INTRODUÇÃO À SAUDADE

(Antologia Teórica e Aproximação Crítica)

DALILA L. PEREIRA DA COSTA
PINHARANDA GOMES


Inicia com antologia (páginas 5-76: Duarte Nunes de Leão, Frei Isidoro de Barreira, António de Sousa de Macedo, Rafael Bluteau, João Baptista de Castro, Bernardo de Lima, Almeida Garrett, A. R. Gonçalves Viana, A. A. Cortesão, Cláudio Basto, Cataria Michaelis de Vasconcellos, João Ribeiro, J. Leite de Vasconcelos, D. Duarte, D. Francisco Manuel de Melo, Ramón Piñero, Cândida A. Clavel do Carmo, M. Alves Pardinhas, João Ferreira, Teixeira de Pascoaes, Leonardo Coimbra, Joaquim de Carvalho, António P. Dias de Magalhães, Delfim Santos, Raul Leal e Afonso Botelho) e prossegue com dois ensaios distintos: «Saudade, unidade perdida, unidade reencontrada», de Dalila L. Pereira da Costa (páginas 77-156), e «Saudade ou do mesmo e do outro», de Pinharanda Gomes (páginas 157-215). Vide índice nas fotografias. 226 páginas. 12,5 x 18,5 cm. Bom exemplar. Porto: Lello & Irmão, 1976.

Preço: 25 euros.



CHARLAS LINGUÍSTICAS NA RTP

CHARLAS — NOTAS — COMENTÁRIOS

RAUL MACHADO


As famosas Charlas Linguísticas do Padre Raul Machado, um programa de televisão com um público “fidelíssimo“, que durou de 1958 a 1961, terminado por morte do autor. Em 1960 foi editado este primeiro (e único) volume, reeditado em 1998, por ocasião do 40.º aniversário do programa.

Primeiro volume (único publicado). 2.ª edição. Prefácio de Fernando Peixoto da Fonseca. 285 páginas. 16 x 24 cm. Colecção Língua Portuguesa n.º 1. Exemplar impecável, como novo. Lisboa: Sociedade da Língua Portuguesa, 1998.

Preço: 12 euros.



MANUAL DE PATINAGEM ARTÍSTICA SOBRE RODAS

DANÇAS OBRIGATÓRIAS


MARCELINO J. NOGUEIRA


Um manual preparado para a Escola de Patinagem Artística do Grupo Cultural e Desportivo da TAP, pensado para oferecer uma aprendizagem progressiva e «boa orientação quanto ao ensino da técnica exigida». Com a explicação teórica e gráfica dos passos de dança para cada uma das 44 danças obrigatórios, e capítulos sobre dança livre, a filosofia da dança internacional, as regras dos júris ou a música apropriada. Vide fotografias do índice.

Invulgar. Manuseado e com ligeira perda de cor na capa. Ilustrado com desenhos, esquemas e fotografias. Com 231 páginas acrescidas de uma folha volante de 4 páginas sobre o foxtrot italiano, com o esquema e as explicações dos passos de dança. 16 x 23,2 cm. Lisboa: Grupo Cultural e Desportivo da TAP, 1979.

Preço: 45 euros.




 


BREVIÁRIO AÇOREANO


GERVÁSIO LIMA


«366 dos mais importantes factos da História Açoreana», em forma de cronologia, um facto para cada dia do ano. Autografado pelo autor com dedicatória ao escritor Carlos Portugal Ribeiro. Publicado por ocasião do IV Centenário da Criação da Cidade de Angra e do Bispado dos Açores (1534 – 1934). Angra do Heroísmo: Tipografia Editora Andrade, [31 de Maio de] 1934. Encadernação sintética moderna, em excelente estado de conservação. Com as capas de brochura, a anterior espelhada e a posterior com falta de um canto (restaurado). Invulgar e procurado.

Preço: 75 euros.





LIVING PORTUGUESE

A COMPLETE LANGUAGE COURSE

FOR SOUTH AMERICA

South American Portuguese — the Cassette Edition.
A New Tested Method that simplifies language study, enables anyone to learn Portuguese quickly and easily.

