Este slideshow necessita de JavaScript.

ARZILA: ESTAÇÃO DE ESPUMA
TAHAR BEN JELLOUN
Tradução de Al Berto. Ilustrações de Luís Manuel Gaspar. Texto bilingue. Título original: Asilah: Saison d’Écume. 17 cm x 19 cm. 40 págs. Capa e plano gráfico de Augusto T. Dias. Lisboa: Hiena Editora, 1987.
Colecção Águas, Luas Doidas nº 4.
Preço: 10 euros.

NEVROSE NOCTURNA
GOMES LEAL
Ilustrações de Orlando Paulo Gonçalves. 17 cm x 19 cm. 24 págs. Capa e plano gráfico de Augusto T. Dias. Lisboa: Hiena Editora, 1988.
Colecção Águas, Luas Doidas nº 5.
Preço: 10 euros.

A MAIS BAIXA PROFISSÃO
BORIS VIAN
Tradução de Aníbal Fernandes. Título original: Le Dernier des Métiers. Capa de Rui André de Lídia sobre fotografia de Fernanda Carvalho. 55 páginas acrescidas do desenho da máquina de confessar, tal como a imaginou Boris Vian. 14,5 cm x 20,5 cm. Lisboa: Hiena Editora, 1995.
Colecção Cão Vagabundo nº 2.
Preço: 10 euros.

GIACOMO JOYCE
JAMES JOYCE
Tradução de João Paulo Feliciano. Texto bilingue. Título original: Giacomo Joyce. 11 cm x 20,5 cm. 40 págs. Capa e layout de Augusto T. Dias. Capa com duas manchas, visíveis na fotografia. Lisboa: Hiena Editora, 1984.
Colecção Cão Vagabundo nº 3.
Preço: 10 euros.

QUARTA-FEIRA DE CINZAS
T.S. ELIOT
Texto bilingue. Tradução de João Paulo Feliciano. Nota introdutória de Manuela R. Miranda. Título original: Ash-WednesdayHollow Men. Capa de Augusto T. Dias. 39 páginas. 11 cm x 21 cm. Lisboa: Hiena Editora, 1985.
Colecção Cão Vagabundo nº 6.
Preço: 12 euros.

O TEMPO DOS ASSASSINOS
HENRY MILLER
Tradução de Manuela R. Miranda. Título dos originais: The Time of the Assassins – A Study of Rimbaud. Capa de Augusto T. Dias. 126 páginas. 13 cm x 20,5 cm. Lisboa: Hiena Editora, 1985.
Colecção Cão Vagabundo n.º 8.
Preço: 12 euros.

NATUREZA VIVA
(Escolha Poética)

VICENTE HUIDOBRO
Poemas extraídos de Poemas Árcticos (1917-1918), Otoño Regular (1918-1922), De Golpe (1922-1923), Altazor (1919) e Ver y Palpar (1923-1933)Tradução de Luís Pignatelli. 13 cm x 20,5 cm. 34 págs. Capa de Augusto T. Dias. Usado. Lisboa: Hiena Editora, 1986.
Colecção Cão Vagabundo nº 9.
Preço: 10 euros.

PÁSSAROS
SAINT-JOHN PERSE
Tradução de Aníbal Fernandes. Títulos originais: Oiseaux; Chanté par celle qui fut lá; Chant pou un equinoxe; Nocturne; Sécheresse; Poésie. Capa de Rui André Delídia sobre fotografia de Edward Steichen. 74 páginas. 14,4 cm x 20,6 cm. Lisboa: Hiena Editora, 1994.
Colecção Cão Vagabundo nº 10.
Preço: 12 euros.

HAMLET OU AS CONSEQUÊNCIAS DA PIEDADE FILIAL
JULES LAFORGUE
Tradução de Aníbal Fernandes. Título original: Hamlet, ou les suites de la piété filiale. Capa de Augusto T. Dias. 47 páginas. 13 x 21 cm. Lisboa: Hiena Editora, 1986.
Colecção Cão Vagabundo nº 11.
Preço: 10 euros.

LENZ
GEORG BÜCHNER
2.ª edição. Tradução e introdução de Ernesto Sampaio. Título original: Lenz. Capa de Rui André Delídia sobre pormenor de quadro de Caravaggio. 76 páginas. 14,5 cm x 20,5 cm. Lisboa: Hiena Editora, 1994.
Colecção Cão Vagabundo nº 12.
Preço: 10 euros.

O CADERNO DO PINHAL
FRANCIS PONGE
Tradução de Leonor Nazaré. Título original: Le Carnet du Bois de Pin. 13 cm x 20,5 cm. 53 págs. Capa de Augusto T. Dias onde se reproduz um desenho de original de João Paulo Feliciano, lápis e borracha sobre papel, 1984. Lisboa: Hiena Editora, 1986.
Colecção Cão Vagabundo nº 13.
Preço: 10 euros.

VIDA DE UM HOMEM
(Escolha Poética)

GIUSEPPE UNGARETTI
Tradução de Luís Pignatelli. Texto bilingue. Título original: Vita d’un Uomo. 69 págs. 13 cm x 20,5 cm. Capa de Augusto T. Dias. Lisboa: Hiena Editora, 1987.
Colecção Cão Vagabundo nº 14.
Preço: 10 euros.

OS DISCÍPULOS EM SAÏS
FRIEDRICH VON HARDENBERG NOVALIS
Tradução de Luís Bruhein. Título original: Die Lehrlinge zu Saïs. 13 cm x 20,5 cm. 81 págs. Capa de Augusto T. Dias. Lisboa: Hiena Editora, 1989.
Colecção Cão Vagabundo nº 21.
Preço: 10 euros.

A CARTA DE LORD CHANDOS
HUGO VON HOFMANNSTHAL
Tradução de Carlos Leite. Título original: Der Brief des Lord Chandos. 55 páginas. 13 cm x 20,5 cm. Manuseado. Lisboa: Hiena Editora, 1990.
Colecção Cão Vagabundo nº 24.
Preço: 10 euros.

