2.ª REGIÃO MILITAR

LIVRO DE OURO

NOTAS BIOGRÁFICAS DOS GENERAIS COMANDANTES
DA 5.ª DIVISÃO MILITAR, 5.ª DIVISÃO DO EXÉRCITO E 2.ª REGIÃO MILITAR
1901-1954

Álbum brochado (23 x 31 cm) com 80 páginas de textos essencialmente biográficos + uma página extra-texto, com retrato fotográfico e lista de condecorações, para cada um dos generais:

1.º Período, 5.ª Divisão Militar (1901-1911):
General de Brigada Manuel Joaquim da Silva Mata (1901-1902), General Frederico Augusto de Almeida Pinheiro (1902-1905), General José Estanislau Ventura (1906), General José Augusto Nogueira de Sá (1906-1909) e General Joaquim José da Silva Monteiro (1909-1911).

2.º Período, 5.ª Divisão do Exército (1911-1926):
General Diogo Pereira de Sampaio (1911-1913), General João Rodrigues Blanco (1913-1915), General Duarte Ivens (1915), General Bernardo António de Brito e Abreu (1915), General Fernando Tamagnini de Abreu e Silva (1915-1917 e 1918-1919), General António Maria de Matos Cordeiro (1917), General João Evangelista Pinto de Magalhães (1917), General Jaime Leitão de Castro (1917-1918), General Brás Mouzinho de Albuquerque (1919-1921), General José Augusto Simas Machado (1921-1925), General João de Morais Zamith (1925-1926) e General António Teixeira de Aguiar (1926).

3.º Período, 2.ª Região Militar, a partir de 1926:
General José Ernesto de Sampaio (1926), General Jacinto dos Reis Fischer (1927-1929), General António Gomes de Sousa Júnior (1929-1938), General Carlos Maria Pereira dos Santos (1938), General Fernando Augusto Borges Júnior (1938-1939), General José Vítor Franco (1939-1945), General Augusto Martins Nogueira Soares (1945-1949), General Manuel Bernardes de Almeida Topinho (1950-1953) e General Humberto Buceta Martins (1953-1954).

Explica o comandante da 2.ª região militar, na introdução, que o livro resulta de uma sugestão do Ministro da Guerra, o então Tenente-Coronel Fernando dos Santos Costa, em 1948, de que «nos Quartéis Generais, Comandos de Unidades e Sedes de Estabelecimentos Militares, fossem expostos os retratos de antigos Comandantes e Chefes».

Exemplar de uma tiragem (não-numerada) de 300 exemplares, impressa na Tipografia da Gráfica de Coimbra aos 10 de Dezembro de 1954 (na capa e contracapa, bem como no final da introdução, a data simbólica que figura é o 1.º de Dezembro).

Capa com ligeiras marcas de uso, nas orlas, o interior em bom estado; no geral um exemplar bastante satisfatório.

Preço: 85 euros.



ACTIVIDADE VULCÂNICA DO FAIAL
1957-1967


FREDERICO MACHADO
VICTOR HUGO FORJAZ


Com dezenas de fotografias, a preto e branco e a cores, algumas de página inteira, e diversas plantas e mapas, alguns desdobráveis. Com 15,5 x 21,5 cm e 82 páginas de texto + 32 extra-texto (imagens a cores e mapas desdobráveis). Em bolsa na contracapa, uma carta geológica do sistema vulcânico Faial – Pico – S. Jorge, com 56 x 29 cm. Edição da Comissão Regional de Turismo da Horta, Porto, 1968. Bom estado, embora com a capa um pouco manuseada. Invulgar.

Preço: 25 euros.



REGIONALISMO MICAELENSE


SOCIEDADE TERRA NOSTRA


Comunicação apresentada ao I Congresso Açoreano pela [Direcção da] Sociedade Terra Nostra, Maio de 1938.

O Congresso teve lugar em Lisboa, no Grémio dos Açores, que no mesmo ano mudou de designação para Casa dos Açores. Assinaturas de membros da direcção no rosto. 16+(4) páginas, e 11,5 x 17,5 cm. Capa manchada, interior limpo. Composto e impresso na Tipografia Insular.

Raro.

Preço: 15 euros.



“COMISSÃO NO ARQUIPÉLAGO”

(EPISÓDIO MARÍTIMO DURANTE A GUERRA DE 1939-1945)

LEOVIGILDO DOS SANTOS GOMES


Trata-se da história do contra-torpedeiro «Lima», comandado pelo capitão-tenente Sarmento Rodrigues, e do episódio protagonizado nos Açores, em plena Segunda Guerra Mundial. 126 páginas. 12,5 x 19 cm. Bom exemplar. Lisboa: Parceria António Maria Pereira, 1959.

Preço: 20 euros.



JOSÉ DO CANTO

SUBSÍDIOS PARA A HISTÓRIA MICAELENSE

(1820-1898)

FERNANDO AIRES DE MEDEIROS SOUSA


Biografia. Com a transcrição de inúmeras cartas. 396 páginas. 16 x 23 cm. Capa com manchas na orla. Interior limpo. Pequena assinatura de posse a um canto da página de guarda. Bom exemplar. Ponta Delgada: Universidade dos Açores, 1982.

