PRIMEIRO ESBOÇO DUMA

BIBLIOGRAFIA MUSICAL PORTUGUESA

COM UMA BREVE NOTÍCIA HISTÓRICA DA MÚSICA NO NOSSO PAÍS

BERTINO DACIANO R. S. GUIMARÃES

da Comissão de Etnografia e História do Douro-Litoral

Exemplar valorizado pela dedicatória manuscrita do autor, datada de 1948, à redacção do Diário de Lisboa.

Encadernação sintética inteira, recente, com dois rótulos, em bom estado de conservação. 174 páginas. 25 x 17 cm. Conserva capas de brochura, que possuem manchas marginais. Miolo limpo. Invulgar. Porto: [edição do autor], 1947.

Preço: 50 euros.


 


O CINEMA NA POLÉMICA DO TEMPO


BAPTISTA-BASTOS


Com dedicatória invulgar, de amizade, do autor, Baptista-Bastos.

Capa de Paulo Guilherme. Gravuras paginadas por Vítor Silva. Ilustrado em (4) extra-textos couché.

Brochado. 227,(5),[8] páginas. 20 x 14 cm. Mínimos sinais de uso exteriores. Miolo limpo. Bom estado geral. Lisboa: Gomes & Rodrigues, 1959.

Preço: 40 euros.


 


DE LISBOA A SEVILHA

PELOS PIRINÉOS


ROGERIO PEREZ


Viagem. Excerto de um artigo de Norberto Lopes, no Diário de Lisboa, como prefácio. Passagens por Marrocos, Córdoba, Pirinéus, Madrid, Sevilha, (…).

Capa de Stuart de Carvalhais. Tiragem numerada (ex. n.º 1006), rubricada pelo autor. 190,(2) páginas. 19,4 x 13 cm. Encadernação sintética da época, com manchas leves, pouco relevantes. Possui ambas as capas de brochura, não aparadas e em bom estado, sem defeitos. Miolo no geral limpo. Lisboa: Parceria António Maria Pereira, 1929.

Preço: 22 euros.


 


SANGUE NEGRO, SANGUE BRANCO E O SUOR DA TERRA


MANUEL GERALDO


Com dedicatória do autor no ante-rosto, a José Palla e Carmo, e postal editorial, dactiloscrito e manuscrito, endereçando o livro ao eminente crítico.

Brochado. 42,(6) páginas. 17,5 x 12,5 cm. Capas com pequenas manchas. Bom estado geral. Composto e impresso pelo Notícias da Amadora. Colecção Vias – Ficção. Lisboa: Edições Plexo, 1973.

Preço: 25 euros.


 


SOPA DE LETRAS

PENSAMENTOS E DEFINIÇÕES ALEGRES

RAÚL DA COSTA


Capa de Francisco Valença.

Com assinatura e correcções manuscritas de Raúl da Costa, humorista e autor de teatro de revista que fez parte dos Parodiantes de Lisboa.

Brochado. 80 páginas. 14,5 x 11 cm. Mínima mancha na capa. Lombada levemente amarelecida. Miolo limpo. Bom estado geral. Lisboa: Livraria Portugália, 1942.

Preço: 25 euros.



A VOZ DO PROPHETA

SEGUNDA SÉRIE

[ALEXANDRE HERCULANO]


A Voz do Propheta é a primeira publicação de Alexandre Herculano (1810-1877) a ter impacto e consequências públicas. Texto de cariz político e religioso, foi publicado anonimamente, como defesa do cartismo, a pretexto da abolição da Carta Constitucional pelos Setembristas — Herculano, que havia jurado fidelidade à Carta, pede a demissão do cargo que ocupava como bibliotecário, no Porto, e parte para Lisboa, onde faz publicar o opúsculo.

Primeira edição (com algumas diferenças em relação à reedição antológica preparada pelo autor em 1873).

Folheto de cordel. 32 páginas. 19 x 13 cm. Picos de humidade na primeira e última páginas. Lisboa: na Typografia Patriótica, de C. J. da Silva e Comp.ª, 1837.

Preço: 65 euros.


 


A DOTAÇÃO

DO CULTO E DO CLERO


J. M. DA CUNHA SEIXAS


Título completo: A DOTAÇÃO DO CULTO E DO CLERO ou Exposição e Analyse do Projecto de Lei do excelentissimo senhor Conselheiro Levy Maria Jordão, por J. M. da Cunha Seixas, bacharel formado em Direito e advogado em Lisboa.

