A LEBRE


ÁLVARO GUERRA


Dedicatória manuscrita do autor, a um casal amigo, num cartão colado na página de guarda.

Capa de Alberto Gomes. 118 páginas. 19,5 x 14 cm. Capas em bom estado. Miolo limpo. Lombada descolorada, amarelecida e com vinco de leitura. Colecção Autores Portugueses n.º 17. Lisboa: Prelo, 1970.

Preço: 20 euros.



OS MASTINS


ÁLVARO GUERRA


Dedicatória de amizade do autor no ante-rosto, datada de Abril de 1967.

Primeira edição, com prefácio de Alves Redol. Capa de Guilherme Lopes Alves, sobre desenho de Picasso. 120+(4) páginas. 19,5 x 14,5 cm. Lombada amarelecida e parcialmente descolorada. Capas com ocasionais manchas marginais. Miolo limpo. Colecção Autores Portugueses n.º 9. Lisboa: Prelo, [Março de] 1967.

Preço: 20 euros.



LES MÂTINS

suivi de

LE PRINTEMPS DÉGUISÉ


ÁLVARO GUERRA


Assinado por Álvaro Guerra com dedicatória de amizade, em «Lisboa, Junho de 1969».

Traduções de Os Mastins (1967) e O Disfarce (1969), por Roberto Quemserat. 223+(5) páginas. 18,7 x 12 cm. Manuseado. Lombada amarelecida e com vinco de leitura. Miolo limpo. Mantém-se um exemplar interessante. Na colecção Du Monde Entier da Gallimard, Paris, [20 de Fevereiro de] 1969.

Preço: 20 euros.



O DISFARCE


ÁLVARO GUERRA


Dedicatória de amizade («mesmo») de Álvaro Guerra no ante-rosto.

Primeira edição. Capa de Pilo da Silva. 116+(4) páginas. 19,5 x 14 cm. Capas e miolo limpos. Lombada levemente amarelecida e com vinco de leitura. Colecção Autores Portugueses n.º 15. Lisboa: Prelo, 1969.

Preço: 22 euros.



OS MASTINS

seguido de

O DISFARCE


ÁLVARO GUERRA


Dedicatória manuscrita do autor («estes textos ressuscitados), datada de Abril de 1988.

3.ª edição. Prefácio de Alves Redol. Reedição conjunta de dois títulos de 1967 e 1969, tal como na edição da Gallimard. Capa de João Segurado. 168 páginas. 21 x 14 cm. Bom estado geral. Lisboa: O Jornal, [Dezembro de] 1986.

Preço: 18 euros.



MEMÓRIA


ÁLVARO GUERRA


Com dedicatória curiosa do autor, no rosto, datada de Novembro de 1971, inclui um postal não circulado para Álvaro Guerra (com duas frases manuscritas).

Primeira edição. Capa de Soares Rocha. 138+(6) páginas. 18,5 x 13,5 cm. Manuseado e com a lombada cansada, porém sólido e de miolo limpo. Conjunto invulgar. Lisboa: Editorial Estampa, 1971.

Preço: 24 euros.



REFLEXÕES SOBRE A CHINA

OU AS ATRIBULAÇÕES DE UM OCIDENTAL NO OCIDENTE

ÁLVARO GUERRA


Dedicatória manuscrita, de amizade («esta aventura oriental»), do autor.

Ilustrado. Capa de Salette e José Brandão. 102+(2) páginas. 21 x 14 cm. Lombada descolorada. Manuseado. Miolo limpo. Lisboa: Perspectivas & Realidades, [Outubro de] 1976.

Preço: 17 euros.



CRÓNICAS JUGOSLAVAS


ÁLVARO GUERRA


Dedicatória extensa do autor, datada, referindo a presença do dedicatário numa das crónicas do livro.

Álvaro Guerra representou Portugal como diplomata, na antiga Jugoslávia, entre 1977 e 1984. Na capa, pormenor de uma tela de Doklean Sofija (1972). 114 páginas. 21 x 13,5 cm. Bom estado. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1996 [Grande Prémio de Crónica da Associação Portuguesa de Escritores].

Preço: 20 euros.



[catálogo e autógrafo]


ÁLVARO GUERRA


Conjunto constituído por:

Catálogo da exposição memorativa RAZÕES DE LIBERDADE, dedicada à vida e obra de Álvaro Guerra, e que teve lugar em Vila Franca de Xira, no Celeiro da Patriarcal, entre 24 de Abril e 1 de Agosto de 2004. Textos de Ramalho Eanes, José Blanco, José Jorge Letria, Mário Coelho Luís, Mário Soares, e outros. Ilustrado. 70 páginas. 30,5 x 21,5 cm. Encadernação editorial. Bom estado. Inclui brochura da exposição. Edição da Câmara Municipal de VIla Franca de Xira, em 2004.

Livro com assinatura de posse de Álvaro Guerra, no exílio em «Paris, 1965»: PROMOTION DES VENTES, Clé du Succès, de Nepveu-Nivelle. 2.ª ed., 20.º milhar.  171 páginas. 24 x 15,5 cm. Lombada amarelecida. Bom estado geral. Paris: Dunot, 1965.

Preço: 15 euros.


 


CAFÉ REPÚBLICA

CAFÉ CENTRAL

CAFÉ 25 DE ABRIL

CRIMES IMPERFEITOS


ÁLVARO GUERRA


Trilogia completa (e sequela independente), fresco e folhetim do século XX português, da Primeira Guerra ao pós-25 de Abril, durante 1380 páginas, publicadas entre 1982 e 1990.

Os quatro volumes em primeira edição, com dedicatórias manuscritas, todas ao mesmo dedicatário, datadas por Álvaro Guerra (ou também “Manel”) e muito próximas das datas de publicação:

CAFÉ REPÚBLICA
Folhetim do Mundo Vivido em Vila Velha (1914-1945)
Longa dedicatória de amizade de Álvaro Guerra, datada de Maio de 1982. Capa de João Segurado. 247 páginas. 21 x 14 cm. Lombada descolorada. Miolo limpo. No geral, um bom exemplar. Primeira edição. Lisboa: O Jornal, [Maio de] 1982.

CAFÉ CENTRAL
Folhetim do Mundo Vivido em Vila Velha (1945-1974)
Com dedicatória de amizade de Álvaro Guerra («aquele abraço que dispensa literaturas»), datada de Abril de 1984. Capa de João Segurado. 435 páginas. 21 x 14 cm. Lombada amarelecida e com vincos de leitura. Miolo limpo. Mantém-se um exemplar interessante. Primeira edição. Lisboa: O Jornal, [Abril de] 1984.

