POESIA OU DINHEIRO ?

Drama em 2 Actos

CAMILO CASTELO BRANCO


Primeira edição da peça em título próprio. Na capa, a menção “2.ª edição” deve-se à sua pré-existência no 2.º volume das Cenas Contemporâneas, ed. Silva Teixeira, 1855: o mesmo Silva Teixeira é creditado neste Poesia ou Dinheiro? como impressor de Cruz Coutinho. As capas de brochura aparentam reciclar papel já usado na oficina — no caso, capas de uma 4.ª edição da Gramática Franceza de Monteverde, 1857 —, o que denota habilidade (editorial), engenho (publicitário) e poupança (ecológica) de um, ou ambos, os editores.

Exemplar em brochura, intonso (20,7 x 13,5 cm), com ligeiros vincos e alguns picos de oxidação, possui ambas as capas e lombada em bom estado. 46 páginas. Porto: Em Casa de Cruz Coutinho – Editor, 1862.

Preço: 70 euros.



LIVROS I.º e II.º


FERNANDO GUERREIRO


Deste livro foram impressos, em off-set, sobre chapa de cartão, 250 exemplares, que custaram ao autor, graças à colaboração de alguns amigos gráficos (sem os quais esta edição não teria sido sequer possível), a módica quantia de 15 mil escudos. Com a venda dos volumes (que não tenham sido, entretanto, distribuídos pelos amigos), ao preço unitário (!) de cem escudos, o responsável pelos textos espera recuperar o dinheiro inicialmente investido, de modo a, ainda este ano, possivelmente no (fim do) Outono, pelo mesmo processo, mas em melhores condições técnicas, fazer sair (como toupeiras matreiras) das tocas em que se encontram, respectivamente os LIVROS III.º e IV.º (com textos de 1976/77). Para que conste. No ano de MCMLXXVII.

Primeiro livro do poeta, ensaísta, tradutor e professor universitário Fernando Guerreiro (n. 1950). Com 266-(1) páginas (soltas), não colado nem agrafado, e 17 x 22,5 cm. Lisboa: edição do autor, 1977.

Exemplar que concorreu ao Prémio de Poesia Teixeira de Pascoaes, em Novembro de 1977 [que premiou Sophia de Mello Breyner Andresen com O Nome das Coisas], e ficou na posse de um dos júris, donde a nota a lápis na capa: «menção honrosa».

Invulgar.

Preço: 45 euros.


luminosos


OS PÉS LUMINOSOS


JORGE DE SOUSA BRAGA


Poemas. Primeira edição. 55 páginas. 14,5 x 20,5 cm. Coimbra: Centelha, 1987. Colecção Poesia Nosso Tempo, n.º 44. Muito bom estado de conservação.

Preço: 25 euros.



VENEZA DE VISTA E OUVIDO


LÉLIA COELHO FROTA


Exemplar n.º 84 de uma tiragem única de 100, numerados e assinados pela autora, fora de mercado, para oferta a amigos. Edição bilingue, com tradução italiana de Luciana Stegagno Picchio. Prefácio de Alexandre Eulálio. Vinhetas de Maria Leontina. Projecto gráfico de Cecília Jucá de Holanda. 46 páginas. Papel superior. 12x16cm. Capa com sinais de manuseio, miolo limpo. Rio de Janeiro, 1986.

Acabado de imprimir a 11 de Julho de 1986, data do 48.º aniversário de Lélia Coelho Frota. Autografado (e emendado) pela autora com dedicatória à poetisa e tradutora Maria da Saudade Cortesão, esposa do poeta Murillo Mendes.

Lélia Coelho Frota, historiadora de arte e especialista em cultura popular brasileira, foi curadora da representação brasileira nas Bienais de Veneza de 1978 e 1988, a primeira das quais corresponde à data em que este conjunto de poemas foi escrito.

Preço: 35 euros.



ver também:
  • Antologia de poemas por António Miranda, aqui.
  • O exemplar n.º 21 de Veneza de Vista e Ouvido foi oferecido ao escritor brasileiro Lázaro Barreto (aqui).


FYSIOGNOMIA
E VARIOS SEGREDOS DA NATUREZA


JERONYMO CORTEZ


FYSIOGNOMIA, E VARIOS SEGREDOS DA NATUREZA. Contém Cinco Tratados de differentes materias, revisto, e melhorados nesta ultima impressão. Accrescentado nesta ultima idição com huns segredos emportantes para tirar nodoas. Composto por Jeronymo Cortez, Natural da Cidade de Valença. Agora novamente traduzido em Portuguez por Antonio da Silva de Brito. Lisboa, Na Officina de Francisco Borges de Sousa, Anno MDCCXCII. Com licença da Real Meza da Commissão Geral Sobre o Exame, e Censura dos Livros.

Um catálogo, ou receituário, contendo diversas fórmulas práticas e mezinhas, mais ou menos credíveis, com tanto de impraticável — por dificuldades de obtenção de certos ingredientes — como de realização fácil, na oficina, no campo ou no lar. Há astrologia, agricultura, folclore, curandeirismo, zoologia, geografia, técnicas oficinais [vide índice nas fotografias supra] e métodos para a produção de bebidas alcoólicas. O título, por exemplo, destaca «segredos emportantes para tirar nódoas». O autor: Jerónimo Cortez, ou Gerónimo Cortés (1555-1615), natural de Valência e autor do famosíssimo Lunário Perpétuo, até aos nossos dias republicado… e usado.

Os cinco tratados referidos no título são: 1) «Da Fysiognomia Natural do homem, conforme o methodo da Filosofia, e Medicina»; 2) «Das excellencias do Alecrim, e sua qualidade»; 3) «Das muitas, e mui grandes propriedades da Agua ardente»; 4) «Dos Segredos da Natureza, e maravilhosos effeitos delles»; e 5) «Da Regiao Elementar, e Celeste, no qual se descrevem as naturezas dos quatro Elementos, e Corpos Celestes, e de muitos, e varios effeitos, que causão».

Uma das inúmeras edições portuguesas da obra, mais ou menos expurgada, ao longo dos últimos 300 anos — só na Biblioteca Nacional existem edições de 1699, 1706, 1815, 1844, 1860, 1866, 1879, 1900, 1978, 1993 e 1995, bem como uma castelhana de 1598.

Com 238 páginas, e 9,8 x 14,9 cm. Encadernação da época, inteira de pele, sólida embora mal-tratada, possui diversos defeitos (faltas e furos, principalmente na lombada). Miolo aparado, e com manchas; há ainda uma pequena falta de papel no canto inferior exterior da página 181/182, que não chega a tocar o texto; e garatujas a lápis nos intervalos do texto das páginas 222 a 224. Contudo, um exemplar interessante. Invulgar.

Preço: 70 euros.



ARTE DE RESPIRAR


ÂNGELO DA COSTA CABRAL


Conferência proferida na sede da S.P.N. em 30 de Maio de 1949, e acabada de imprimir cinco anos depois, a 1 de Junho. A preocupação com a respiração saudável e o ar limpo estava fortemente impressionada por uma muito elevada incidência de casos de tuberculose na população portuguesa: uma década mais tarde, os números ainda eram onze vezes maiores do que nos dias de hoje.

Ângelo da Costa Cabral, «amigo do Ar Livre», foi presidente da Sociedade Portuguesa de Naturologia e director do mensário Vida Sã, orgão oficial do Movimento Naturista Português. Prefácio de Luciano Silva (vice-presidente). Na colecção Biblioteca Naturo-Vegetariana, com 24 páginas e 14,2 x 20,4 cm. Capa com algumas manchas, miolo limpo. Edição da Sociedade Portuguesa de Naturologia, Lisboa, 1954. Algo invulgar.

Preço: 15 euros.



O LAGO

POEMA EM FORMA DE I-CHING

MARGARIDA LISBOA


Poesia. Extratextos de Helena Almeida (desenho e também fotografia). Exemplar da tiragem normal de 1000 exemplares. Capa de João Carlos Albernaz. 77+(3) páginas. 24 x 17 cm. Colecção Ilhas. Bom estado, salvo alteração de cor na zona da lombada, visível na fotografia. Miolo impecável. Lisboa: Rolim, [Novembro de] 1985.

Invulgar.

Preço: 45 euros.



MARCAS DE CONTRASTES
E OURIVES PORTUGUESES

DESDE O SÉCULO XV A 1950

MANUEL GONÇALVES VIDAL


Prefácio de Reinaldo dos Santos. Centenas de reproduções de marcas de contrastes e identificação cronológica e geográfica de ourives portugueses ao longo de cinco séculos. Uma referência preciosa para investigadores, estudantes, coleccionadores e comerciantes. Em brochura. Capa cansada. Lombada fendida, de uso prévio, mas perfeitamente manuseável. Miolo limpo. Com (8)+viii+560+(8) páginas, e 27,5 x 19 cm. Lisboa: Casa da Moeda, 1958.

Preço: 90 euros.



MÔSCAS E MOSQUITOS


prefácio
RICARDO JORGE


Resultado e memória do combate a moscas e mosquitos levado a cabo pela Câmara Municipal de Cascais, no final da década de 30, um grosso volume ilustrado que tenta abarcar várias vertentes de análise possíveis dos dois insectos que há séculos ocupam as mentes e preocupações do homem: humor, música e teatro complementam a parte documental da obra (científica, técnica e histórica) com uma forte componente rediofónica — reproduzem-se algumas das campanhas desenhadas para transmissão sem fios na Emissora Nacional e no Rádio Club Português, parte fulcral das ditas acções camarárias de sensibilização e higienização.

Índice aqui e aqui. Inclui capítulos sobre “a mosca e o turismo” e “a mosca e o urbanismo“. Abre o prefácio Ricardo Jorge com a recordação das queixas de Camilo, em Seide, «possesso de raiva contra as ferroadas das que na calma de Agosto o acometiam das carvalheiras».

