impressões d’um Forasteiro. Aspectos Modernos d’uma Cidade Antiga. Figuras e Figurilhas. Factos e Costumes.

Comedia Mundana / Comedia Amorosa / Comedia Politica / Comedia Litteraria / Comedia Artistica

Capa de Alfredo Moraes. 428 páginas. 12 x 19 cm. Bom exemplar. Lisboa: Sociedade Editora Portugal-Brasil, [1918].

Preço: 15 euros.



A COMEDIA DE LISBOA


GERVÁSIO LOBATO


Prólogo de Pinheiro Chagas. Encadernação sintética da época, sem páginas de guarda nem capa de brochura (abre directamente no ante-rosto, rabiscado, visível na primeira fotografia). 302 páginas. 11,5 x 18 cm. Manuseado. Porto: Ernesto Chardron, 1878.

Preço: 7 euros.



SAPATOS DE DEFUNCTO


LEITE BASTOS


Finalmente Leite Bastos, um bello dia convenceu-se de que estava a estragar os seus esplendidos dotes de escriptor n’aquelle genero de litteratura barata, e n’um momento de descanço, que lhe deixaram os editores, começou a planear a COMEDIA BURGUEZA. O bello romance que se segue, os SAPATOS DE DEFUNCTO, é o primeiro quadro d’essa vasta galeria, que Leite Bastos tem já toda planeada e em que trabalha com todo o amor de um artista. [da Introducção]

2.ª edição (a primeira data de 1882). Introdução de Gervasio Lobato. Ilustrações no texto: desenhos de Manuel de Macedo / gravuras de Alberto. Em brochura, com mínimos defeitos exteriores e miolo limpo, 12 cm x 19 cm para 187+(5) páginas, muitas por abrir. Colecção A Comedia Burgueza. Lisboa: Portugal-Brasil Sociedade Editora, [s/d].

Preço: 17 euros.


ses0


HETEROPSICOGRAFIA

65 variações sobre a
AUTOPSICOGRAFIA de Fernando Pessoa


JOSÉ SESINANDO


Variações (humorísticas) sobre o poema «Autopsicografia», de Fernando Pessoa. Primeira e única edição, sem distribuição comercial. Edição do autor, de tiragem muito reduzida, e encadernação de argolas. Não numerado. Primeiras (5) páginas verdes, as restantes (65) brancas. 15 x 21 cm. Impresso na Aquasan, Lisboa, [s.d.], provavelmente na segunda metade da década de 80. Raro.

Letras da capa indiciam autoria de Victor Palla, irmão do autor, que na época e impresso na mesma Aquasan, desenhou muito semelhantes letras para o título de um livro próprio.

Preço: 25 euros.



 

Ler também: o artigo de José Barreto sobre o
I Congresso Ressoano de Vale da Parra: aqui.


MÔSCAS E MOSQUITOS


prefácio
RICARDO JORGE


Resultado e memória do combate a moscas e mosquitos levado a cabo pela Câmara Municipal de Cascais, no final da década de 30, um grosso volume ilustrado que tenta abarcar várias vertentes de análise possíveis dos dois insectos que há séculos ocupam as mentes e preocupações do homem: humor, música e teatro complementam a parte documental da obra (científica, técnica e histórica) com uma forte componente rediofónica — reproduzem-se algumas das campanhas desenhadas para transmissão sem fios na Emissora Nacional e no Rádio Club Português, parte fulcral das ditas acções camarárias de sensibilização e higienização.

Índice aqui e aqui. Inclui capítulos sobre “a mosca e o turismo” e “a mosca e o urbanismo“. Abre o prefácio Ricardo Jorge com a recordação das queixas de Camilo, em Seide, «possesso de raiva contra as ferroadas das que na calma de Agosto o acometiam das carvalheiras».

Ilustrado com desenhos, fotografias e fac-similes de documentos (e até uma pauta musical), em 94 páginas de extra-textos couché, alguns desdobráveis. Colaboração de Emmerico Nunes, Alberto de Sousa, Tomás Ribeiro Colaço, Arnaldo Leite, José de Oliveira Cosme, e outros. Assinado, numa larga diagonal que atravessa o rosto, por um dos colaboradores, António Augusto Velasco Martins (1896-1944), por então professor da Escola Superior de Medicina Veterinária. Em brochura. 236+(94) páginas. 24,5 x 17 cm. Bom estado. Edição da Junta de Turismo de Cascais, 1939.

Curioso.

Preço: 40 euros.



