HISTOIRE DE MA VIE


JACQUES CASANOVA

de Seingalt, Vénitien


A primeira edição integral das memórias de Casanova, escritas em 1797 e apenas publicadas na sua totalidade em 1960, nesta edição. Compradas pelo editor Brockhaus a um sobrinho-neto de Casanova, em 1820. No prefácio o editor conta a história do manuscrito e das várias edições, até chegar a esta definitiva (não esquecer que Casanova escreveu as suas memórias numa língua que não era a sua).

Com um retrato do autor no frontispício do primeiro volume. Impresso em papel-bíblia. Encadernações editoriais em tela gravada a ouro e douradas à cabeça, cobertas com sobrecapa transparente. Muito bom estado de conservação. Assinaturas de posse no rosto de cada um dos volumes. 12 volumes encadernados em 6, com mais de 4000 páginas [xxi-311-337+348-355+306-323+336-310+418-398+371-463], 12 x 19,5 cm por volume, e 15,5 cm na estante. Paris: F.A. Brockhaus (Weinbaden)/Librairie Plon, 1960.

Peça de colecção.

Preço: 180 euros.


papa1
papa2 papa3 papa4


O PAPA NO DECIMO NONO SECULO


J. MAZZINI

Triumviro da República Romana

Giuseppe Mazzini (1805-1872), escritor, jornalista, activista, político e ex-carbonário, é uma das figuras principais do chamado Risorgimento, movimento que na segunda metade do século XIX pugnou pela unificação dos vários estados italianos num único país com um governo central, secular e republicano. Várias vezes exilado por motivos políticos, na Suíça, em França e em Inglaterra, participou na fundação de uma Segunda República Romana (1849), insubmissa ao poder papal, onde desempenhou funções no triunvirato governativo. O projecto falhou, seguindo-se novo exílio para o autor, e a publicação do libelo anti-papal que aqui se apresenta, em tradução portuguesa publicada no mesmo ano da edição original.

Com 64 páginas e 11 x 16 cm. Capa com mínimas falhas de papel, e uma assinatura de posse («205 – Joaquim  Martins»). Assinatura de posse, também, no topo da primeira página do texto, visível numa das fotografias. Última página com falta de uma porção inferior, já fora da mancha de texto. Bruxelas: na Imprensa de V. Wouters, 1850.

Raro.

Preço: 15 euros.



ROMEU, JULIETA E AS TREVAS


JAN OTCHENACHECK


Título original: Romeo, Julie a Tma. Tradução de ALEXANDRE O’NEILL. Capa de Cidália de Brito. 2.ª edição. 227 páginas. 12 x 19 cm. Encadernação editorial em tela, sobrecapa da colecção com pequenas imperfeições. Lisboa: Arcádia, 1967.

Preço: 10 euros.