CAFÉ 25 DE ABRIL
(as ruínas)
Folhetim do Mundo Vivido em Vila Velha
Dedicatória de amizade de Álvaro Guerra («uma amizade firme, todos os dias reforçada, com ou sem cafés»), datada de Maio de 1987. Capa de João Segurado. 328 páginas. 21 x 14 cm. Manuseado. Lombada amarelecida e com vincos de leitura. Miolo limpo. Primeira edição. Lisboa: O Jornal, [Abril de] 1987.

CRIMES IMPERFEITOS
Dedicatória de amizade no ante-rosto, datada de Janeiro de 1991. Capa de João Segurado. 370 páginas. 21 x 14 cm. Manuseado. Capa com vincos de leitura e pequenas marcas de uso. Miolo limpo, salvo primeiras quatro páginas amarelecidas. Mantém-se um exemplar interessante. Primeira edição. Lisboa: O Jornal, 1990.

Um conjunto invulgar, lido e estimado, com dedicatórias personalizadas que reflectem, também, a evolução de uma amizade particular do autor.

Preço: 70 euros.


 


OBRAS DE JOSÉ SARAMAGO


Colecção completa, inclui a quase totalidade das obras de José Saramago publicadas até então, entre romances, teatro, poesia, crónica, contos e viagem. Dezanove títulos organizados em 3 volumes, da seguinte forma:

VOLUME I
POESIAOs Poemas PossíveisProvavelmente AlegriaO Ano de 1993 —; TEATROA NoiteQue Farei com Este Livro?A Segunda Vida de Francisco de Assis —; CRÓNICASDeste Mundo e do OutroA Bagagem do ViajanteAs Opiniões que o DL teveOs Apontamentos.
[1306 págs.]

VOLUME II
VIAGENSViagem a Portugal —; CONTOSObjecto QuaseO Ouvido —; ROMANCESManual de Pintura e CaligrafiaLevantado do Chão.
[1247 págs.]

VOLUME III
ROMANCESMemorial do ConventoO Ano da Morte de Ricardo ReisA Jangada de PedraHistória do Cerco de Lisboa.
[1394 págs.]

Cerca de 3950 páginas de texto, em papel bíblia. Encadernação editorial estimada. Bom estado de conservação. 19,5 x 13 (x 10) cm. Porto: Lello & Irmão — Editores, 1991.

Preço: 80 euros.


 


GENTES DO MATO


MANUEL PACAVIRA


Primeira edição do primeiro livro do escritor angolano Manuel Pedro Pacavira (1939-2016). Com 125+(3) páginas. 18 x 12 cm. Miolo limpo. Capas em bom estado. Lombada descolorada e com um vinco de leitura. Lisboa: África Editora, 1974.

Preço: 25 euros.


 


[Carta Dactiloscrita]


JOSÉ MANUEL SOARES DE OLIVEIRA


Dactiloscrito de 9 páginas, datado de 9/9/1947, assinado pelo autor, José Manuel Soares de Olviera, que esteve «praticamente sozinho à frente da ALA» no biénio 1946-1947, a exercer funções de director interino, na sequência da indisponibilidade de Jorge Botelho Moniz. É feito um balanço da actividade do jornal para «os futuros elementos directivos», pois Soares de Oliveira [vê-se] «obrigado a abandonar Portugal pelo prazo de 2 anos» — a publicação terminou abruptamente (cit. Daniel Pires) pouco tempo depois (1948/1949), na sequência da campanha de Norton de Matos.

Parte da carta é dedicada aos colaboradores (Afonso Botelho, Manuel Falcão, Freitas Leal, Luiz Archer, Nuno Teotónio Pereira, Henrique Barrilaro Ruas, etc.), e são ainda referidos problemas com a tipografia.

ALAJornal dos Universitários Católicos de Portugal, foi fundado em 1941, com crítica literária, poética, teatral, musical e de belas-artes, secção de desporto universitário e outras. Ao longo da sua curta história publicou colaborações importantes de Vitorino Nemésio, Jorge de Sena, Salette Tavares, Ruy Cinatti, Francisco de Sousa Tavares, Jorge Botelho Moniz, Vasco Miranda, Ruben A. ou Noël de Arriaga.

Conjunto agrafado de 9 folhas dactilografadas apenas de um lado, com assinatura manuscrita do autor no final, e formato 27 x 22 cm.

Invulgar.

Preço: 35 euros.


 


CARTAS DE PRISÃO


ROSA LUXEMBOURG


As cartas que compõem esta recolha são dirigidas a Sonia Liebknecht. Anotadas. Capa e orientação gráfica de Dorindo de Carvalho. Sem menção de tradutor ou autor das notas. 105+(7) páginas. 16 x 11 cm. Bom estado. Colecção Mínima, n.º 7, Lisboa: Assiírio & Alvim, 1975.

Preço: 14 euros.


 


A MINHA EXPERIÊNCIA RUSSA

CRÓNICAS DE VIAGEM

EURICO GAMA


Exemplar assinado pelo autor (Elvas, 1913-1977), com dedicatória ao Cônsul Geral da Dinamarca em Portugal, datada de 18 de Outubro de 1971.

Brochado. Ilustrado a preto e a cor, extra-texto. 148+[20] páginas. 19 x 13 cm. Bom estado geral. Composto e impresso na Tipografia Editorial Franciscana, Braga, 1971.

Preço: 20 euros.


 


DIA DE CAMÕES

E DAS COMUNIDADES PORTUGUESAS

DISCURSOS PROFERIDOS NA CIDADE DA GUARDA,
DURANTE AS COMEMORAÇÕES, NOS DIAS 9 E 10 DE JUNHO

Discursos de Jorge de Sena e Vergílio Ferreira, bem como de Ramalho Eanes (Presidente da República), Mário Soares (Primeiro-Ministro), Vítor Alves (pelo Conselho da Revolução), Abílio Curto (Presidente da Câmara Municipal da Guarda) e João Gomes (presidente local da Comissão das Comemorações). 61+(3) páginas. 20,5 x 14,6 cm. Bom exemplar. Edição da Secretaria de Estado da Comunicação Social / Direcção-Geral de Divulgação, Lisboa, [Setembro de] 1977.

Preço: 12 euros.


