OS ANTEPASSADOS DE
ALGUNS CINEMAS DO PORTO


ALVES COSTA


São evocados o Cine-Teatro S. João, o Salão High-Life, o Cinema Batalha [inclui fotografia do fresco desaparecido de Júlio Pomar], o Salão-Jardim Passos Manuel (“antepassado do actual «Coliseu» e «Cinema Passos Manuel»”), e feita menção a outras salas e animatógrafos.

Ilustrado com fotografias, cartazes e programas. Brochado, 17 cm x 22,8 cm. 37+(3) páginas. Manuseado. Capa e algumas páginas com pontos de oxidação. Lisboa: Instituto Português de Cinema – Cinemateca Nacional, 1975.

Preço: 17 euros.



OS MAIS ANTIGOS CINEMAS DE LISBOA
1896-1939

A DISTRIBUIÇÃO DE FILMES EM PORTUGAL
1908-1939


M. FÉLIX RIBEIRO


Lista exaustiva dos Cinemas e Teatros referidos nesta obra: Animatographo de Alcântara, Animatographo do Rossio, Belém Cinema, Campolide Cinema, Capitólio, Casino Étoile, Chiado Terrasse, Cine Bélgica, Cine Esperança, Cine Ginásio, Cine Oriente, Cine Pátria, Cine Paris, Cine Tortoise, Cinema Avis, Cinema Colossal, Cinema Condes, Cinema Cosmopolita, Cinema Europa, Cinema Gil Vicente, Cinema Palácio, Cinema Palatino, Cinema Pathé, Cinema Popular, Cinema Promotora, Cinema Restauradores, Cinema Rex, Cinema Universal, Cinema Voz do Operário, Coliseu de Lisboa, Coliseu dos Recreios, Eden Cinema, Eden Concerto, Esplanada Belém-Jardim, Esplanada Monumental, Grande Animatographo de Alcântara, Imperial Cinema, Império (1916), Jardim Cinema, Lusitania Film, Lys, Max Cine, Novo Cine, Odéon, Olympia, Palais Cinema, Paradis Cinema, Paraíso de Lisboa, Paris Cinema, Pathé Cinema, Rossio Palace, Royal Cine, Roxy, Tivoli, Trianon Palace, The Wonderful, Salão Avenida, Salão Central, Salão Chantecler, Salão Chiado, Salão Cosmopolita, Salão Edison, Salão Fantástico, Salão Foz, Salão Ideal, Salão Liberdade, Salão Lisboa, Salão Portugal (Alfama), Salão Portugal (Ajuda), Salão Rubi, Salão Theatro de Variedades, Salão das Trinas, Salão Recreio da Graça, Salão S. Carlos, Salão da Trindade, Salon Rouge, São Luiz Cine, Eden Teatro, Teatro D. Amélia, Teatro Estrela, Teatro do Ginásio, Teatro Joaquim de Almeida, Teatro Moderno, Teatro Politeama, Teatro do Rato, Teatro República, Teatro Salão dos Anjos, Teatro São Luís, Teatro da Trindade.

Profusamente ilustrado. Brochado, 264+(4) páginas. 17,5 cm x 23,8 cm. Assinatura de posse na página de guarda. Capa manuseada (perda de cor, desgaste marginal), cortes do miolo com picos de oxidação, miolo em bom estado. Lisboa: Instituto Português de Cinema – Cinemateca Nacional, 1978.

Preço: 25 euros.



FILMES, FIGURAS E FACTOS
DA HISTÓRIA
DO CINEMA PORTUGUÊS
1896-1949


M. FÉLIX RIBEIRO


Prefácios de Luís de Pina e de João Bénard da Costa, e introdução do autor:

Meti ombros a este trabalho na intenção de que nele ficassem apontados e respeitados muitos e variados aspectos do que foi a caminhada percorrida pelo cinema português ao longo do período que decorre entre o anos de 1896, quando Aurélio da Paz dos Reis dá as primeiras voltas de manivela, por intermédio da sua tão primitiva, embora eficiente, máquina de filmar, para nos oferecer a sua «Saída do Pessoal Operário da Fábrica Confiança», e o final de 1949, para nós um limite para os nossos propósitos […]

Capítulo I: 1.º Ciclo do Porto / Capítulo II: 1.º Ciclo de Lisboa / Capítulo III: 2.º Ciclo do Porto / Capítulo IV: 2.º Ciclo de Lisboa / Capítulo V: O sonoro chega a Portugal.