Ilustrado com desenhos, fotografias e fac-similes de documentos (e até uma pauta musical), em 94 páginas de extra-textos couché, alguns desdobráveis. Colaboração de Emmerico Nunes, Alberto de Sousa, Tomás Ribeiro Colaço, Arnaldo Leite, José de Oliveira Cosme, e outros. Assinado, numa larga diagonal que atravessa o rosto, por um dos colaboradores, António Augusto Velasco Martins (1896-1944), por então professor da Escola Superior de Medicina Veterinária. Em brochura. 236+(94) páginas. 24,5 x 17 cm. Bom estado. Edição da Junta de Turismo de Cascais, 1939.

Curioso.

Preço: 40 euros.



HOMENS DO MEU TEMPO

IMPRESSÕES PSYCHOPATHOLOGICAS.
NOTAS INEDITAS E DADOS BIBLIOGRAPHICOS.

JOÃO PAULO FREIRE
(MÁRIO)


[Razão da obra]
Foi a «pneumonica» que deu origem a êstes apontamentos.

Muito fraco, depois de um mês de cama. e de ter estado com pé e meio «do lado de lá» (…)

Memórias e impressões, escritas em 1918 mas apenas publicadas em 1924, de diversas “personalidades” da época:

Adelino Mendes, Agostinho Fortes, Alberto Pimentel, Alberto Souza, Albino de Souza Cruz, Alfredo Serrano, Álvaro Neves, D. António Barroso, Augusto José Vieira, Azedo Gneco, Bartolomeu Constantino, Bernardino Machado, Conde de Pinheiro Domingues, Cruz Magalhães, Domingos Pinto Coelho, Estevão de Vasconcelos, Faustino da Fonseca, Garibaldi Falcão, Hermano Neves, Henrique Marques Júnior, Jaime Victor, João Franco Monteiro, João Lage, João de Vasconcelos e Sá (D. Tancredo), José Constante, José Maria Ançã, Júlio Dantas, Oldemiro César, Raposo de Oliveira, Tomás Joaquim de Almeida, Visconde de Morais, Zeferino de Oliveira e Zuzarte de Mendonça.

1.º volume. 1.º milhar. Em brochura. 272 páginas. 19 x 12,3 cm. Bom estado geral (preço antigo escrito a lápis na capa). Lisboa: Livraria Civilisação, [1924].

Preço: 22 euros.


Daniel FILIPE

[17Jul20]


A INVENÇÃO DO AMOR

e outros poemas

DANIEL FILIPE


Primeira Edição. Assinado pelo autor com dedicatória simples, de amizade. Capa de Pilo da Silva. Texto de Urbano Tavares Rodrigues nas badanas. 65+(3) páginas. 19,2 x 13 cm. Lombada com ténue descoloração. Exemplar estimado. Lisboa: Sagitário, [1961]

Invulgar.

Preço: 80 euros.



RECADO PARA A AMIGA DISTANTE


DANIEL FILIPE


«Este livro, que é o número um da colecção de poesia das edições O Crocodilo que Voa, acabou de se imprimir aos trinta e um de Janeiro de mil novecentos e cinquenta e seis, em Lisboa (…)».

Capa de Manuel de Melo. 48 páginas. 22,7 x 17,4 cm. Lombada com ligeiro desgaste, e escurecida por exposição solar; capa com zona amarelecida (visível na fotografia). Lisboa: O Crocodilo que Voa, 1956.

Assinado pelo autor com dedicatória personalizada, de amizade. Invulgar.

Preço: 55 euros.



PÁTRIA, LUGAR DE EXÍLIO


DANIEL FILIPE


Assinado pelo autor com dedicatória personalizada, de amizade. Primeira edição. Brochado, com sobrecapa (de Pilo da Silva). 82 páginas. 19,5 x 13 cm. Marcas de uso (uma ou outra falha de papel) — no geral, um bom exemplar. Lisboa: Poesia em Tempo de Guerra, [1963].

Preço: 50 euros.



DISCURSO SOBRE A CIDADE

CRÓNICAS

DANIEL FILIPE


Assinado pelo autor com dedicatória simples, de amizade. Primeira Edição. Carta-prefácio de José Osório de Oliveira. Crónicas «publicadas no Diário Ilustrado de Dezembro de 1956 a Setembro de 1957». Com 88 páginas, e 19,2 x 13 cm. Lombada levemente amarelecida. Bom exemplar. Lisboa: Sagitário, 1961.

Preço: 50 euros.



O VIAGEIRO SOLITÁRIO


DANIEL FILIPE


Assinado pelo autor com dedicatória fraternal. Capa de António Vaz Pereira. 77+(7) páginas. 20,4 x 16 cm. Lombada escurecida por exposição solar; capa com zona amarelecida (visível na fotografia). N.º 4 da Colecção de Poesias das Edições Távola Redonda, Lisboa, 1951.

Preço: 45 euros.



MARINHEIRO EM TERRA

POEMAS

DANIEL FILIPE


Capa de António Vaz Pereira. 53+(3) páginas. 20,2 x 15,5 cm. Com assinatura de posse no ante-rosto. Lombada e parte da capa com amarelecimento, leve, devido a exposição solar. Miolo limpo. Lisboa: Colecção Búzio, 1949.

Preço: 30 euros.



ALMANAQUE ALENTEJANO


1961


Publicidade, humor, poemas, cantigas, turismo, etnografia, agricultura, ficção, fotografia, ilustração. O Alentejo à entrada dos anos 60. Colaboração de: Santos Fernando, Antunes da Silva, Azinhal Abelho, Victor Santos, Santana Dionísio, e outros.

Ano XXIII. Direcção e coordenação de Fausto Gonçalves. Obra patrocinada pela Casa do Alentejo. 292 páginas. Formato largo: 23 x 16 cm. Bom estado. Impresso em Lisboa.

Preço: 25 euros.



ALMANAQUE ALENTEJANO


1959


Publicidade, humor, poemas, cantigas, turismo, etnografia, agricultura, ficção, fotografia, ilustração. O Alentejo à entrada dos anos 60. Colaboração de: Cândido Marrecas, Santos Fernando, Arlindo Caldeira, Mário Beirão, José Barão, Isa de Aragão, Victor Santos, e outros.

Ano XXI. Direcção e coordenação de Fausto Gonçalves. Obra patrocinada pela Casa do Alentejo. 312 páginas. Formato largo: 23 x 16 cm. Bom estado, salvo pequena falha de papel no canto superior da capa, visível na fotografia.. Impresso em Lisboa.

Preço: 22 euros.



ALMANAQUE ALENTEJANO


1958


Publicidade, humor, poemas, cantigas, turismo, etnografia, agricultura, ficção, fotografia, ilustração. O Alentejo no final dos anos 50. Colaboração de: António Sardinha, Arlindo Caldeira, Carlos de Oliveira, Conde de Monsaraz, João Falcato, Mário Beirão, Victor Santos, e outros.

Ano XX. Direcção e coordenação de Fausto Gonçalves. Obra patrocinada pela Casa do Alentejo. 328 páginas. Formato largo: 23 x 16 cm. Com um marcador publicitário. Bom estado. Impresso em Lisboa.

Preço: 25 euros.



ALMANAQUE ALENTEJANO


1957


Publicidade, humor, poemas, cantigas, turismo, etnografia, agricultura, ficção, fotografia, ilustração. O Alentejo na segunda metade dos anos 50. Colaboração de: António Sardinha, Arlindo Caldeira, Antunes da Silva, Azinhal Abelho, Conde de Monsaraz, e outros.

Ano XIX. Direcção e coordenação de Fausto Gonçalves. Obra patrocinada pela Casa do Alentejo. 336 páginas. Formato largo: 23 x 16 cm. Com um marcador publicitário. Bom estado. Impresso em Lisboa.

Preço: 25 euros.



ALMANAQUE ALENTEJANO


1956


Publicidade, humor, poemas, cantigas, turismo, etnografia, agricultura, ficção, fotografia, ilustração. O Alentejo em meados dos anos 50. Colaboração de: Alberto de Monsaraz, Victor Santos, Santos Fernando, Etelvina Lopes de Almeida, Maria Rosa Colaço, e outros.

Ano XVIII. Direcção e coordenação de Fausto Gonçalves. Obra patrocinada pela Casa do Alentejo. 344 páginas. Formato largo: 23 x 16 cm. Com um marcador publicitário. Bom estado. Impresso em Lisboa.

Preço: 25 euros.



ALMANAQUE ALENTEJANO


1953


Publicidade, humor, poemas, cantigas, turismo, etnografia, agricultura, ficção, fotografia, ilustração. O Alentejo no início dos anos 50. Colaboração de: Augusto de Castro, Augusto de Esaguy, Santos Fernando, Victor Santos, Costa Leão, Miguel Serrano, Mário Beirão, e outros.

Ano XV. Direcção e coordenação de Fausto Gonçalves. Obra patrocinada pela Casa do Alentejo. 360 páginas. Formato largo: 23 x 16 cm. Com um marcador publicitário. Bom estado. Impresso em Lisboa.

Preço: 25 euros.



SOBRE AS FEITICEIRAS


JULES MICHELET


Título original: La Sorcière (1862). Tradução de Manuel João Gomes. Comentários de Afonso Cautela, Manuel João Gomes, Maria Alzira Seixo e Maria Teresa Horta. Ilustrado. Qualidade superior no desenho do livro, tipografia e papel escolhido, inigualável à época. 429+(3) páginas. 18,5 x 13,5 cm. Bom exemplar. Colecção Clássicos, das Edições Afrodite / Fernando Ribeiro de Mello, Lisboa, [Novembro de] 1974.