IGITUR
ou A LOUCURA DE ELBEHNON
STÉPHANE MALLARMÉ
Tradução de Carlos Valente. Textos introdutórios de Aníbal Fernandes e Pierre-Olivier Walzer. Título original: Igitur ou la folie d’Elbehnon. 81 páginas. 13 cm x 20,5 cm. Capa de Rui André Delídia. Exemplar impecável. Lisboa: Hiena Editora, 1990.
Colecção Cão Vagabundo n.º 25.
Preço: 12 euros.

A CRISTANDADE OU A EUROPA
Um Fragmento (escrito no ano de 1799)
NOVALIS
Tradução, compilação das notas e posfácio de José M. Justo. Texto introdutório de Fernanda Gil Costa. 13 cm x 20,5 cm. 79 págs. Cabeça da lobada com ténue defeito, marcas de bicho do papel no topo da capa quase invisíveis. Lisboa: Hiena Editora, 1991.
Colecção Cão Vagabundo nº 26.
Preço: 10 euros.

CASA DE MULHERES
DACIA MARAINI
Tradução de José Colaço Barreiros. Título original: Una Casa di Donne (in I Sogni di Clitennestra e Altre Commedie). 13 cm x 20,5 cm. 79 págs. Capa sobre fotografia de Jan Saudek. Lisboa: Hiena Editora, 1993.
Colecção Cão Vagabundo nº 29.
Preço: 10 euros.

POPOL VUH
Versão, prefácio e notas de Ernesto Sampaio.
Tradução de Alberto Nunes Sampaio. Capa de Rui André Delídia. 209 páginas. 14,5 cm x 20,5 cm. Lisboa: Hiena Editora, 1994.
Colecção Cão Vagabundo n.º 30.
Preço: 14 euros.

MOSCARDINO
ENRICO PEA
Tradução de José Colaço Barreiros. Título original: Moscardino. 14,5 cm x 20,5 cm. 72 págs. Capa sobre fotografia de André Kertész. Usado. Lisboa: Hiena Editora, 1994.
Colecção Cão Vagabundo nº 35.
Preço: 10 euros.

O FUTURISMO
MARINETTI
Tradução de António Moura. Título original: Le Futurisme. 14,5cm x 20,5cm. 155 págs. Capa sobre fotografia de Horst von Harbou. Lisboa: Hiena Editora, 1995.
Colecção Cão Vagabundo nº 40.
Preço: 15 euros.

O BARCO BÊBADO
ARTHUR RIMBAUD
Edição bilingue. Inclui textos de Paul Verlaine, Antoine Adam, Jean-Luc Steinmetz e Sergio Sacchi. Tradução de Pedro José Leal. Título original: Le Bateau Ivre. 14,5 cm x 20,5 cm. 60 págs. Capa sobre gravura de Roland Cat. Lisboa: Hiena Editora, 1995.
Colecção Cão Vagabundo nº 41.
Preço: 10 euros.

AS QUIMERAS
GÉRARD DE NERVAL
Tradução e introdução de Alexei Bueno. Título original: Les Chiméres. Capa sobre fotografia de Fernanda Carvalho. 14,5 cm x 20,5 cm. Lisboa: Hiena Editora, 1995.
Colecção Cão Vagabundo nº 42.
Preço: 10 euros.

POEMAS IN ORFEU 2 E OUTROS ESCRITOS
ÂNGELO DE LIMA
13,5 cm x 19,5 cm. Capa e Lay Out de Augusto T. Dias. Orientação gráfica de João P. Ferrão. Lisboa: Hiena Editora, 1984.
Colecção Memória do Abismo nº 1.
Preço: 12 euros.

A FENDA ABERTA
F. SCOTT FITZGERALD
Tradução de Aníbal Fernandes. Títulos originais: Who’s who and why; How to live on $36 000 a year; How to live on practically nothing a year; The crack up. 14,5 cm x 20,5 cm. 79 págs. Capa e orientação gráfica de Augusto T. Dias. Lisboa: Hiena Editora, 1986.
Colecção Memória do Abismo nº 7.
Preço: 10 euros.

GENET
YUKIO MISHIMA
seguido de O CONDENADO À MORTE de Jean GENET
Tradução de Aníbal Fernandes. Capa de Rui André Delídia sobre fotografia de Raymond Voinquel. 56 páginas. 14,5 cm x 20,5 cm. Lisboa: Hiena Editora, 1994.
Colecção Memória do Abismo nº 10.
Preço: 10 euros.

O CÉU E O INFERNO
ALDOUS HUXLEY
Tradução de Manuela R. Miranda. Título original: Heaven and Hell. 14,5 cm x 20,5 cm. 87 págs. Lisboa: Hiena Editora, 1986.
Colecção Memória do Abismo nº 11.
Preço: 10 euros.

VAN GOGH O SUICIDADO DA SOCIEDADE
ANTONIN ARTAUD
Tradução de Aníbal Fernandes. Título original: Van Gogh, Le Suicidé de la Societé. 14,5 cm x 20,5 cm. 54 págs. Capa de Augusto T. Dias. Bom estado mas com alguma perda de cor na lombada. Lisboa: Hiena Editora, 1987.
Colecção Memória do Abismo nº 13.
Preço: 15 euros.

MARIA! NÃO ME MATES QUE SOU TUA MÃE!
CAMILO CASTELO BRANCO
Meditação sobre o espantoso crime acontecido em Lisboa: Uma filha que mata e despedaça sua mãe
Mandada imprimir por um mendigo, que foi lançado fora do seu convento, e anda pedindo esmola pelas portas. Oferecida aos pais de famílias, e àqueles que acreditam em Deus
Com uma nota introdutória de Aníbal Fernandes. 14,5 cm x 20,5 cm. 33 págs. Usado. Lisboa: Hiena Editora, 1987.
Colecção Memória do Abismo nº 14.
Preço: 10 euros.

KAFKA
WALTER BENJAMIN
Tradução de Ernesto Sampaio. Título original: Kafka. 14,5 cm x 20,5 cm. 54 págs. Capa de Rui André Delídia. Lisboa: Hiena Editora, 1994.
Colecção Memória do Abismo nº 16.
Preço: 12 euros.

