REVISTA DE PORTUGAL


Dirigida por

VITORINO NEMÉSIO


Colecção completa. Nº 1 (Coimbra, Outubro 1937) ao nº 10 (Lisboa, Novembro 1940). Publicação dirigida por Vitorino Nemésio, secretariado por Alberto de Serpa, com colaborações plásticas, literárias e críticas (e alguns inéditos póstumos) de:

Afonso Duarte, António Sérgio, Júlio (Saúl Dias), José Régio, Adolfo Casais Monteiro, Miguel Torga, António de Sousa, Carlos Queiroz, João Gaspar Simões, João Falco, Mário Eloy, Ribeiro Couto, Ventura Porfírio, Almada Negreiros, António Botto, Agostinho da Silva, Alberto de Serpa, José Bacelar, Fernando Amado, Manuel Laranjeira, Sarah Affonso, Fernando Pessoa, Mário de Sá-Carneiro, Jules Supervielle, Cecília Meireles, Aquilino Ribeiro, Diogo de Macedo, Sant’Anna Dionísio, José Marinho, Francisco Bugalho, Maria Helena Vieira da Silva, Políbio Gomes dos Santos, Mário Dionísio, Câmara Reis, Teófilo Braga, Álvaro de Campos, Manuel Bandeira, Mily Possoz, Delfim Santos, Vitorino Nemésio, António Nobre, Antero de Quental, Rachel Bastos, Manuel Anselmo, José Tagarro, Alexandre Herculano, Adalgisa Nery, Murilo Mendes, Maria Archer, João José Cochofel, José Neiva, Fernando Namora, Bernardo Marques, Baltazar Lopes, Fialho de Almeida, Ofélia Marques, Jorge de Lima, Edmundo de Bettencourt, Fernando Lopes-Graça, Raul Brandão, Paulo Quintela, Rainer Maria Rilke, João Cabral do Nascimento, Jorge Amado, José Gomes Ferreira, Olavo d’Eça Leal, Andrée Crabbé Rocha, Hein Semke, Raúl Proença, António Lopes Ribeiro, José Osório de Oliveira, Camilo Pessanha, José Rodrigues Miguéis, e outros.

«Retomando um título que fez época, e refiro-me à publicação de Eça de Queirós de finais do século passado, a Revista de Portugal estava bem estruturada, revelando um projecto indubitavelmente amadurecido (…) [tendo congregado] nas suas páginas, com um equilíbrio notável, saudosistas, poetas de Orpheu, presencistas e neo-realistas.» [v. Daniel Pires, Dic. Imp. Periód. Portug. Séc. XX, vol.1, p.316]

Ilustrada com esparsos extra-textos couché, em cada número. Em brochura. 24,5 x 16,3 cm por volume, 13 cm na estante. Paginados para (3) volumes de 672, 598 (e 292) páginas — o N.º 5 e o N.º 10 incluem apensos os cadernos de guardas, ante-rosto e rosto, assim como os respectivos índices finais de títulos por autor, para as encadernações do Volume I (números 1 a 4) e do Volume II (números 5 a 8).

Ínfimas imperfeições exteriores: canto da moldura na capa do N.º 1; vinco na margem inferior da capa do N.º 4; metade inferior da lombada e pequena mancha amarela em zona adjacente da capa do N.º 5; margem superior empoeirrada na capa do N.º 10. Uma colecção num estado de conservação invulgar, com vários cadernos por abrir.

Preço: 300 euros.


 


OS FRADES

DEFESA, JUSTIFICAÇÃO E APOLOGIA
INSUSPEITÍSSIMAS

JOÃO DE LEMOS


2.ª edição, imediata à primeira. Com uma advertência do editor, Teixeira de Freitas (4 págs.). Epígrafes de Herculano e Voltaire. Encadernação sintética moderna em muito bom estado. Com capas de brochura (cansadas), e aparado à cabeça. 182+(2) páginas. 21 x 14 cm. Guimarães: Centro de Propaganda Catholica em Portugal, 1883.

Preço: 40 euros.


«Imprimiu-se (…) em 1853, a obra de Pedro Dinis, Das ordens religiosas em Portugal, de exaltante vigor apologético, que o poeta João de Lemos (…) citou profusamente na colectânea Os frades (1883), que conheceu acolhimento entusiástico, traduzido em mais duas edições imediatas (…)»

[DHRP, p.94, aqui,
e biografia e retrato do poeta e jornalista João de Lemos (1819-1890),
no Occidente, aqui.]

 


RAPSÓDIA EM VÁRIOS TONS


VÍCTOR FALCÃO


Crónicas literárias dedicadas a Paul Valéry, Hein Semke, Ramalho Ortigão, Alexandre Herculano, Cesário Verde, Jorge Barradas, Manuel Jardim, João de Deus, Eugénio de Castro, cinema, ópera, (…). Víctor Falcão (1886-1968?), escritor e jornalista, colaborou em inúmeros jornais e revistas e fundou a Revista Portuguesa, nos anos 20.

