MYRTIS ET KORINNA


WILLIAM RITTER


William Ritter (1867-1955), nascido em Neuchâtel, amigo de Mahler, estudou em Viena e foi escritor, pintor, crítico de arte e crítico musical. Ilustrações de Antoine Calbet. Primeira edição. Collection Lotus Alba, para bibliófilos. Estimado. Com (14)-90-(6) páginas, e 7 x 14,5 cm. Paris: Librairie Borel, 1898.

Um centauro apaixona-se por uma jovem rapariga…



LA GUERRE DES DIEUX


PARNY


Originalmente publicado em 1799, com autoria de Évariste Parny (1753-1814). Dois volumes encadernados num único, com capas de brochura. Assinatura de posse de Alberto Cupertino Pessoa, professor de Medicina na Universidade de Coimbra, em letra muito miúda, em ambas as páginas de ante-rosto. Ilustrado com gravuras e vinhetas, sem autoria atribuída, embora assinadas. 128+128 páginas. 9 x 14 cm. Capas de brochura manchadas, miolo não tanto. Não aparado. Colecção Petite Bibliothèque Diamant. Paris: L. Boulanger, [s.d.].



LA NONNE ALFEREZ


JOSÉ-MARIA DE HEREDIA


Primeira edição. Heredia nasceu em Cuba em 1833 e naturalizou-se francês em 1893. Ilustrações de Daniel Vierge, gravadas por Privat-Richard. Encadernado com capas de brochura. Monograma do arquitecto Alberto Pessoa, na página de rosto. Com viii-175 páginas, e 9 x 14,5 cm. Colecção Lemerre Ilustrée. Bom estado, mas com a capa de brochura manchada. Não aparado. Paris: Alphonse Lemerre, 1894.



Colecção estimada de três diferentes obras eróticas publicadas em França no final do século XIX, um conjunto uno de robustas e suaves encadernações inteiras de pele com nervos nas lombadas, cada uma de sua cor e todas do mesmo estilo, com o selo do encadernador Raúl de Almeida (Lisboa).

Preço (do conjunto dos 3 livros): 65 euros.


clerc2


O CELIBATO CLERICAL


JOSÉ MANOEL DA VEIGA


Memoria que serviu de fundamento a uma das theses dos Actos Grandes, de seu author o Dr. José Manoel da Veiga, commendador da ordem de Christo, cavalleiro da Conceição, oppositor ás cadeiras de direito na Universidade de Coimbra e advogado na côrte, fallecido a 25 de septembro de 1859.

2.ª edição de uma obra rara e importante, primeiramente editada em 1822, e que segundo Fernando Catroga, foi «a melhor expressão teórica da discussão ocorrida no período vintista sobre o celibato eclesiástico». Esta reedição de 1866 ocorre aquando do reerguer da questão na década de 60 do século XIX.

Com 198-xxvi páginas, e 13 x 20,5 cm. Capa cansada. Exemplar razoável. Lisboa: Typ. da Sociedade Typographica Franco-Portugueza, 1866.

Preço: 25 euros.


BRASIL

[24Ago11]


O BRASIL DE HOJE


MAJOR ALEXANDRE DE MORAIS


Homem do Regime, autor de um volume de crónicas militares da Guerra Civil de Espanha (vista pelo prisma franquista), do Manual do Legionário, do Manual da Mocidade Portuguesa, das Leis do Exército Novo, e de algumas obras sobre aspectos militares da II Guerra Mundial, o Major Alexandre de Morais assina nesta obra um cuidado retrato do Brasil da época, nos seus aspectos geográficos, históricos, políticos, económicos, militares e beligerantes. O mote parece ter sido a entrada do Brasil na II Guerra Mundial, contra a Alemanha e a Itália, por força dos ataques infligidos pelos países do Eixo à frota mercante brasileira.

Obra em 2 volumes, ilustrados com fotografias, tabelas e mapas, de 244 e 286 páginas (maioria por abrir), e 13 x 19 x 4 cm. Lisboa: Edições Universo, 1943.

Primeiro volume autografado pelo autor com dedicatória ao «velho e querido amigo» Andrade e Sousa. Estimados.

Preço: 40 euros.



EXPEDIÇÕES CIENTÍFICO-MILITARES
ENVIADAS AO BRASIL


SOUSA VITERBO


Coordenação, aditamentos e introdução de JORGE FARO. Primeira reunião deste importante conjunto de cerca de 164 biografias de cientistas — arquitectos, cartógrafos, desenhadores, engenheiros, fortificadores e naturalistas — portugueses ou que, ao serviço de Portugal, trabalharam no Brasil, inicialmente publicadas dispersas na Revista Militar, entre 1893 e 1895. Em 2 volumes, de 175 + 142 páginas, e 13 x 18 x 2 cm, impressos na Neogravura, Lisboa, para as  Edições Panorama, em 1962. Capas com pequenas falhas de papel.

Preço: 15 euros.