MANUAL DE PATINAGEM ARTÍSTICA SOBRE RODAS

DANÇAS OBRIGATÓRIAS


MARCELINO J. NOGUEIRA


Um manual preparado para a Escola de Patinagem Artística do Grupo Cultural e Desportivo da TAP, pensado para oferecer uma aprendizagem progressiva e «boa orientação quanto ao ensino da técnica exigida». Com a explicação teórica e gráfica dos passos de dança para cada uma das 44 danças obrigatórios, e capítulos sobre dança livre, a filosofia da dança internacional, as regras dos júris ou a música apropriada. Vide fotografias do índice.

Invulgar. Manuseado e com ligeira perda de cor na capa. Ilustrado com desenhos, esquemas e fotografias. Com 231 páginas acrescidas de uma folha volante de 4 páginas sobre o foxtrot italiano, com o esquema e as explicações dos passos de dança. 16 x 23,2 cm. Lisboa: Grupo Cultural e Desportivo da TAP, 1979.

Preço: 45 euros.


Ilse Losa

[28Maio16]


HISTÓRIAS INESQUECÍVEIS PARA CRIANÇAS


Selecção de

ILSE LOSA


Capa de A. Pedro e ilustrações de Manuela Bacelar. Contos dos Irmãos Grimm (tradução de Maria Cristina de Araújo), Wilhelm Hauff (tradução de Teresa Balté), George Sand (tradução de Virgínia de Castro e Almeida, revista por Ângela Lieblich), John Ruskin (tradução de Luísa Derouet), Mark Twain e Oscar Wilde (traduções de Margarida Losa), Leão Tolstoi, Hans Christian Andersen, Pawel Bashow e Selma Lagerlöf (traduções de Ilse Losa). 227 páginas. 14,5 x 21 cm. Capa com ténues manchas amarelas, miolo impecável. Lisboa: Livros do Brasil, [s.d.].

Preço: 12 euros.



O MUNDO EM QUE VIVI


ILSE LOSA


Numa escrita inexcedivelmente sóbria e transparente, e através de breves episódios, este romance conduz-nos em crescendo de emoção desde a primeira infância rural de uma judia na Alemanha, pelos finais da Primeira Guerra Mundial, até ao avolumar de crises (inflação, desemprego, assassínio de Rathenau, aumento de influência e vitória dos Nazistas) que por fim a obrigam ao exílio mesmo na eminência de um destino trágico num campo de concentração. Há uma felicíssima imagem simbólica de tudo, que é a do lento avançar de uma trovoada que acaba por estar «mesmo em cima de nós». Assistimos aos rituais judaicos públicos e domésticos, a uma clara atracção alternativa entre a imigração para os Estados Unidos da América e o sionismo. Fica-se simultaneamente surpreendido pela correspondência e pelas diferenças entre o adolescer e o viver adulto em meios culturais muito diversos, pois há relances de vida religiosa luterana, católica e de agnosticismo à margem da experiência judaica ortodoxa. Perpassam figuras familiares de recorte nítido: os avós da aldeia, o pai, negociante de cavalos, desfeiteado por anti-semitas e falecido de cancro, os tios progressistas Franz e Maria, o avô Markus, a amorável avozinha Ester (kleine Oma), Paul (o jovem quase namorado que se deixa intimidar pelo ambiente), Kurt (o jovem enamorado assolapado, culto e firme nas suas convicções). A acção é desfiada numa sucessão de fases biográficas progressivamente dramáticas — e nós acabamos por participar afectivamente de um destino ao mesmo tempo muito singular e muito típico, que bem nos poderia ter cabido. Um romance de características únicas na literatura portuguesa — e emocionalmente certeiro. [Texto da contracapa, datado de Novembro de 1989, da autoria de Óscar Lopes, a quem o livro é dedicado].

15ª edição do primeiro livro da autora. Capa de Ângela Melo. 196 páginas. 14,5 x 21 cm. Porto: Edições Afrontamento, 1992.

Preço: 10 euros.



IDADE PERIGOSA


ODETTE DE SAINT-MAURICE


Romance. Primeira edição em livro. 223 páginas. 12 cm x 19 cm. Usado, e com uma data manuscrita coeva, no verso da capa.
Lisboa: Livrolandia, 1954.

