ASPECTOS DA POLÍTICA CRIMINAL
EM ALGUNS PAÍSES DA EUROPA


JOSÉ GUARDADO LOPES


Assinado pelo autor, à época Director-Geral dos Serviços Prisionais, com dedicatória ao arquitecto Alberto Pessoa.

Países europeus analisados: Alemanha, Áustria, Bélgica, França, Holanda, Itália, Noruega, Suécia e Suíça.

269+(1) páginas, e 23,5 x 17,7 cm. Capas e lombada com algumas manchas. Miolo limpo. Exemplar interessante. Separata do Boletim do Ministério da Justiça, n.ºs 56 e 57, Lisboa, 1956.

Preço: 20 euros.


 


O último número de Le Voyage en Grèce, uma revista que durou apenas 11 números, entre 1934 e 1939 (mais um extra, em 1946), e que contou com colaborações de Le Corbusier, Pablo Picasso, Georges Braque, André Derain, Henri Matisse, Georges Bataille, Roger Caillois, Giorgio de Chirico, Jean Cocteau, Fernand Léger, Jacques Prévert, Michel Leiris, François Mauriac, Raymond Queneau, Pierre Reverdy, Marguerite Yourcenar, e muitos outros.

Inicialmente pensada como um projecto editorial de vocação turística pelo seu editor e criador, Héraclès Joannidès (1897-1950), director da Société Neptos em Paris — para distribuição a bordo dos cruzeiros que organizava ao seu país natal, criando uma «ligação entre a Grécia e os seus viajantes por intermédio dos escritores, dos artistas e dos sábios contemporâneos» —, cedo transcendeu este âmbito inicial para se tornar um local de encontro inovador entre o classicismo grego e a vanguarda europeia, ao nível da imprensa periódica literária e artística, e um objecto (tipo)gráfico de luxo, para a época. Para tal, Joannidés recebeu preciosos conselhos do célebre editor Tériade, ambos gregos, ambos radicados em Paris.


LE VOYAGE EN GRÈCE

N.º 11 (1939), Cahiers Périodiques


Número essencialmente dedicado à Arquitectura tradicional grega. Capa reproduz um fragmento de uma pintura de Théophilos. Com uma estampa extra-texto do mesmo pintor. Colaboração literária de Le Corbusier, Roger Avermaete, R. Allendy, Jean-Germain Tricot, André Fraigneau, Pierre Borel, R. Th. Bosshard, Evrot, Henri Focillon, Jules Formigé, Fernand Léger, Camille Mauclair, Mario Meunier, E. Pontremoli, Louis Roussel, Pierre Sonrel, André Thérive e Charles Vildrac. Desenhos de Le Corbusier e F. M. Salvat. Fotografias de Panos Dzelepis, L. Frantzis, Herbert List, Eli Lotar, Nellys, Roger Nicolle e J.-G. Tricoglou. Realização artística de André Fraigneau, J.-G. Tricot e Roger Vitrac.

LE VOYAGE EN GRÈCE, n.º 11, Paris, Été 1939. Édités par H. Joannidès. 28+(4) páginas. 27,5 x 22 cm. Com manchas marginais na capa; no geral em bom estado. Invulgar. Paris: Cahiers Périodiques, 1939.

Preço: 35 euros.


 


L’ESPAGNE ET LE PORTUGAL

DEPUIS L’INVASION DES CARTHAGINOIS JUSQU’A NOS JOURS
AVEC UN CHAPITRE SPÉCIAL RÉSUMANT LES ANNALES DE
L’INQUISITION
EN ESPAGNE ET EN PORTUGAL

EMMANUEL RAYMOND


Emmnanuel Raymond é pseudónimo do escritor Léon Galibert (1803-1865?). Encadernação editorial. 191 páginas. 15 x 10 cm. É comum apontar o ano de 1862 como o de publicação da primeira edição desta obra, visto ser a última data referida no texto. Colecção Bibliothèque Utile, da Librairie Germer Baillière, Paris. [Será a 2.ª edição de 1885?].