AS MARIONETAS
HEINRICH VON KLEIST
Tradução de Luís Bruhein e Aníbal Fernandes. Título original: Huber Das Marionettentheater. 14,5 cm x 20,5 cm. 54 páginas. Capa de Augusto T. Dias. Fotografia de Orlando Neves de Carvalho. Lisboa: Hiena Editora, 1988.
Colecção Memória do Abismo nº 18.
Preço: 10 euros.

A CRIANÇA CRIMINOSA
JEAN GENET
Tradução de Aníbal Fernandes. Títulos originais: L’enfant criminel; L’étrange mot D’…; Le Secret de Rembrandt; Ce qui est reste d’un Rembrandt Déchiré en petits carrés reguliers, et foutu aux chiottes; Le Funambule. 14,5 cm x 20,5 cm. 91 págs. Capa sobre pintura de Augusto T. Dias. Lisboa: Hiena Editora, 1988.
Colecção Memória do Abismo nº 19.
Preço: 12 euros.

HISTÓRIA DE RATOS (DIÁRIO DE DIANUS)
GEORGE BATAILLE
Tradução de Aníbal Fernandes. Título original: Histoire de Rats (Journal de Dianus). 14,5 cm x 20,5 cm. 92 págs. Capa de Augusto T. Dias sobre desenho de Vera Pinto. Óptimo exemplar. Lisboa: Hiena Editora, 1988.
Colecção Memória do Abismo nº 20.
Preço: 12 euros.

EU, ANTONIN ARTAUD
ANTONIN ARTAUD
Tradução de Aníbal Fernandes. Títulos originais: Et assez, lá-dessus; Le Théâtre et la Pest; Le Théâtre de Séraphin; Les “Chiméres” de Nerval; Alienation et Magie Noire; Lettre a Peter Watson; Lettre a Pierre Loeb; Post-Scriptum. 14,5 cm x 20,5 cm. 111 págs. Capa de Augusto T. Dias. Lisboa: Hiena Editora, 1988.
Colecção Memória do Abismo nº 21.
Preço: 12 euros.

PATRIA MIA
EZRA POUND
Tradução Leonel Brim. Título original: Patria Mia. 14,5 cm x 20,5 cm. 89 págs. Capa de Augusto T. Dias. Lisboa: Hiena Editora, 1989.
Colecção Memória do Abismo nº 22.
Preço: 12 euros.

SODOMA DIVINIZADA
RAUL LEAL, Fernando PESSOA, Álvaro MAIA, Liga da Acção dos Estudantes de Lisboa
Uma polémica iniciada por Fernando Pessoa a propósito de António Botto, e também por ele terminada, com ajuda de Álvaro Maia e Pedro Teotónio Pereira (da Liga de Acção dos Estudantes de Lisboa). Com reprodução de um pormenor de um desenho de João Rodrigues.
14,5 cm x 20,5 cm. 157 págs. Capa de Augusto T. Dias. Lisboa: Hiena Editora, 1989.
Colecção Memória do Abismo nº 23.
Preço: 14 euros.

INFERNOS. Fragmentos
JEAN GENET
Tradução e prefácio de Aníbal Fernandes. Título original: Fragments. 87 páginas. 14,5 x 20,5 cm. Lisboa: Hiena Editora, 1990.
Colecção Memória do Abismo nº 25.
Preço: 12 euros.

POR CIMA DO VULCÃO
MALCOLM LOWRY
Tradução de Pedro José Leal. Textos introdutórios de Arthur Calder-Marshall e Victor Doyen. 14,5 cm x 20,5 cm. 108 págs. Lisboa: Hiena Editora, 1991.
Colecção Memória do Abismo nº 28.
Preço: 10 euros.

LOUCURA E GÉNIO
PIERRE JEAN JOUVE
Tradução de António Moura. Título original: Folie et Génie. 14,5 cm x 20,5 cm. 67 págs. Capa sobre fotografia de Mehemed Fehmy Agha. Lisboa: Hiena Editora, 1991.
Colecção Memória do Abismo nº 29.
Preço: 10 euros.

O DUPLO RIMBAUD
VICTOR SEGALEN
Tradução de António Moura. Título original: Le double Rimbaud. 14,5 cm x 20,5 cm. 93 págs. Capa sobre fotografia de Josef Sudek. Lisboa: Hiena Editora, 1991.
Colecção Memória do Abismo nº 31.
Preço: 10 euros.

UM CERTO PLUME
HENRI MICHAUX
Tradução de Luís Matos da Costa. Título original: Un Certain Plume e Tu Vas Étre Pére. 14,5 cm x 20,5 cm. 76 páginas. Capa de Rui André Delídia sobre quadro de Magritte. Lisboa: Hiena Editora, 1992.
Colecção Memória do Abismo nº 32.
Preço: 14 euros.

A BALADA DO CÁRCERE DE READING
OSCAR WILDE
Tradução de Gondin da Fonseca e Carlos Valente. Título original: The Ballad of Reading Gaol. 14,5 cm x 20,5 cm. 67 págs. Capa sobre fotografia de Alexander Gardner. Lisboa: Hiena Editora, 1992.
Colecção Memória do Abismo nº 34.
Preço: 14 euros.

O MARQUÊS DE SADE E A SUA CÚMPLICE
JEAN PAULHAN
seguido de
PORTUGAL EM SADE, SADE EM PORTUGAL
ANTÓNIO CARLOS LUÍS
Jean Paulhan traduzido por Alberto Nunes Sampaio. Capa com pormenor de Ingres. 90 páginas. 14,5 x 20,5 cm. Lisboa: Hiena Editora, 1992.
Colecção Memória do Abismo n.º 37.
Preço: 10 euros.

APOCALIPSE
D. H. LAWRENCE
Tradução de António Moura. Título original: Apocalypse. 14,5cm x 20,5cm. 126 pags. Capa sobre fotografia de Michel Saudan.
Lisboa: Hiena Editora, 1993
Colecção Memória do Abismo nº 39
Preço: 12 euros.

O SINETE EGÍPCIO
OSSIP MANDELSTAM
Tradução de Sérgio Moita. Título original: Eguipetskaia Marka. 14,5 cm x 20,5 cm. 92 págs. Capa sobre fotografia de Pierre Jahan. Lisboa: Hiena Editora, 1993.
Colecção Memória do Abismo nº 40.
Preço: 10 euros.