Com fotografias, anúncios, desenhos, caricaturas, fotogramas de filmes, etc. Brochado, 651+(5) páginas (papel couché), 17,8 cm x 25,8 cm. Bom estado geral. Lisboa: Cinemateca Portuguesa, 1983.

Preço: 45 euros.



ETNOGRAFIA TRANSMONTANA


ANTÓNIO LOURENÇO FONTES


Volume I: CRENÇAS E TRADIÇÕES DE BARROSO

Volume II: O COMUNITARISMO DE BARROSO

3.ª edição. Ilustrados com fotografias e desenhos. Brochados. 232+226 páginas. 14 x 21 [x 2,5] cm. Lombadas com leve descoloração; manchas de oxidação no corte do miolo. Colecção Coisas Nossas, n.º 11 e n.º 12. Lisboa: Editorial Domingos Barreira, 1992.

Preço: 18 euros.


ÍNDICE:


DOURO
AS QUINTAS DO VINHO DO PORTO


ALEX LIDDELL


Esta obra é tradução de um texto inicialmente escrito em inglês e não uma nova edição. Os leitores portugueses desculparão observações ocasionais no texto dando explicações que lhes parecerão evidentes mas que se tornavam necessárias para um público estrangeiro. Também não foi possível alterar o texto de modo a incluir mudanças que se deram posteriormente à sua publicação em língua inglesa. Destas, as mais importantes são as que dizem respeito à propriedade de duas das quintas: a Quinta Nova pertence agora à J. W. Burmester & Ca., Lda.; e a Quinta da Ferradoza, que é hoje propriedade da A. A. Calém & Filho, Lda. 

[A. T. W. Liddell, da Nota à Edição Portuguesa ]


2.ª edição. Fotografia de Janet Price. Tradução de Isabel Motta. Apresentação de Serena Sutcliffe. Prefácio de Alex Liddell e Janet Price. Encadernação editorial com sobrecapa. 245+(3) páginas. 19 cm x 25,3 cm. Bom exemplar. Lisboa: Quetzal Editores, 1995.

Preço: 30 euros.




GUIMARÃES

GUIA DE TURISMO


ALFREDO GUIMARÃES


Excelente guia de Guimarães, publicado por altura do centenário da elevação a cidade. Profusamente ilustrado com fotografias e desenhos, vegetais e desdobráveis. Gravuras de Marques de Abreu. Colaboração fotográfica de Américo Teixeira Lopes, Amílcar Lopes, Armando Teixeira de Faria, Domingos Alves Machado e Marques Abreu, Foto-Cine e Fotografia Alvão.

2ª edição (5º milhar). Brochado. 206+(5) páginas. 12,5 cm x 18,5 cm. Edição em papel couché. Bom estado. Guimarães: Câmara Municipal de Guimarães, 1953.

Preço: 40 euros.



O CÁLICE GÓTICO DO MOSTEIRO DE SÃO TORCATO


ALFREDO GUIMARÃES


N.º 3 da colecção de Estudos do Museu Alberto Sampaio. Colaboração entre a Câmara Municipal de Guimarães, o Instituto para a Alta Cultura e a Junta de Província do Minho. Impresso na Litografia Nacional, Porto. Ilustrado com excelentes fotografias e desenhos. Desenhos de Augusto Gomes e Joaquim Teixeira. Aguarelas de João Jorge Maltieira. Fotografias de António de Sousa Lima e Alvão.

Inclui os estudos:
– O Cálice Gótico do Mosteiro de São Torcato
– A Escultura em Guimarães – Santa Margarida
– Os Novos Frescos de Cerzedelo
– Bordado Artístico do Egipto Cristão
– Duas Obras da Escola de Bolonha

In-fólio de 24,5 x 31,5 cm, estimado, de 74+(10) páginas. Publicado em 1953.

Preço: 35 euros.



REGRESSO AO CORAÇÃO


J. M. PINTO DE ALMEIDA


Alocução proferida, em 6 de Fevereiro de 1955, na sessão solene comemorativa do 86.º aniversário da fundação da Associação Artística Vimaranense. 23 páginas (por abrir). 22,5 x 31 cm. Edição cuidada, da Associação Artística Vimaranense, Guimarães, 1955.