 


ARY DOS SANTOS

O HOMEM, O POETA, O PUBLICITÁRIO

FOTOBIOGRAFIA

ALBERTO BEMFEITA


Fotobiografia do multifacetado José Carlos Ary dos Santos: poesia, política, performance, edições, citações, retratos familiares, recortes de jornal, aparições públicas e momentos marcantes. Com dedicatória de amizade, do autor, Alberto Bemfeita, no ano de publicação.

Álbum. Bom exemplar, em encadernação editorial, com sobrecapa. Ilustrado a preto e a cor. 144 páginas. 29 x 25 cm. Lisboa: Editorial Caminho, 2003.

Preço: 35 euros.


 


O SANGUE DAS PALAVRAS


JOSÉ CARLOS ARY DOS SANTOS


Exemplar autografado pelo autor com dedicatória de amizade e «ternura».

Obra dividida em cinco partes: «Sonetos de Amor e Luta», «O Sangue das Palavras», «Requiem para Um (ou Mais) Poetas Vivos Portugueses», «Três Retratos à la Minuta», «Poemas Políticos» e «Tríptico do Trabalho».

67 páginas. 21 x 14 cm. Bom estado. Lisboa: Editorial Comunicação, 1978.

Preço: 40 euros.


 


NÃO HÁ RENDAS BAIXAS, HÁ RENDAS ESPECULATIVAS

É IMPOSSÍVEL O AUMENTO DE RENDAS


M. ROQUE LAIA


O preço das rendas das casas, tal como o do pão, dos transportes colectivos, têm de ter em conta a capacidade económica do público utente, ou seja, neste caso, a dos arrendatários. [p. 29]

Autoria de Mariano Roque Laia, advogado de causas difíceis em tempos cinzentos. Ilustrado nas capas com fotografias de reportagem de O Século Ilustrado, 3 de Julho de 1971. Na capa e no rosto figura o símbolo da AIL para o cooperativismo habitacional, sob o lema «um lar para cada família».

41+(3) páginas. 26 x 18,5 cm. Capa com alguns picos de oxidação concentrados junto a uma das margens. Bom estado geral. Impresso na Empresa Gráfica Casa Portuguesa. Edição do autor patrocinada pelas Associações dos Inquilinos Lisbonenses e do Norte de Portugal, Lisboa, 1971.

Preço: 14 euros.


 


FUTILIDADES VELHAS OU IDEIAS NOVAS?

UM PLANO PRÁTICO PARA SALVAR A CIVILIZAÇÃO MODERNA

“SIMÃO, O ZELOSO”


O conteúdo dêste livro abrange assuntos que muito interessam a Humanidade inteira; permite-nos atingir uma felicidade que não representa apenas um bem-estar emotivo e uma satisfação intelectual, mas ainda alguma coisa mais duradoira e sólida e de utilidade prática nas nossas vidas cotidianas. 

Prefácios de Ramada Curto e Urbano Rodrigues [não é improvável que todo o livro seja um trabalho conjunto dos dois prefaciadores, sob pseudónimo]. Brochado. 206+(2) páginas. 19,2 x 12 cm. Lombada com ligeira perda de cor. Capa com pequenas manchas dispersas. Bom estado geral. Composto e impresso na Imprensa Artística, Lda., Lisboa, 1938. Em depósito na Parceria António Maria Pereira, Livraria-Editora.

Preço: 15 euros.


 


PONTO INTERNACIONAL


ARTUR ANSELMO


Compõem este livro alguns textos escritos para servirem de bordão às crónicas de política internacional que a televisão tem divulgado desde 1962. Textos temporais, portanto: mas textos onde nunca abandonei a minha condição de clerc (no sentido inicial de «aspirante») e, por isso, merecedores, talvez, de serem agrupados em livro. [do Pre-Texto]

Crónicas. Dedicatória do autor no ante-rosto, curiosa. Ilustrado com 32 páginas extra-texto com fotografias a preto. Brochado com 186+(6)+[32] páginas. 19,5 cm x 13,5 cm. Bom estado geral. Lisboa: Editorial Verbo, 1970.

Preço: 22 euros.


 


PRIMEIRO DE MAIO


EÇA DE QUEIROZ


Ilustrações de João Abel Manta. Edição de um ensaio de Eça de Queirós na Gazeta de Notícias, Rio de Janeiro, n.º 170, 19 de Junho de 1892, cuja primeira página é reproduzida no final da brochura, em fac-simile. 18 páginas. 29 x 21 cm. Bom estado. Lisboa: O Jornal, 1979.

Preço: 18 euros.


 


OBRAS DE EÇA DE QUEIROZ


Vol. 1 — O Crime do Padre Amaro — A Cidade e as Serras — Prosas Bárbaras — Contos — O Primo Basílio — A Ilustre Casa de Ramires — O Mandarim — A Relíquia.

Vol. 2 — Os Maias — Cartas de Inglaterra — Últimas Páginas — As Minas de Salomão — Correspondência de Fradique Mendes — Ecos de Paris — Cartas Familiares — Notas Contemporâneas.

Vol. 3 — A Capital — O Conde de Abranhos — Alves & C.ª — Correspondência — O Egipto — Cartas Inéditas de Fradique Mendes — Uma Campanha Alegre — O Mistério da Estrada de Sintra — Eça de Queirós entre os seus.

Em cada volume, algumas ilustrações a cor, em extra-texto couché. Mais de 5000 páginas, em papel bíblia (1676, 1656 e 1698). Com 19,2 x 12,5 (x 14) cm. Encadernações editoriais em pele, gravadas a ouro. Bom estado geral. Porto: Lello & Irmão, 1966.

Preço: 125 euros.


 


A CORRESPONDÊNCIA DE FRADIQUE MENDES

(MEMÓRIAS E NOTAS)

EÇA DE QUEIROZ


4.ª edição. Encadernado sem capas de brochura, com esparsas marcas de desgaste na lombada em pele. Miolo aparado, com manchas ocasionais. Exemplar satisfatório. 268 páginas. 18 x 11,5 cm. Porto: Livraria Chardron, de Lello & Irmão, 1915.

Preço: 12 euros.


 


CANÇÕES DA TARDE


BULHÃO PATO


Exemplar com assinatura de posse, na folha de rosto, de José Maria Barbosa de Magalhães, ilustre aveirense (1879-1959), um dos autores da Constituição de 1911, ministro na Primeira República, bastonário da Ordem dos Advogados na década de 30 e membro da Comissão Directiva do MUD, na década de 40.