Preço: 40 euros.



GRANDE LIVRO DE S. CIPRIANO
OU TESOUROS DO FEITICEIRO


S. CIPRIANO


Ilustrações de Martim Avillez. Comentários de António José Forte, António Alçada Baptista, Padre A. Miranda Santos, Padre Avelino Rodrigues e Fernando Calixto. Plano, arranjo e controle gráfico de José Marques de Abreu. 360 páginas. 18,6 x 13,2 cm. Capas frontal e posterior com vincos de leitura e lombada com desgaste à cabeça — defeitos verificáveis nas fotografias. Miolo com muito ocasionais picos de oxidação, amarelecido no corte das folhas. Assinatura de posse de António d’Orey Capucho no rosto. Colecção Clássicos das Edições Afrodite / Fernando Ribeiro de Mello, Lisboa, 1971.

Preço: 25 euros.



PEREGRINAÇÃO


FERNÃO MENDES PINTO


Versão de Maria Alberta Menéres. Comentários de Vítor Silva Tavares, Eduardo Lourenço, Eduardo Prado Coelho, Almeida Faria, Armando Castro e Armando Martins Janeira. Desenhos de Eurico, Carlos Ferreiro e António Areal. Ilustrado com mapas (1 desdobrável, com a tentativa de reprodução da rota pelo Visconde de Lagoa), frontispícios e documentos. Maqueta da colecção de Paulo-Guilherme. Arranjo gráfico de José Marques de Abreu.

Obra completa, em 2 volumes — ambos em primeira edição. Com 508 + 580 páginas. 18,6 x 13,2 (x 5,3) cm. Bom estado geral, embora nas lombadas haja perda de cor e ligeiras faltas de papel, visíveis nas fotografias supra. Corte superior do miolo amarelecido. Colecção Clássicos das Edições Afrodite / Fernando Ribeiro de Mello, Lisboa, 1971.

Preço: 45 euros.



HISTÓRIA TRÁGICO-MARÍTIMA


BERNARDO GOMES DE BRITO


Capa com desenho de Cruzeiro Seixas. Desenhos de Cruzeiro Seixas, Eurico, Carlos Calvet e José Escada. Fixação do texto, glossário e notas de Neves Águas. Comentários de José Saramago, Fernando Luso Soares e Maria Lúcia Lepecki. Ilustrado com facsimiles de documentos e frontispícios. Maqueta da colecção de Paulo-Guilherme. Arranjo gráfico de José Marques de Abreu.

Obra completa, em 2 volumes. Com cxx + 816 páginas, ilustrações em papel couché. 18,6 x 13,2 (x 6,8) cm. Bom estado, embora com o corte superior das folhas amarelecido. Primorosa edição na Colecção Clássicos das Edições Afrodite / Fernando Ribeiro de Mello, Lisboa, 1971.

Preço: 60 euros.



DIREITOS DO HOMEM

DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS DO HOMEM
CONVENÇÃO EUROPEIA DOS DIREITOS DO HOMEM

Apresentação de Ramalho Eanes, então Presidente da República, e depoimento de Ângelo de Almeida Ribeiro, presidente da Liga Portuguesa dos Direitos do Homem. 88 páginas. 20,8 x 14,7 cm. Miolo em bom estado. Capa com algumas manchas e perda de cor. Colecção Documentos, das Edições Afrodite / Fernando Ribeiro de Mello, Lisboa, [Maio de] 1977.

Preço: 15 euros.



SOROR MARIANA


LUCIANO CORDEIRO


2.ª Edição. Illustrada, correcta e augmentada sobre novos documentos. Ilustrada no texto e em extra-textos couché. Em brochura e em bom estado. 352 páginas. 22,5 x 14,2 cm. Lisboa: Ferin & C.ª Editores, [1891].

Preço: 40 euros.



MARIANA ALCOFORADO

História e Crítica de Uma Fraude Literária


ANTÓNIO GONÇALVES RODRIGUES


Segunda edição revista, seguida de uma Bibliografia das Cartas. 178 páginas. 21,6 x 14,2 cm. Bom estado, pese embora marcas superficiais de bicho do papel, junto à margem inferior da capa, visível na fotografia supra. Coimbra: Coimbra Editora, 1944.

Preço: 22 euros.



10 POEMAS PARA CATARINA


«No 27.º aniversário do assassínio de Catarina Eufémia».

Pasta de cartão (20,5 x 29,7 cm) contendo 19 folhas soltas (19,5 x 28,5 cm), com poemas de Álvaro Magalhães, António Ramos Rosa, Armando Silva Carvalho, Egito Gonçalves, José Gomes Ferreira, Manuel Alberto Valente, Maria Teresa Horta, Marta Cristina de Araújo, Papiniano Carlos e Sophia de Mello Breyer Andresen; três desenhos de José Rodrigues; um excerto de um texto de José Dias Coelho sobre Catarina Eufémia; e a reprodução da primeira página do Avante! [VI série, n.º 187, Abril-Maio 1954] com a notícia da “carga” da GNR que matou a ceifeira de Baleizão.

Álbum organizado por Marta Cristina de Araújo, e dirigido graficamente por Armando Alves. Tiragem de 600 exemplares, dos quais 500 com distribuição comercial (este o número 490). Bom estado. Capa com mínimas imperfeições, visíveis nas fotografias. Folhas soltas em estado impecável. Porto: O Oiro do Dia, 1981.

Preço: 40 euros.



MULHERES EM ATENAS

AS MULHERES LEGÍTIMAS E AS OUTRAS

ANA LÚCIA CURADO


Baseado sobretudo em mais de uma centena de discursos atribuídos aos Dez Oradores do cânone ático, fontes particularmente ricas em informação histórica, este estudo é sintomaticamente intitulado «Mulheres em Atenas», visto que nem todas as figuras aqui analisadas eram originárias da capital da Ática, ainda que tivesse sido aí que se tivessem evidenciado. [ler recensão aqui]

Estudo originalmente apresentado à Universidade de Coimbra como tese de doutoramento em Letras, na especialidade de Estudos Clássicos. com orientação de Maria Helena da Rocha Pereira [autora do prefácio]. Brochado. 551+(5) páginas. 23 x 16 cm. Algumas ilustrações no texto, a preto. Usado em bom estado. Lisboa: Sá da Costa Editora, 2008.

Esgotado.

Preço: 25 euros.



AS MULHERES DE
MOÇAMBIQUE


MICHÈLE MANCEAUX


«Reportagem em moldes diversos dos clássicos sobre o processo revolucionário de Moçambique, com insistência no papel da mulher. Uma adesão à revolução moçambicana, mormente no seu aspecto de luta pela libertação feminina da prostituiçao, bigamia, trabalho-escravo, analfabetismo… Sendo as mulheres as mais oprimidas pelo colonialismo, é lógico que elas sejam, em quantidade e qualidade, o principal alicerce da Frelimo.
«Um livro confessadamente pensado para ser lido pelas mulheres de Moçambique ainda não mobilizadas para a revolução. O propósito de, através das palavras das militantes da Frelimo entrevistadas, dar forma à história da guerra de libertação do país. Uma obra didáctica para as mulheres da Europa conservadora pois, a ocidentalismo, opõe a vivência revolucionária rumo ao socialismo.»
[texto da contracapa]

Tradução de Manuel João Gomes, de um original de 1975 (Les Femmes de Mozambique). Brochado. 128+(8) páginas. 20,5 x 13,5 cm. Bom estado geral. Lisboa: Arcádia, [Janeiro de] 1976.

Preço: 17 euros.



O HUMORISMO E A MULHER

DEFICIÊNCIA DO HUMORISMO E DO SENSO CÓMICO
NO SEXO FEMININO

G. B. UGHETTI


Ensaio. Proémio do autor [«porque é que as senhoras, que se sorriem com tanto gôsto, e às vezes se riem sem motivo aparente, não lêem com prazer, e, menos ainda, escrevem livros ou jornais humorísticos?»], professor de Patologia na Universidade de Catânia. Versão do original italiano por Arlindo Varela. Encadernação sintética, mantém capas de brochura. 19 cm x 13 cm. 107+(7) páginas. Bom estado geral, embora com alguns pontos de oxidação. Lisboa: Casa Portuguesa, 1929.

Preço: 25 euros.



CARTA DE GUIA DE CASADOS

DOM FRANCISCO MANUEL DE MELO

___ encadernado com ___

ODES PINDARICAS

ANTÓNIO DINIZ DA CRUZ E SILVA


Durante a segunda e terceira décadas de oitocentos, por consequência das Invasões Napoleónicas e sequentes Revolução Liberal e Guerra Civil, uma comunidade de exilados portugueses em Londres animou a edição de clássicos, periódicos e diatribes político-governativas, parte da qual tipografada na Fleet Street, na oficina de Thomas Curson Hansard, famoso impressor dos Debates Parlamentares britânicos.

A Carta de Guia de Casados, de Dom Francisco Manuel de Melo (1 de Maio de 1820), e as Odes Pindaricas (3 de Março de 1820), de António Diniz da Cruz e Silva, foram impressas por Hansard com poucos meses de distância, «dadas á luz» por «dois portuguezes» [cit. Advertência (s)] anónimos, movidos «por os desejos de fazer reviver alguns dos nossos livros classicos»:


[volume compósito formado por]

CARTA DE GVIA DE CASADOS. Paraque Pello Caminho da Prudencia se Acerte Com a Casa do Descanso. A hum amigo. Por D. Francisco Manuel [de Melo]. Em Londres: na officina de T. C. Hansard, Peterboro’-Court, Fleet Street. 1820. Com xxvi+(2)+184 páginas. Antecedem a obra a advertência (datada) dos editores (anónimos), onde anunciam seguir a edição de Craesbeeck (1671); e um epítome da vida do autor, por «Dom Bartholomeu de Gallardo».