Preço: 15 euros.



MONOGRAPHIA

AS FORÇAS MILITARES DE LAGOS
NAS GUERRAS DA RESTAURAÇÃO E PENINSULAR
E NAS PUGNAS PELA LIBERDADE

MANOEL JOÃO PAULO ROCHA


Ilustrado. 488 páginas. 16,5 x 25,5 cm. Exemplar num estado de conservação muito aceitável: miolo em bom estado, capa e lombada com pequenas falhas de papel. Vide índice nas fotografias. Porto: Typographia Universal, 1910.

Invulgar.

Preço: 60 euros.



O LIVRO DE ALPORTEL


ESTANCO LOURO


Título completo: O LIVRO DE ALPORTEL / Monografia de uma Freguesia Rural — Concelho / Livro I — A Geografia / Livro 2 — A História / Livro 3 — A Vida Económica / Livro IV — A Vida Mental / Livro V — A Vida Social / — Esboço Monográfico de uma Família / — Conclusões

2.ª edição, esgotada [houve 3.ª, em 1996, com diferente capa]. Prefácio de João Pires da Cruz. Com xv+(7)+470+(29) páginas, e 16,5 x 24 x 4 cm. Ilustrado (tabelas e alguns mapas desdobráveis). Vide índice nas fotografias supra. Bom estado. São Brás de Alportel: Câmara Municipal, 1986.

Reedição e reunião da obra original de Estanco Louro, um estudo de pormenor da história, etnografia e geografia do concelho, que «inclui um estudo de caso sobre uma família rural e também uma recolha de contos tradicionais, cantos de Natal, e outros géneros literários no âmbito da literatura oral e da tradição oral», bem como «um estudo dialectológico do “falar” Alportelense, acompanhado de gramática e vocabulário» [citações do catálogo da Biblioteca com o nome do autor, sublinhados nossos].

Preço: 45 euros.



O CONCELHO DE PENAMACÔR

na História, na Tradição e na Lenda


JOSÉ MANUEL LANDEIRO


Com capítulos sobre o concelho e a vila, antigas paróquias e igrejas, procissões, roda e cemitérios, a guarnição militar, médicos e farmacêuticos, magistrados e empregados públicos, famílias nobres e homens ilustres, filhos adoptivos, a imprensa, associações, povoações e fortalezas antigas, freguesias e ermidas, terminando com algumas das mais emblemáticas lendas religiosas da região: as pragas de gafanhotos, a patinha da burrinha de Nossa Senhora, o milagre do cativo cristão, etc.

Prefácio de Jaime Lopes Dias. Desenhos de Júlio Fidalgo de Oliveira. xvi + 257 páginas.  17 x 24,5 cm. Ilustrado (fotografia, desenho), no texto e extra-texto. Primeira edição (seria republicado em 1982, 1988 e 1995). Em bom estado, embora com algumas manchas leves na capa e margem interior das primeiras páginas. Vila Nova de Famalicão: Grandes Ateliers Gráficos Minerva, 1938.

Preço: 40 euros.



ROTEIRO ARTESÃO PORTUGUÊS

MINHO


MARIA NATÁLIA ALMEIDA D’EÇA


Artesãos e artigos de lavoura, cestaria, tecelagem, colchas, rendas e bordados, tanoaria, cerâmica, olaria (várias páginas sobre Rosa Ramalho), talha, cobres, funilaria, madeira, bonecos, tamancos, pirotecnia, zés-pereiras, instrumentos musicais, trabalhos em palhinha, couros, lãs, conchas, e outros, nos concelhos de Amares, Braga, Cabeceiras de Basto, Celorico de Basto, Esposende, Fafe, Guimarães, Póvoa de Lanhoso, Terras de Bouro, Vieira do Minho, Vila Nova de Famalicão, Vila Verde, Arcos de Valdevez, Caminha, Melgaço, Monção, Paredes de Coura, Ponte da Barca, Ponte de Lima, Valença, Viana do Castelo e Vila Nova de Cerveira.

Obra em 2 volumes, com 272 e 228 páginas e 16,5 x 23 x 2,5 cm, profusamente ilustrados, em edição da autora, com tiragens de 1000 exemplares por volume, Porto, 1989-1990. Capa do segundo volume com ligeira perda de cor.

Preço: 40 euros.



