GUIMARÃES

GUIA DE TURISMO


ALFREDO GUIMARÃES


Excelente guia de Guimarães, publicado por altura do centenário da elevação a cidade. Profusamente ilustrado com fotografias e desenhos, vegetais e desdobráveis. Gravuras de Marques de Abreu. Colaboração fotográfica de Américo Teixeira Lopes, Amílcar Lopes, Armando Teixeira de Faria, Domingos Alves Machado e Marques Abreu, Foto-Cine e Fotografia Alvão.

2ª edição (5º milhar). Brochado. 206+(5) páginas. 12,5 cm x 18,5 cm. Edição em papel couché. Bom estado. Guimarães: Câmara Municipal de Guimarães, 1953.

Preço: 40 euros.



O CÁLICE GÓTICO DO MOSTEIRO DE SÃO TORCATO


ALFREDO GUIMARÃES


N.º 3 da colecção de Estudos do Museu Alberto Sampaio. Colaboração entre a Câmara Municipal de Guimarães, o Instituto para a Alta Cultura e a Junta de Província do Minho. Impresso na Litografia Nacional, Porto. Ilustrado com excelentes fotografias e desenhos. Desenhos de Augusto Gomes e Joaquim Teixeira. Aguarelas de João Jorge Maltieira. Fotografias de António de Sousa Lima e Alvão.

Inclui os estudos:
– O Cálice Gótico do Mosteiro de São Torcato
– A Escultura em Guimarães – Santa Margarida
– Os Novos Frescos de Cerzedelo
– Bordado Artístico do Egipto Cristão
– Duas Obras da Escola de Bolonha

In-fólio de 24,5 x 31,5 cm, estimado, de 74+(10) páginas. Publicado em 1953.

Preço: 35 euros.



REGRESSO AO CORAÇÃO


J. M. PINTO DE ALMEIDA


Alocução proferida, em 6 de Fevereiro de 1955, na sessão solene comemorativa do 86.º aniversário da fundação da Associação Artística Vimaranense. 23 páginas (por abrir). 22,5 x 31 cm. Edição cuidada, da Associação Artística Vimaranense, Guimarães, 1955.

Preço: 15 euros.


O uso do barrete de dormir não é destas instituições ephemeras destinadas a desapparecer com a civilisação que as vio desabroxar. É bem pelo contrario uma necessidade organica creada para sobreviver a muitos costumes, que se julgam eternos. Não quero em prova disto senão a grande quantidade que existe de barreteiros, e a figura que elles representam no meio da nossa sociedade industrial.

Bpaturot0


JERONYMO PATUROT EM PROCURA DUMA POSIÇÃO SOCIAL


LOUIS REYBAUD


Título original: Jérome Paturot à la recherche d’une position sociale. Primeira tradução portuguesa deste clássico universal da literatura satírica, originalmente publicado em 1843, onde figura como autor Hippolyto Rolle, não havendo qualquer referência ao facto de se tratar de uma tradução. Na verdade, a obra foi escrita por Louis Reybaud (1799-1879), jornalista, escritor e político francês, autor dos 10 monumentais volumes da História Científica e Militar da Expedição Francesa [de Napoleão] ao Egipto, publicados entre 1830 e 1836.

Encadernação com lombada em pele (ligeiro desgaste) e gravações a ouro. Exemplar muito razoável, sólido e regra geral limpo. 295 páginas. 13 x 20 cm. Lisboa: Typographia da Rua do Almada, 1849.

Preço: 15 euros.


Bpaturot1 Bpaturot2 Bpaturot3 Bpaturot4