CANCIONEIRO ALENTEJANO


VICTOR SANTOS (org.)


Autores inclusos: Jovita de Carvalho, João Pedro F. de Andrade, Ana Maria Cardigos, M. Dias Nunes, F. Vaz Monteiro de Goes du Bocage, Elvira Monteiro, Joaquim Augusto Salgado, Manuel José Fernandes, I. Farrita, Garcia de Resende, Bernardim Ribeiro, Cristóvão Falcão, José Agostinho de Macedo, Curvo Semedo, José Duro, Américo Durão, Conde de Monsaraz, Mário Beirão, Hernâni Cidade, Domingos Rosado, José Libânio, Celestino David, Silva Tavares, João Risonho, Azinhal Abelho, Francisco Ventura, Félix Ventura, Manuel Ançã, Augusto Sousa Zuzarte, José de Almeida, Silveira Fernandes, Guerreiro da Cunha, Florbela Espanca, Elisa Toscano Batalha, Alice do Rosário Garcia, Esmeralda Santos, Virgínia Madeira, Mercedes Blasco, Olinda Lavínia dos Santos Aníbal, Fernanda Santos, Maria de Jesus Mateus, Mariana Mendes Palma, Lygia, Maria de Santa Isabel, Déti, Teresa de Carvalho, Maria do Céu, José Cordovil, José Cutileiro, Mário Florival, Padre Lopes Manso, Silva Palma, Joaquim Lança, B. de Oliveira, Victor Mendes, Silva Parracho, Arlindo Caldeira, Bento Caeiro, António Arriscado Nunes, Pereira Trindade, Elizardo, Leiria Dias, João Caixeiro, Francisco Pereira de Sousa, Amado de Aguilar, Andrade Gomes, Américo Paiva, Luís Alves Martins, Augusto de Sousa Maldonado, António Sardinha, Henrique Silva, Solitário, Edmundo Belfonte, F. A. de Oliveira Galamba, Manuel Subtil, João Job, José da Rocha, Flávio, João M. Calado, Oliveira Charrua, Manuel Morais, Belo de Morais, A. Viana Batista, Braancamp de Baraona Fragoso, Joaquim Costa, Saúl Horácio Ventura, Manuel Arraia, João Camilo, D. C., Um filho de Beja, Eugénio Vieira e Ramiro da Fonseca!

Com prefácio de HERNÂNI CIDADE. Comentário, recolha e notas de Victor Santos. Capa desenhada por António Duarte. Com algumas pautas musicais. xvi-233 páginas. 16 x 22,6 cm. Edição especial do Grémio Alentejano, Lisboa, 1938. Em bom estado.

Preço: 65 euros.



A GUERRA CIVIL DE ESPANHA


HELLMUTH GÜNTHER DAHMS


Título original: Der Spanische Bürgerkrieg (1962). Tradução portuguesa de Maria da Graça Cardoso. Ilustrado com 47 fotografias extra-texto, das agências de notícias EFE (Madrid) e Keystone (Paris). 347 páginas. 14,5 x 21 cm. Encadernação editorial, com a sobrecapa original em bom estado de conservação, salvo alguma perda de cor na lombada. Lisboa: Editorial Ibis, 1964. Só conheceria edição espanhola em 1966.

Preço: 15 euros.



BISMARCK

ARTÍFICE DE LA TERCERA REPÚBLICA FRANCESA

MARQUÉS DE QUINTANAR


Prólogo de RAMIRO DE MAEZTU. Brochado. 221 páginas. 14,5 x 20,5 cm. Madrid: Cultura Española, 1936. /// Exemplar autografado pelo autor com dedicatória ao antigo embaixador português LUÍS NORTON.

Ramiro de Maeztu, assassinado poucos meses após a publicação deste livro, e o Marqués de Quintanar [Fernando Gallego de Chaves Calleja, 1889-1974, Conde de Santibáñez del Río, «amigo fraternal» de António Sardinha e dos integralistas portugueses] foram ambos colaboradores próximos de Primo de Rivera durante a Ditadura. Após a queda da Monarquia e o advento da Segunda República fundaram a revista nacionalista Acción Española (1931-1937), propalado veículo reaccionário de ideias tradicionalistas, anti-liberais, anti-democráticas e anti-parlamentares.

Preço: 25 euros.





EL ALMENDRO Y LA ESPADA

POEMAS DE PAZ Y GUERRA


CONDE DE FOXÁ


Poemas de paz e de guerra, de Agustín de Foxá Torroba, Conde de Foxá (1903 – 1959), uma parte dos quais sobre a guerra civil espanhola; refira-se ainda a presença de um Canto a Roma dedicado a Mussolini. Foxá foi jornalista e diplomata falangista, e nas letras destacou-se também como autor de ficção científica.

Capa e desenhos de Jesús Olasagasti (1907 – 1955). Assinatura de posse, a lápis, na capa, do embaixador Luiz Norton. Capa com algumas manchas de humidade, e interior impecável, em excelente papel. Intonso. 119 páginas. 14,5 x 21 cm. San Sebastian: Editora Internacional, 1940.

Preço: 25 euros.