Preço: 25 euros.



SUBSÍDIOS PARA O

INVENTÁRIO ARTÍSTICO DOS AÇORES


FRANCISCO ERNESTO DE OLIVEIRA MARTINS


Exemplar autografado pelo autor com dedicatória acompanhada de um postal-convite para o casamento de um familiar, ilustrado com um par de bonecos de trapos noivos, da sua colecção pessoal.

Igreja a igreja, casa a casa… Primeiro tentame sistemático de um inventário histórico-global da arte e do artesanato no arquipélago: mobiliário, pintura, escultura, arquitectura religiosa, civil e militar, faiança, porcelana, marfim, colchas e bordados, etc. Catálogo em papel couché, ilustrado com centenas de fotografias da autoria de Francisco Reis Maduro Dias, Guillon, João Soares de Ávila, José Leite, Mário Corvelo de Freitas, Norberto Ávila, Veríssimo Salvador, Foto Iris e Foto Nóbrega. 449 páginas. 21 x 29,5 cm. Uma edição da Secretaria Regional de Educação e Cultura / Direcção Regional dos Assuntos Culturais, impressa em Angra do Heroísmo, 1981 (capa com a data de 1980, colofón com a data de impressão de 31 de Março de 1981).

Preço: 35 euros.



UM MANUSCRITO DA BIBLIOTECA NACIONAL DE MADRID INTERESSANTE À HISTÓRIA DOS AÇORES NO SÉCULO XVII


FRANCISCO MENDES DA LUZ


Separata do volume VI do Boletim do Instituto Histórico da Ilha Terceira, assinada pelo autor com dedicatória ao embaixador Luiz Norton, datada de Madrid, 1949. Com 7 páginas e 16,5 x 22 cm. Angra do Heroísmo: Tipografia Andrade, 1948.

Preço: 10 euros.



O CONCELHO DE PENAMACÔR

na História, na Tradição e na Lenda


JOSÉ MANUEL LANDEIRO


Com capítulos sobre o concelho e a vila, antigas paróquias e igrejas, procissões, roda e cemitérios, a guarnição militar, médicos e farmacêuticos, magistrados e empregados públicos, famílias nobres e homens ilustres, filhos adoptivos, a imprensa, associações, povoações e fortalezas antigas, freguesias e ermidas, terminando com algumas das mais emblemáticas lendas religiosas da região: as pragas de gafanhotos, a patinha da burrinha de Nossa Senhora, o milagre do cativo cristão, etc.

Prefácio de Jaime Lopes Dias. Desenhos de Júlio Fidalgo de Oliveira. xvi + 257 páginas.  17 x 24,5 cm. Ilustrado (fotografia, desenho), no texto e extra-texto. Primeira edição (seria republicado em 1982, 1988 e 1995). Em bom estado, embora com algumas manchas leves na capa e margem interior das primeiras páginas. Vila Nova de Famalicão: Grandes Ateliers Gráficos Minerva, 1938.

Preço: 40 euros.



DO SÍTIO DE NOSSA SENHORA
AO ACTUAL LARGO DA AJUDA


MÁRIO DE SAMPAYO RIBEIRO


Conferência ao ar livre efectuada, por iniciativa do Pelouro Cultural da Câmara Municipal de Lisboa, no Largo da Ajuda, na tarde de 10 de Novembro de 1935.

Ilustrado. E contado com olisipofilia! Opúsculo de 23 páginas, e 18,5 x 24 cm. Em bom estado. Publicações dos Anais das Bibliotecas, Museus e Arquivos Históricos Municipais, n.º X, Lisboa, 1936.

Invulgar.

Preço: 17 euros.



A URBANIZAÇÃO DE LISBOA


Representação entregue à excelentíssima Câmara Municipal pelo

GRUPO AMIGOS DE LISBOA


«Como é do conhecimento de todos, Lisboa não possue um plano geral de melhoramentos, a-pesar-de três quartas partes da sua área estarem ainda por urbanizar». Deste modo, o Grupo Amigos de Lisboa «tem a honra de apresentar (…) um estudo elaborado pela sua Secção de Estudos de Estética e de Urbanização».

Com 16 páginas, e muitas propostas. 17,8 x 24 cm. Bom estado.
Lisboa: Grupo Amigos de Lisboa, 1938.

Preço: 10 euros.




AS AVES CANTAM. PORQUÊ?


JACQUES DELAMAIN


Título original: Pourquoi les oiseaux chantent. Prefácio de Jerôme e Jean Tharaud. Tradução de João de Barros. 2.º milhar. 214 páginas. 12,5 x 19 cm. Lisboa: Livraria Clássica Editora, 1938. Com uma dedicatória manuscrita, não autoral, no ante-rosto. Bom exemplar.

Preço: 12 euros.