HISTÓRIAS BREVES DE ESCRITORES RIBATEJANOS


Autografado com dedicatória por um dos antologiados, Álvaro Guerra (pág. 24), claramente evocativa da sua presença como militar no início da Guerra Colonial.

Contos de Adelaide Félix, Álvaro Guerra, Alves Redol, Ângela Sarmento, António Borga, Jacinto Martins, Jorge Reis, Júlio Graça, Mário Ventura e Severiano Falcão. Colaboração (editorial) de António Borga. Capa de Pilo da Silva. 171+(5) páginas. 19,4 x 14 cm. Lombada amarelecida. Bom estado geral. Colecção Autores Portugueses, n.º 12. Lisboa: Prelo, [Julho de] 1968.

Preço: 25 euros.


 


LINHA DO OESTE

ÓBIDOS E MOMENTOS ARTÍSTICOS CIRCUNDANTES


BENEDITA PESTANA
(coord.)


Ensaio, memória, notas históricas e recolecções fotográficas sobre Óbidos, Caldas da Rainha, Alcobaça e Lisboa. Inclui estudos sobre arte religiosa, azulejos, pinturas murais, etc. Autores: João Miguel Fernandes Jorge, José Beleza Moreira, Manuela Santos Silva, Pedro Flor, Filipe Rocha da Silva, Vítor Serrão, José Meco, Lucília Verdelho da Costa, Paulo Henriques, João Bonifácio Serra, Andrea Dondi Pinton, Pedro Redol, Nelson Correia Borges, Luís Urbano Afonso, Rafael Moreira, Pedro Vieira de Almeida, Leonor Nazaré, Manuel Salgado, José Adrião. Coordenação de Benedita Pestana. Fotografia da capa de Abílio Leitão.

Ilustrado. 333+(3) páginas, em papel couché. 22,5 x 17 cm. Bom estado geral. Colecção Rosa dos Ventos n.º 2. Lisboa: Assírio & Alvim, 1998.

Preço: 17 euros.


 


A TRILOGIA MONUMENTAL DE
ALCOBAÇA, BATALHA, THOMAR E
O CAMINHO DE FERRO


VIEIRA GUIMARÃES


Conferência realizada na Sociedade de Propaganda de Portugal, no dia 17 de Junho de 1912. Opúsculo ilustrado com 11 fotografias e um mapa. 31+(1) páginas. 22,7 x 16 cm. Bom estado geral, pese embora assinatura de posse no rosto, a lápis azul, e um mínimo defeito na capa, na margem interior, visível na fotografia. Lisboa: Imprensa Libânio da Silva, 1912.

Preço: 18 euros.


 


MEMÓRIAS DUM REVOLUCIONÁRIO

Subsídios para a História do Movimento de 28 de Maio


VIEIRA COELHO


Vieira Coelho fez parte do Comité Revolucionário, foi Governador Civil de Coimbra, e Santarém, tendo ainda sido Chefe de Gabinete do Ministro do Interior. Desvela neste seu testemunho de fim de carreira alguns preparativos, nomes e locais onde se planificou o golpe.

Exemplar com dedicatória autógrafa autoral ao seu «ilustre sucessor na 8.ª Conservatória, e colega sempre amigo e leal», na página de guarda, datada de 1953. Edição do autor, em Lisboa, 1951. Com 94 páginas (por abrir), e 20 x 13 cm. Em bom estado salvo picos ténues de oxidação na capa.

Preço: 35 euros.


“Revolucionário”, neste caso, com o sentido de participante na “Revolução Nacional”, nome pelo qual, até ao 25 de Abril, se referia o golpe de estado de 28 de Maio de 1926, que pôs termo à I República e abriu caminho ao futuro Estado Novo.

 


CONSTANTINO

GUARDADOR DE VACAS E DE SONHOS


ALVES REDOL


Ilustrado com fotografias da autoria de António Neto e de Alves Redol. Arranjo gráfico de João da Câmara Leme. Brochado. 131+(9) páginas. 23,5 x 16,5 cm. Capas em bom estado, lombada com ténues marcas de uso (ligeiro desgaste à cabeça e descolorada junto ao pé). Colecção Aventura Vivida n.º 1. Lisboa: Portugália Editora, 1962.

Primeira edição assinada com dedicatória do autor no ante-rosto.

Um bom exemplar, de colecção.

Preço: 125 euros.



CONSTANTINO

GUARDADOR DE VACAS E DE SONHOS


ALVES REDOL


Assinado com dedicatória simples, não datada, pela esposa do escritor, Maria dos Santos Mota Redol.

12.ª edição. 121 páginas. 17,5 X 11 cm. Bom estado de conservação. Sem defeitos tirando o inevitável amarelecimento do tipo de papel desta colecção, e manchas leves nas primeiras páginas. Colecção Livros de Bolso Europa-América n.º 100. Lisboa: Publicações Europa-América, 1988.

Preço: 17 euros.


Palavras de Alves Redol sobre a personagem principal da novela: «Embora inspirado na vida de um jovem [do Freixial], Constantino Cara-Linda, meu vizinho e amigo, este livro não é bem a crónica rigorosa do seu passadio. Inspira-se nele, reprodu-lo nas imagens que ilustram o texto [da primeira edição], mas recria-o e inventa-o também naquela medida em que o escritor decanta ou engravida a realidade de que se apossa com amor ou com raiva.» [na nota de abertura da primeira edição, cit. Horizonte Revelado, p.102]

 


RIBATEJO
CASOS E TRADIÇÕES


FRANCISCO CÂNCIO


Uma das várias incursões de fundo de Francisco Câncio no registo e divulgação da cultura popular da província do Ribatejo. Os capítulos e as próprias imagens surgem com uma ordem aparentemente aleatória, unidos pelo desembaraço e segurança de um (bom) contador de histórias, alicerçado em anos de pesquisas nos livros e nas gentes. Vide índice nas fotografias (↑).

2 volumes ilustrados com fotografias, desenhos e gravuras, editados em fascículos. 525+485 páginas. 25,5 x 19,5 (x 7,3) cm. Meia-encadernação ‘francesa’, não-editorial, sólida, com ligeiro desgaste nas extremidades, mormente nas cabeças e pés das lombadas. Bom estado geral. Edição com o patrocínio da Junta de Província do Ribatejo, s.l., 1948.

Preço: 165 euros.


 


O CALÃO MINDERICO


AUGUSTO PORFÍRIO FRAGOSO


Brochado. 27+(5) páginas. 21,7 x 15,5 cm. Manuseado. Capa e miolo com pontos de oxidação e interior com várias palavras “assinaladas” pelo anterior proprietário (situação visível numa das fotografias). Santarém: edição do autor, 1964.

Raro.

Preço: 25 euros.


Contém este livro mais de quatrocentos e cinquenta vocábulos e algumas frases. Não é um trabalho completo como, aliás, o não são os dos grandes mestres e para o conseguir não foi sem certo esforço e até algumas decepções, devido à circunstância dos possuidores desta língua a não quererem divulgar, conservando-a, em segredo, como que um mito. [«Explicando», página 5]