Brochado. (4),88,(4) páginas. 20,5 x 13 cm. Mínimas imperfeições exteriores. Miolo no geral limpo. Bom exemplar. Lisboa: Typographia Portugueza, 1865.

Preço: 35 euros.


 


«A ESCOLA COIMBRû


JOSÉ FELICIANO DE CASTILHO


Números 14 e 24 (apenas a Segunda Parte) da lista de Inocêncio relativa à «Questão Coimbrã», ou «Bom Senso e Bom Gosto», dois entre vários apodos que a polémica recebeu.

A ESCOLA COIMBRÃ. Cartas do Sr. Conselheiro José Feliciano de Castilho Barreto e Noronha. Com lista de XIX títulos publicados, até então, «sobre a actual questão litteraria», na capa posterior. Folheto brochado. 32 páginas. 19,5 x 12,5 cm. Capa meio-solta, com foxing ligeiro, que toca pontos do miolo. Mantém-se um exemplar interessante. Lisboa: Typographia do Futuro, 1866.

A ÁGUIA NO OVO E NOS ASTROS, sive A ESCHOLA COIMBRÃ na sua Aurora e em seu Zenith. Livro de propaganda destinado a dous enormes fins: o 1.º restituir a gloria da invenção ao verdadeiro fundador da Eschola; o 2.º demmonstrar, por meio de commentarios a uma das mais primorosas producções da Eschola, que só naquella religião litteraria pode haver salvação; por Um Lisboeta Convertido. Segunda Parte. Brochado. (30) páginas [num. 38-62]. 23 x 15 cm. Capas em mau estado, com manchas e faltas de papel essencialmente marginais. Miolo no geral limpo, com esporádicas manchas, piores no início e no final. Rio de Janeiro: Typographia do Commercio, de Pereira Braga, 1866.

Preço: 30 euros.


 


«QUESTÃO DO CASAMENTO CIVIL»

( 8 Opúsculos )


ALEXANDRE HERCULANO
Vicente Ferrer


ESTUDOS SOBRE O CASAMENTO CIVIL. Por occasião do opusculo do Sr. Visconde de Seabra sobre este assumpto. Por A. HERCULANO. Primeira Série. Selo branco da Livraria Campos Júnior em canto da capa. Brochado. 48 páginas. 23,3 x 15 cm. Capa solta, com pequenas manchas. Sinais gráficos simples, a lápis, em algumas margens do texto. Mantém-se exemplar interessante. Lisboa: Typographia Universal, 1866.

ESTUDOS SOBRE O CASAMENTO CIVIL. Por occasião do opusculo do Sr. Visconde de Seabra sobre este assumpto. Por A. HERCULANO. Segunda Série. Selo branco da Livraria Campos Júnior em canto da capa. Brochado. (56) páginas [num. 51-103]. 23,5 x 15 cm. Capa com manchas leves. Falhas de papel na lombada. Sinais gráficos simples, a lápis, em algumas margens do texto. Mantém-se exemplar interessante. Lisboa: Typographia Universal, 1866.

ESTUDOS SOBRE O CASAMENTO CIVIL. Por occasião do opusculo do Sr. Visconde de Seabra sobre este assumpto. Por A. HERCULANO. Terceira Série. Selo branco da Livraria Campos Júnior em canto da capa. Brochado. (72) páginas [num. 107-175]. 23 x 14,5 cm. Capa com pequenas manchas. Sinais gráficos simples, a lápis, em várias margens do texto. Falhas de papel na lombada. Mantém-se exemplar interessante. Lisboa: Typographia Universal, 1866.

CASAMENTO CIVIL. Primeira Carta do Senhor ALEXANDRE HERCULANO dirigida ao Jornal do Commercio. (Segunda Edição). Folheto de cordel. 12 páginas. 21 x 13,5 cm. Ínfimos sinais gráficos simples, a lápis, em algumas margens do texto. Capa com pequenas manchas. Número «XIX» em caligrafia de aparo coeva, leve sob os títulos na capa e rosto. Lisboa: Imprensa de J. G. de Sousa Neves, 1866.