CAMINHAR
HENRY DAVID THOREAU
Tradução de António Moura. Título origina: Walking. Capa de Rui André Delídia sobre fotografia de Nicolas Trett. 76 páginas. 14,5 cm x 20,5 cm. Lisboa: Hiena Editora, 1995.
Colecção Cão Vagabundo n.º 43.
Preço: 10 euros.

ANNABEL LEE, ULALUME & O CORVO
EDGAR ALLAN POE, Stéphane MALLARMÉ, Fernando PESSOA
Tradução dos poemas de Stéphane Mallarmé e Fernando Pessoa. Tradução das prosas de Carlos Valente. Títulos dos originais: Annabel Lee; Ulalume; The Raven; Philosophy of Composition. Capa de Rui André Delídia sobre quadro de Magritte. 91 págs. 14,5 cm x 20,5 cm. Lisboa: Hiena Editora, 1993.
Colecção Memória do Abismo nº 46.
Preço: 10 euros.

A DANÇA SOBRE O ABISMO (NIETZSCHE)
ÉLIE FAURE
Tradução de Alberto Nunes Sampaio. Título original: Nietzsche (La Danse sur L’Abîme). 14,5 cm x 20,5 cm. 93 págs. Capa sobre pormenor de pintura de Caspar David Friedrich. Lisboa: Hiena Editora, 1993.
Colecção Memória do Abismo nº 47.
Preço: 10 euros.

GRAÇAS E DESGRAÇAS DE UM CASAL VENTOSO
RIMBAUD / VERLAINE
Tradução de António Moura. 14,5 cm x 20,5 cm. 93 págs. Capa sobre pormenor de “Coin de Table”, de Fantin Latour. Lisboa: Hiena Editora, 1993.
Colecção Memória do Abismo nº 48.
Preço: 14 euros.

TIRÉSIAS (ESCRITO SECRETO)
MARCEL JOUHANDEAU
Tradução de Luís Matos da Costa. Título original: Tirésias (écrit secret). 14,5 cm x 20,5 cm. 68 págs. Capa sobre fotografia de Florence Chevallier. Lisboa: Hiena Editora, 1994.
Colecção Memória do Abismo nº 49.
Preço: 10 euros.

A MUTILAÇÃO SACRIFICIAL E A ORELHA CORTADA DE VAN GOGH
GEORGES BATAILLE
Tradução de Carlos Valente. Títulos originais: Le Cheval Académique; Le langage des Fleurs; Figure Humaine; Le Gros Orteil; Les Écarts de la Nature; Soleil Pourri; L’art Primitive; La Mutilation Sacrificielle et L’oreille Coupée de Vincent Van Gogh; Dictionnaire Critique. 14,5 cm x 20,5 cm. 110 págs. Capa sobre gravura de Cornelius Huybert. Lisboa: Hiena Editora, 1994.
Colecção Memória do Abismo nº 50.
Preço: 12 euros.

MEU IRMÃO FEMININO
(Carta à Amazona)
MARINA TSVIETAIEVA
Tradução de Luís Matos da Costa. Título original: Mon Frère Féminin (Lettre à l’Amazone). 14,5 cm x 20,5 cm. 71 págs.  Capa de Rui André Delídia sobre fotografia de Jan Saudek. Manuseado e com uma assinatura de posse na página de guarda. Lisboa: Hiena Editora, 1994.
Colecção Memória do Abismo nº 52.
Preço: 10 euros.

QUERIDA NORA!
JAMES JOYCE
Tradução de Carlos Valente. 14,5 cm x 20,5 cm. 100 págs. Capa sobre fotografia de Paul Outerbridge. Lisboa: Hiena Editora, 1994.
Colecção Memória do Abismo nº 53.
Preço: 12 euros.

UMA NOITE ENTRE OS CAVALOS
DJUNA BARNES
Com uma nota introdutória de Nicole Chardaine. Tradução de António Moura. Títulos originais: A night among the horses; Spillway. 14,5 cm x 20,5 cm. 102 págs. Capa sobre fotografia de Hoyningen-Huene. Lisboa: Hiena Editora, 1994.
Colecção Memória do Abismo nº 54.
Preço: 12 euros.

ENSAIO SOBRE A EXPERIÊNCIA DA MORTE
PAUL-LOUIS LANDSBERG
Tradução de Alberto Nunes Sampaio. Título original: Essai sur L’experience de la Mort. 14,5 cm x 20,5 cm. 78 págs. Capa sobre pormenor de “O Lamento da Condessa de Haro”, de Canova. Lisboa: Hiena Editora, 1994.
Colecção Memória do Abismo nº 55.
Preço: 12 euros.

O MEU CORPO E EU
RENÉ CREVEL
Tradução de Luís Matos da Costa. Título original: Mon Corps et Moi. 14,5 cm x 20,5 cm. 110 páginas. Capa de Rui André Delídia sobre fotografia de Ralph Gibson. Lisboa: Hiena Editora, 1995.
Colecção Memória do Abismo nº 56.
Preço: 12 euros.

CRÓNICAS DA RAZÃO LOUCA
DANIIL HARMS
Selecção e tradução de Sérgio Moita. 14,5 cm x 20,5 cm. 74 págs. Capa de Rui André Delídia sobre retrato de Daniil Harms. Lisboa: Hiena Editora, 1994.
Colecção Memória do Abismo nº 59.
Preço: 10 euros.

HISTÓRIA VIVIDA DE ARTAUD-MOMO
ANTONIN ARTAUD
Tradução de Carlos Valente. Título original: Histoire Vécue d’Artaud-Mômo. 14,5 cm x 20,5 cm. 103 págs. Capa sobre fotografia de Artaud por Le Cuziat-Rapho. Lisboa: Hiena Editora, 1995.
Colecção Memória do Abismo nº 63.
Preço: 15 euros.

… TALVEZ PINÓQUIO
LEONEL BRIM
Capa sobre desenho original de Luís Pignatelli. 14,5 cm x 20,5 cm. 176 págs. Lisboa: Hiena Editora, 1988.
Colecção Ideias e Atitudes n.º 12.
Preço: 15 euros.