Brinde aos Senhores Assignantes do Diário de Notícias. Data na capa difere da data no rosto (1866). Livro de poemas que inclui versos a José Estevão, mas também à cantora Lotti, ambos complementados com alguns parágrafos de notas evocativas.

Capa com nota manuscrita “2.º brinde”. Encadernação com a lombada em pele, sóbria e estimada, em muito bom estado de conservação. Miolo apenas aparado à cabeça, carminado, conserva capas de brochura. 108+(4) páginas. 18,5 x 12,3 cm. Conjunto invulgar. Lisboa: na Typographia Universal de Thomaz Quintino Antunes, 1867.

Preço: 45 euros.


 


SOB OS CIPRESTES

VIDA ÍNTIMA DE HOMENS ILUSTRES

BULHÃO PATO


Capítulos dedicados a: Almeida Garrett, Francisco Maria Bordalo, Lopes de Mendonça, José Estevão, Rodrigo Paganino e João Luís Gonçalves, Luís Augusto Rebelo da Silva, Silva Gaio, Gonçalves Dias, Santos e Silva, Guilherme Braga, António Feliciano de Castilho e Francisco Montês Champalimaud.

Primeira edição, em brochura e em bom estado, embora com ocasionais picos de oxidação e uma falta de papel na contracapa (canto superior exterior), pouco relevante. Com (8)+366+(1) páginas, e 18,7 x 11,7 cm (intonso). Lisboa: Livraria Bertrand, 1877.

Preço: 40 euros.


 


CARTAS INÉDITAS

DE OITENTA E CINCO ESCRITORES PORTUGUESES DA SEGUNDA METADE DO SÉCULO XIX E DO PRIMEIRO QUARTEL DO SÉCULO ACTUAL

Prefaciadas e anotadas por
CÂNDIDO DE FIGUEIREDO


Cartas de: Abel Botelho, Adolfo Coelho, Alexandre Herculano, Amélia Janny, Antero de Quental, António Cândido, António José Viale, Augusto Soromenho, Bernardino Pinheiro, Braamcamp Freire, Bulhão Pato, Camilo Castelo Branco, António Feliciano de Castilho, Conde de Casal-Ribeiro, Conde de Monsaraz, Conde de Sabugosa, Conde de Samodães, Cunha Rivara, Dom António da Costa, Dom João da Câmara, Duarte Guimarães, Pereira Caldas, Doutor Sousa Martins, Xavier Rodrigues Cordeiro, Tomás de Carvalho, Xavier da Cunha, Eduardo Augusto Vidal, Emídio Navarro, Eugénio de Castilho, Fernandes Costa, Fernando Caldeira, Ferreira Lapa, Francisco Palha, Almeida Garrett, Gervásio Lobato, Gomes de Amorim, Gomes Leal, Gonçalves Crespo, Gonçalves Viana, Guerra Junqueiro, Guilherme Braga, Guilherme de Azevedo, Guimarães Fonseca, Inocêncio Francisco da Silva, João de Deus, João de Lemos, João Penha, Joaquim Martins de Carvalho, Sampaio Bruno, José Silvestre Ribeiro, José de Sousa Monteiro, José Veríssimo, Júlio de Castilho, Júlio César Machado, Latino Coelho, Luís Augusto Palmeirim, Luís Guimarães, Manuel Duarte de Almeida, Maria Amália Vaz de Carvalho, Mariana Angélica de Andrade, Mendes Leal, Miguel de Bolhões, Narciso de Lacerda, Olavo Bilac, Pinheiro Chagas, Ramalho Ortigão, Ramos Coelho, Rudolfo Dalgado, Sales Lencastre, Santos Valente, Silva Pinto, Silveira da Mota, Sílvio Romero, Simões Dias, Sousa Viterbo, Teixeira de Queirós, Teixeira de Vasconcelos, Tomás Ribeiro, Trindade Coelho, Teófilo Braga, Vilhena Barbosa, Visconde de Benalcanfor, Sanches de Frias, Zeferino Brandão.

Intonso e em brochura. (xvi)+208+(4) páginas. 22,5 x 15 cm. Capa (com algumas manchas) e lombada (amarelecida) com mínimas falhas (marginais) de papel. Rio de Janeiro: H. Antunes & C.ª, [1924]. Composto e impresso em Lisboa.

Preço: 22 euros.


 


ECHOS DE PARIZ


EÇA DE QUEIROZ


Terceira edição. Ver índice dos assuntos (). Com 227+(3) páginas. 18,5 x 11,5 cm. Encadernação inteira, sintética, sóbria, em bom estado. Miolo aparado. Com capas de brochura. Bom exemplar. Porto: Livraria Chardron, de Lello & Irmão, 1920.

Preço: 15 euros.


 


ULTIMAS PAGINAS

(MANUSCRIPTOS INEDITOS)
S. CHRISTOVAM — STO. ONOFRE — S. FREI GIL — ARTIGOS DIVERSOS

EÇA DE QUEIROZ


Comporta as «Lendas de Santos» dedicadas a São Cristovão, Santo Onofre e São Frei Gil; uma carta a Camilo Castelo Branco; a «Última carta de Fradique Mendes»; o «Testamento a Mecenas»; e «O Francezismo».

Terceira edição. Com viii+386+(2) páginas. 18,5 x 11,5 cm. Encadernação inteira, sintética, sóbria, em bom estado. Miolo aparado. Com capas de brochura. Bom exemplar. Porto: Livraria Chardron, de Lello & Irmão, 1921.

Preço: 17 euros.


 


POLÉMICAS

DE EÇA DE QUEIROZ


Organização, introdução e notas de
JOÃO C. REIS


Obra completa em cinco volumes, cobrindo os períodos (1867-1872, dois primeiros vols.), (1874-1887) e (1887-1890, dois últimos vols.). Ver reprodução integral dos índices (). Total de 1088 páginas [228+(4); 209+(3); 263+(1); 227+(1); 150+(2)], e 23 x 16 (x 7) cm. Ligeira descoloração nas lombadas dos volumes I, II e V. Bom estado. Colecção Heuris. Lisboa: Europress, 1987-1988.

Preço: 50 euros.


 


CORRESPONDÊNCIA


EÇA DE QUEIRÓS


548 cartas. Termina com uma resenha bibliográfica do epistolátrio queirosiano, e um índice de cartas dispersamente publicadas.

