SEROENS DE S. MIGUEL DE SEIDE

CHRONICA MENSAL DE LITTERATURA AMENA

NOVELLAS, POLEMICA MANSA
CRITICA SUAVE DOS MÁOS LIVROS E DOS MÁOS COSTUMES

CAMILLO CASTELLO BRANCO


Edição original.

6 fascículos em 1 único volume (obra completa). Encadernação com rótulo em pele. Miolo aparado. Conserva a capa de brochura anterior do primeiro fascículo. Com 75+(5), 69+(3), 95+(1), 72+(8), 99+(1), 76+(6) páginas. 11,5 x 16 cm. Porto: Livraria Civilisação, de Eduardo da Costa Santos, 1885-1886.

Preço: 120 euros.



A ARISTOCRACIA DO GENIO E DA
BELLEZA FEMINIL NA ANTIGUIDADE


JOSÉ PALMELLA


SemiramisSapho de MityleneCorinnaAspasia  —
PhrynéCleopatraHypathia de Alexandria

Com uma carta de Victor Hugo.
Introdução de Júlio César Machado.
As primeiras 85 páginas, antes da obra propriamente dita, incluem ainda cartas ao autor de Angel Fernandez de Los Rios, Marianna Angelica de Andrade e Narcisa Amália; juízos críticos de Amália Figueirôa, Izabel Bueno, Luiz Guimarães Júnior, Quirino dos Santos, Rebello de Vasconcellos, Manuel Nuñez de Prado, Guiomar Torrezão, e de outros escritores e da imprensa portuguesa; e os prefácios das  anteriores quatro edições do livro. Vide índice nas fotografias.

Ensaios biográfico-líricos dedicados a destacadas e libertárias figuras femininas da antiguidade. 5.ª edição, «augmentada». 304 páginas.  21,2 x 13,4 cm. Capa bastante manchada, interior com manchas ténues, visíveis nas fotografias. Lombada com pequenas falhas de papel. Coimbra: Imprensa da Universidade, 1876.

Preço: 17 euros.



A PROPÓSITO DE TEATRO

ALGUMAS CONSIDERAÇÕES OPORTUNAS OFERECIDAS
À INTELIGÊNCIA E REFLEXÃO DE TODOS OS
HOMENS DE BOA VONTADE


JOSÉ GAMBOA


Ensaios sobre teatro, dramaturgia, crítica, o Conservatório, os repertórios, a imprensa, e outros temas. Vide índice nas fotografias. Exemplar assinado com dedicatória ao cineasta Baptista-Rosa. Manuseado. Sólido. Com uma mínima falta de papel na contracapa. 425-(4) páginas. 12,5 x 19,2 cm. Lisboa: edição do autor, 1949.

Preço: 17 euros.


Coristas, 1941

[06Fev17]

cori1

cori4


CORISTAS

Comédia em 3 Actos

ARMANDO VIEIRA PINTO


O autor [Viana do Castelo, 1906 – Lisboa, 1964] foi jornalista, dramaturgo, letrista de fado, argumentista, realizador.

Antecede a peça com um prefácio sobre o processo de escrita de teatro, o público e a crítica. Segue-se a lista das personagens e actores que as representaram na noite de estreia a 27 de Março de 1942, no Teatro Nacional D. Maria II.

Exemplar com assinatura de posse, a lápis, datada, do humorista José Sesinando, que sublinhou a seguinte passagem do prefácio (pág. 7):

Para que de uma obra risonha possam tirar-se conclusões sérias, são necessários um certo poder de raciocínio imediato e um profundo sentido do humor. Nem uma nem outra destas qualidades, infelizmente, são peculiares ao nosso público.

Na (colecção) Biblioteca Teatral “Teatro do Povo”. Desenho da capa não assinado. 173 páginas. 13 x 18,5 cm. Bom estado. Porto: Livraria Tavares Martins, 1941.

Preço: 18 euros.