CICLO DE CINEMA DE
FICÇÃO CIENTÍFICA

1984: “O Futuro é já Hoje?”


João Bénard da Costa (org.)


Marcando o ano “fatídico” que Orwell imaginara quarenta anos antes, a Gulbenkian e a Cinemateca Portuguesa juntaram-se em 1984 para um épico ciclo de filmes de Ficção Científica. O catálogo que daí resultou poderá bem ser uma das melhores edições jamais dedicadas ao género e, certamente, um dos mais impressionantes livros feitos em Portugal. [ler aqui]

Direcção literária de João Bénard da Costa. Direcção gráfica de Fernando de Azevedo. Textos de John Baxter, Olivier Assayas, Trindade Santos, João Manuel Barreiros e Alberto Vaz da Silva. 516 páginas, algumas desdobráveis. 30,5 x 22,5 cm. Encadernação editorial gravada a ouro, com sobrecapa. Em muito bom estado de conservação. Tiragem de 2000 exemplares, esgotada na primeira semana. Edição conjunta Cinemateca Portuguesa / Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, 1984.

Um objecto invulgar.

Preço: 135 euros.



OS ANTEPASSADOS DE
ALGUNS CINEMAS DO PORTO


ALVES COSTA


São evocados o Cine-Teatro S. João, o Salão High-Life, o Cinema Batalha [inclui fotografia do fresco desaparecido de Júlio Pomar], o Salão-Jardim Passos Manuel (“antepassado do actual «Coliseu» e «Cinema Passos Manuel»”), e feita menção a outras salas e animatógrafos.

Ilustrado com fotografias, cartazes e programas. Brochado, 17 cm x 22,8 cm. 37+(3) páginas. Manuseado. Capa e algumas páginas com pontos de oxidação. Lisboa: Instituto Português de Cinema – Cinemateca Nacional, 1975.

Preço: 17 euros.



OS MAIS ANTIGOS CINEMAS DE LISBOA
1896-1939

A DISTRIBUIÇÃO DE FILMES EM PORTUGAL
1908-1939


M. FÉLIX RIBEIRO


Lista exaustiva dos Cinemas e Teatros referidos nesta obra: Animatographo de Alcântara, Animatographo do Rossio, Belém Cinema, Campolide Cinema, Capitólio, Casino Étoile, Chiado Terrasse, Cine Bélgica, Cine Esperança, Cine Ginásio, Cine Oriente, Cine Pátria, Cine Paris, Cine Tortoise, Cinema Avis, Cinema Colossal, Cinema Condes, Cinema Cosmopolita, Cinema Europa, Cinema Gil Vicente, Cinema Palácio, Cinema Palatino, Cinema Pathé, Cinema Popular, Cinema Promotora, Cinema Restauradores, Cinema Rex, Cinema Universal, Cinema Voz do Operário, Coliseu de Lisboa, Coliseu dos Recreios, Eden Cinema, Eden Concerto, Esplanada Belém-Jardim, Esplanada Monumental, Grande Animatographo de Alcântara, Imperial Cinema, Império (1916), Jardim Cinema, Lusitania Film, Lys, Max Cine, Novo Cine, Odéon, Olympia, Palais Cinema, Paradis Cinema, Paraíso de Lisboa, Paris Cinema, Pathé Cinema, Rossio Palace, Royal Cine, Roxy, Tivoli, Trianon Palace, The Wonderful, Salão Avenida, Salão Central, Salão Chantecler, Salão Chiado, Salão Cosmopolita, Salão Edison, Salão Fantástico, Salão Foz, Salão Ideal, Salão Liberdade, Salão Lisboa, Salão Portugal (Alfama), Salão Portugal (Ajuda), Salão Rubi, Salão Theatro de Variedades, Salão das Trinas, Salão Recreio da Graça, Salão S. Carlos, Salão da Trindade, Salon Rouge, São Luiz Cine, Eden Teatro, Teatro D. Amélia, Teatro Estrela, Teatro do Ginásio, Teatro Joaquim de Almeida, Teatro Moderno, Teatro Politeama, Teatro do Rato, Teatro República, Teatro Salão dos Anjos, Teatro São Luís, Teatro da Trindade.

Profusamente ilustrado. Brochado, 264+(4) páginas. 17,5 cm x 23,8 cm. Assinatura de posse na página de guarda. Capa manuseada (perda de cor, desgaste marginal), cortes do miolo com picos de oxidação, miolo em bom estado. Lisboa: Instituto Português de Cinema – Cinemateca Nacional, 1978.

Preço: 25 euros.



FILMES, FIGURAS E FACTOS
DA HISTÓRIA
DO CINEMA PORTUGUÊS
1896-1949


M. FÉLIX RIBEIRO


Prefácios de Luís de Pina e de João Bénard da Costa, e introdução do autor:

Meti ombros a este trabalho na intenção de que nele ficassem apontados e respeitados muitos e variados aspectos do que foi a caminhada percorrida pelo cinema português ao longo do período que decorre entre o anos de 1896, quando Aurélio da Paz dos Reis dá as primeiras voltas de manivela, por intermédio da sua tão primitiva, embora eficiente, máquina de filmar, para nos oferecer a sua «Saída do Pessoal Operário da Fábrica Confiança», e o final de 1949, para nós um limite para os nossos propósitos […]

Capítulo I: 1.º Ciclo do Porto / Capítulo II: 1.º Ciclo de Lisboa / Capítulo III: 2.º Ciclo do Porto / Capítulo IV: 2.º Ciclo de Lisboa / Capítulo V: O sonoro chega a Portugal.

Com fotografias, anúncios, desenhos, caricaturas, fotogramas de filmes, etc. Brochado, 651+(5) páginas (papel couché), 17,8 cm x 25,8 cm. Bom estado geral. Lisboa: Cinemateca Portuguesa, 1983.

Preço: 45 euros.