[seguido de]

ODES PINDARICAS, de Antonio Dinys da Cruz e Silva; chamado entre os poetas da Arcadia Portugueza, ELPINO NONACRIENSE. Londres: na officina de T. C. Hansard, Peterboro’-Court, Fleet Street. 1820. [Citação de Horácio no rosto, visível numa das fotografias supra]. Com iv+224+(2) páginas — em falta: as duas páginas da Advertência (datada) dos editores (anónimos), constatada noutro exemplar.
Inclui índice dos dedicatários: Vasco da Gama, Henrique de Macedo, André Furtado de Mendonça, António Correa Baharem, Paulo de Lima, João Fernandes Vieira, Heitor da Silveira, Nuno Álvares Botelho, António de Saldanha, Dom João de Castro, António Moniz Barreto, Salvador Ribeiro de Sousa, João Rodrigues de Sá, Duarte Pacheco Pereira, Fernando Peres de Andrade, Nuno Fernandes de Ataíde, Gonçalo Pereira Marramaques, André de Albuquerque, Mem Lopes Carrasco, António Galvão, Lopo de Sousa Coutinho, Diogo da Silveira, António da Silveira, Conde de Lippe, Marquês de Pombal, D. José I, Henrique José Maria Adão, João de Saldanha, Martinho de Melo e Castro e Dom João da Silva.


Em ambas as edições destacou Inocêncio «a nitidez dos typos» e o tipo de papel [II, 441; I, 124], não deixando de anotar que, nesta 3.ª edição das Odes de Diniz da Cruz e Silva, há falta de dez odes relativamente às antecedentes de Coimbra (1801) e Lisboa (1815-1817).

Terão sido reunidas num único volume por antigo possuidor, que os marcou com a assinatura de posse «Bento da França» no ante-rosto da primeira obra e após a última página da segunda.

Dos (pelo menos) três Bento da França cujo registo se conhece ao longo do século XIX, um foi militar liberal e dois administradores coloniais. Pensamos tratar-se de Bento da França Pinto de Oliveira (1833-1889), autor de títulos importantes para a História de Macau.

Uma segunda assinatura de posse ilegível, coeva da primeira, figura sumida no ante-rosto da Carta.

Encadernação sintética modesta, de difícil datação, com 17 x 11 cm. Cerca de 440 páginas. Miolo aparado, com leves e ocasionais manchas de humidade.

Raro.

Preço: 165 euros.





ANTÓNIO NOBRE


Edição de 3.000 exemplares, correcta e augmentada, em papel couché, com desenhos de Eduardo Moura e Júlio Ramos, e o retrato do poeta d’après Thomaz Costa. 

2.ª edição, revista, aumentada e ilustrada. 172+(6) páginas. 11,5 x 21,5 cm. Meia encadernação de pele, hodierna, em muito bom estado de conservação, com nervos e dois rótulos. Intonso mas sem capas de brochura. Impresso em Paris. Lisboa: Guillard, Aillaud & C.ª, 1898.

Preço: 135 euros.



A CASA DO DIABO


MAFALDA IVO CRUZ


«Retomaria o tema das insidiosas condicionantes mentais do Antigo Regime, reflectidas em equívocos familiares prolongados ao longo de gerações, n’ A Casa do Diabo (2000), “a casa colectiva onde habitam memórias, sonhos, frustrações, tudo o que herdamos e tudo o que projectamos”. O livro é dedicado à pianista Ana Jacobetty, amiga de infância da autora, e é precisamente pautado por uma nostalgia dos primeiros anos de vida, “o único tempo que vivemos de forma total”.» [CDAP, 2004]

1.ª edição. Segundo romance da autora. Ler um excerto (páginas 96-106), aqui. Capa de Miguel Imbiriba. 292 páginas. 13,5 x 21 cm. Bom exemplar. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 2000.

Preço: 15 euros.



REVISTA K


N.º 1 a 32


Um manancial de milhares de páginas escritas e ilustradas por um vasto número de destacados artistas, jornalistas, escritores e designers da última década do século XX:

Dirigida por Miguel Esteves Cardoso. Projecto gráfico de João Botelho. Colaboração de Agustina Bessa-Luís, Edgar Pêra, Catarina Portas, Manuel Hermínio Monteiro, Vasco Pulido Valente, João Bénard da Costa, Maria Filomena Molder, Maria Filomena Mónica, Rui Zink, Pedro Ayres de Magalhães, Ferreira Fernandes, Noé Sendas, Sérgio Mah, João Queirós, José Fragateiro, Pedro Rolo Duarte, Francisco José Viegas, e outros.

Colecção completa — os 32 números publicados mensalmente entre Outubro de 1990 e Maio de 1993. Formato largo: 28,5 x 23 cm. Conjunto das lombadas: 15,5 cm. Edição C. C. & B., Oeiras, 1990-1993. Bom estado de conservação.

Preço: 360 euros.



EUGÉNIO DE ANDRADE
CORAÇÃO DO DIA
Primeira edição. Poesia. 27+(5) páginas. 18,2 x 13 cm. Edição Iniciativas Editoriais, [Lisboa], 1958. Capa com sinais de desgaste e miolo com alguns picos de oxidação.
Preço: 45 euros.

MÁRIO DIONÍSIO
CONFLITO E UNIDADE DA ARTE CONTEMPORÂNEA
Primeira edição. Texto «da conferência pronunciada pelo autor na Sociedade Nacional de Belas-Artes, em Lisboa, integrada na Exposição de Artes Plásticas que a Fundação Gulbenkian ali realizou em Dezembro de 1957 e depois repetida no Museu Machado de Castro, […] e em Castelo Branco […]». 35+(5) páginas. 18,2 x 13 cm. Edição Iniciativas Editoriais, [Lisboa], 1958. Óptimo exemplar.
Preço: 22 euros.

JOSÉ FERNANDES FAFE
A MODERNIDADE NA POESIA PORTUGUESA CONTEMPORÂNEA
Ensaio escrito em 1974. Exemplar autografado pelo autor com dedicatória de amizade, datada de 1985. 40 páginas. 18,2 x 13 cm. Edição Iniciativas Editoriais, [Lisboa], 1980. Capa com ténues marcas de uso, miolo impecável.
Preço: 22 euros.

LUÍSA DUCLA SOARES
CONTRATO
Poemas. 37+(3) páginas. 18,2 x 13 cm. Edição Iniciativas Editoriais, [Lisboa], 1970. Excelente exemplar.
Preço: 20 euros.

JOÃO JOSÉ COCHOFEL
UMA ROSA NO TEMPO
Poemas. 40+(7) páginas. 18,2 x 13 cm. Edição Iniciativas Editoriais, [Lisboa], 1970. Óptimo estado geral de conservação.
Preço: 30 euros.

GASTÃO CRUZ
AS AVES
Poema. Primeira edição. 34+(3) páginas. 18,2 x 13 cm. Edição Iniciativas Editoriais, [Lisboa], 1969. Bom exemplar.
Preço: 35 euros.



DEZANOVE RECANTOS

epopeia sumária


LUIZA NETO JORGE


Primeira edição. Plaquete. 47+(1) páginas. 18,2 x 13 cm. Edição Iniciativas Editoriais, [Lisboa], 1969. Bom estado geral de conservação, capa com pequenas manchas, miolo em muito bom estado.

Preço: 40 euros.



TERRA IMÓVEL


LUIZA NETO JORGE


Poemas escritos em 1962-1963. Capa de João da Câmara Leme. Capas com manchas leves e vincos (no verso atingem pequena zona do miolo), lombada amarelecida, miolo muito limpo. 104 páginas. 20,4 x 12,3 cm. Colecção Novos Poetas n.º 10, Lisboa: Portugália Editora, 1964.

Invulgar.

Preço: 18 euros.



O SEU A SEU TEMPO


LUIZA NETO JORGE


Colecção Poesia e Ensaio [com orientação gráfica do pintor Espiga Pinto] n.º 13, da Editora Ulisseia, Lisboa, 1966. Brochado com sobrecapa. 60 páginas. 10 x 18,5 cm. Óptimo exemplar do quarto livro da autora, à época emigrante em Paris.

Preço: 40 euros.



O FATALISTA


DIDEROT


O FATALISTA, uma adaptação para teatro de Jacques, le Fataliste, de Diderot, por Luiza Neto Jorge [pp. 125-200], acompanhada por diversos ensaios em redor do texto original. Organização de Helena Domingos, J. A. Osório de Mateus, Margarida Barahona, Maria João Brilhante e Luiza Neto Jorge. Capa de Luís Duran. TEXTOS de Fernando Cabral Martins, Teresa Amaro, Manuel Gusmão e Maria João Brilhante.

Brochado. Ilustrado. 205+(3) páginas. 23 x 16 cm. Manuseado, capa com pequenos defeitos. Colecção Margens do Texto n.º 4, Lisboa: Moraes Editores, 1978.

Exemplar autografado com dedicatória por: Luiza Neto Jorge, Maria João Brilhante e J. A. Osório de Mateus.

Preço: 27 euros.



O CONCÍLIO DO AMOR


OSCAR PANIZZA


Teatro. Prefácio de André Breton. Tradução de Luiza Neto Jorge. Arranjo gráfico de Maria Paulo. Ediçao inclui os textos «A Minha Defesa no Processo Movido ao Concílio do Amor» e «Autobiografia de Oscar Panizza». 179+(5) páginas. 18 x 10,7 cm. Bom exemplar. Lisboa: Editorial Estampa, 1971.

Preço: 15 euros.