Existe uma cópia digital integral desta precisa edição, a partir de um exemplar existente na Universidade de Califórnia.

Preço: 22 euros.


 

MAIO de 68

[23Nov20]


LE PETIT LIVRE ROUGE DU GÉNÉRAL


Pensées choisis (et parfois commentées) par

ROBERTO ROCCA


O “livro vermelho do General De Gaulle”, uma colecção de citações icónica editada em plena erupção da revolta dos estudantes, em Maio de 1968 — e particularmente enervante para o generalíssimo. Com 251+(5) páginas, e 13,5 x 9,3 cm. Bom estado. Paris: Éditions de La Pensée Moderne, [2.º trimestre de] 1968.

Preço: 18 euros.



LA RÉVOLTE ETUDIANTE

LES ANIMATEURS PARLENT


J. SAUVAGEOT / A. GEISMAR
D. COHN-BENDIT / J.-P. DUTEUIL


Publicado em Junho de 1968. Autoria de 4 das principais figuras do movimento dos estudantes: Jacques Sauvageot, Alain Geismar, Daniel Cohn-Bendit e Jean-Pierre Duteuil. Apresentação de Hervé Bourges. Com uma cronologia dos eventos até à data, no final. Capa sobre fotografia de Elie Kagan. 128+(2) páginas. 20,5 x 14 cm. Capa com manchas. Lombada amarelecida. Miolo limpo. Paris: Éditions Du Seuil, [Junho de] 1968.

Preço: 18 euros.



QUE FAIRE DE LA
RÉVOLUTION DE MAI

SIX PRIORITÉS

CLUB JEAN MOULIN


Publicado em Junho de 1968. Propostas do Club Jean Moulin para a economia, as empresas, a radiotelevisão, a universidade, o governo e a descentralização. 88+(8) páginas. 20,5 x 14 cm. Capa com manchas leves. Lombada amarelecida. Miolo limpo. Collection Jean Moulin. Paris: Éditions Du Seuil, [Junho de] 1968.

Preço: 17 euros.



1968:

A REVOLUÇÃO QUE TANTO AMÁMOS


DANIEL COHN-BENDIT


Editado em Portugal por alturas do vigésimo aniversário do “Maio de 68”. Título original: Nous l’avons tant aimée, la révolution (1984). Tradução de António José Massano. 182+(2) páginas. 21 x 13,5 cm. Exemplar estimado. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1988.

Preço: 14 euros.


 


VIDAS NOVAS


LUANDINO VIEIRA


Contos escritos por Luandino Vieira ao longo de um mês, enquanto detido pela PIDE, em Luanda (1962), e editados clandestinamente durante a sua prisão no Tarrafal, iniciada em 1964.

Directeur de la publication: Madame A. Bros.

Com uma página sobre o autor (reproduzida acima), assinada “Edições Anti-Colonial”. Publicado em Paris, onde existia uma forte concentração de exilados e outros opositores, africanos e portugueses, às ditaduras e ao colonialismo. Bom estado: capa com uma ou outra mancha leve; e pequena rubrica de posse, datada de 1968, no canto superior (exterior) da página de rosto. 80 páginas. 17,5 x 12 cm. Paris: Edições Anti-Colonial / Madame A. Bros, [s.d.].

Preço: 60 euros.


 


OS AMORES DE CAMÕES
e de Catharina d’Athaide


MADAME GUATIER


Único romance da autoria de Mme. H. Gautier (nome mal grafado na edição portuguesa), originalmente publicado em Paris, 1827. (Les amours de Camoens et de Catherine d’Ataïde). Traduzido do francês por MARIA EMILIA DE MACEDO. Lisboa: Typ. de L. C. da Cunha, 1844.