CASAMENTO CIVIL. Segunda Carta do Senhor ALEXANDRE HERCULANO dirigida ao Jornal do Commercio. Folheto de cordel. 12 páginas. 21 x 13,5 cm. Ínfimos sinais gráficos simples, a lápis, em algumas margens do texto. Bom estado geral. Lisboa: Imprensa de J. G. de Sousa Neves, 1866.

CASAMENTO CIVIL. Terceira Carta do Senhor ALEXANDRE HERCULANO dirigida ao Jornal do Commercio. Folheto de cordel. 12 páginas. 21 x 13,5 cm. Ínfimos sinais gráficos simples, a lápis, em algumas margens do texto. Bom estado. Lisboa: Imprensa de J. G. de Sousa Neves, 1866.

CASAMENTO CIVIL. Quarta Carta do Senhor ALEXANDRE HERCULANO dirigida ao Jornal do Commercio. Folheto de cordel. 11,(1) páginas. 21 x 13,3 cm. Ínfimos sinais gráficos simples, a lápis, em algumas margens do texto. Bom estado. Lisboa: Imprensa de J. G. de Sousa Neves, 1866.

O CASAMENTO CIVIL. Collecção das Cartas do Snr. Vicente Ferrer em resposta ao Snr. Visconde de Seabra, publicada por J. L. de Sousa (com auctorisação de seu Illustre Auctor). Em brochura. 36 páginas. 21 x 13,5 cm. Capa frontal solta e com vincos. Algumas falhas de papel exteriores, em várias partes da lombada e nas 3 últimas páginas, marginais. Algumas manchas leves, dispersas, no miolo. Exemplar razoável. Porto: Imprensa Popular de J. L. de Sousa, 1866.

Preço (do conjunto): 125 euros.


 


PARA A HISTÓRIA DA RÁDIO RENASCENÇA

(1974-1975)

UM BARÓMETRO DA REVOLUÇÃO

A. PEREIRA CALDAS


Com um testemunho de D. António dos Reis Rodrigues. Ilustrado. Brochado. 207,(7) páginas. 20,5 x 13 cm. Pequenos sinais de uso exteriores. Muito ligeiro foxing no corte das folhas. Miolo limpo. Co-edição Grifo / Rádio Renascença, Lisboa, 1999.

em conjunto com:

RÁDIO RENASCENÇA: OS TRABALHOS E OS DIAS (1933-1948). AURA MIGUEL. Introdução de Jorge Borges de Macedo. Ilustrado. Brochado. 122,(2),16 páginas. 20,5 x 14,5 cm. Mínimos sinais de uso exteriores. Miolo limpo. No geral, bom exemplar. Colecção Symbolon, dirigida por Artur Anselmo. Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda / Universidade Católica Portuguesa, 1992.

Preço (do conjunto): 18 euros.


 


A REPUBLICA

COMEDIA EM UM ACTO ORIGINAL

AUGUSTO DA SILVA CARVALHO


Representada pela primeira vez no Theatro de Variedades,
com geraes applausos.

Diz-nos Sousa Bastos, na Carteira do Artista, que Silva Carvalho «teve diversos empregos, acabando em negociante de moveis. Foi por muito tempo dedicado ás lettras, publicando um volume de versos e collaborando nos jornaes. Tambem fez algumas comedias, e, entre ellas, uma com o titulo A Republica, que se representou com muito agrado no theatro das Variedades.»

Na colecção Bibliotheca dos Actores. 16 páginas (por abrir). 16 x 11,5 cm. Alguns, poucos, picos de acidez no miolo. Bom estado. Lisboa: Typ. de Antonio José Germano, 1870.

Preço: 10 euros.



O CASO DA ELEIÇÃO DE MISS PORTUGAL

para o concurso mundial de beleza do Rio de Janeiro, de 1930,
perante o Supremo Tribunal de Justiça


Minuta de Revista feita pelo advogado, do Porto,
DR. AFONSO DE ALBUQUERQUE


Recorrente: D. Maria Madalena da Gama Braga de Sá Teixeira, de Lisboa. Recorridas: A Renascença Gráfica, soc. an. port. de resp. limitada, proprietária do jornal Diário de Lisboa, e D. Fernanda Gonçalves, «desta cidade». Com 124 páginas e 23 x 16 cm. Bom estado. Porto: Tipografia Progresso, 1934.