Segundo o prólogo da autora,
«é uma história branca, leve, desenhando a traços doces um perfil de rapariga muito nova na esteira dum género que ultimamente tenho cultivado pouco. Não são páginas sem finalidade, aliás. Têm-na, e com o fundo de honestidade que sempre caracteriza quanto escrevo. Isso mesmo força-me a consentir na sua publicação, após os numerosíssimos pedidos que para tal recebi quando o romance foi dado a lume em folhetim, há anos, numa revista feminina. […] E eis a Idade Perigosa, rosinha de toucar entre as rosas vermelhas de tantos problemas muito sérios que tenho procurado focar. Há-de ser lida com um sorriso enternecido, apenas.»

Preço: 15 euros.


odette-janelas


CASA SEM JANELAS


ODETTE DE SAINT-MAURICE


Não, não, mil vezes não e sempre não! Em definitivo, em inabalável querer, resolução ponderada e revista, feita de análises e subtraída de estudos concretos, posso afirmar alto e bom som o convencimento absoluto da minha vontade própria. Eu não me caso! Eu Não Me Caso!!! 
Casar… ah, ah ah!… Para quê?

Primeira edição. Colecção das Raparigas Cultas. 152 páginas. 12,5 cm x 19 cm. Com uma falta de papel junto ao pé da lombada, visível na fotografia. Manuseado.
Lisboa: Empresa Literária Universal, 1948.

Preço: 5 euros.


odette-dedicacao


DEDICAÇÃO


ODETTE DE SAINT-MAURICE


O vestido de Maria Helena, uma beleza de vestido, um vestido que era um sonho, uma maravilha, um vestido que parecia feito pelas fadas e destinado à Gata Borralheira noiva do príncepe (é certo que, a seu ver, a Maria Helena merecia-o mais que todas as gatas borralheiras do mundo) encontrava-se ali posto em cima da cama da irmã, acabadinho de chegar da modista famosa.

Romance. Primeira edição. Colecção das Raparigas Cultas. Capa assinada «Resende». 349 páginas. 12 cm x 19 cm. Muito bom estado de conservação, embora com uma assinatura de posse na primeira página de texto.
Lisboa: Livrolandia, 1952.

Preço: 15 euros.


odette-amanha


AMANHÃ COMO SERÁ?


ODETTE DE SAINT-MAURICE


Quando Cristiano, pálido de emoção, reabriu os olhos, sentindo-se finalmente a rolar na pista, prestes a saltar em terra, suspirou fundo, cheio de alegria, cheio de alívio. Ei-lo finalmente quase a alcançar a tão almejada felicidade, a poder cingir nos braços essa a quem tanto amava, essa que lhe pertencia de direito e de facto e a quem durante tão pouco tempo conseguira chamar sua.

Colecção Gôndola n.º 8. Com 217 páginas e 11 cm x 17,5 cm. Bom estado.
Lisboa: Editorial Presença, [1965?].

Preço: 8 euros.


odette-voltar


VOLTAR AO PASSADO


ODETTE DE SAINT-MAURICE


…Encontrar as horas que se foram, agarrar nos dias que vivi, recuperar o tempo que desperdicei e, principalmente, encontrar-me, conhecer-me, saber ao certo o que desejava e para onde ia, desviando os passos do caminho que me trouxe até onde estou — encruzilhada tremenda sem orientação, sem nenhuma seta providencial a ensinr-me o trajecto melhor, desviado de atalhos!

Colecção Gôndola n.º 7. Com 250 páginas, e 11 cm x 17,5 cm. Usado.
Lisboa: Editorial Presença, [s.d.].

Preço: 8 euros.


odette-quinta


QUINTA DE S. BOAVENTURA


ODETTE DE SAINT-MAURICE


O pai julgou que ela estava a dizer aquilo por gracejo. Mas olhou-a de relance e viu-a tão séria que não acrescentou mais nada. Percebeu que ela apenas dissera uma verdade, uma verdade tão simples que não havia comentários a fazer… a não ser que se embrenhassem numa longa conversa, numa dessas longas conversas que era agora tão raro ele poder ter com a filha, com os filhos, na sua vida super-ocupada de homem trabalhador e útil. E fazem falta, aos pais, essas conversas. Talvez ainda mais aos pais do que aos filhos. 