Alguns dos destinatários: Jaime Batalha Reis, Ramalho Ortigão, Manuel da Silva Gaio, Luís de Magalhães, Conde de Sabugosa, Joaquim de Araújo, Cristovão Aires, Fialho de Almeida, Conde de Arnoso, Machado de Assis, Teófilo Braga, Barão de Rio Branco, Camilo Castelo Branco, Eugénio de Castro, Pinheiro Chagas, Ernesto Chardron, Eduardo Coelho, Latino Coelho, Conde de Ficalho, Jaime de Magalhães Lima, Oliveira Martins, Columbano Bordalo Pinheiro, Antero de Quental, Teixeira de Queirós, et caetera.

Leitura, coordenação, prefácio e notas de Guilherme de Castilho. Capa de Armando Alves. Obra completa em 2 volumes, ilustrados extra-texto com fotografias e fac-similes. Cerca de 1300 páginas: [10]+640+(8) no primeiro volume, e [10]+622+(12) no segundo. Em brochura. 24,2 x 15 (x 7) cm. Lombadas ligeiramente amarelecidas e com leves vincos de leitura. Capas com ténues marcas de manuseio. Miolo limpo. Exemplares interessantes e sólidos. Na Biblioteca de Autores Portugueses da Imprensa Nacional – Casa da Moeda, Lisboa, 1983.

Preço: 27 euros.


 


CORRESPONDÊNCIA CONSULAR


EÇA DE QUEIRÓS


Edição de Alan Freeland. Tradução de José Moura Carvalho. Ilustrado com alguns fac-símiles, e um retrato do autor, em papel couché, extra-texto. Inclui índice analítico. Com [2]+LXII+[8]+198+(4) páginas. 23 x 16 cm. Bom estado. Lisboa: Edições Cosmos, 1994.

Preço: 22 euros.


 


SIGNIFICADO PRESENTE DO REALISMO CRÍTICO


GEORG LUKÁCS


Os «Cadernos de Hoje» propõem a modernidade e a lucidez. (…) Os «Cadernos de Hoje» exibem os méritos da iconoclastia. [no verso/interior da contracapa, com a lista de publicações].

Prefácio do autor. Tradução de Carlos Saboga (n. 1936), com longo percurso no cinema. Composto e impresso na Gráfica Montijense. Brochado, xix+(1)+214+(2) páginas, 19,8 x 11 cm. Bom estado. Cadernos de Hoje n.º 5, Lisboa, [Março de] 1964.

Preço: 17 euros.



LANÇARAM FOGO AO PLANETA


J. MATIAS


Ficção Científica Portuguesa bastante politizada, onde se adivinham alusões ao Estado Novo e um paralelo com os acontecimentos da Segunda Guerra Mundial. Brochado. 203+(5) páginas. 19,5 x 13 cm. Lombada com pequenos defeitos. Rosto com selo branco da «Casa Inglesa, Livraria e Papelaria, Portimão». Miolo no geral limpo. Lisboa: [edição do autor], 1943.

Preço: 15 euros.


 


O SERVIÇO SOCIAL PENITENCIÁRIO


FERNANDO RODRIGUES LEITÃO


Assinado pelo autor com dedicatória de amizade. Segundo a nota inicial, um livro (também) pensado para a actualização dos serviços prisionais do Ultramar — e que inclui análise breve de alguns casos estrangeiros (Bélgica, França, Alemanha, Inglaterra, E.U.A., Espanha e Países Escandinavos) e de directrizes contemporâneas da Igreja Católica.

Brochado. 110+(2) páginas. 20,8 x 15,2 cm. Capa com pequenos defeitos. Miolo limpo. Impressão pobre. Estado geral satisfatório. Composto e impresso nas Oficinas Gráficas do Colégio dos Orfãos, Porto, 1964.

Preço: 15 euros.


 


ASPECTOS DA POLÍTICA CRIMINAL
EM ALGUNS PAÍSES DA EUROPA


JOSÉ GUARDADO LOPES


Assinado pelo autor, à época Director-Geral dos Serviços Prisionais, com dedicatória ao arquitecto Alberto Pessoa.

Países europeus analisados: Alemanha, Áustria, Bélgica, França, Holanda, Itália, Noruega, Suécia e Suíça.

269+(1) páginas, e 23,5 x 17,7 cm. Capas e lombada com algumas manchas. Miolo limpo. Exemplar interessante. Separata do Boletim do Ministério da Justiça, n.ºs 56 e 57, Lisboa, 1956.

Preço: 20 euros.


 


CURSO JURÍDICO 1958-1963


FACULDADE DE DIREITO DE LISBOA


Livro de Curso de Odete Santos, Freitas do Amaral, Jorge Miranda, entre os alunos, e Marcelo Caetano, Palma Carlos, Galvão Teles, entre os professores.

Caricaturas de Santana, Fraga Gonçalves, Kim Reis, A. Fonseca, Vilhena (4), J. Ribeiro, Cruz Henriques, Tóssan (1), A. Pitta, e outros.

Quadras de Rui Namorado, Duarte Ivo Cruz, Ruy de Moura Guedes, etc.

Lista de alunos:

Abílio Lopes Cardoso, Adelino Manuel Frias Ribeiro de Azevedo, Albertino Moreira de Oliveira, Alberto Eduardo de Silva e Melo, Alberto de Matos Torres Garrido, Albino António Pinto Lopes Martins, Álvaro Azevedo Soares [com uma quadra do amigo Rui Namorado], Álvaro Ribeiro Mateus, António Aires Soares, António Augusto Fialho de Morais, António Augusto Rebordão Gascão Nunes, António Bernardo Constâncio Domingos Espírito Santo Francisco Gabriel de Figueiredo, António José de Morais Sarmento Ramalho, António Marques Vieira, António da Silva Teles, Armando Lopes de Lemos Triunfante, Augusto de Athayde Soares de Albergaria [com caricatura de Vilhena e quadras personalizadas de Duarte Ivo Cruz], Augusto de Azevedo Costa Santos, Augusto da Silva Pereira, Carlos António Moutinho de Carvalho de Macedo, Carlos Joaquim Madeira da Silva, Carlos Manuel de Oliveira Faria e Matos, Diamantino de Oliveira Ferreira, Diogo Pinto Freitas do Amaral, Feliciano Monteiro Flor, Fernando Augusto Carvalho Midões, Fernando Ferreira Casal dos Santos, Fernando Noronha, Fernando Beirão Simões Pereira, Padre Filipe Luciano de Oliveira Vieira, Francisco António Lourenço, Francisco Cubello Soares, Francisco Manuel de Medeiros Bettencourt, Graciette Ermelinda Paquim Costa, Guilherme George Conceição Silva, Henrique Alberto Freitas do Nascimento Rodrigues, João Carlos Fernandes Lopes Moreira, João Diogo Corrêa Saraiva Nunes Barata, João Francisco Mendes de Magalhães Ilharco, João de Freitas Ferreira de Almeida, João Manuel de Freitas Alexandre, João Manuel Simões Ribeiro, João Rodrigues Martins, João Romão Esteves, Joaquim António Carvalho Mira Vaz, Joaquim António Carvalho da Mota Veiga, Joaquim Dias, Joaquim Lúcio Faria Teixeira, Joaquim Manuel Sargaço Júnior, Joaquim Maria Salvador Coutinho de Figueiredo, Joaquim Pereira Durão, Jorge Alberto Nogueira de Lemos Godinho, Jorge Avelino Rodrigues Monteiro dos Santos, Jorge Manuel Moura Loureiro de Miranda, Jorge Botelho Moniz, José Alberto Coelho Alves, José Alberto Rodrigues Peixoto do Amaral, José António Sánchez Ramírez, José Cardoso Bretes, José Carlos Pinheiro Estevão, José Júlio da Gama Santos, José Mendes da Silva Morgado, José Manuel Fraga Correia Simões, Lídia de Jesus Gomes, Lucas Filipe da Cruz, Luís Baltazar Brito da Silva Correia, Luís Manuel de Almeida Pombo Cardoso, Luís Manuel Calado de Aguilar, Manuel António Pacheco Jorge Barreiros, Manuel António Teixeira, Manuel Maria Viana de Sousa Ribeiro, Maria do Carmo Mateus Lopes, Maria de Fátima Wagmar da Silva Pacheco, Maria Fernanda Saraiva da Costa, Maria da Graça Cansado Paes, Maria Joana Maçaroco Candeias Moreira de Araújo, Maria Luísa Garcia Fernandes, Maria Madalena Diener Rosa de Oliveira, Maria Manuela Romão de Seabra Castelo-Branco, Maria Margarida Machado de Miranda Botelho, Maria Natália Garcia Aragão, Maria Odette Graça Costa Pereira, Maria Odete dos Santos, Maria Pia Cabral Ribeiro de Figueiredo, Mário Alberto de Sousa da Fonseca Guimarães, Mário Luís Nunes Correira Ribeiro, Miguel João Pitta Rodrigues Bastos, Hadir Maria Pacheco Palha, Nicolau Tolentino, Nuno Manuel Cancella D’Abreu Moraes de Oliveira, Orlando Mateus da Silva Guerra, Otílio Nobre Vilhena, Pedro António Diniz Pitta, Pedro Manuel dos Reis Alves Catarino, Quirino do Nascimento Mealha, Rui Ferreira Lopes da Costa, Rui Galvão de Melo, Ruy de Sousa de Moura Guedes, Tomás Barros de Carvalho, Victor Manuel Sargão Torres Preto e Victor Manuel de Figueiredo Rebocho.

Brochado. Ilustrado. 267+(5) páginas. 23 x 17 cm. Bom estado, embora com alguns pontos de oxidação nas capas, e a lombada amarelecida. Miolo limpo. Lisboa: Faculdade de Direito, 1963.

Preço: 35 euros.


 


LIVRO DO CURSO DE 1961/1966

JURISLÂNDIA


Livro do Curso de Direito da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. 252 páginas. 24 x 18 cm. Publicado com o apoio da Morais Editores. Impresso na Covilhã (Tip. Notícias da Covilhã). Exemplar autografado por uma das alunas para António Carlos Leónidas que, nos anos 60, foi presidente do IMAVE (onde estava integrada a Telescola) e chefe de redacção da revista Escola Portuguesa. Caricaturas de Sanches, e outros. Com uma caricatura e um texto jocoso para cada um dos 21 professores, entre os quais Marcello Caetano.

Lista de alunos:

Adelino de Pina e Silva, Adriano A. Jorge, Alberto C. Martins de Brito Lima, Alexandre A. F. de Carvalho Neto, Alvaro A. B. Correia Pina, Antero Baldaia, António J. Figueiredo Lopes, António J. Pires Soares, António Lucas Rodrigues, António M. Caldeira Marques, António N. Estrela Salgueiro, António V. C. Mendes Vasconcelos, António Vítor Monteiro, Armando Ferreira Simões, Aroleno Novais Bicheiro, Artur Faria Maurício, Basílio Horta da França, Beatriz Caldas Nogueira, Bernardino Mateus, Canuto Fausto de Quadros, Carlos A. C. A. P. Côrte-Real, Carlos A. Cruz Broco, Carlos Dias Rebelo, Carlos H. C. Araújo Barbeitos, Carlos Oliveira Coelho, César M. Bessa Monteiro, Constâncio A. Barros dos Reis, Fernando A. S. Cunha de Sá, Francisco Diogo Pinto, Francisco Lourenço Pereira, Francisco M. Gomes da Cunha, Guilherme T. Campos Rosa, Isidro Santos Almeida, Joaquim M. dos Santos Barata, Joaquim S. Coelho Lima, Joaquim da Silva Lourenço, João A. S. Mendes Fonseca, João C. C. Moreira de Campos, João J. Castelo Branco Gonçalves, João M. Pereira Gouveia, João M. S. Nolasco Totta, João da Silva, Jorge Fernandes Moreira, Jorge M. Arriaga da Cunha, José A. Ferreira da Costa, José de Almeida Vicetro, José António L. Araújo, José C. Rodrigues Revez, José L. Sacadura Cabral, José Guerreiro de Almeida, José M. Bracinha Vieira, José M. C. Albuquerque Duarte, José M. F. Dias da Silva, José M. Jorge I. Bastos, José V. Pereira da Cruz, Justino Dias dos Santos, Luís A. C. Perestrelo Oliveira, Luís E. P. Perdigão de Andrade, Luís M. C. Sande Freire, Luís Noronha Nascimento, Luís Tomé Almeida, Manfredo F. Ferreira Silvestre, Manuel Cruz Mariano, Manuel F. Correia de Jesus, Manuel Teles Vasconcelos, Manuel José Pereira de Mesquita, Manuel Rodrigues Carvalho, Manuel da Silva Carvalho, Manuel V. Ramalho Gantes, Manuela Lourenço Pires, Margarida M. C. Borges Meneses, Maria F. Gonçalves dos Santos, Maria L. Margalho Matos, Maria Luísa Polleri, Maria Luísa A. A. N. Novais, Maria Manuela N. Portugal, Maria R. C. Sousa Fialho, Marília M. Pedro Viegas, Mário Assis Ferreira, Orlando H. S. Passos da Silva, Pedro Costa Borges, Pedro M. Cruz Roseta, Pedro M. G. Paiva Pessoa, Pedro M. O. Lopes Dias, Renato Manuel M. Paquete, Ricardo B. N. de Carvalho, Rogério Fernandes Ferreira, Rui S. Miranda Mascarenhas, Sérgio M. Reis e Sousa, Tristão da Cunha, Vasco N. Graça Moura, Vítor M. Silva Cruz, Carlos Silva Vieira, Domingos Nascimento Ochoa, Emanuel Jardim Fernandes, José C. Robin de Andrade, José Manuel Bento e Paulo G. P. de Lima Castilho.

