A LEBRE


ÁLVARO GUERRA


Dedicatória manuscrita do autor, a um casal amigo, num cartão colado na página de guarda.

Capa de Alberto Gomes. 118 páginas. 19,5 x 14 cm. Capas em bom estado. Miolo limpo. Lombada descolorada, amarelecida e com vinco de leitura. Colecção Autores Portugueses n.º 17. Lisboa: Prelo, 1970.

Preço: 20 euros.



OS MASTINS


ÁLVARO GUERRA


Dedicatória de amizade do autor no ante-rosto, datada de Abril de 1967.

Primeira edição, com prefácio de Alves Redol. Capa de Guilherme Lopes Alves, sobre desenho de Picasso. 120+(4) páginas. 19,5 x 14,5 cm. Lombada amarelecida e parcialmente descolorada. Capas com ocasionais manchas marginais. Miolo limpo. Colecção Autores Portugueses n.º 9. Lisboa: Prelo, [Março de] 1967.

Preço: 20 euros.



LES MÂTINS

suivi de

LE PRINTEMPS DÉGUISÉ


ÁLVARO GUERRA


Assinado por Álvaro Guerra com dedicatória de amizade, em «Lisboa, Junho de 1969».

Traduções de Os Mastins (1967) e O Disfarce (1969), por Roberto Quemserat. 223+(5) páginas. 18,7 x 12 cm. Manuseado. Lombada amarelecida e com vinco de leitura. Miolo limpo. Mantém-se um exemplar interessante. Na colecção Du Monde Entier da Gallimard, Paris, [20 de Fevereiro de] 1969.

Preço: 20 euros.



O DISFARCE


ÁLVARO GUERRA


Dedicatória de amizade («mesmo») de Álvaro Guerra no ante-rosto.

Primeira edição. Capa de Pilo da Silva. 116+(4) páginas. 19,5 x 14 cm. Capas e miolo limpos. Lombada levemente amarelecida e com vinco de leitura. Colecção Autores Portugueses n.º 15. Lisboa: Prelo, 1969.

Preço: 22 euros.



OS MASTINS

seguido de

O DISFARCE


ÁLVARO GUERRA


Dedicatória manuscrita do autor («estes textos ressuscitados), datada de Abril de 1988.

3.ª edição. Prefácio de Alves Redol. Reedição conjunta de dois títulos de 1967 e 1969, tal como na edição da Gallimard. Capa de João Segurado. 168 páginas. 21 x 14 cm. Bom estado geral. Lisboa: O Jornal, [Dezembro de] 1986.

Preço: 18 euros.



MEMÓRIA


ÁLVARO GUERRA


Com dedicatória curiosa do autor, no rosto, datada de Novembro de 1971, inclui um postal não circulado para Álvaro Guerra (com duas frases manuscritas).

Primeira edição. Capa de Soares Rocha. 138+(6) páginas. 18,5 x 13,5 cm. Manuseado e com a lombada cansada, porém sólido e de miolo limpo. Conjunto invulgar. Lisboa: Editorial Estampa, 1971.

Preço: 24 euros.



REFLEXÕES SOBRE A CHINA

OU AS ATRIBULAÇÕES DE UM OCIDENTAL NO OCIDENTE

ÁLVARO GUERRA


Dedicatória manuscrita, de amizade («esta aventura oriental»), do autor.

Ilustrado. Capa de Salette e José Brandão. 102+(2) páginas. 21 x 14 cm. Lombada descolorada. Manuseado. Miolo limpo. Lisboa: Perspectivas & Realidades, [Outubro de] 1976.

Preço: 17 euros.



CRÓNICAS JUGOSLAVAS


ÁLVARO GUERRA


Dedicatória extensa do autor, datada, referindo a presença do dedicatário numa das crónicas do livro.

Álvaro Guerra representou Portugal como diplomata, na antiga Jugoslávia, entre 1977 e 1984. Na capa, pormenor de uma tela de Doklean Sofija (1972). 114 páginas. 21 x 13,5 cm. Bom estado. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1996 [Grande Prémio de Crónica da Associação Portuguesa de Escritores].