O MARQUÊS DE CHAMILLY
(KABALE UND LIEBE)
ADÍLIA LOPES
1ª edição. 14,5 cm x 20,5 cm. 29 págs. Capa de Augusto T. Dias. Desenho original de Carlos Nogueira. Lisboa: Hiena Editora, 1987.
Colecção Ideias e Atitudes.
Preço: 25 euros.

O SAL VERTIDO
ERNESTO SAMPAIO
Capa e desenho original de Augusto T. Dias. 14,5 cm x 20,5 cm. 137 págs. Lisboa: Hiena Editora, 1988.
Colecção Ideias e Atitudes.
Preço: 15 euros.

LUZ NEGRA
RUI ANDRÉ DELÍDIA
Poemas. 14,5 cm x 20,5 cm. 155 págs. Capa sobre fotografia de Orlando Baía de Carvalho. Lisboa: Hiena Editora, 1988.
Colecção Ideias e Atitudes.
Preço: 10 euros.

ENSAIO SOBRE O TERMO DA HISTÓRIA
ANTÓNIO VIEIRA
Trezentos e cinquenta e três aforismos contra o incaracterístico. 14,5 cm x 20,5 cm. 126 págs. Capa sobre pormenor de pintura de Magritte. Lisboa: Hiena Editora, 1994.
Colecção Ideias e Atitudes.
Preço: 10 euros.

SONETOS E ELEGIAS
FREI AGOSTINHO DA CRUZ
Estudo, estabelecimento crítico do texto e notas de António Gil Rafael. 14,5 cm x 20,5 cm. 270 págs. Lisboa: Hiena Editora, 1994.
Colecção Ideias e Atitudes.
Preço: 14 euros.

DO CORAÇÃO A JEITO
PAULO JORGE FIDALGO
Poemas. 14,5 cm x 20,5 cm. 56 págs. Lisboa: Hiena Editora, 1994.
Colecção Ideias e Atitudes.
Preço: 10 euros.


TEATRO INFANTIL

O CAVALO MÁGICO, de Carlos Manuel Rodrigues

HISTÓRIA DA INÊS E DA ANA, de Maria Helena Ançã

CRISPIM O GRILO MÁGICO, de A. M. Pires Cabral


Colecção Barca Nova n.º 3.
[a Fiama Hasse Pais Brandão a quem uma situação imprevista obrigou a renunciar (embora temporariamente) à co-direcção desta colecção, dirigimos os nossos agradecimentos pelas raízes que nela plantou.]

Colecção dirigida por António Júlio Valarinho. Direcção gráfica e capa de João Carlos Albernaz. Desenhos de Margarida Pinto e Maria José Almeida. Com a fotografia e um apontamento biográfico para cada um dos autores, antes das respectivas peças. 144 páginas. 13,5 x 18,5 cm. Óptimo exemplar. Lisboa: Ulmeiro, 1980.

Preço: 12 euros.



SABEI POR ONDE A LUZ


GRACINDA MARQUES
ANTÓNIO MANUEL PIRES CABRAL


Pasta de cartão (22,5 x 31 cm) com selo lacrado na capa com o título da obra, em estado imaculado, apenas com o cordel cortado para poder ser aberto. Contém: 27 folhas (21 x 29,5 cm), das quais 4 são poemas de A.M.Pires Cabral (“Rua Antiga”, “Adufa”, “Janela em Ângulo” e “Janelas”) e 20 são desenhos de antigas varandas, janelas, ferros e adufas, de Gracinda Marques. Termina com um mapa de Vila Real identificando o local exacto de cada um dos 20 desenhos.

Colecção Adufa, volume 5. Direcção gráfica de Victor Ribeiro. Tiragem de 1050 exemplares. Edição da Comissão Regional de Turismo da Serra do Marão, Vila Real, 1983.

Bom estado. Invulgar.

Preço: 40 euros.



TRIRREME


A. M. PIRES CABRAL


Dividido em três partes: «Tu, que os meus ombros», «Abril devia ser» (inclui os «Nove pretextos tomados de Camões»), e «Um homem sentado no seu tempo». Capa de João Botelho. Colecção Poesia do Nosso Tempo, n.º 20. 74 + (6) páginas. 12 x 18 cm. Manuseado. Coimbra: Centelha, [Março de] 1978.

Preço. 20 euros.



7 PEÇAS EM UM ACTO


ANTÓNIO MANUEL PIRES CABRAL

ANTÓNIO CABRAL


As 7 peças: Temos tempo, Matilde /// Os Muros de Verona /// Ouve-se uma flauta /// Virá um dia virá /// O Consultório /// O Poço /// Seguir viagem.

Capa de João Botelho. 268 páginas. 11,5 x 18 cm. Bom estado, embora com uma pequena assinatura de posse no rosto. Volume 7 da colecção de teatro da Editora Centelha, Coimbra, 1977.

Preço: 15 euros.



O ACTO E O DESTINO

POEMA DRAMÁTICO


ANTÓNIO MANUEL COUTO VIANA


Foi este poema dramático representado, pela primeira vez, em comemoração do I Centenário de Mouzinho de Albuquerque, num espectáculo promovido pela Mocidade Portuguesa, no Teatro Nacional de D. Maria II, em 1 de Dezembro de 1955. Com cenários de José Amaro Júnior, figurinos de António Vaz Pereira e interpretação de Couto Viana, Ruy Mendes e outros.

Segundo Glória Bastos, é um texto «de temática histórica que apela ao sentido patriótico e à participação cívica e militar dos cidadãos». Edição do autor [?], Lisboa, 1957, contemporânea da sua participação na direcção das revistas Távola Redonda e Graal.

Capa de Ruy Mendes. Cenário de José Amaro Júnior. 36 páginas. 14 x 19,5 cm.  Capa com manchas, visíveis na fotografia, e falta da página de guarda que antecede o rosto.

Raro.

Preço: 20 euros.



POESIA ESCOLHIDA DE AI QING


Escolha, tradução, prefácio e notas de JIN GUO PING.
Revisão literária de António Manuel Couto Viana.