Brochado. 316,(4) páginas, por abrir. 19,5 x 13 cm. Lombada amarelecida. Miolo limpo. Bom exemplar, da tiragem vulgar. Lisboa: Edições Excelsior, 1954.

Preço: 15 euros.


 


FIGURAS DE DESTAQUE

(LIVRO PÓSTUMO)

FIALHO DE ALMEIDA


Textos dedicados a Alexandre Herculano, Camilo Castelo Branco, Carlos Malheiro Dias, Eça de Queirós, Ferraz de Macedo, Guiomar Torrezão, Hintze Ribeiro, João da Câmara, João de Deus, José María de Pereda, Luiz Guimarães, Óscar da Silva, Sousa Martins, Silva Carvalho, Wenceslau de Moraes e Aníbal Soares, e um texto dedicado aos boémios «meio literatos, meio tresnoitadores» da capital no início do século XX (pp. 45-64).

Obra póstuma. Primeira edição. 1.º Milhar. Encadernação com a lombada em pele, em bom estado geral. Conserva capas de brochura, aparadas. Miolo apenas aparado à cabeça, carminado. 308+(4) páginas. 19,6 x 11,5 cm. Lisboa: Livraria Clássica Editora, 1924.

Preço: 27 euros.


 


CARTAS INÉDITAS

DE OITENTA E CINCO ESCRITORES PORTUGUESES DA SEGUNDA METADE DO SÉCULO XIX E DO PRIMEIRO QUARTEL DO SÉCULO ACTUAL

Prefaciadas e anotadas por
CÂNDIDO DE FIGUEIREDO


Cartas de: Abel Botelho, Adolfo Coelho, Alexandre Herculano, Amélia Janny, Antero de Quental, António Cândido, António José Viale, Augusto Soromenho, Bernardino Pinheiro, Braamcamp Freire, Bulhão Pato, Camilo Castelo Branco, António Feliciano de Castilho, Conde de Casal-Ribeiro, Conde de Monsaraz, Conde de Sabugosa, Conde de Samodães, Cunha Rivara, Dom António da Costa, Dom João da Câmara, Duarte Guimarães, Pereira Caldas, Doutor Sousa Martins, Xavier Rodrigues Cordeiro, Tomás de Carvalho, Xavier da Cunha, Eduardo Augusto Vidal, Emídio Navarro, Eugénio de Castilho, Fernandes Costa, Fernando Caldeira, Ferreira Lapa, Francisco Palha, Almeida Garrett, Gervásio Lobato, Gomes de Amorim, Gomes Leal, Gonçalves Crespo, Gonçalves Viana, Guerra Junqueiro, Guilherme Braga, Guilherme de Azevedo, Guimarães Fonseca, Inocêncio Francisco da Silva, João de Deus, João de Lemos, João Penha, Joaquim Martins de Carvalho, Sampaio Bruno, José Silvestre Ribeiro, José de Sousa Monteiro, José Veríssimo, Júlio de Castilho, Júlio César Machado, Latino Coelho, Luís Augusto Palmeirim, Luís Guimarães, Manuel Duarte de Almeida, Maria Amália Vaz de Carvalho, Mariana Angélica de Andrade, Mendes Leal, Miguel de Bolhões, Narciso de Lacerda, Olavo Bilac, Pinheiro Chagas, Ramalho Ortigão, Ramos Coelho, Rudolfo Dalgado, Sales Lencastre, Santos Valente, Silva Pinto, Silveira da Mota, Sílvio Romero, Simões Dias, Sousa Viterbo, Teixeira de Queirós, Teixeira de Vasconcelos, Tomás Ribeiro, Trindade Coelho, Teófilo Braga, Vilhena Barbosa, Visconde de Benalcanfor, Sanches de Frias, Zeferino Brandão.

Intonso e em brochura. (xvi)+208+(4) páginas. 22,5 x 15 cm. Capa (com algumas manchas) e lombada (amarelecida) com mínimas falhas (marginais) de papel. Rio de Janeiro: H. Antunes & C.ª, [1924]. Composto e impresso em Lisboa.

Preço: 22 euros.


 


ENSAIO SOBRE A CRIAÇÃO NO ROMANCE


JOÃO GASPAR SIMÕES


Há quem se negue a acreditar que a arte do romance tenha as suas leis próprias. [início do texto]

Primeira edição. Ensaio. N.º 1 da 12.ª Secção (Ciências Literárias) da Colecção «FORUM», publicada sob a direcção de FERREIRA DA COSTA. Brochado. 95 páginas. 21 x 14 cm. Bom estado. Pequeno carimbo de posse coevo, meio-sumido, a um canto da página de ante-rosto. Porto: Editora Educação Nacional, 1944.