Preço: 20 euros.



[catálogo e autógrafo]


ÁLVARO GUERRA


Conjunto constituído por:

Catálogo da exposição memorativa RAZÕES DE LIBERDADE, dedicada à vida e obra de Álvaro Guerra, e que teve lugar em Vila Franca de Xira, no Celeiro da Patriarcal, entre 24 de Abril e 1 de Agosto de 2004. Textos de Ramalho Eanes, José Blanco, José Jorge Letria, Mário Coelho Luís, Mário Soares, e outros. Ilustrado. 70 páginas. 30,5 x 21,5 cm. Encadernação editorial. Bom estado. Inclui brochura da exposição. Edição da Câmara Municipal de VIla Franca de Xira, em 2004.

Livro com assinatura de posse de Álvaro Guerra, no exílio em «Paris, 1965»: PROMOTION DES VENTES, Clé du Succès, de Nepveu-Nivelle. 2.ª ed., 20.º milhar.  171 páginas. 24 x 15,5 cm. Lombada amarelecida. Bom estado geral. Paris: Dunot, 1965.

Preço: 15 euros.


 


DIA DE CAMÕES

E DAS COMUNIDADES PORTUGUESAS

DISCURSOS PROFERIDOS NA CIDADE DA GUARDA,
DURANTE AS COMEMORAÇÕES, NOS DIAS 9 E 10 DE JUNHO

Discursos de Jorge de Sena e Vergílio Ferreira, bem como de Ramalho Eanes (Presidente da República), Mário Soares (Primeiro-Ministro), Vítor Alves (pelo Conselho da Revolução), Abílio Curto (Presidente da Câmara Municipal da Guarda) e João Gomes (presidente local da Comissão das Comemorações). 61+(3) páginas. 20,5 x 14,6 cm. Bom exemplar. Edição da Secretaria de Estado da Comunicação Social / Direcção-Geral de Divulgação, Lisboa, [Setembro de] 1977.

Preço: 12 euros.


 


LIVRO DO CURSO DE 1961/1966

JURISLÂNDIA


Livro do Curso de Direito da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. 252 páginas. 24 x 18 cm. Publicado com o apoio da Morais Editores. Impresso na Covilhã (Tip. Notícias da Covilhã). Exemplar autografado por uma das alunas para António Carlos Leónidas que, nos anos 60, foi presidente do IMAVE (onde estava integrada a Telescola) e chefe de redacção da revista Escola Portuguesa. Caricaturas de Sanches, e outros. Com uma caricatura e um texto jocoso para cada um dos 21 professores, entre os quais Marcello Caetano.

Lista de alunos:

Adelino de Pina e Silva, Adriano A. Jorge, Alberto C. Martins de Brito Lima, Alexandre A. F. de Carvalho Neto, Alvaro A. B. Correia Pina, Antero Baldaia, António J. Figueiredo Lopes, António J. Pires Soares, António Lucas Rodrigues, António M. Caldeira Marques, António N. Estrela Salgueiro, António V. C. Mendes Vasconcelos, António Vítor Monteiro, Armando Ferreira Simões, Aroleno Novais Bicheiro, Artur Faria Maurício, Basílio Horta da França, Beatriz Caldas Nogueira, Bernardino Mateus, Canuto Fausto de Quadros, Carlos A. C. A. P. Côrte-Real, Carlos A. Cruz Broco, Carlos Dias Rebelo, Carlos H. C. Araújo Barbeitos, Carlos Oliveira Coelho, César M. Bessa Monteiro, Constâncio A. Barros dos Reis, Fernando A. S. Cunha de Sá, Francisco Diogo Pinto, Francisco Lourenço Pereira, Francisco M. Gomes da Cunha, Guilherme T. Campos Rosa, Isidro Santos Almeida, Joaquim M. dos Santos Barata, Joaquim S. Coelho Lima, Joaquim da Silva Lourenço, João A. S. Mendes Fonseca, João C. C. Moreira de Campos, João J. Castelo Branco Gonçalves, João M. Pereira Gouveia, João M. S. Nolasco Totta, João da Silva, Jorge Fernandes Moreira, Jorge M. Arriaga da Cunha, José A. Ferreira da Costa, José de Almeida Vicetro, José António L. Araújo, José C. Rodrigues Revez, José L. Sacadura Cabral, José Guerreiro de Almeida, José M. Bracinha Vieira, José M. C. Albuquerque Duarte, José M. F. Dias da Silva, José M. Jorge I. Bastos, José V. Pereira da Cruz, Justino Dias dos Santos, Luís A. C. Perestrelo Oliveira, Luís E. P. Perdigão de Andrade, Luís M. C. Sande Freire, Luís Noronha Nascimento, Luís Tomé Almeida, Manfredo F. Ferreira Silvestre, Manuel Cruz Mariano, Manuel F. Correia de Jesus, Manuel Teles Vasconcelos, Manuel José Pereira de Mesquita, Manuel Rodrigues Carvalho, Manuel da Silva Carvalho, Manuel V. Ramalho Gantes, Manuela Lourenço Pires, Margarida M. C. Borges Meneses, Maria F. Gonçalves dos Santos, Maria L. Margalho Matos, Maria Luísa Polleri, Maria Luísa A. A. N. Novais, Maria Manuela N. Portugal, Maria R. C. Sousa Fialho, Marília M. Pedro Viegas, Mário Assis Ferreira, Orlando H. S. Passos da Silva, Pedro Costa Borges, Pedro M. Cruz Roseta, Pedro M. G. Paiva Pessoa, Pedro M. O. Lopes Dias, Renato Manuel M. Paquete, Ricardo B. N. de Carvalho, Rogério Fernandes Ferreira, Rui S. Miranda Mascarenhas, Sérgio M. Reis e Sousa, Tristão da Cunha, Vasco N. Graça Moura, Vítor M. Silva Cruz, Carlos Silva Vieira, Domingos Nascimento Ochoa, Emanuel Jardim Fernandes, José C. Robin de Andrade, José Manuel Bento e Paulo G. P. de Lima Castilho.

Entre os alunos, destacam-se os nomes de Vasco Graça Moura — com versos de António Rebordão Navarro —, Manuela Portugal (Eanes), Pedro Roseta (Ministro da Cultura de Durão Barroso), Mário Assis Ferreira, Noronha Nascimento, Artur Faria Maurício (presidente do Tribunal Constitucional 2004-2007), António Figueiredo Lopes (Secretário de Estado do Orçamento no governo Sá-Carneiro, Ministro da Defesa de Cavaco Silva, Ministro da Administração Interna com Durão Barroso), António Monteiro (Ministro dos Negócios Estrangeiros no governo de Santana Lopes), Basílio Horta (fundador do CDS, Ministro do Comércio e Turismo com Mário Soares e Sá-Carneiro), Fausto de Quadros (jurista, professor catedrático da Faculdade de Direito de Lisboa) e Joaquim da Silva Lourenço (Ministro da Agricultura e Pescas com Maria de Lourdes Pintasilgo).

Invulgar.

Preço: 35 euros.


 


A ÚLTIMA OPORTUNIDADE DO HOMEM


BERTRAND RUSSELL


2.ª edição, na Colecção Filosofia e Ensaios da Guimarães Editores, Lisboa, 1966. Título original: New Hopes for a Changing World. Tradução de José António Machado. 233+(7) páginas. 19,5 x 13 cm. Meia-encadernação de pele com nervos suaves, e mínimas imperfeições, mantém capas de brochura, o miolo aparado (e carminado) à cabeça.

Com pequena rubrica de posse (datada de 68) de José Ribeiro dos Santos, advogado, dramaturgo, político e jornalista com uma história contínua de oposição à ditadura, e por essa época nos quadros da Gulbenkian [aqui].

Em todo o volume, estimado, apenas uma frase sublinhada, a págs. 136, na mesma tinta da rubrica de posse : «A essência do fanatismo consiste em considerar determinado problema como tão importante que ultrapasse qualquer outro.»

Preço: 20 euros.