Edição em dois volumes e com uma litografia — Pátria e musas choram junto ao túmulo do poeta, assinada Pereira e litografada por M.L. — a par do ante-rosto, tal como a edição original francesa. Os dois volumes encadernados num só. 202+215 páginas. 17 x 11,5 cm. Não aparado. Sem capas de brochura. Encadernação sem defeitos.

Possui no verso da litografia, tal como no verso do ante-rosto do segundo volume, uma (mesma) assinatura de posse (feminina) da época.

Preço: 40 euros.


 


DIÁRIO DE UM VIAJANTE EM FRANÇA


Cartas de

LEANDRO JOSÉ DA COSTA


Trinta e seis cartas de Leandro José da Costa dirigidas ao Conselheiro José Luciano de Castro, a primeira datada de 27 de Agosto de 1878. Encadernação modesta mas sólida, com alguma descoloração dispersa. Sem capas de brochura. Miolo com manchas ténues, e um ou outro rabisco a lápis. Com 320 páginas e 20 x 13 cm. Lisboa: Typographia das Horas Romanticas, 1880.

Preço: 27 euros.


 

 


MYRTIS ET KORINNA


WILLIAM RITTER


Novela. William Ritter (1867-1955), nascido em Neuchâtel, amigo de Mahler, estudou em Viena e foi escritor, pintor, crítico de arte e crítico musical. Ilustrações de Antoine Calbet. Collection Lotus Alba, para bibliófilos. Estimado. Com (14)-90-(6) páginas, e 14,5 x 7 cm. Paris: Librairie Borel, 1898.

Um centauro apaixona-se por uma jovem rapariga…

 



LA GUERRE DES DIEUX


PARNY


Poesia. Originalmente publicado em 1799, com autoria de Évariste Parny (1753-1814). Dois volumes encadernados num único, com capas de brochura. Assinatura de posse de Alberto Cupertino Pessoa, professor de Medicina na Universidade de Coimbra, em letra muito miúda, em ambas as páginas de ante-rosto. Ilustrado com gravuras e vinhetas, sem autoria atribuída, embora assinadas. 128+128 páginas. 14 x 9 cm. Capas de brochura manchadas, miolo não tanto. Não aparado. Colecção Petite Bibliothèque Diamant. Paris: L. Boulanger, [s.d.].

 



LA NONNE ALFEREZ


JOSÉ-MARIA DE HEREDIA


Romance. Primeira edição. Heredia nasceu em Cuba em 1833 e naturalizou-se francês em 1893. Ilustrações de Daniel Vierge, gravadas por Privat-Richard. Encadernado com capas de brochura. Monograma do arquitecto Alberto José Pessoa, filho do professor Alberto Cupertino Pessoa (↑) na página de rosto. Com viii-175 páginas, e 14,5 x 9 cm. Colecção Lemerre Ilustrée. Bom estado, mas com a capa de brochura manchada. Não aparado. Paris: Alphonse Lemerre, 1894.

 


 

Colecção “familiar” estimada de três diferentes obras eróticas publicadas em França no final do século XIX — mais valiosa a de Herédia — um conjunto uno de robustas e suaves encadernações inteiras de pele com nervos nas lombadas, cada uma de sua cor e todas no mesmo estilo, com o selo do encadernador Raúl de Almeida (Lisboa).

Preço (do conjunto dos 3 livros): 65 euros.


 



ANTÓNIO NOBRE


Edição de 3.000 exemplares, correcta e augmentada, em papel couché, com desenhos de Eduardo Moura e Júlio Ramos, e o retrato do poeta d’après Thomaz Costa. 

2.ª edição, revista, aumentada e ilustrada. 172+(6) páginas. 21,5 x 11,5 cm. Meia encadernação de pele, hodierna, em muito bom estado de conservação, com nervos e dois rótulos. Intonso mas sem capas de brochura. Impresso em Paris. Lisboa: Guillard, Aillaud & C.ª, 1898.

Preço: 135 euros.