COSMOS


WITOLD GOMBROWICZ


Tradução de Luiza Neto Jorge. Capa de Espiga Pinto. 272 páginas (por abrir). 18,5 x 13 cm. Bom exemplar. Colecção Série Literária n.º 88, sob a direcção de Vítor Silva Tavares para a editora Ulisseia, Lisboa, [196-].

Preço: 15 euros.



AH Q


BERNARD CHARTREUX
JEAN JOURDHEUIL


Tragédia chinesa baseada em Lu Sun. Tradução de Luiza Neto Jorge. Colecção Teatro dirigida por Luís Miguel Cintra e Jorge Silva Melo, com arranjo gráfico de Cristina Reis. Peça estreada em Portugal em 5/3/76 pelo Teatro da Cornucópia. 86 páginas. 18 x 10 cm. Usado. Lisboa: Ulmeiro, 1976.

Preço: 12 euros.



DISCURSO PARA OS GRANDES DIAS DE UM JOVEM CHAMADO PABLO PICASSO


LOUIS ARAGON


Título completo: Discurso para os Grandes Dias de um Jovem Chamado Pablo Picasso de Louis Aragon e outros poemas de Pablo Neruda e Rafael Alberti em traduções de Luiza Neto Jorge e José Bento com a reprodução de um desenho de José Rodrigues.

Brochado. 32 páginas (último caderno por abrir, correspondendo aos títulos da colecção). 15 cm x 22,5 cm. Capa ligeiramente descolorada na metade superior, na parte não coberta pela cinta — a qual apresenta perdas de cor localizada, como se pode ver na fotografia). Miolo impecável. Colecção O Aprendiz de Feiticeiro n.º 15. Porto: O Oiro do Dia, 1987.

Preço: 12 euros.



PÁSSAROS DE ASAS CORTADAS


LUÍS FRANCISCO REBELO
ARTUR RAMOS
[LUÍS DE] STTAU MONTEIRO
ALEXANDRE O’NEILL


Guião do filme, estreado no Coliseu do Porto a 19 de Abril de 1963, segundo a peça de Luís Francisco Rebelo, adaptada por Artur Ramos e Luís Francisco Rebelo, com diálogos de Luís de Sttau Monteiro e Alexandre O’Neill, e planificação de Artur Ramos.

Assinado no ante-rosto pelos quatro autores.

Ilustrado com inúmeros fotogramas do filme (“gravuras da Fotogravura”), alguns de página inteira. Capa de Miguel Flávio. Exemplar manuseado: capa cansada e com manchas, ao que acresce um carimbo de posse no topo da página dos autógrafos. Anotação manuscrita na página de guarda posterior (página em branco, verso do colofón). 138+(6) páginas. 12,5 x 18,5 cm. Lisboa: Prelo, 1963.

Preço: 45 euros.



FEIRA CABISBAIXA


ALEXANDRE O’NEILL


Primeira Edição. Prefácio de António Alçada Baptista. Colecção dirigida por Vítor Silva Tavares. Obra apreendida pela PIDE. Muito bom estado, salvo pequena rubrica de posse no ante-rosto — se coeva, um pequeno acto de coragem. 58 páginas. 18 x 10 cm. Colecção Poesia e Ensaio n.º 6, Lisboa: Ulisseia, 1965.

Preço: 45 euros.



AS ANDORINHAS NÃO
TÊM RESTAURANTE


ALEXANDRE O’NEILL


«As primeiras prosas de um poeta». Primeira Edição. 89+(7) páginas. 18 x 11 cm. Lombada com ligeira perda de cor, capa com ténues marcas de uso. Miolo impecável. Colecção Cadernos de Literatura n.º 7, das Publicações Dom Quixote, Lisboa, 1970.

Preço: 35 euros.



POESIAS COMPLETAS
1951/1986


ALEXANDRE O’NEILL


3.ª edição revista e aumentada. Edição do Dia de Portugal, 10 de Junho de 1990 (Comissão Organizadora do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas), altura em que, a título póstumo, foi nomeado Grande-Oficial da Ordem de Sant’Iago da Espada. Prefácio de Clara Rocha. Biografia cronológica de Ana Maria Pereirinha (dedicatória na página de rosto da autoria da mesma). Na capa reproduz-se fotografia executada por Alexandre Delgado O’Neill. Brochado. 574+(22) páginas. 15 cm x 23,7 cm. Capa com sinais de manuseamento (ligeiros, nalgumas arestas), primeira e última página parcialmente amarelecidas. Lisboa: Imprensa Nacional Casa da Moeda, 1990.

Preço: 28 euros.



POESIAS COMPLETAS

1951 / 1981


ALEXANDRE O’NEILL


Exemplar da tiragem regular. 504+(16) páginas. 24 x 15 cm. Usado em bom estado (vinco na capa visível na fotografia supra; vincos de leitura na lombada; micro-carimbo de posse no rosto; exemplar sólido). Colecção Biblioteca de Autores Portugueses. Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 1982.

Preço: 15 euros.



ROMEU, JULIETA E AS TREVAS


JAN OTCHENACHEK


Tradução de Alexandre O’Neill. Prefácio de Aragon. Capa de Cidália de Brito. Encadernação editorial com sobrecapa. 228 páginas. 19 x 12 cm. Muito bom estado de conservação. Colecção Encontro n.º 44. Lisboa: Arcádia, 1967.

Preço: 15 euros.



ROMEU, JULIETA E AS TREVAS


JAN OTCHENACHECK


Título original: Romeo, Julie a Tma. Tradução de ALEXANDRE O’NEILL. Capa de Cidália de Brito. 2.ª edição. 227 páginas. 12 x 19 cm. Encadernação editorial. Miolo amarelecido e sobrecapa da colecção com várias imperfeições nas orlas. Lisboa: Arcádia, 1967.

Preço: 5 euros.


 


Revista

COLÓQUIO / LETRAS


N.º 113-114

Janeiro-Abril de 1990

Número duplo. Contém dossier de 50 páginas: «Alexandre O’Neill — Elementos para uma biografia (1924-1953) / 3 poemas de 1942 / 2 poemas inéditos / apresentados e anotados por Laurinda Bom». Ilustrada. 240 páginas e diversos encartes extra-texto, como habitual. 24,5 x 17 cm. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1990.

Preço: 17 euros.


jgf


OS SEGREDOS DE LISBOA


JOSÉ GOMES FERREIRA


Contos. Primeira e única edição: a obra viria uns anos depois a ser incluída em Irreal Quotidiano (1971). N.º 5 da colecção Tempo de Ficção, dirigida por Alexandre Pinheiro Torres, tipograficamente singela. Inclui uma folha volante, com um texto de Alexandre O’Neill, que publicita a colecção Tempo de Poesia, na mesma editora. 36 páginas. 12,3 x 20 cm. Exemplar vincado (“a seco”) no canto superior direito, em todo o volume (visível na fotografia supra). Lisboa: Edições Tempo, [1962].

Preço: 17 euros.


Pablo NERUDA

[06Jul20]


PABLO NERUDA
ANTOLOGIA BREVE
2.ª edição. Tradução e selecção de Fernando Assis Pacheco. Colecção Cadernos de Poesia. 150 páginas. 11 x 18 cm. Bom estado. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1971.
Preço: 12 euros.


PABLO NERUDA PRÉMIO NOBEL DA LITERATURA 1971
Documentos (notícias, discursos, cronologia, bibliografia). Capa de José António Gonçalves. 85 páginas. 12,5 x 18,5 cm. Pequena assinatura de posse na página de rosto. Manuseado. Lisboa: Prelo Editora, 1971.
Preço: 8 euros.


PABLO NERUDA
INCITAMENTO AO NIXONICÍDIO E LOUVOR DA REVOLUÇÃO CHILENA
“O testamento poético de Pablo Neruda”. Tradução de Alexandre O’Neill. 100 páginas. 11,5 x 18,5 cm. Manuseado. Pequena assinatura de posse no rosto. Lisboa: Agência Portuguesa de Revistas, 1975.
Preço: 10 euros.


JUREMA FINAMOUR
PABLO E DOM PABLO
Memórias. Um retrato do poeta pela jornalista brasileira Jurema Finamour, que foi três vezes secretária de Neruda, no Brasil e no Chile, e afirma querer destruir o “mito Neruda”, que diz ter ajudado a construir durante 20 anos. Capa de Eleonora Affonso. 251 páginas. 14 x 21 cm. Corte superior do miolo amarelecido e com picos de humidade. Miolo (interior) limpo Rio de Janeiro: Editorial Nórdica, 1975.
Preço: 12 euros.


PABLO NERUDA
NASCI PARA NASCER
Memórias. Tradução de Eduardo Saló (texto em prosa) e Mário Dionísio (poemas). Papel amarelecido. Bom exemplar. Lisboa: Publicações Europa-América, [1978].
Preço: 10 euros.



NO PRINCÍPIO SERÁ A CARNE


MANUEL GRANGEIO CRESPO


Teatro. Ilustrado com fotografias, recortes/colagens e desenhos. Abre com o manifesto da Re-Theater Co., de 1965. «Arranjo Gráfico de Carlos. Arranjo Tipográfico de Bento Romão. Consultor Técnico (entre duas cervejas) Luiz Pacheco». 130 páginas. 18,7 x 13,9 cm. Capas amarelecidas nas orlas, miolo impecável. Lisboa: [s.e.], 1969.

Preço: 35 euros.



O GIGANTE VERDE


MANUEL GRANGEIO CRESPO


Teatro. «Liturgia mágica em sete sequências e outros tantos comentários». 2.ª edição (primeira em Portugal) de uma peça publicada nas Éditions du Seuil. Abre com uma entrevista de Urbano Tavares Rodrigues ao autor, publicada no Jornal de Letras de 11 de Setembro de 1963. Com xii+186+(2) páginas. 19,8 x 14,2 cm. Bom estado. Miolo impecável. Lisboa: Edições Ática, 1965.