Entre os alunos, destacam-se os nomes de Vasco Graça Moura — com versos de António Rebordão Navarro —, Manuela Portugal (Eanes), Pedro Roseta (Ministro da Cultura de Durão Barroso), Mário Assis Ferreira, Noronha Nascimento, Artur Faria Maurício (presidente do Tribunal Constitucional 2004-2007), António Figueiredo Lopes (Secretário de Estado do Orçamento no governo Sá-Carneiro, Ministro da Defesa de Cavaco Silva, Ministro da Administração Interna com Durão Barroso), António Monteiro (Ministro dos Negócios Estrangeiros no governo de Santana Lopes), Basílio Horta (fundador do CDS, Ministro do Comércio e Turismo com Mário Soares e Sá-Carneiro), Fausto de Quadros (jurista, professor catedrático da Faculdade de Direito de Lisboa) e Joaquim da Silva Lourenço (Ministro da Agricultura e Pescas com Maria de Lourdes Pintasilgo).

Invulgar.

Preço: 35 euros.


 


O BRASIL DE HOJE


MAJOR ALEXANDRE DE MORAIS


Homem do Regime — autor de um volume de crónicas militares da Guerra Civil de Espanha (vista pelo prisma franquista), do Manual do Legionário, do Manual da Mocidade Portuguesa, das Leis do Exército Novo, e de algumas obras sobre aspectos militares da II Guerra Mundial — Alexandre de Morais retrata nesta obra o Brasil da época (início da década de quarenta), nos seus aspectos geográficos, históricos, políticos, económicos, militares (e beligerantes). O mote parece ter sido a entrada do Brasil na II Guerra Mundial, contra a Alemanha e a Itália, por força dos ataques infligidos pelos países do Eixo à frota mercante brasileira.

Obra completa em 2 volumes, ilustrados com fotografias, tabelas e mapas, de 244 e 286 páginas (maioria por abrir), e 19 x 13 (x 4) cm. Capas com pequenas manchas, lombadas amarelecidas, miolo de ambos os volumes limpo. Lisboa: Edições Universo, 1943.

Primeiro volume autografado pelo autor com dedicatória ao «velho e querido amigo» Andrade e Sousa.

Preço: 27 euros.


 


A HORA UNIVERSAL
DOS PORTUGUESES


PEDRO VEIGA


Autografado pelo autor com dedicatória a Falcão Machado, a quem dirige uma carta-manuscrita — na sua inconfundível caligrafia, em curioso papel amarelo (17,3 x 13,5 cm), assinada mas não datada, com 4 páginas (uma “em branco”) e cerca de 202 palavras, — comentando, com interesse literário evidente, alguns assuntos bibliográficos e artísticos conimbricenses em comum:

«Penso que não faria mal eu tratar pictoralmente Coimbra nos ex-libris e nos selos postais. E também na literatura musical. Nos fadunchos!»

Com ex-libris de Pedro Veiga. Sobrecapa editorial em papel marmoreado. Tiragem numerada e assinada (este o n.º XXXI, de um total não indicado). Ligeiros picos de oxidação. Bom estado geral. 16 páginas, por abrir. 22,7 x 17,5 cm. Porto: Edições «Prometeu», [s.d.].

Conjunto invulgar.

Preço: 115 euros.


 


AS CAUSAS PROFUNDAS DA
REVOLUÇÃO FRANCESA


PETRUS


O primeiro (n.º 1) dos Cadernos do Povo, da Biblioteca de Estudos Sociais do Movimento de Renovação Democrática. Folheto com 32 páginas, tipograficamente distinto — apanágio das edições de Pedro Veiga. 17 x 11,7 cm. Capa com pequenas manchas. Bom estado. Porto: Petrus, [s.d.].

Preço: 17 euros.


 


PARA UM «DOSSIER» GULBENKIAN


MÁRIO VIEIRA DE CARVALHO


Referências a situações respeitantes aos Festivais de Música Gulbenkian, à Orquestra Gulbenkian, a Jorge Peixinho, Michel Giacometti, Carlos Franco, Álvaro Machado, e outros, terminando com um capítulo sobre a relação da Fundação «com o regime fascista». Vide índice ↑.

Autografado pelo autor com dedicatória datada. 158+(2) páginas. 18,5 x 11,8 cm. Capa com desgaste nas arestas e cantos, sem perda de cor. Miolo limpo. Lisboa: Editorial Estampa, (Novembro de) 1974.

Preço: 20 euros.


 


LIVRO NEGRO

INSTRUÇÕES SECRETAS PARA A SUBVERSÃO DA SOCIEDADE MODERNA


TITO KOWALSKI


[Pseudónimo não identificado de autor português.] Começando por justificar uma afirmação de Álvaro Cunhal, após encontro com Georges Marchais, de que «o eurocomunismo não se aplica em Portugal», o texto parte para a análise de alguns comunismos europeus (Itália, França, …), antes de uma digressão pela história recente de algumas insurreições armadas, e a sua sustentação teórica em diversos autores, de uma forma não muito clara (vide índice ↑). As instruções são, principalmente, tópicos.

Capa de V.M. 73+(7) páginas. 20,8 x 14,7 cm. Selo e etiqueta destacável, na guarda, da agência de jornais Jornália, nas Caldas da Rainha. Capa com marcas de manuseio, miolo limpo: bom exemplar. Impresso na Tipave, em Aveiro. Queluz: Literal, 1977.

Preço: 17 euros.


 


PREOCUPAÇÕES DE UM DEPUTADO

I.
A GRANDE ESPERANÇA

ANTÓNIO MARTINS DA CRUZ


Autografado por Martins da Cruz, com «um abraço de amizade e admiração» ao professor Carlos Silva.

