SOCIEDADES SECRETAS


Prefácio do Doutor JOSÉ CABRAL


Contêm a Lei nº 1.901, de 21 de maio de 1935, sobre Sociedades Secretas; o Projecto de Lei nº 2, sobre o mesmo assunto, da iniciativa do deputado José Cabral; o parecer da Cãmara Corporativa sobre o Projecto; o processo da sua discussão e aprovação, na Assembleia Nacional.

Título que consta da Biblioteca Pessoal de Fernando Pessoa, e cujo assunto motivou «o mais importante texto político que o escritor deu à estampa em toda a sua vida» [Barreto].

Brochado. 142,(2) páginas. 19,5 x 13 cm. Mínimas imperfeições exteriores. Miolo limpo. Bom estado geral. Lisboa: Editorial Império, 1935.

Preço: 35 euros.


 


FERNANDO PESSOA

O INSINCERO VERÍDICO


ADOLFO CASAIS MONTEIRO


«Sob uma forma ligeiramente diferente, Fernando Pessoa – O Insincero Verídico foi lido no Instituto Britânico em 28 de Abril de 1954.»

1.ª edição. Da tiragem normal. Brochado. 43,(8) páginas. Usado, com pequenas imperfeições, mantém-se um exemplar interessante. Lisboa: Editorial Inquérito, 1954.

Preço: 18 euros.


 


ODE MARÍTIMA


ÁLVARO DE CAMPOS


Edição comemorativa do XXIV aniversário da morte do poeta. Tiragem limitada a 500 exemplares, numerados (este o número 261).

Brochado. Papel superior. 45,(3) páginas. 19,7 x 14,3 cm. Capa frontal amarelecida e com pequenas manchas. Miolo limpo, com alguns vincos. Lisboa: Ática, [Novembro de] 1959.

Preço: 20 euros.


 


SEIS POEMAS


FERNANDO PESSOA


Título completo [traduzido na capa posterior]: SEIS POEMAS DE FERNANDO PESSOA E HETERÓNIMOS. Apresentados no Ateneo de Madrid, na interpretação dos «Jograis de São Paulo», para ilustrar a conferência de Eduardo Freitas da Costa em 24 de Abril de 1959.

Eduardo Freitas da Costa, jornalista e político, arreigado salazarista e director de jornais de extrema-direita (aqui), estudou e escreveu sobre Fernando Pessoa, o homem e a obra, ao longo de décadas, mormente privilegiando a perspectiva nacionalista. Publicaram-se estes Seis Poemas (…) por ocasião da conferência que proferiu no Ateneo de Madrid, «Fernando Pessoa y la poesia portuguesa contemporánea», inserida no ciclo Cuestiones Politico-Culturales de la Europa de Hoy — precisamente 15 anos antes da noite que o conduziria ao exílio nessa mesma cidade.

Poemas (três dos quais excertos) de Alberto Caeiro, Ricardo Reis, Álvaro de Campos; e Fernando Pessoa. Edição bilingue. Traduções de Ángel Crespo. Abre com a reprodução de um retrato do poeta por Almada Negreiros.

Grampeado. (16) páginas, inumeradas. 23,5 x 16,5 cm. Com defeitos: capas e miolo com pregas e vincos na zona adjacentes ao pé da lombada. Manchas leves na capa posterior. Miolo limpo. Valorizado pelo cartão-convite (16 x 11) para a conferência. Nota manuscrita a lápis no topo da capa — hipotética nomeação da destinatária do exemplar. Tiragem restrita.

Preço: 17 euros.


 


O MANUSCRITO DE

O GUARDADOR DE REBANHOS

DE ALBERTO CAEIRO


FERNANDO PESSOA


Edição facsimilada. Apresentação e texto crítico de Ivo Castro. Tiragem numerada de 1000 exemplares, este o número 117. Capa e orientação gráfica de Fernando Felgueiras. Álbum. Cartonagem editorial com sobrecapa. 175-(7) páginas. 30,5 x 21,5 cm. Muito bom exemplar. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1986.

Preço: 70 euros.


 

ses0


HETEROPSICOGRAFIA

65 variações sobre a
AUTOPSICOGRAFIA de Fernando Pessoa


JOSÉ SESINANDO


Variações (humorísticas) sobre o poema «Autopsicografia», de Fernando Pessoa. Primeira e única edição, sem distribuição comercial. Edição do autor, de tiragem muito reduzida, e encadernação de argolas. Não numerado. Primeiras (5) páginas verdes, as restantes (65) brancas. 21 x 15 cm. Impresso na Aquasan, Lisboa, [s.d.], provavelmente na segunda metade da década de 80. Raro.

Letras da capa indiciam autoria de Victor Palla, irmão do autor, que na época e impresso na mesma Aquasan, desenhou muito semelhantes letras para o título de um livro próprio.

Preço: 25 euros.


 

Em relação (in)directa: o artigo de José Barreto sobre o
I Congresso Ressoano de Vale da Parra: aqui.