Preço: 15 euros.


 


OS MAIS BELOS CONTOS DE AMOR
DA LITERATURA PORTUGUESA


Selecção de
MARIA JUDITE DE CARVALHO


Contos de Alexandre Herculano, Camilo Castelo Branco, Júlio Dinis, Eça de Queirós, Fialho de Almeida, Manuel Teixeira-Gomes, António Patrício, Aquilino Ribeiro, Irene Lisboa, José Régio, José Rodrigues Miguéis, Domingos Monteiro, Miguel Torga, Branquinho da Fonseca, José Marmelo e Silva, Fernando Namora, Armando Ventura Ferreira, Urbano Tavares Rodrigues, José Cardoso Pires e David Mourão-Ferreira.

Prefácio de Urbano Tavares Rodrigues. Capa de João da Câmara Leme. Primeira série. 526+(6) páginas. 19,2 x 12,2 cm. Capa com mínimos defeitos. Bom estado geral. Colecção Antologias Universais n.º XXII da Portugália Editora, 1967.

Preço: 15 euros.



OS CHAPÉUS DE CHUVA


FIAMA HASSE PAIS BRANDÃO


Prefácio de Urbano Tavares Rodrigues, pp. 7-14 [«Esta peça, acusando uma trajectória impressionante do individualismo exasperado das anteriores para a comunhão social, é uma admirável afirmação — a de um provável grande dramaturgo de amanhã.»]. Com 104+(4) páginas e 19 x 13 cm. Capa cansada. Manuseado. Título n.º 3 da colecção Teatro da Minotauro, Lisboa, [s.d.].

Preço: 7 euros.



TODO COMEÇO É INVOLUNTÁRIO


MARIA ISABEL MOURA


Romance. Prefácio de Urbano Tavares Rodrigues («Espreita, desejo e fantasmas ou o diabo no corpo feminino», pp. 5-8). Exemplar autografado pela autora com dedicatória datada. 163 páginas. 23,3 x 14,5 cm. Lombada com perda de cor. Colecção Canto Nono, Lisboa: Editorial Teorema, 2001.

Preço: 12 euros.



CONCERTO PARA UMA VOZ


FERNANDO TAVARES RODRIGUES


Poesia. Prefácio de Baptista-Bastos. Ilustrações de Joaquim Baltazar. Assinado pelo autor com dedicatória. 93+(6) páginas. 23,5 x 15 cm. Bom estado, salvo vinco na capa. Lisboa: Livraria Bertrand, 1988.

Em conjunto com:

A(MAR)
FERNANDO TAVARES RODRIGUES
Poesia. Prefácio de David-Mourão Ferreira. Ilustrações de Joaquim Baltazar. Assinado pelo autor com dedicatória. 68+(4) páginas. 23,5 x 15 cm. Lombada e canto da capa com perda de cor. Bom estado geral. Lisboa: Livraria Bertrand, 1987.

Preço do conjunto: 12 euros.


 


DAS ORDENS RELIGIOSAS EM PORTUGAL


PEDRO DINIS


2.ª edição, publicada um ano após a primeira, impressa na mesma tipografia mas com uma nova introdução do autor. 293+(7) páginas. 14,5 x 10,5 cm. Bom exemplar. Encadernação da época, lombada em pele. Miolo aparado, sem capas de brochura. Lisboa: Typographia de J. J. A. Silva, 1854.

Dividida em 40 CAPÍTULOS, assim resumidos no plano da obra: Procuramos responder ás accusações que se fiseram. e se fazem ainda, aos Frades de Portugal, e mostrar, que se não em todas, em grande parte, ha calumnia, absurdo, e odio inveterado, mas sem fundamento. Depois damos uma notícia das Ordens, que n’estes reinos houve, da sua origem, e introducção. Depois ainda apresentamos alguns casos, em que os frades mostraram a sua utilidade, já missionando, já escrevendo, e ensinando; e finalmente concluímos, fazendo algumas reflexões sobre a abolição do monachismo, e procurando mostrar que só uma restituição sisuda das Ordens Religiosas póde attenuar os tristes effeitos da sua extincção.

Vasta galeria de temas versados, tais o matrimónio, o celibato, a fecundação, os comportamentos sociais, os jesuítas, a emigração e a demografia, e resposta directa a muitos ataques históricos ao clero ao longo da história portuguesa.

Importante para o entendimento dos severos conflitos clerico-liberais da primeira metade do século XIX, e curioso, pela compilação de “pequena-história” e pela desenvolta e arreigada prosa apologética do autor.

Preço: 70 euros.