Capa de F.C.E. Colecção Gôndola Juvenil n.º 4. Com 347 páginas, e 11 cm x 17,5 cm. Bom estado.
Lisboa: Editorial Presença, [1967].

Preço: 8 euros.


odette-pessegos


OS FILHOS DE ANA MARGARIDA
1. A Ilha dos Pêssegos


ODETTE DE SAINT-MAURICE


— Quando ela me deu a novidade, hoje ao almoço, de que você vinha jantar cá a casa, topei logo o fito. A gaja — (insiste na palavra que é feia porque é mesmo feia, coitada dela!) — vem aí com as suas manias a ver se me converte ao mundo bom dos seus meninos e das suas meninas seráficos. Pois eu cago — (assim!) — nas suas meninas e nos seus meninos que tresandam a mofo. Têm boas qualidades? Que lhes aproveite. E que morram bestas, tanto se me dá! Eu sou do meu tempo, vivo a minha liberdade e não me chateiem, quando não mando todos à merda e vou por aí como me apetecer e com quem me apetecer! Portanto, se você acha que o seu tempo lhe faz falta para os seus porquinhos da Índia, gire, que a sua parte do jantar fica pr’amanhã fazer croquetes. — e larga uma risada. — A cozinheira da mamã está na casa há vinte e dois anos e é muito económica.

2.ª edição. Primeiro volume de três, da série «Os Filhos de Ana Margarida». Colecção Gôndola Juvenil n.º 10. Capa de F.C.E. 218 páginas. 11 cm x 17 cm. Usado.
Lisboa: Editorial Presença, [1973].

Preço: 5 euros.


odette-rita


NOVE MULHERES E MEIA
RITA
Rita Isabel


ODETTE DE SAINT-MAURICE


A Rita, esperando o almoço (a tia encomendara camarões e lagosta, coisas que a pequena adorava e raramente comia pelo luxo tornado indevido, como se as águas exigissem por imposto uma selecção entre o paladar dos pobres e o paladar dos ricos), perdia o olhar na curva do horizonte, a pensar… O que ela pensava queria a tia sabê-lo!

Capa de Eugénio Silva. 2.ª edição. Colecção Gôndola Juvenil n.º 22. Com 164 páginas, e 14,5 cm x 20,5 cm. Bom estado.
Lisboa: Editorial Presença, 1979.

Preço: 10 euros.


eugenio-oiro-41


A EUGÉNIO DE ANDRADE


Poemas de Afonso Duarte, Ángel Crespo, António de Navarro, António Osório, António Salvado, Bruno Tolentino, Carlo Vittorio Cattaneo, Gastão Cruz, Jorge de Sena, José Bento, José Fernandes Fafe, Manuel Branco, Mário Cláudio, Pedro Homem de Mello e Ruy Cinatti.

Retratos de Eugénio de Andrade por Armando Alves e Augusto Gomes.

41.º título da colecção O Oiro do Dia. Tiragem de 250 exemplares numerados (este o número 91). Capa de papel contendo folhas soltas e dois desenhos impressos em papel couché. 24 + 1 páginas. 18 x 29,5 cm. Porto Editorial Inova, [Setembro de] 1979. Bom exemplar.

Preço: 40 euros.



DOIS POEMAS EMBALADOS
SOBRE A DÚVIDA DE ABALAR


EMANUEL JORGE BOTELHO


Exemplar n.º 74 de uma rara tiragem de 100, numerados e assinados pelo autor. Com uma reprodução dum pormenor do quadro de Domingos Rebelo «Os Emigrantes». Edição conjunta do Museu Carlos Machado e do autor, Ponta Delgada, Maio de 1979. Constituída por um envelope [19,5 x 28,5 cm] numerado, contendo uma capa [16 x 24,5 cm] que alberga 3 folhas volantes em cartolina, impressas apenas de um lado, duas com poemas do livro inédito No Delta da Memória, e uma com o tal pormenor de «Os Emigrantes». Completa o conjunto uma folha solta, que não faz parte da edição, com uma dedicatória autógrafa de Emanuel Jorge Botelho, datada de 1983. Envelope com pequenos defeitos, interior impecável.

