A HORA UNIVERSAL
DOS PORTUGUESES


PEDRO VEIGA


Autografado pelo autor com dedicatória a Falcão Machado, e uma folha igualmente manuscrita, de 3 páginas, que a acompanha, comentando hipotéticos assuntos literários comuns em Coimbra. Inclui ainda o ex-libris do autor. Vide fotografias supra. Sobrecapa editorial em papel marmoreado. Tiragem numerada e assinada (este o n.º XXXI, de um total não indicado). Bom estado. 16 páginas por abrir. 17,5 x 22,7 cm. Porto: Edições «Prometeu», [s.d.].

Preço: 75 euros.



UMA TORPEZA SEM CIÊNCIA
NEM CONSCIÊNCIA

PARA A BIOGRAFIA DO PROF. ÁLVARO BORDALO


PEDRO VEIGA


«No ano da graça de 1939, na Escola Industrial do Infante D. Henrique, da industriosa cidade invicta, que aquêle alto vulto de Príncipe em era remota viu nascer, foram designados para vogais de vários júris de exames, com o autor dêste escrito, os Snrs. Proff. Álvaro Bordalo e José Gomes, êste último do quadro dos agregados e como tal com acesso aos conselhos escolares — o que expressamente se consigna por ter na inteligência dos acontecimentos significativa importância.
«A breve trecho os dois compadres, a pretexto de eliminarem discrepâncias de critério de júri para júri, impuzeram em todos uma bitola férrea, absurda e mais ou menos tendenciosa. Das razões porque assim dizemos tem o leitor na marginália deste opúsculo quanto baste para se inteirar.» [O Cambalacho, pág. 5]

Assinado pelo autor com dedicatória, no início do texto, datada de 1939. 32 páginas. 11 x 16,5 cm. Bom exemplar. Lisboa: edição do autor, 1939.

Preço: 25 euros.



AS CAUSAS PROFUNDAS DA
REVOLUÇÃO FRANCESA


PETRUS


O primeiro dos Cadernos do Povo de Petrus, da Biblioteca de Estudos Sociais do Movimento de Renovação Democrática. Folheto com 32 páginas, tipograficamente distinto — apanágio das edições de Pedro Veiga. 11,7 x 17 cm. Bom estado. Porto: Petrus, [s.d.].

Preço: 20 euros.



A PROPÓSITO DE TEATRO

ALGUMAS CONSIDERAÇÕES OPORTUNAS OFERECIDAS
À INTELIGÊNCIA E REFLEXÃO DE TODOS OS
HOMENS DE BOA VONTADE


JOSÉ GAMBOA


Ensaios sobre teatro, dramaturgia, crítica, o Conservatório, os repertórios, a imprensa, e outros temas. Vide índice nas fotografias. Exemplar assinado com dedicatória ao cineasta Baptista-Rosa. Manuseado. Sólido. Com uma mínima falta de papel na contracapa. 425-(4) páginas. 12,5 x 19,2 cm. Lisboa: edição do autor, 1949.

Preço: 17 euros.



MEMÓRIAS DUM FERROVIÁRIO

(REVISOR DE BILHETES)


PEDRO DE FREITAS


Descrição de 40 anos vividos em comboios: sugestiva lição de vida social, ferroviária, sexual, educativa, profissional, psicológica, etc. 

Com capítulos como: O funeral da carruagem-salão; A oficina, o telégrafo e a sinalização; O bilhete; O salão de primeira classe; Humorismo ferroviário. Vide índice nas fotografias.

Capa com desenho de Amílcar Mota. Ilustrado com um retrato do autor. 264 páginas. 14 x 19,5 cm. Bom exemplar. Montijo: edição do autor, 1954.

Preço: 30 euros.



LIVROS I.º e II.º


FERNANDO GUERREIRO


Deste livro foram impressos, em off-set, sobre chapa de cartão, 250 exemplares, que custaram ao autor, graças à colaboração de alguns amigos gráficos (sem os quais esta edição não teria sido sequer possível), a módica quantia de 15 mil escudos. Com a venda dos volumes (que não tenham sido, entretanto, distribuídos pelos amigos), ao preço unitário (!) de cem escudos, o responsável pelos textos espera recuperar o dinheiro inicialmente investido, de modo a, ainda este ano, possivelmente no (fim do) Outono, pelo mesmo processo, mas em melhores condições técnicas, fazer sair (como toupeiras matreiras) das tocas em que se encontram, respectivamente os LIVROS III.º e IV.º (com textos de 1976/77). Para que conste. No ano de MCMLXXVII.

Primeiro livro do poeta, ensaísta, tradutor e professor universitário Fernando Guerreiro (n. 1950). Com 266-(1) páginas (soltas), não colado nem agrafado, e 17 x 22,5 cm. Lisboa: edição do autor, 1977.

Exemplar que concorreu ao Prémio de Poesia Teixeira de Pascoaes, em Novembro de 1977 [que premiou Sophia de Mello Breyner Andresen com O Nome das Coisas], e ficou na posse de um dos júris, donde a nota a lápis na capa: «menção honrosa».

Raro.

Preço: 40 euros.