Edição bilingue. Capa de Mo Pan Fei. Ilustrado com algumas fotografias do poeta Ai Qing. 442 páginas. 12 x 17 cm. Bom estado. Macau: Instituto Cultural de Macau, 1987.

Autografado com dedicatória de página inteira por A.M. Couto Viana, datada de 1992.

Preço: 20 euros.



AS (E)VOCAÇÕES LITERÁRIAS


ANTÓNIO MANUEL COUTO VIANA


Crónicas, «memórias e esboços de estudos literários», anteriormente publicados em jornais e revistas, sobre autores com os quais Couto Viana conviveu ou sentiu afinidades literárias, dando primazia aos poetas:

Afonso Lopes Vieira, Alberto d’Oliveira, Alfredo Pimenta, Alfredo Serrano, Álvaro Benamor, Américo Cortez Pinto, António Alves Martins, António Corrêa d’Oliveira,  António Patrício, Augusto Lima, Azinhal Abelho, Blanco-Amor, Camilo Castelo Branco, Eça de Queiroz, Ernesto Sardinha, João de Deus, Francisco de Almeida, João da Rocha, João Verde, José de Almada Negreiros, José Bruges, José Régio, Júlio Brandão, Manuel Lereno, Odylo Costa, Filho, Teixeira de Pascoaes, Teófilo Carneiro, Vasco de Lima Couto e Vitorino Nemésio.

O livro termina com alguns textos mais generalistas: Cancioneiros Galantes, A Poesia Viaja de Comboio, Os Poetas e o Comércio, Poesia Militante, A Sátira à Política na Poesia Portuguesa, e Queixas contra a Inglaterra na Poesia Portuguesa.

255 páginas. 15 x 21 cm. Edição do autor, Lisboa, 1980. Excelente exemplar.

Preço: 12 euros.



PONTO DE NÃO-REGRESSO


ANTÓNIO MANUEL COUTO VIANA


Poemas datados 1977-1980, antecedidos por um estudo de cerca de 15 páginas da autoria de Franco Nogueira. Capa de Vítor Luís, com um desenho de Juan Soutullo. 115 páginas. 15 x 21 cm. Tiragem de 500 exemplares. Impecável estado de conservação. Braga: Editora Pax, 1982.

Preço: 12 euros.



SOU QUEM FUI

Antologia Poética

ANTÓNIO MANUEL COUTO VIANA


Primeira edição. Com uma nota prévia do autor, escrita por ocasião dos 50 anos de poesia (1948-1998). Posfácio de JOÃO BIGOTTE CHORÃO. Na colecção Poesia, fundada por Luís de Montalvor. Capa com um desenho de Almada Negreiros. 193 páginas. 13,5 x 20 cm. Lisboa: Edições Ática, 2000.

Preço: 15 euros.



AS “FUNÇÕES” PATRIÓTICAS DO ABADE DE LOBRIGOS


ANTÓNIO MANUEL COUTO VIANA


Separata de Estudos Regionais, vol. 18. Viana do Castelo: Centro de Estudos Regionais, 1997. 12 páginas. 17 x 23 cm. Autografado com dedicatória do autor ao poeta minhoto João Marcos.

Preço: 15 euros.



UM PASSEIO CULTURAL NA POESIA DE ANTÓNIO FERREIRA


ANTÓNIO MANUEL COUTO VIANA


Palestra proferida em 2 de Março de 1996 na Sede da Casa do Concelho de Ponte de Lima. Ilustrado com fotografias. Lisboa: Casa do Concelho de Ponte de Lima, 1996. Ilustrado. 32 páginas. 16 x 23 cm.

Preço: 10 euros.



VIANA NA POESIA DE MARIA MANUELA COUTO VIANA


ANTÓNIO MANUEL COUTO VIANA


Retrato da poetisa por Carlos Carneiro. Separata de Estudos Regionais, vol. 21. Autografado com dedicatória do autor ao poeta minhoto João Marcos. 16 páginas. 17 x 23 cm. Viana do Castelo: Centro de Estudos Regionais, 2000.

Preço: 15 euros.


natal


RETÁBULO PARA UM ÍNTIMO NATAL


ANTÓNIO MANUEL COUTO VIANA


Autografado pelo autor com dedicatória datada para a actriz Hermínia Tojal. Com um estudo introdutório de João Maia. Capa com algumas manchas. Tiragem de 600 exemplares. 32+(8) páginas. 16,8 x 24 cm. Edição do autor, Braga, 1980.

Preço: 25 euros.



AINDA NÃO


ANTÓNIO MANUEL COUTO VIANA


Exemplar assinado pelo autor com dedicatória datada de 2010.

Último livro do autor. Data da edição: o dia do 87.º aniversário de Couto Viana, 24 de Janeiro de 2010. Capa de Juan Soutullo. Tiragem única de 300 exemplares (que, pelas últimas informações, ainda não estarão esgotados). 52 páginas. 13 x 18 cm. Edição Averno 032. Óptimo exemplar. Lisboa: Averno, 2010.

Preço: 20 euros.


prado4


AO CONTRÁRIO DE PENÉLOPE


JACINTO DO PRADO COELHO


1.ª edição. Com ensaios sobre Camilo, Eça, Fialho, Cesário, Trindade Coelho, Garrett, Pascoaes, Pessoa, Namora, António Gedeão, autores e épocas literárias, bem como algumas considerações sobre o ensino da literatura. 306 páginas. 14 x 20,5 cm. Capa de José Cândido. Usado. Lisboa: Bertrand, 1976.

Preço: 10 euros.


Vasco Graça Moura

[09Abr12]

Este slideshow necessita de JavaScript.

O MÊS DE DEZEMBRO e outros poemas
Poesia. Com um desenho de Domingos A. Sequeira. Direcção gráfica de Armando Alves. 61+(9) páginas. 13 x 19 cm. Colecção Coroa da Terra, n.º 6. Porto: Inova, 1977.
Preço: 20 euros.

INSTRUMENTOS PARA A MELANCOLIA
Poesia. Com três desenhos de José Rodrigues, e uma fotografia do autor. Direcção gráfica de Armando Alves. Primeiro título da Colecção Obscuro Domínio. 128 páginas. 13 x 21 cm. Encontrado no livro: um recorte de jornal com um artigo de Eduardo Prado Coelho que fala da poesia do autor. Porto: O Oiro do Dia, [Setembro de] 1980.
Preço: 20 euros.

