O SOLAR DOS BRASIS


RUBEN ANDRESEN LEITÃO


Foi o João Santos Simões quem um dia me disse — já lá vão uns bons três anos — que, se estivesse perto de Trancoso, não deixasse de ir ver a Torre do Terrenho. Fiquei a pensar, sobretudo quando soube que a capela do «Solar dos Brasis», na Torre do Terrenho, estava intimamente ligada à História do Brasil, à época áurea da mineração, ao mundo de espanto e de dor que teve D. João V no trono, à inquisição nas suas formas mais requintadas, à talha na sua pura criação de mensagem artística universal, e a um título de Fidelíssimo para durar enquanto os reis estivessem no trono. O Terrenho fica a pouco mais de uma légua da vila nobre de Trancoso, e andados uns dois ou três quilómetros mais além temos a Torre do Terrenho. No ouvido ainda soava a frase do João — «Toda a capela é um ex-voto»!
[início da Nota Prévia]

Dedicatória do autor, na página de rosto. Ilustrado com quatro páginas de fotografias a preto e branco, em extra-texto. Brochado, 32+(4) páginas. 17,5 cm x 24,2 cm. Separata da Revista Ocidente, Volume LXXXI. Lisboa, 1971.

Preço: 22 euros.


Pablo NERUDA

[03Nov17]


PABLO NERUDA
ANTOLOGIA BREVE
2.ª edição. Tradução e selecção de Fernando Assis Pacheco. Colecção Cadernos de Poesia. 150 páginas. 11 x 18 cm. Bom estado. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1971.
Preço: 12 euros.


PABLO NERUDA PRÉMIO NOBEL DA LITERATURA 1971
Documentos (notícias, discursos, cronologia, bibliografia). Capa de José António Gonçalves. 85 páginas. 12,5 x 18,5 cm. Pequena assinatura de posse na página de rosto. Usado. Lisboa: Prelo Editora, 1971.
Preço: 8 euros.


PABLO NERUDA
INCITAMENTO AO NIXONICÍDIO E LOUVOR DA REVOLUÇÃO CHILENA
“O testamento poético de Pablo Neruda”. Tradução de Alexandre O’Neill. 100 páginas. 11,5 x 18,5 cm. Usado.Pequena assinatura de posse no rosto. Lisboa: Agência Portuguesa de Revistas, 1975.
Preço: 12 euros.


JUREMA FINAMOUR
PABLO E DOM PABLO
Memórias. Um retrato do poeta pela jornalista brasileira Jurema Finamour, que foi três vezes secretária de Neruda, no Brasil e no Chile, e afirma querer destruir o “mito Neruda”, que diz ter ajudado a construir durante 20 anos. Capa de Eleonora Affonso. 251 páginas. 14 x 21 cm. Bom estado. Rio de Janeiro: Editorial Nórdica, 1975.
Preço: 12 euros.


PABLO NERUDA
NASCI PARA NASCER
Memórias. Tradução de Eduardo Saló (texto em prosa) e Mário Dionísio (poemas). Papel amarelecido. Bom exemplar. Lisboa: Publicações Europa-América, [1978].
Preço: 10 euros.