Preço: 50 euros.




SÓ ACONTECE AOS OUTROS

HISTÓRIAS DE VIOLÊNCIA


MARIA ANTÓNIA PALLA


Histórias ocorridas em Portugal entre 1970 e 1979, principalmente com mulheres, jovens e crianças, tal como foram escritas pela jornalista Maria Antónia Palla e publicadas no Século Ilustrado. Capa de Manuel Dias. 195-(5) páginas. 17 x 21 cm. Excelente exemplar. Colecção Realidade e Denúncia. Lisboa: Livraria Bertrand, 1979.

Preço: 15 euros.




A CERA DAS ABELHAS NO ULTRAMAR PORTUGUÊS

SUGESTÕES PARA A SUA VALORIZAÇÃO COMERCIAL
E INDUSTRIALIZAÇÃO LOCAL

VASCO CORREIA PAIXÃO


Entende o autor, com efeito, não estar bem visto o aspecto tecnológico das ceras de abelhas no Ultramar português e, consequentemente, achar-se mal equacionado o problema que envolve a sua preparação, comércio e industrialização; ao ler os alvitres de quantos se debruçaram já sobre o assunto — com características comuns, aliás, à generalidade das zonas de clima quente, mormente do continente africano — fica-se com a impressão que eles ignoram toda a série de operações incluídas na arte do cerieiro, entendida esta desde a lagaragem das ramas até ao fabrico de obras com a matéria-prima resultante das mesmas.

Ilustrado com fotografias e desenhos, e algumas tabelas desdobráveis. 131 páginas. 16 x 23,5 cm. Lisboa: Edição do Autor, 1965.

Preço: 15 euros.



LA VITA DELL’APE

E L’APICOLTURA RAZIONALE INTENSIVA:

COME SI CONDUCE UN APIARIO AD ALTO RENDIMENTO
(GUIDA PRATICA)

BENIAMIMO CHRISTILLIN


Pequeno livro de bolso, por um reputado membro do Concelho Científico do Museu Internacional de Apicultura. Ilustrado com fotografias e desenhos. 48 páginas. 12 x 17 cm. Capa texturada. Torino: Industriale e Riva, 1931.

Preço: 10 euros.


Do Futebol

[29Jun12]


LA CORRUPCION EN EL DEPORTE ESPAÑOL


JOSE MARIA GARCIA


Capa de Gigi Coberta. 280-(5) páginas. 14 x 21 cm. Madrid: Fernando Egozcuezabal, 1978. /// O autor, nascido em Madrid nos anos 40, é um dos mais importantes jornalistas desportivos espanhóis. Os vários capítulos abordam questões de boxe, futebol, árbitros, dirigentes, agentes e escândalos.

Preço: 12 euros.



I.ª VIAGEM AO MUNDO LOUCO DO FUTEBOL


RUI SILVA


Assinado pelo autor com dedicatória. 400 páginas. 14,5 x 20,5 cm. Óptimo estado de conservação. Torres Vedras: Edição do Autor, 1986.

Preço: 15 euros.


Vasco Graça Moura

[09Abr12]

Este slideshow necessita de JavaScript.

O MÊS DE DEZEMBRO e outros poemas
Poesia. Com um desenho de Domingos A. Sequeira. Direcção gráfica de Armando Alves. 61+(9) páginas. 13 x 19 cm. Colecção Coroa da Terra, n.º 6. Porto: Inova, 1977.
Preço: 20 euros.

INSTRUMENTOS PARA A MELANCOLIA
Poesia. Com três desenhos de José Rodrigues, e uma fotografia do autor. Direcção gráfica de Armando Alves. Primeiro título da Colecção Obscuro Domínio. 128 páginas. 13 x 21 cm. Encontrado no livro: um recorte de jornal com um artigo de Eduardo Prado Coelho que fala da poesia do autor. Porto: O Oiro do Dia, [Setembro de] 1980.
Preço: 20 euros.

50 POEMAS DE GOTTFRIED BENN
Selecção, tradução e prefácio de Vasco Graça Moura. Capa com um desenho de Manuel Ribeiro de Pavia. Com fotografias e fac-similes de manuscritos de Gottfried Benn. Direcção gráfica de Armando Alves. 82 páginas (por abrir). 14 x 20 cm. Colecção As Mãos e os Frutos, décimo sexto volume. Porto: O Oiro do Dia, [Setembro de] 1982.
Preço: 20 euros.