50 POEMAS DE GOTTFRIED BENN
Selecção, tradução e prefácio de Vasco Graça Moura. Capa com um desenho de Manuel Ribeiro de Pavia. Com fotografias e fac-similes de manuscritos de Gottfried Benn. Direcção gráfica de Armando Alves. 82 páginas (por abrir). 14 x 20 cm. Colecção As Mãos e os Frutos, décimo sexto volume. Porto: O Oiro do Dia, [Setembro de] 1982.
Preço: 20 euros.

NÓ CEGO, O REGRESSO
Poesia. Com uma aguarela de Mário Botas. Direcção gráfica de Armando Alves. Colecção O Aprendiz de Feiticeiro, quinto volume. 60 páginas. 15 x 22,5 cm. Porto: O Oiro do Dia, [Novembro de] 1982.
Preço: 25 euros.

OS ROSTOS COMUNICANTES
Cadernos de Poesia Dom Quixote, n.º 28. Capa de Fernando Felgueiras. 64 páginas. 11 x 18 cm. Lisboa: Publicações Dom Quixote, [Outubro de] 1984.
Preço: 20 euros.

A SOMBRA DAS FIGURAS
Poesia. Edição do autor, Lisboa, [Outubro de] 1985. Tiragem de 1000 exemplares. 80 páginas. 15 x 21 cm. Excelente estado de conservação.
Preço: 30 euros.

UMA CARTA NO INVERNO
Poesia. Capa de Rogério Petinga sobre Flagelação de Piero della Francesca. Inclui o poema de homenagem a Óscar Lopes, «Um Senhor de Matosinhos». 79 páginas. 13 x 21 cm. Óptimo exemplar. Lisboa: Quetzal Editores, 1997.
Preço: 20 euros.


JURISLÂNDIA
Livro do curso de Direito da Faculdade de Direito de Lisboa. 252 páginas. 18 x 24 cm. Publicado com o apoio da Morais Editores. Impresso na Covilhã (Tip. Notícias da Covilhã). Exemplar autografado por uma das alunas para António Carlos Leónidas que, nos anos 60, foi presidente do IMAVE (onde estava integrada a Telescola) e chefe de redacção da revista Escola Portuguesa. Caricaturas de Sanches, e outros. Com uma caricatura e um texto jocoso para cada um dos 21 professores, incluindo Marcello Caetano. Entre os alunos, destacam-se os nomes de Vasco Graça Moura (com versos de António Rebordão Navarro), Manuela Portugal [Eanes], Pedro Roseta, Mário Assis Ferreira, Noronha Nascimento, Artur Faria Maurício, António Figueiredo Lopes, António Monteiro, Basílio Horta, Fausto de Quadros e Joaquim da Silva Lourenço. Invulgar.
Ver lista completa dos alunos e outras fotografias da obra aqui.
Preço: 35 euros.





JESUS CHRISTO PERANTE O SÉCULO

OU NOVOS TESTEMUNHOS DAS SCIENCIAS EM ABONO DO CATHOLICISMO

ROSELLY DE LORGUES


3.ª versão em portuguez sobre a 15.ª edição de Paris, annotada por Camillo Castello Branco. xvi-353-(2) páginas, com as anotações de Camillo no final da obra, entre as páginas 297 e 353. Encadernação com lombada em pele, manuseada e com pequenos defeitos mas sólida. Miolo aparado, e sem capas de brochura, no geral limpo, apresentando no rosto uma mancha amarela, visível na fotografia, que não repassa para as páginas seguintes. 13 x 20 cm. Ilustrado com uma estampa a par do rosto, e algumas vinhetas. Porto: F.G. da Fonseca, [1863].

Preço: 25 euros.


Camilo na TV

[30Maio09]

Hoje no EXPRESSO, na sua coluna «Ao Pé da Letra», António Guerreiro destaca uma nova abordagem da Difel ao universo de Camilo, mais próxima do “modelo telenovela”.

Nada que se compare àquele Eça de há 25 anos (erotismo nórdico meets praia de Albufeira), ou mesmo a um Camilo de 1979, relançado com sobrecapa pela Parceria A. M. Pereira:

camilo1

camilo2

O ALFARRABISTA MANUEL DOS SANTOS, por João Paulo Freire (Mário):

Aquêle Manuel dos Santos que acompanhámos ao cemitério, merece bem duas palavras de necrologia. Êle foi o mais completo expoente do que é e do que pode ser uma vocação, porque, de ofício bem diferente, como seu irmão José, ambos se lançaram à vida de livreiros-alfarrabistas, ali em baixo ao fundo dos Paulistas, na mesma acanhada baiúca onde hoje pontifica José dos Santos.

Ali começou para os dois o comércio do livro raro e do livro usado. Do livro que já se não quere e do livro que ansiosamente se procura. Um dia o Manuel separou-se do irmão e veio para a esquina da Bica, já livreiro lançado, e uma que outra vez livreiro-editor, em assuntos camilianos. Foi o Manuel dos Santos que me editou, em 1917, A Campanha da Lápide, como cinco anos depois editava, a Alberto Pimentel, O Torturado de Seide.

Como livreiro, Manuel dos Santos foi dos mais arrojados do seu tempo. Pode afirmar-se que fêz o que se chama uma revolução no mercado do livro antigo. E sem ter fundos conhecimentos, quási sem base própria, era tal a sua vocação e a sua fôrça de vontade, que muitas vezes supria pela audácia inteligente a sua impreparação.

Deixa uma vasta obra de catalogação bibliográfica, obra importante, de admirável documentação, por cujas páginas passa o que temos de melhor na bibliografia portuguesa.

Como livreiro camilista, Manuel dos Santos, não só criou, a seis anos do centenário, o gôsto e a procura pelas raridades de Camilo, como, tornando-se o seu comentador bibliográfico, nos deixou a melhor, a mais completa e a mais interessante de tôdas as documentações que no género têmos sobre Camilo. São dois volumes e um tômo, já hoje raros, estimados e valorizados no mercado livreiro.