Preço: 25 euros.



APELO AO POVO


MANUEL GRANGEIO CRESPO


Notas à margem por Luiz Pacheco. Um texto que «antecedeu as eleições presidenciais de 1976» [ler aqui]. Ilustrado com alguns desenhos do autor. 120 páginas. 20,5 x 14 cm. Manuseado e com picos de oxidação na capa. Miolo limpo. Lisboa: edição do autor, [1976].

Acompanhado de folha volante promocional de No Princípio Será a Carne, e respectivo postal para encomenda, em bom estado.

Preço: 30 euros.

Exemplar em bom estado e sem publicidade do editor — Preço: 25 euros.



A BARONESA QUER
CASAR COM TODA A GENTE


GERMAINE ACREMANT


Traduzido por Manuel Grangeio Crespo. Biblioteca das Raparigas n.º XLVI (46), com capa de João da Câmara Leme. 231+(5) páginas. 18,2 x 13 cm. Assinatura de posse na folha de rosto. Lisboa: Portugália, [s.d.].

Preço: 12 euros.



FALA DO HOMEM LÉSBICO


MANUEL GRANGEIO CRESPO


Edição da Contraponto, de Luiz Pacheco, em parceria com a Supervisão (1983). Capa e ilustrações de Rogal. Prefácio de Adelino Dias Cardoso. 16 páginas não numeradas. 14,5 x 20,5 cm. Muito bom estado de conservação.

Preço: 18 euros.


Alonso Féria

[05Jul20]


A UTILIDADE DO VERSO


ALONSO FÉRIA


Exemplar assinado pelo autor, a 16/11/69, com dedicatória invulgar, e sem nome do/a dedicatário/a.

Poesia. Capa de Fausto Boavida. 56 páginas. 20 x 14 cm. Bom estado, salvo lombada amarelecida. Lisboa: edição do autor, 1968.

Preço: 35 euros.

Exemplar sem dedicatória, bom estado geral — Preço: 17 euros.



TEMPO DE HERÓIS


ALONSO FÉRIA


Poesia. 57+(5) páginas. 20 x 13,4 cm. Capa com manchas, miolo limpo. Colecção Poesia e Verdade, Novíssima. Lisboa: Guimarães Editores, 1961.

Preço: 22 euros.



BORN IN 27

em conjunto com

SETEMBRO DE 1971


ALONSO FÉRIA


Conjunto. Ambos: editados em 1971, pela Estampa; mesmo formato, capa e tipo de papel; com auto-retrato do autor na capa; em bom estado.

Born in 27. ALONSO FÉRIA. Poesia. Com etiqueta da Cooperativa Húmus (Peniche). 86+(6) páginas. 18,3 x 13,4 cm. Lisboa: Editorial Estampa, [Janeiro de] 1971.

Setembro de 1971. ALONSO FÉRIA. Poesia. Antologia. Uma selecção, realizada em Setembro de 1971, de toda a poesia anterior. 179+(5) páginas. 18,3 x 13,4 cm. Lisboa: Editorial Estampa, [Dezembro de] 1971.

Preço do conjunto: 28 euros.


Luiz PACHECO

[05Jul20]


UMA ADMIRÁVEL DROGA


LUIZ PACHECO


Assinado pelo autor com dedicatória na página de rosto. Assinatura de posse do dedicatário semi-ocultada no ante-rosto. Primeira (e única) edição. Ilustrado no texto e na capa com a reprodução de gravuras em linóleo [«A.S.L.», 1967]. 54 páginas. 21 x 15 cm. Bom exemplar. Colecção Acasos n.º 5, Coimbra: Quarteto Editora, 2001.

Preço: 65 euros.



CARTA-SINCERA
A JOSÉ GOMES FERREIRA

com uma
Nota do Autor por causa da Província


LUIZ PACHECO


Uma carta (realmente) enviada ao escritor José Gomes Ferreira, em 1953:

(…) mandei-lhe o texto numa carta registada com aviso de recepção. Recebi o aviso de recepção assinado pelo José Gomes Ferreira mas ele nunca deu resposta. O Gomes Ferreira não percebeu aquela carta. Aquilo era uma irritação e uma homenagem, uma irritação porque ele estava a abandalhar-se como escritor e uma homenagem porque o Gomes Ferreira tinha sido um dos meus ídolos de juventude. Esse texto foi escrito para um projecto meu, do Cesariny e do Lisboa, que era “Duas gerações, Três cartas”. Eu escrevia uma carta ao Gomes Ferreira, o Cesariny ao Gaspar Simões e o Lisboa ao Casais Monteiro. [ler entrevista aqui]

Com (2)+40+(4) páginas, e 18,7 x 13 cm. Capa com orlas amarelecidas e pequenas manchas dispersas (visíveis na fotografia), miolo impecável. No geral, um bom exemplar. Colecção A Antologia em 1958, dirigida e editada por Mário Cesariny, Lisboa, 1958.

Preço: 55 euros.



EXERCÍCIOS DE ESTILO


LUIZ PACHECO


2.ª edição. Inclui alguns dos textos fundamentais do autor: «Os Namorados», «Comunidade», «O Teodolito», «O Caso das Criancinhas Desaparecidas», entre outros. Capa de Soares da Rocha. 275+(5) páginas. Apesar da lombada um pouco descolarada, e com vincos de leitura, é no geral um bom exemplar, limpo e sólido. Lisboa: Editorial Estampa, 1973.

Preço: 35 euros.



PACHECO VERSUS CESARINY

Folhetim de Feição Epistolográfica


LUIZ PACHECO


«Este folhetim é uma invenção e montagem de Luiz Pacheco.» Ler um excerto aqui. Capa e ilustrações de Martim Avillez. Ilustrado. 349+(3) páginas. Lombada com com vincos de leitura; no geral um bom exemplar, limpo e sólido. Lisboa: Editorial Estampa, 1974.

Preço: 35 euros.



COMUNIDADE


LUIZ PACHECO


«A presente edição de Comunidade é uma edição Contraponto patrocinada por Sabatina. Comemora o quase final do século e os quase setenta e cinco anos do autor. Dela se tiraram seiscentos exemplares que vão numerados e assinados pelo autor e pela ilustradora.»

11.ª edição do texto Comunidade, conforme nota do final do livro reproduzida nas fotografias supra. Edição especial em papel de elevada gramagem, com encadernação editorial. Tiragem numerada [este o número 189], assinada por ambos os autores. Ilustrações em extra-texto, impressas em couché. 44 páginas. 22 x 21 cm. Bom exemplar. [s.l.]: Contraponto, 1999.

Preço: 45 euros.



Revista K


N.º 22 — Julho de 1992


Com uma entrevista a Luiz Pacheco por Carlos Quevedo e Rui Zink (fotografias de Maria Timóteo), nas páginas 32 a 46. Revista dirigida por Miguel Esteves Cardoso. 128 páginas. 28,3 x 23 cm. Manuseada. Bom estado geral.

Preço: 17 euros.



Revista LER


N.º 31 — Verão de 1995


Dossier especial dedicado ao escritor, entre as páginas 66 e 95: inclui um texto inédito, sobre a época da publicação de Malaquias, de Manuel de Lima; uma entrevista de João Paulo Cotrim (com fotografias de João Francisco Vilhena); um texto de Ana da Silva; e uma cronologia, com fotografias “privadas”. Direcção de Francisco José Viegas, e propriedade do Círculo de Leitores. 128 páginas. 27 x 18,3 cm. Bom estado geral.

Preço: 22 euros.



O DESTINO DO HOMEM


ALONSO FÉRIA


Assinatura de Luiz Pacheco na página de rosto, datada de «85». Capa de Fausto Boavida. 52 páginas. 20 x 14,7 cm. Exterior cansado. Lisboa: Editorial Estampa, 1969.

Preço: 22 euros.



NA PATAGÓNIA


BRUCE CHATWIN


Assinatura de Luiz Pacheco na página de rosto, datada de 11 de Abril de 1998, à qual acrescentou, dispersos por algumas páginas do miolo, esparsos comentários (curiosos), sublinhados e grifos de revisão/edição.

3.ª edição. Tradução de José Luís Luna. 286 páginas. 23 x 13 cm. Capa cansada. Curioso. Lisboa: Quetzal, 1997.

Invulgar.

Preço: 35 euros.



MALAQUIAS

ou
a história de um homem
bàrbaramente agredido


MANUEL DE LIMA


Romance. Primeira edição. Brochado. 268 páginas. 17,4 x 11,4 cm. Colecção O Lugar e a Fórmula. Lisboa: Contraponto, [1953].

Estado de conservação: discreta assinatura de posse na página de rosto, e lombada com moderada perda de cor uniforme, do vermelho para laranja, devido a exposição solar.

Inclui postal editorial publicitando obra saída no mesmo ano [A Face Sangrenta, de Vergílio Ferreira], e um marcador de livro, igualmente da Contraponto, de formato fálico.

Conjunto invulgar.

Preço: 40 euros.



COLECÇÃO TEATRO NO BOLSO


volumes soltos


N.º 1
João Gabriel Borkman
. HENRIK IBSEN. Drama. Versão portuguesa de Costa Ferreira e Luís Francisco Rebelo. Com um retrato de Ibsen em couché azul, e a ficha de cena da primeira representação portuguesa, protagonizada por João Villaret e Fernanda Borsatti. 80 páginas. 16,8 x 11,5 cm. Manuseado. Lisboa: Contraponto, [1956?].
Preço: 12 euros.