ALMANAQUE ALENTEJANO


1961


Publicidade, humor, poemas, cantigas, turismo, etnografia, agricultura, ficção, fotografia, ilustração. O Alentejo à entrada dos anos 60. Colaboração de: Santos Fernando, Antunes da Silva, Azinhal Abelho, Victor Santos, Santana Dionísio, e outros.

Ano XXIII. Direcção e coordenação de Fausto Gonçalves. Obra patrocinada pela Casa do Alentejo. 292 páginas. Formato largo: 23 x 16 cm. Bom estado. Impresso em Lisboa.

Preço: 25 euros.



ALMANAQUE ALENTEJANO


1959


Publicidade, humor, poemas, cantigas, turismo, etnografia, agricultura, ficção, fotografia, ilustração. O Alentejo à entrada dos anos 60. Colaboração de: Cândido Marrecas, Santos Fernando, Arlindo Caldeira, Mário Beirão, José Barão, Isa de Aragão, Victor Santos, e outros.

Ano XXI. Direcção e coordenação de Fausto Gonçalves. Obra patrocinada pela Casa do Alentejo. 312 páginas. Formato largo: 23 x 16 cm. Bom estado, salvo pequena falha de papel no canto superior da capa, visível na fotografia.. Impresso em Lisboa.

Preço: 22 euros.



ALMANAQUE ALENTEJANO


1958


Publicidade, humor, poemas, cantigas, turismo, etnografia, agricultura, ficção, fotografia, ilustração. O Alentejo no final dos anos 50. Colaboração de: António Sardinha, Arlindo Caldeira, Carlos de Oliveira, Conde de Monsaraz, João Falcato, Mário Beirão, Victor Santos, e outros.

Ano XX. Direcção e coordenação de Fausto Gonçalves. Obra patrocinada pela Casa do Alentejo. 328 páginas. Formato largo: 23 x 16 cm. Com um marcador publicitário. Bom estado. Impresso em Lisboa.

Preço: 25 euros.



ALMANAQUE ALENTEJANO


1957


Publicidade, humor, poemas, cantigas, turismo, etnografia, agricultura, ficção, fotografia, ilustração. O Alentejo na segunda metade dos anos 50. Colaboração de: António Sardinha, Arlindo Caldeira, Antunes da Silva, Azinhal Abelho, Conde de Monsaraz, e outros.

Ano XIX. Direcção e coordenação de Fausto Gonçalves. Obra patrocinada pela Casa do Alentejo. 336 páginas. Formato largo: 23 x 16 cm. Com um marcador publicitário. Bom estado. Impresso em Lisboa.

Preço: 25 euros.



ALMANAQUE ALENTEJANO


1956


Publicidade, humor, poemas, cantigas, turismo, etnografia, agricultura, ficção, fotografia, ilustração. O Alentejo em meados dos anos 50. Colaboração de: Alberto de Monsaraz, Victor Santos, Santos Fernando, Etelvina Lopes de Almeida, Maria Rosa Colaço, e outros.

Ano XVIII. Direcção e coordenação de Fausto Gonçalves. Obra patrocinada pela Casa do Alentejo. 344 páginas. Formato largo: 23 x 16 cm. Com um marcador publicitário. Bom estado. Impresso em Lisboa.

Preço: 25 euros.



ALMANAQUE ALENTEJANO


1953


Publicidade, humor, poemas, cantigas, turismo, etnografia, agricultura, ficção, fotografia, ilustração. O Alentejo no início dos anos 50. Colaboração de: Augusto de Castro, Augusto de Esaguy, Santos Fernando, Victor Santos, Costa Leão, Miguel Serrano, Mário Beirão, e outros.

Ano XV. Direcção e coordenação de Fausto Gonçalves. Obra patrocinada pela Casa do Alentejo. 360 páginas. Formato largo: 23 x 16 cm. Com um marcador publicitário. Bom estado. Impresso em Lisboa.

Preço: 25 euros.



O HUMORISMO E A MULHER

DEFICIÊNCIA DO HUMORISMO E DO SENSO CÓMICO
NO SEXO FEMININO

G. B. UGHETTI


Ensaio. Proémio do autor [«porque é que as senhoras, que se sorriem com tanto gôsto, e às vezes se riem sem motivo aparente, não lêem com prazer, e, menos ainda, escrevem livros ou jornais humorísticos?»], professor de Patologia na Universidade de Catânia. Versão do original italiano por Arlindo Varela. Encadernação sintética, mantém capas de brochura. 19 cm x 13 cm. 107+(7) páginas. Bom estado geral, embora com alguns pontos de oxidação. Lisboa: Casa Portuguesa, 1929.

Preço: 25 euros.