NÓ CEGO, O REGRESSO
Poesia. Com uma aguarela de Mário Botas. Direcção gráfica de Armando Alves. Colecção O Aprendiz de Feiticeiro, quinto volume. 60 páginas. 15 x 22,5 cm. Porto: O Oiro do Dia, [Novembro de] 1982.
Preço: 25 euros.

OS ROSTOS COMUNICANTES
Cadernos de Poesia Dom Quixote, n.º 28. Capa de Fernando Felgueiras. 64 páginas. 11 x 18 cm. Lisboa: Publicações Dom Quixote, [Outubro de] 1984.
Preço: 20 euros.

A SOMBRA DAS FIGURAS
Poesia. Edição do autor, Lisboa, [Outubro de] 1985. Tiragem de 1000 exemplares. 80 páginas. 15 x 21 cm. Excelente estado de conservação.
Preço: 30 euros.

UMA CARTA NO INVERNO
Poesia. Capa de Rogério Petinga sobre Flagelação de Piero della Francesca. Inclui o poema de homenagem a Óscar Lopes, «Um Senhor de Matosinhos». 79 páginas. 13 x 21 cm. Óptimo exemplar. Lisboa: Quetzal Editores, 1997.
Preço: 20 euros.


JURISLÂNDIA
Livro do curso de Direito da Faculdade de Direito de Lisboa. 252 páginas. 18 x 24 cm. Publicado com o apoio da Morais Editores. Impresso na Covilhã (Tip. Notícias da Covilhã). Exemplar autografado por uma das alunas para António Carlos Leónidas que, nos anos 60, foi presidente do IMAVE (onde estava integrada a Telescola) e chefe de redacção da revista Escola Portuguesa. Caricaturas de Sanches, e outros. Com uma caricatura e um texto jocoso para cada um dos 21 professores, incluindo Marcello Caetano. Entre os alunos, destacam-se os nomes de Vasco Graça Moura (com versos de António Rebordão Navarro), Manuela Portugal [Eanes], Pedro Roseta, Mário Assis Ferreira, Noronha Nascimento, Artur Faria Maurício, António Figueiredo Lopes, António Monteiro, Basílio Horta, Fausto de Quadros e Joaquim da Silva Lourenço. Invulgar.
Ver lista completa dos alunos e outras fotografias da obra aqui.
Preço: 35 euros.


O PAÍS E O POVO ROMENO


SIMION MEHEDINTZI


Obra curiosa, do destacado geógrafo romeno Simion Mehedint[z]i (1868 – 1962), traduzida do francês por Eugénio Navarro. Com considerações sui generis sobre etnografia e geografia romenas, tendo em conta a especial posição do país entre a Europa e a Ásia. 151 páginas (por abrir). 13 x 19,5 cm. Colecção Países e Povos, da Editorial Nobel, Coimbra, 1944.

Preço: 12 euros.




HISTÓRIA DO POVO ROMENO


CONSTANTIN C. GIURESCU
DINU C. GIURESCU


Com um prefácio sobre as relações romeno-portuguesas através da história, onde constam alguns factos curiosos, como as tiragens de algumas traduções de autores portugueses: destaque para os cerca de 50 mil exemplares vendidos das Cartas de Soror Mariana Alcoforado.

Uma história muito completa do país e do povo romeno, com capítulos sobre a geografia, os antepassados primitivos, a história política através dos séculos e a construção socialista a partir da década de 40.

Ilustrado com inúmeras fotografias. 401 páginas. 18 x 24 cm. Encadernação editorial gravada, com sobrecapa em excelente estado de conservação. Óptimo exemplar. Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 1979.

Preço: 15 euros.



TRANSYLVANIA

A SHORT HISTORY


ISTVÁN LÁZÁR


História de um país mítico que já pertenceu à Hungria e é, actualmente, província da Roménia. Edição húngara, em inglês, com tradução de Thomas J. DeKornfeld. 248 páginas. 11,5 x 18 cm. Budapest: Corvina, 1997. Obra disponível em pdf oficial e gratuito.

Preço: 6 euros.