N.º 1
João Gabriel Borkman. HENRIK IBSEN. Drama. Versão portuguesa de Costa Ferreira e Luís Francisco Rebelo. Com um retrato de Ibsen em couché azul, e a ficha de cena da primeira representação portuguesa, protagonizada por João Villaret e Fernanda Borsatti. Inclui um caderno extra, com um prefácio de Ángel Ganivet. xvi+80 páginas. 16,8 x 11,5 cm. Capa manchada. Lisboa: Contraponto, [1956?].
Preço: 12 euros.

N.º 2
As Velhacarias de Scapin. MOLIÉRE. Comédia. Tradução de Leopoldo de Araújo. Inclui ficha da representação no TNDMII, com Carlos Wallenstein e Carmen Dolores. 88 páginas. 16,5 x 11 cm. Capa com alguns picos de humidade, bom estado geral. Lisboa: Contraponto, [1956].
Preço: 12 euros.

N.º 7
Seis Personagens à Procura de Autor. LUIGI PIRANDELLO. Prefácio do autor. Tradução e nota sobre a encenação de Gino Saviotti. Nota sobre o autor de Rogério Paulo. 72 páginas. 16,8 x 11,5 cm. Capa com manchas. Lisboa: Contraponto, 1959.
Preço: 12 euros.

N.º 8
A Cantora Careca. IONESCO. Anti-peça. Com prefácio de Luís de Lima, nota de Luís Francisco Rebelo, dois desenhos de Saul Steinberg e epitáfio de João Gaspar Simões. 46 páginas. 16,5 x 11,5 cm. Bom estado. Lisboa: Contraponto, [s.d.].
Preço: 12 euros.

N.º 9
O Gebo e a Sombra. RAÚL BRANDÃO. Drama. Com um prefácio de Câmara Reys e um retrato de Raúl Brandão em extra-texto (reprodução de xilogravura de José Tagarro). 80 páginas. 17 x 11,5 cm. Bom estado. Lisboa: Contraponto, [s.d.].
Preço: 15 euros.

N.º 11
Auto da Compadecida. ARIANO SUASSUNA. Prefácios de Adelino Tavares da Silva e Henrique Óscar. 80 páginas. 17 x 11,9 cm. Capa algo escurecida. Lisboa: Contraponto, [s.d.].
Preço: 10 euros.

N.º 12
A Visita da Velha Senhora. FRIEDRICH DÜRRENMATT. Tragicomédia. Tradução de Olavo d’Eça Leal, corrigida por Rosário Corte-Real. Contracapa com um excerto de Jean Selz. Capa de Mário Alberto, sobre desenho de Picasso. Inclui ficha da representação no TNDMII, pela Companhia Rey Colaço, e uma fotografia do autor. (2)+100 páginas. 12 x 16,5 cm. Lombada descolorada, de laranja para amarelo. Bom estado. Lisboa: Contraponto, [s.d.].
Preço: 13 euros.



CHARLIE CHAPLIN


VASCO VIDAL


Colecção de Divulgação Cinematográfica. Capa de Sérgio Guimarães. Com 16 páginas de fotografias a preto e branco, extra-texto. 96+(16) páginas. 19,7 x 14,7 cm. Bom estado. Lisboa: Contraponto, 1954.

Preço: 18 euros.



O RAMAL DE SINTRA


JAIME SALAZAR SAMPAIO


Mini-contos. Edição do autor sob a direcção gráfica de Contraponto. 58 páginas. 15,7 x 13,4 cm. Capa um pouco escurecida nas orlas. Bom exemplar. Lisboa: Contraponto, [10 de Maio de] 1960.

Preço: 38 euros.



O SILÊNCIO DE UM HOMEM


JAIME SALAZAR SAMPAIO


Poesia. Edição do autor sob a direcção gráfica de Contraponto. 40 páginas. 15,7 x 13,4 cm. Bom exemplar. Lisboa: Contraponto, [20 de Maio de] 1960.

Preço: 25 euros.



VILLA CELESTE


HÉLIA CORREIA


Novela ingénua. Ilustrações de Luís Manuel Gaspar. 94 páginas. Usado em bom estado. Lombada ténuemente descolorada. 16,8 x 12 cm. Palmela: Contraponto, 1999.

Preço: 18 euros.



A MINHA MULHER


ANTON TCHEKOV


Versão portuguesa de Luiz Pacheco. Ilustrações de Luís Filipe [de Abreu]. 120 páginas. 16,4 x 12 cm. Bom estado. Palmela: Contraponto, 1996.

Preço: 16 euros.



RELÓGIO DE CUCO


VIRGÍLIO MARTINHO


Contos. Assinado e datado por Luiz Pacheco no ante-rosto. Correcção do preço pelo editor na contracapa (de 500$ para 5 euros). 126 páginas. 17 x 11,7 cm. Bom estado. Palmela: Contraponto, 1997.

Preço: 28 euros.



CARBONÁRIOS

OPERAÇÃO SALAMANDRA
Chioglossa lusitanica Bocage, 1864


MARIA ESTELA GUEDES
NUNO MARQUES PEIRIÇO


«(…) um estudo de Ciência Extraordinária [que] tem por centro o explorador Francisco Newton e a sua acção terrorista nas ilhas do Golfo da Guiné.»

Introdução de Galopim de Carvalho. 132 páginas. 13,4 x 19,2 cm. Capa manuseada. Estado razoável. Palmela: Contraponto, 1998.

Preço: 10 euros.



DISCURSO SOBRE A
REABILITAÇÃO DO
REAL QUOTIDIANO


MÁRIO CESARINY DE VASCONCELOS


Um dos títulos pioneiros editados pela Contraponto de Luiz Pacheco, logo em 1952. Com dedicatória autógrafa, de amizade e admiração, a um actor emérito do teatro português do século XX, dividida entre a capa e o interior, pelo editor Luiz Pacheco. 28 páginas. 23,2 x 16,8 cm. Capas um pouco mais manchadas que o interior, e micro falta de papel nos cantos inferiores (exteriores) de ambas as capas, visível nas fotografias supra. Lisboa: Contraponto, [1952].

Preço: 120 euros.



JOÃO RODRIGUES


Introdução por

MÁRIO CESARINY


Monografia dedicada ao pintor João Rodrigues (1937-1967), a partir de pinturas e desenhos colhidos das colecções de Mário Cesariny, Cruzeiro Seixas, Ernesto Sampaio, Francisco Relógio, Mário Alberto, Vítor Silva Tavares, e outros.

Com um texto de Mário Cesariny, «A Norma de Bellini» (1963/1990). Capa mole. Com (22)+118+(8) páginas, 21,5 x 21 cm. Lombada descolorada. Bom estado geral. Lisboa: Salamandra, 1994.

Inclui recorte de jornal, não assinado, sobre António Maria Lisboa, publicado na última página do suplemento dominical do Diário de Coimbra (15 Novembro 1981).

Preço: 30 euros.



MÁRIO CESARINY


RAÚL LEAL
NATÁLIA CORREIA
LIMA DE FREITAS


A obra plástica. Textos de Raúl Leal, Natália Correia e Lima de Freitas. Encadernação editorial com sobrecapa. Inclui fotografias, desenhos, pinturas, colagens, e notícia bio-bibliográfica. Com 212 páginas (130 em papel couché, com reproduções a preto e branco e a cores). 23 x 22,5 cm. Bom estado geral. Lisboa: Secretaria de Estado da Cultura, 1977.

Preço: 40 euros.



POESIA

(1944-1945)


MÁRIO CESARINY DE VASCONCELOS


Antologia que reúne A Poesia Civil / Discurso Sobre a Reabilitação do Real Quotidiano / Pena Capital / Manual de Prestidigitação / Estado Segundo Alguns Mitos Maiores Alguns Mitos Menores Propostos à Circulação pelo Autor.

Com um desenho à pena de João Rodrigues, hors-texte couché. Brochado. 360 páginas. 21 x 14,5 cm. Bom estado geral, mas com assinatura de posse a um canto do ante-rosto e zona da lombada mais amarelecida pelo sol. Lisboa: Delfos, [1961].

Preço: 40 euros.



TITÂNIA

e

A CIDADE QUEIMADA


MÁRIO CESARINY


Primeira edição de Titânia, História Hermética em Três Religiões e Um Só Deus Verdadeiro com Vistas a Mais Luz como Goethe Queria, texto de 1953, seguido de A Cidade Queimada (I – O Navio de Espelhos, II – Diário da Composição). Ilustrado com duas reproduções de colagens, a preto e branco. 112 páginas. 21 x 13,5 cm. Capa descolorada numa pequena faixa do canto superior esquerdo. Bom estado geral. Colecção Poesia Século XX, n.º 15, Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1977.

[em conjunto com:]

TITÂNIA, História Hermética em Três Religiões e Um Só Deus Verdadeiro com Vistas a Mais Luz como Goethe Queria, edição revista e alterada, em 1993. Ilustrado com duas imagens a cores, de página inteira, no início e final (manuscrito e colagem). 132 páginas. 20,5 x 13,5 cm. Bom estado. Colecção Obras de Mário Cesariny, n.º 11. Lisboa: Assírio & Alvim, 1994.

Preço (conjunto): 40 euros.



MANUAL DE PRESTIDIGITAÇÃO


MÁRIO CESARINY


Antologia. Reúne poemas escritos entre 1942 e 1956, pertencentes a Burlescas, Teóricas e Sentimentais / Visualizações / Discurso Sobre a Reabilitação do Real Quotidiano / Alguns Mitos Maiores Alguns Mitos Menores Propostos à Circulação pelo Autor / Manual de Prestidigitação. 175 páginas. 19,8 x 13,3 cm. Colecção Obras de Mário Cesariny, n.º 1, Lisboa: Assírio e Alvim, 1981.

Preço: 20 euros.