Abre com bibliografia e prefácio do autor. Seguem-se intervenções sobre questões educativas, na Assembleia Nacional, entre Janeiro de 1962 e Dezembro de 1964, onde pugna pela igualdade de instrução para todos; abertura e melhoria de escolas no Fundão, Castelo Branco (Liceu Nuno Álvares e inexistência de um Liceu Feminino), Sertã, e Beira-Baixa em geral; ou melhores orçamentos para a Educação (vide índice nas fotografias acima).

Com xxxix+(1)+205+(3) páginas, e 23,5 x 16 cm. Capa com muitos picos de oxidação. Miolo limpo. Lisboa: edição do autor [composto e impresso nas oficinas da Imprensa de Coimbra], 1965.

Preço: 25 euros.


 


QUATRO ANOS NA ASSEMBLEIA NACIONAL


JACINTO FERREIRA


Quatro Anos na Assembleia Nacional é uma colecção de intervenções políticas onde o autor começa por justificar o sentido da presença de um monárquico numa assembleia parlamentar. Destacam-se em seguida intervenções em questões como: o reforço do apoio à investigação científica; mais e melhores bolsas de estudo; equiparação entre os diferentes tipos de jornalistas; redução de impostos nos três primeiros anos da entrada do cidadão no mercado de trabalho; ou mesmo uma intervenção em favor de um indulto ao capitão Jorge Valadas, um tema tabú na época.

António Jacinto Ferreira, 1906-1995, veterinário e professor universitário, fundou durante a legislatura de que este volume deixa testemunho, 1949-1952, o semanário monárquico O Debate (1951).

Capa muito manchada, miolo no geral limpo. Carimbo coevo de “oferta”, na capa. 201+(3) páginas. 22,7 x 16 cm. Lisboa: Edição das Comissões de Freguesia de Lisboa da Causa Monárquica, 1953.

Preço: 22 euros.


 


MEMÓRIAS DUM REVOLUCIONÁRIO

Subsídios para a História do Movimento de 28 de Maio


VIEIRA COELHO


Vieira Coelho fez parte do Comité Revolucionário, foi Governador Civil de Coimbra, e Santarém, tendo ainda sido Chefe de Gabinete do Ministro do Interior. Desvela neste seu testemunho de fim de carreira alguns preparativos, nomes e locais onde se planificou o golpe.

Exemplar com dedicatória autógrafa autoral ao seu «ilustre sucessor na 8.ª Conservatória, e colega sempre amigo e leal», na página de guarda, datada de 1953. Edição do autor, em Lisboa, 1951. Com 94 páginas (por abrir), e 20 x 13 cm. Em bom estado salvo picos ténues de oxidação na capa.

Preço: 35 euros.


“Revolucionário”, neste caso, com o sentido de participante na “Revolução Nacional”, nome pelo qual, até ao 25 de Abril, se referia o golpe de estado de 28 de Maio de 1926, que pôs termo à I República e abriu caminho ao futuro Estado Novo.

 


POR LA CONCORDIA


FRANCISCO CAMBÓ


De Francesc Cambó y Battle (1876-1947), advogado e político, fundador da Liga Regionalista, Ministro do Fomento (1918) e da Fazenda (1921-1922), o «grande profeta fracassado do nacionalismo catalão». Edição de uma conferência do autor na Associación Catalanista de la Barceloneta, em Janeiro de 1923, anterior ao golpe de Estado de Primo de Rivera, em Setembro desse mesmo ano.

Segunda edição (prefácio datado de 1927). Com 211 páginas, e 15,7 x 12,3 cm. Lombada fendida, e com marcas de restauro. Miolo com picos de oxidação. Exemplar sólido. Madrid: Compañía Ibero-Americana de Publicaciones, [s.d.].

Preço: 18 euros.


 


EL ALMENDRO Y LA ESPADA

POEMAS DE PAZ Y GUERRA


CONDE DE FOXÁ


Poemas de paz e de guerra, de Agustín de Foxá Torroba, Conde de Foxá (1903 – 1959), uma parte dos quais sobre a guerra civil espanhola; refira-se ainda a presença de um Canto a Roma dedicado a Mussolini. Foxá foi jornalista e diplomata falangista, e nas letras destacou-se também como autor de ficção científica.

Capa e desenhos de Jesús Olasagasti (1907 – 1955). Assinatura de posse, a lápis, na capa, do embaixador Luís Norton. Capa com algumas manchas de humidade, e interior impecável, em excelente papel. Intonso. 119 páginas. 21 x 14,5 cm. San Sebastian: Editora Internacional, 1940.

Preço: 25 euros.



10 POESIAS SOBRE A GUERRA CIVIL ESPANHOLA


AGUSTÍN DE FOXÁ


Versão portuguesa de António Manuel COUTO VIANA, que assina uma «sentimental» nota introdutória sobre poetas nacionalistas esquecidos. Com 4 extra-textos, ilustrações de Juan Soutullo, em papel couché. [8]+43+(1) páginas. 23,5 x 16,5 cm. Papel superior. Pequena mancha na capa. Bom estado. Invulgar. Coimbra: Cidadela, 1972.

Preço: 25 euros.


 


ALBA DE ALJUBARROTA

EL ADVENIMIENTO DE LA CASA DE AVIZ

MARQUÉS DE QUINTANAR


Autografado pelo Marquês de Quintanar com dedicatória ao embaixador Luís Norton, «recordando mi gran amistad con Eugénio de Castro».

Conferencia leída por su Director, el Excmo. Sr. Marqués de Quintanar, en la sala de San Quirce, el 14 de Agosto de 1946.

38 páginas e uma árvore genealógica (desdobrável, 24 x 44 cm) no final, com as origens das Casas de Avis e Bragança. 24 x 17 cm. Manchado nas capas e páginas adjacentes. Segovia: Universidad Popular Segoviana, 1946.

Preço: 20 euros.


 


A GUERRA CIVIL DE ESPANHA


HELLMUTH GÜNTHER DAHMS


Título original: Der Spanische Bürgerkrieg (1962). Tradução portuguesa de Maria da Graça Cardoso. Ilustrado com 47 fotografias extra-texto, das agências de notícias EFE (Madrid) e Keystone (Paris). 347 páginas. 21 x 14,5 cm. Encadernação editorial, com a sobrecapa original em bom estado de conservação, salvo alguma perda de cor na lombada. Lisboa: Editorial Ibis, 1964 (dois anos antes da edição espanhola).

Preço: 15 euros.