roberto-blog1

AGOSTO É UM MÊS DIFÍCIL

agosto é um mês difícil

árido

por isso escrevo: «aqui

agosto magoa os músculos.

é um tempo de fuga

nos mapas novos do mar. por vezes

esperamos uma mulher um peixe

obceca-nos um peixe é frio e liso

respira intensamente com o barco

onde foi recolhido».

agosto é uma dor aguda

no pescoço

por isso acrescento: «o Porto sufoca

sob a caliça das paredes o homem pensa

uma viagem diferente. é tempo de ócio

de ódio

no granito do chão um desespero

mudo e ácido».

agosto sabe a bronze tem a

consistência do bronze

por isso escrevo: «aqui

abrimos a crosta do silêncio: é como

morder um limão».

ANTÓNIO MANUEL LOPES DIAS

Cochofel

[15Abr08]

pitecos

unwin-p16