O CLUBE DOS ANTROPÓFAGOS


MANUEL DE LIMA


Teatro surrealista. Primeira edição. Apreendido pela PIDE. Volume inaugural da Colecção Vária, dirigida por Vítor Silva Tavares para a editora Ulisseia, dirigida por Serafim Ferreira. Capa de Rocha de Sousa. 128 páginas. 18 x 11,5 cm. Lisboa: Ulisseia, [Março de] 1965.

Bom estado.

Preço: 45 euros.



SERÕES DA BEIRA


SARAH BEIRÃO


Contos. 5.º milhar. 3.ª edição. 274 páginas. 19,5 x 12,7 cm. Colecção Portuguesa, n.º 2, da Editorial Domingos Barreira, Porto, 1940.

Estimada meia encadernação de pele, com cantos, ricamente floreada na lombada. Conserva capas de brochura, e miolo aparado apenas à cabeça. Com um canto do rosto restaurado.

Dedicatória autógrafa da autora a Caeiro da Matta, «fulgurantíssima inteligência», em Julho de 1948 — e que, segundo selo da [sua] biblioteca discretamente apenso à página de guarda da pasta frontal, o tinha arrumado na Secção de Benfica (“Biblioteca 1”), estante B, prateleira XI, com o número 924.

Invulgar.

Preço: 40 euros.


AfonsoRibeiro


POVO


AFONSO RIBEIRO


Contos. Capa de Júlio Pomar. Primeira edição. Proibido pela censura. Brochado, com 13 cm x 19,7 cm e 267+(5) páginas. Capa em bom estado, lombada um pouco escurecida, miolo limpo. Porto: Editorial Ibérica, 1947.

Preço: 20 euros.



ODISSEIA


HOMERO


Tradução do grego, prefácio e notas pelos padres Manuel Alves Correia e Eusébio Dias Palmeira.

Obra completa em 2 volumes, na Colecção Clássicos Sá da Costa, da Livraria Sá da Costa Editora, em encadernações editoriais que conservam as capas originais, e a lombada. Com 18 x 12,7 [x 4] cm.

Volume I. [Prefácio de Alves Correia e as XII primeiras Rapsódias]. 3.ª edição. xxviii+240 páginas. Lisboa: 1956.

Volume II. [Rapsódias XIII a XXIV]. 2.ª edição. 230 páginas. Lisboa, 1955.

[em conjunto com:]

HOMERO. Poemetos e Fragmentos. Tradução do grego, introdução e notas do Padre Alves Correia. 18 x 12,7 cm. Com xl+188 páginas. Encadernação editorial, conserva lombada e capas de brochura. Colecção Clássicos Sá da Costa, Lisboa: Livraria Sá da Costa, 1947.

Os 3 volumes em bom estado.

Preço: 45 euros.



CICLO DE CINEMA DE
FICÇÃO CIENTÍFICA

1984: “O Futuro é já Hoje?”


João Bénard da Costa (org.)


Marcando o ano “fatídico” que Orwell imaginara quarenta anos antes, a Gulbenkian e a Cinemateca Portuguesa juntaram-se em 1984 para um épico ciclo de filmes de Ficção Científica. O catálogo que daí resultou poderá bem ser uma das melhores edições jamais dedicadas ao género e, certamente, um dos mais impressionantes livros feitos em Portugal. [ler aqui]

Direcção literária de João Bénard da Costa. Direcção gráfica de Fernando de Azevedo. Textos de John Baxter, Olivier Assayas, Trindade Santos, João Manuel Barreiros e Alberto Vaz da Silva. 516 páginas, algumas desdobráveis. 30,5 x 22,5 cm. Encadernação editorial gravada a ouro, com sobrecapa. Em muito bom estado de conservação. Tiragem de 2000 exemplares, esgotada na primeira semana. Edição conjunta Cinemateca Portuguesa / Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, 1984.

Um objecto invulgar.

Preço: 135 euros.



OS ANTEPASSADOS DE
ALGUNS CINEMAS DO PORTO


ALVES COSTA


São evocados o Cine-Teatro S. João, o Salão High-Life, o Cinema Batalha [inclui fotografia do fresco desaparecido de Júlio Pomar], o Salão-Jardim Passos Manuel (“antepassado do actual «Coliseu» e «Cinema Passos Manuel»”), e feita menção a outras salas e animatógrafos.

Ilustrado com fotografias, cartazes e programas. Brochado, 17 cm x 22,8 cm. 37+(3) páginas. Manuseado. Capa e algumas páginas com pontos de oxidação. Lisboa: Instituto Português de Cinema – Cinemateca Nacional, 1975.

Preço: 17 euros.



OS MAIS ANTIGOS CINEMAS DE LISBOA
1896-1939

A DISTRIBUIÇÃO DE FILMES EM PORTUGAL
1908-1939


M. FÉLIX RIBEIRO


Lista exaustiva dos Cinemas e Teatros referidos nesta obra: Animatographo de Alcântara, Animatographo do Rossio, Belém Cinema, Campolide Cinema, Capitólio, Casino Étoile, Chiado Terrasse, Cine Bélgica, Cine Esperança, Cine Ginásio, Cine Oriente, Cine Pátria, Cine Paris, Cine Tortoise, Cinema Avis, Cinema Colossal, Cinema Condes, Cinema Cosmopolita, Cinema Europa, Cinema Gil Vicente, Cinema Palácio, Cinema Palatino, Cinema Pathé, Cinema Popular, Cinema Promotora, Cinema Restauradores, Cinema Rex, Cinema Universal, Cinema Voz do Operário, Coliseu de Lisboa, Coliseu dos Recreios, Eden Cinema, Eden Concerto, Esplanada Belém-Jardim, Esplanada Monumental, Grande Animatographo de Alcântara, Imperial Cinema, Império (1916), Jardim Cinema, Lusitania Film, Lys, Max Cine, Novo Cine, Odéon, Olympia, Palais Cinema, Paradis Cinema, Paraíso de Lisboa, Paris Cinema, Pathé Cinema, Rossio Palace, Royal Cine, Roxy, Tivoli, Trianon Palace, The Wonderful, Salão Avenida, Salão Central, Salão Chantecler, Salão Chiado, Salão Cosmopolita, Salão Edison, Salão Fantástico, Salão Foz, Salão Ideal, Salão Liberdade, Salão Lisboa, Salão Portugal (Alfama), Salão Portugal (Ajuda), Salão Rubi, Salão Theatro de Variedades, Salão das Trinas, Salão Recreio da Graça, Salão S. Carlos, Salão da Trindade, Salon Rouge, São Luiz Cine, Eden Teatro, Teatro D. Amélia, Teatro Estrela, Teatro do Ginásio, Teatro Joaquim de Almeida, Teatro Moderno, Teatro Politeama, Teatro do Rato, Teatro República, Teatro Salão dos Anjos, Teatro São Luís, Teatro da Trindade.

Profusamente ilustrado. Brochado, 264+(4) páginas. 17,5 cm x 23,8 cm. Assinatura de posse na página de guarda. Capa manuseada (perda de cor, desgaste marginal), cortes do miolo com picos de oxidação, miolo em bom estado. Lisboa: Instituto Português de Cinema – Cinemateca Nacional, 1978.

Preço: 25 euros.



FILMES, FIGURAS E FACTOS
DA HISTÓRIA
DO CINEMA PORTUGUÊS
1896-1949


M. FÉLIX RIBEIRO


Prefácios de Luís de Pina e de João Bénard da Costa, e introdução do autor:

Meti ombros a este trabalho na intenção de que nele ficassem apontados e respeitados muitos e variados aspectos do que foi a caminhada percorrida pelo cinema português ao longo do período que decorre entre o anos de 1896, quando Aurélio da Paz dos Reis dá as primeiras voltas de manivela, por intermédio da sua tão primitiva, embora eficiente, máquina de filmar, para nos oferecer a sua «Saída do Pessoal Operário da Fábrica Confiança», e o final de 1949, para nós um limite para os nossos propósitos […]

Capítulo I: 1.º Ciclo do Porto / Capítulo II: 1.º Ciclo de Lisboa / Capítulo III: 2.º Ciclo do Porto / Capítulo IV: 2.º Ciclo de Lisboa / Capítulo V: O sonoro chega a Portugal.

Com fotografias, anúncios, desenhos, caricaturas, fotogramas de filmes, etc. Brochado, 651+(5) páginas (papel couché), 17,8 cm x 25,8 cm. Bom estado geral. Lisboa: Cinemateca Portuguesa, 1983.

Preço: 45 euros.



A SEVÉRA


JÚLIO DANTAS


Teatro. Primeira edição. Peça em 4 actos representada pela primeira vez em Janeiro de 1901, no Teatro Dona Amélia (actual Teatro São Luiz), com Augusto Rosa no papel do Conde de Marialva. Dois anos depois, Dantas publicaria a primeira edição do romance A Severa.

Meia-encadernação sintética recente. Encadernado com ambas as capas de brochura (algo cansadas e com marcas de restauro), e não aparado. Miolo limpo. Assinaturas de posse discretas (de três épocas diferentes…) na capa, na página de ante-rosto e no rosto. 196 páginas. 13 x 21,5 cm. Lisboa: Manuel Gomes Editor, 1901.

Preço: 40 euros.



A SEVERA


JÚLIO DANTAS


Romance. Ilustrações de Maria Vasconcellos. Reproduz o prefácio do editor da 2.ª edição, Avelino S. Vieira. Em 2 volumes [1.º volume: 4.ª edição, 23.º milhar / 2.º volume: 4.ª edição]. Estimados. Colecção Portuguesa n.ºs 24 e 25. 172+205 páginas. 12,2 x 18,8 cm. Porto: Domingos Barreira Editor, [1945].

Preço: 20 euros.