laranja


A CONVENÇÃO ORTOGRÁFICA LUSO-BRASILEIRA

ESTABELECIDA PELO DECRETO N.º 35:228

Com um prefácio de Augusto Moreno, e um vocabulário auxiliar organizado por Cardoso Júnior. O decreto, assinado por Salazar, Carmona e Caeiro da Mata, inclui as conclusões da Conferência Interacadémida de Lisboa para a Unificação Ortográfica da Língua Portuguesa, entre a Academia de Ciências de Lisboa e a Academia Brasileira de Letras, realizada entre Julho e Outubro de 1945, conclusões essas assinadas por Júlio Dantas, Pedro Calmon, Gustavo Cordeiro Ramos, José Maria de Queiroz Velloso, Olegario Marianno e Luiz da Cunha Gonçalves. 144-(5) páginas. 13,5 x 19,5 cm. Lombada cansada e uma assinatura de posse na página de guarda. Lisboa: Editorial Inquérito, 1945.

Preço: 10 euros.


limao


REGRAS PARA APRENDER A LÍNGUA PORTUGUESA

SEGUNDO O ACORDO ORTOGRÁFICO LUSO BRASILEIRO DE 1945


J. ESTEVÃO PINTO


Regras ortográficas, seguidas de pequenos vocabulários de nomes comuns e de nomes próprios e de frases, para bem se escrever a Língua Portuguesa. 80 páginas. 13,5 x 20 cm. Lisboa: Livraria Popular de Francisco Franco, [1945]. Bom estado.

Preço: 8 euros.


toranja


A DEMANDA DA ORTOGRAFIA PORTUGUESA

COMENTÁRIO DO ACORDO ORTOGRÁFICO DE 1986 E SUBSÍDIOS PARA A COMPREENSÃO DA QUESTÃO QUE SE LHE SEGUIU

Volume organizado por:

IVO CASTRO
INÊS DUARTE
ISABEL LEIRIA


Uma compilação de documentos, testemunhos e cronologias fundamental para a compreensão do actual Acordo Ortográfico, com a posição de vários especialistas  e a história e fundamentos dos diversos acordos, reformas, propostas e projectos de alteração da ortografia portuguesa, desde 1885.

Capa de Victor da Silva. 281 páginas. 15,5 x 23 cm. Primeira edição (republicado em 2005). Lisboa: Edições João Sá da Costa, 1987.

Preço: 10 euros.