Na sua pequena loja, hoje muito desfalcada, havia, ainda não há muito, verdadeiras preciosidades que êle vendeu, principalmente para a Inglaterra e para o Brasil, e, pode afirmar-se que, tirando seu irmão José, tinha, como livreiro, a mais preciosa de tôdas as camilianas que eu conheço.

Activo, enérgico, trabalhador, morre na fôrça da vida, um rapaz ainda, quando precisamente os seus conhecimentos adquiridos o começavam a impôr como um valor na difícil e complicada ciência de conhecer os livros.

De bem conhecer, de bem os comprar, e de melhor os vender…

Tinha admiráveis qualidades como cidadão, e era, no meio livresco lisboeta, uma figura interessante que se impunha, pela sua lealdade, pela sua bondade, e para nós jornalistas pela amizade que a quási todos dispensava, amizade cheia de franqueza, amizade de quem percebia, por um fino espírito de subconsciência, que, jornalistas e livreiros, são duas classes afins.

Pobre Manuel dos Santos!

Ainda há meia dúzia de dias êle me dizia, brincalhão e alegre, referindo-se ao seu leilão marcado para ontem:

– Vê lá, não faltes. Olha que tens lá pechinchas!

Não faltes… Sim. Eu não faltei. Êle coitado é que não presidiu à venda dessas pechinchas.

Veio a morte [8 de Janeiro de 1922] antes de tempo e fechou-se a última folha dêste safado livro da vida que todos nós vamos agora lendo, parece que em 2.ª mão…

Que descanse em paz, o pobre Manuel dos Santos.

—————————————-

«O Alfarrabista Manuel dos Santos» in João Paulo Freire (Mário), TÔRRE DO TOMBO… Crónicas Dispersas, Lisboa: Edição do Autor, 1937.

Na sequência de Coração Arquivista (1977), um título feliz para qualquer bibliófilo, António Manuel Couto Viana publicou, em 1980, As (e)vocações Literárias, onde reuniu novamente uma série de crónicas ou «memórias e esboços de estudos literários» anteriormente publicadas em jornais e revistas sobre autores com os quais conviveu ou sentiu afinidades literárias, dando primazia aos poetas:

– Afonso Lopes Vieira
– Alberto d’Oliveira
– Alfredo Pimenta
– Alfredo Serrano
– Álvaro Benamor
– Américo Cortez Pinto
– António Alves Martins
– António Corrêa d’Oliveira
– António Patrício
– Augusto Lima
– Azinhal Abelho
– Blanco-Amor
– Camilo Castelo Branco
– Eça de Queiroz
– Ernesto Sardinha
– João de Deus e Francisco de Almeida
– João da Rocha
– João Verde
– José de Almada Negreiros
– José Bruges
– José Régio
– Júlio Brandão
– Manuel Lereno
– Odylo Costa, Filho
– Teixeira de Pascoaes
– Teófilo Carneiro
– Vasco de Lima Couto
– Vitorino Nemésio

[… e terminando o volume com alguns textos menos personalizados:]

– Cancioneiros Galantes
– A Poesia Viaja de Comboio
– Os Poetas e o Comércio
– Poesia Militante
– A Sátira à Política na Poesia Portuguesa
– Queixas contra a Inglaterra na Poesia Portuguesa

Se já em Coração Arquivista se tinha debruçado sobre Almada Negreiros (ler aqui), a história que conta n’As (e)vocações Literárias repesca, além de referências ao contexto em que o artista parte para Paris em 1919, os desagradáveis comentários com que Mário Saa, na sua acintosa obra A Invasão dos Judeus, brindou Almada: «um estômago judaico-africano a digerir influências francesas». Suprema afronta: além de judeu, também africano… Sim, porque para Mário Saa, e citando Couto Viana dada a inacessibilidade da obra em questão, «o judeu é o único indivíduo (não sei porque natureza excepcional) capaz de nutrir rancor ao militarismo». Vai daí, Couto Viana termina esta crónica, em que se debruça superficialmente sobre as contradições do pensamento nacionalista de Almada Negreiros, com a reprodução de uma Chanson Patriotique, composta pelo artista em Paris, 1919:

CHANSON PATRIOTIQUE

(Temps de marche militaire
aux femmes de mon pays)

O femmes venez venez
O femmes venez toutes
faire de la vraie sculpture
de celle qui plaît a Dieu

O femmes venez venez
O femmes venez toutes
faire de la vraie sculpture
comme la font les vrais animaux

O femmes venez venez
O femmes venez toutes
Femmes n’oubliez pas
que vous êtes les seules machines
pour faire des soldats!

Ainda sobre Almada, e como apronfudamento de ambas as crónicas de Couto Viana, leia-se a célebre entrevista ao programa Zip-Zip, em 1970, e uma carta inédita, datada de Paris, 1919.

capas Couto Viana

Publicado em 1982, Ponto de Não Regresso (poemas datados 1977-1980), possui uma cinta original remetendo para um prefácio de 15 páginas da autoria de Franco Nogueira. A capa é de Vítor Luís, com um desenho de Juan Soutullo. O livro termina com uma «Súbita Vaidade»:

Detrás das palavras gastas,
Há um ímpeto criador:
Ó leitor que me afastas,
Deves ler-me outra vez, lerás melhor.

Dei sinais, dei avisos, dei memória
Não só de mim.
Poesia transitória?
Quem o disse morreu antes de ver-lhe o fim.

Juntai nova semente aos velhos grãos
De terra fértil, que reguei com pranto.
E recebi, depois, nas próprias mãos,
O fruto acre do meu canto.

Mas se alguém o comer (e a fome é certa!)
Há-de encontrar-lhe um funde de doçura:
O coração atento, a alma aberta
Ao amor e à procura.

Não, não secou ou amornou a fonte
Que em cada livro meu, quente, fluía!
– É estéril e seco o horizonte
De quem ignora a minha poesia!

Refira-se, para terminar, que nem um nem outro livro conheceram 2.ª edição, e que tiveram tiragens de 1000 exemplares (ensaio) e 500 exemplares (poesia).

Exemplares em óptimo estado de conservação.

Preço: 12 euros (cada).