Curioso curso de aprendizagem de Português do Brasil, para anglófonos, em 40 lições.
Caixa de cartão inclui duas cassetes de audio com uma hora de duração cada, um manual de conversação, com 127 páginas, e um dicionário, com 113 páginas, ambos com 20 x 25 cm, brochados, visíveis na fotografia. Em óptimo estado de conservação. Nova Iorque: The Crown Publishing Group, 1980.

Preço: 25 euros.




AS AVES CANTAM. PORQUÊ?


JACQUES DELAMAIN


Título original: Pourquoi les oiseaux chantent. Prefácio de Jerôme e Jean Tharaud. Tradução de João de Barros. 2.º milhar. 214 páginas. 12,5 x 19 cm. Lisboa: Livraria Clássica Editora, 1938. Com uma dedicatória manuscrita, não autoral, no ante-rosto. Bom exemplar.

Preço: 12 euros.


Museologia

[03Ago11]

 


APONTAMENTOS SOBRE MUSEOLOGIA
MUSEUS ETNOLÓGICOS

LIÇÕES DADAS NO MUSEU DE ETNOLOGIA DO ULTRAMAR

ERNESTO VEIGA DE OLIVEIRA


Com capítulos sobre a definição, origens, história e evolução dos conceitos fundamentais de museologia; museus de etnologia; história e evolução dos museus etnológicos portugueses; tipologia dos museus etnológicos; métodos e regras de recolha museológica; identificação e registo; arte e estilos africanos; exposições permanentes e exposições temporárias.

Lições proferidas por Veiga de Oliveira no Museu de Etnologia do Ultramar no âmbito da cadeira de Museologia do Curso de Ciências Antropológicas e Etnológicas do Instituto Superior de Ciências Sociais e Política Ultramarina (ISCSPU), no ano lectivo de 1970-1971. Com 112 páginas e 18 x 24 cm. Colecção Estudos de Antropologia Cultural, n.º 6. Edição do Centro de Estudos de Antropologia Cultural da Junta de Investigações do Ultramar, Lisboa, 1971.

Preço: 15 euros.



INTRODUÇÃO À TÉCNICA DE MUSEUS


GUSTAVO BARROSO


Trata-se do Volume I — Parte Geral e Parte Básica. Com noções de organização, arrumação, catalogação, restauro, cronologia, epigrafia, bibliografia, diplomática, paleografia e iconografia. Ilustrado com fotografias e desenhos. Capa cansada, embora o exemplar se mantenha sólido e manuseável. 336 + (8) páginas (por abrir). 16,5 x 24 cm. Uma edição do Museu Histórico Nacional do Brasil (1946), da autoria do seu director, também professor de Técnica de Museus.

Preço: 10 euros.


auto-big-1

  • Nunca se deve perseguir afoitamente outro carro, na certeza de que onde ele passa, podereis passar também, visto que um veículo que se dirige em sentido contrário pode por ele, ser evitado, sem que vos aconteça o mesmo.
  • Um rebentamente de pneu é raras vezes perigoso se não travais, manobrando seguramente o volante. Qual é a melhor maneira de assim proceder? Volante bem seguro, unhas para cima e braços encostados ao tronco para maior firmeza.
  • Acima de tudo, aprendei a «manobrar». Aquele que no momento culminante não sabe agir com serenidade e precisão, não é um condutor seguro. Este deve conhecer bem o carro e efectuar as manobras instintivamente.
  • Não procureis nunca assombrar os passageiros com a vossa perícia: pelo contrário, esforçai-vos para que eles se mantenham absolutamente tranquilos.

auto-big-2

Breves Instruções de Mecânica e conselhos para candidatos a condutores de automóveis, coordenadas por…, Bernardo Dias, 2.ª edição, refundida, aumentada e ilustrada com gravuras e o esquema da nova sinalização, [1933]. /// 24 páginas + 2 estampas, com sinais de trânsito e publicidade. /// Preço: 10 euros.

auto-k auto-motor auto-pub