RIBATEJO
CASOS E TRADIÇÕES


FRANCISCO CÂNCIO


Uma das várias incursões importantes de Francisco Câncio no registo e divulgação da cultura popular da província do Ribatejo. Os capítulos e as próprias imagens surgem com uma ordem aparentemente aleatória, unidos pelo desembaraço e segurança de um bom contador de histórias, alicerçado em anos de pesquisas nos livros e nas gentes, e o leitor curioso da etnografia e do folclore da região tem deleite prometido ao passear sem mapa por estas páginas ribatejanas fora. Vide índice nas fotografias.

2 volumes ilustrados com fotografias, desenhos e gravuras, editados em fascículos. 525+485 páginas. 19,5 x 25,5 x 7,3 cm. Meia-encadernação ‘francesa’, não-editorial, sólida, com ligeiro desgaste nas extremidades, mormente nas cabeças e pés das lombadas. Bom estado geral. Edição com o patrocínio da Junta de Província do Ribatejo, s.l., 1948.

Preço: 185 euros.



A CATEDRAL DE VISEU


A. DE LUCENA E VALE


Trabalho elaborado para o Ciclo das Conferências Culturais do 8.º centenário da reintegração da Diocese de Viseu. Proferido pelo autor dentro da própria Sé, no dia 31 de Dezembro de 1944. Acrescentado com um estudo de pormenor sobre a Capela do Calvário, nos claustros. 58 páginas (por abrir) + 23 fotografias extra-texto. 17 x 22 cm. Bom estado de conservação. Separata da revista Beira Alta, Viseu, 1945, parcialmente reproduzida aqui.

Preço: 15 euros.


O PAÍS E O POVO ROMENO


SIMION MEHEDINTZI


Obra curiosa, do destacado geógrafo romeno Simion Mehedint[z]i (1868 – 1962), traduzida do francês por Eugénio Navarro. Com considerações sui generis sobre etnografia e geografia romenas, tendo em conta a especial posição do país entre a Europa e a Ásia. 151 páginas (por abrir). 13 x 19,5 cm. Colecção Países e Povos, da Editorial Nobel, Coimbra, 1944.

Preço: 12 euros.




HISTÓRIA DO POVO ROMENO


CONSTANTIN C. GIURESCU
DINU C. GIURESCU


Com um prefácio sobre as relações romeno-portuguesas através da história, onde constam alguns factos curiosos, como as tiragens de algumas traduções de autores portugueses: destaque para os cerca de 50 mil exemplares vendidos das Cartas de Soror Mariana Alcoforado.

Uma história muito completa do país e do povo romeno, com capítulos sobre a geografia, os antepassados primitivos, a história política através dos séculos e a construção socialista a partir da década de 40.

Ilustrado com inúmeras fotografias. 401 páginas. 18 x 24 cm. Encadernação editorial gravada, com sobrecapa em excelente estado de conservação. Óptimo exemplar. Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 1979.

Preço: 15 euros.



TRANSYLVANIA

A SHORT HISTORY


ISTVÁN LÁZÁR


História de um país mítico que já pertenceu à Hungria e é, actualmente, província da Roménia. Edição húngara, em inglês, com tradução de Thomas J. DeKornfeld. 248 páginas. 11,5 x 18 cm. Budapest: Corvina, 1997. Obra disponível em pdf oficial e gratuito.

Preço: 6 euros.



SANTARÉM

HISTÓRIA E ARTE


JOAQUIM VERÍSSIMO SERRÃO


De notar que tanto o historiador Joaquim Veríssimo Serrão como o pintor Eduardo Rosa Mendes, autor do desenho da capa, são naturais de Santarém. Uma edição da Comissão Municipal de Turismo de Santarém, 1951. Muito ilustrado, com fotografias, desenhos e um mapa desdobrável. Prefácio do Presidente da Comissão de Turismo, Joaquim Augusto de Barros e Mattos. 78+(6) páginas. 15,5 x 22,5 cm. Bom estado de conservação.

Preço: 20 euros.



BREVE HISTÓRIA CRONOLÓGICA DA

COVILHÃ


JOSÉ MENDES DOS SANTOS


Assinado pelo autor com dedicatória a um livreiro da Covilhã. Volume ilustrado. 125 páginas. 15 x 20,5 cm. Exemplar razoável. Edição do Autor, Covilhã, 1994.

Preço: 12 euros.