Um pedido de indemnização por perdas e danos, por uma das finalistas, devido a uma questão de idade nos regulamentos. Um concurso onde as concorrentes teriam de ser «solteiras e reconhecidamente honestas, não importando a sua categoria social», e «distintas de apresentação». Uma das questões contra as quais o advogado se insurge é o facto de o Diário de Lisboa ter aproveitado o seu espaço mediático para auto-defesa pública.

Preço: 22 euros.


 


BOLETIM DA ASSOCIAÇÃO DOS ANTIGOS ESTUDANTES DE COIMBRA


Colecção completa em 14 números, editados entre 1961 (n.º1) e 1984 (n.º 14). Inicia com periodicidade trismestral; irregular logo a partir do número 3; cerca de um por ano até 1973. Após o 25 de Abril apenas se publicam dois números, o último dos quais «comemorativo das bodas de prata da A.A.E.C.», seis anos após o número anterior.

História, prosa e poesia; tradições, evocações, reportagens, memórias, homenagens e enigmas. Ilustrados no texto, com desenhos e inúmeras fotografias. Alguns números contêm publicidade.

Colaboração de Alfredo Fernandes Martins, Veiga Simão, Armando Pinto Bastos, Antonino Henriques, Jorge Peixoto, Afonso de Sousa, José Pereira Monteiro, Divaldo de Freitas, Figueiredo Nunes, Domingos Paiva, Felizardo Saraiva, Francisco Pimentel, António Meliço Silvestre, Barros Neves, e outros.

Brochados. Conjunto ultrapassa as oito centenas de páginas (32, 32, 52, 46, 56, 40, 44, 40, 50, 90, 58, 92, 64, 132). Com 23,5 x 16 (x 5) cm. Colecção em bom estado — apenas na capa do número 1 existem pequenas imperfeições na margem interior. Coimbra: A.A.E.C., 1961-1984.

Preço: 140 euros.


 


QUATRO ANOS NA ASSEMBLEIA NACIONAL


JACINTO FERREIRA


Quatro Anos na Assembleia Nacional é uma colecção de intervenções políticas onde o autor começa por justificar o sentido da presença de um monárquico numa assembleia parlamentar. Destacam-se em seguida intervenções em questões como: o reforço do apoio à investigação científica; mais e melhores bolsas de estudo; equiparação entre os diferentes tipos de jornalistas; redução de impostos nos três primeiros anos da entrada do cidadão no mercado de trabalho; ou mesmo uma intervenção em favor de um indulto ao capitão Jorge Valadas, um tema tabú na época.

António Jacinto Ferreira, 1906-1995, veterinário e professor universitário, fundou durante a legislatura de que este volume deixa testemunho, 1949-1952, o semanário monárquico O Debate (1951).

Capa muito manchada, miolo no geral limpo. Carimbo coevo de “oferta”, na capa. 201,(3) páginas. 22,7 x 16 cm. Lisboa: Edição das Comissões de Freguesia de Lisboa da Causa Monárquica, 1953.

Preço: 12 euros.


 


«INVÁLIDOS DO COMÉRCIO»

E A SUA OBRA DE SOLIDARIEDADE

FAUSTO GONÇALVES


Reportagens publicadas na Gazeta de Coimbra, em 1941. Capa com desenho de Stuart de Carvalhais. Ilustrado com 13 fotografias a preto, em extra-texto, não atribuídas. Badana com publicidade ao Almanaque Alentejano, do qual Fausto Gonçalves foi coordenador.

5.ª edição, 9.º e 10.º milhares, no mesmo ano da 1.ª (1942). Com 103,(1),[8] páginas e 19 x 12 cm. Capas com alguns picos de oxidação dispersos, miolo limpo. Bom estado geral. Depositária: Livraria Portugália, Lisboa. Composto e impresso na Tipografia Americana, Lisboa.

Preço: 17 euros.


 


HISTÓRIA DA IMPRENSA PERIÓDICA PORTUGUESA

SUBSÍDIOS PARA UMA BIBLIOGRAFIA


JOSÉ MANUEL MOTTA DE SOUSA
LÚCIA MARIA MARIANO VELOSO


Inclui cartão de oferta, manuscrito, sem data nem dedicatário, do Director da Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra, Aníbal Pinto de Castro (1938-2010), autor do prefácio (palavras de apresentação). Com índices geográfico, onomástico, ideográfico e de títulos.

Brochado. 252 páginas (por abrir). 24,4 x 16,8 cm. Bom estado. Colecção Catálogos e Bibliografias n.º 4. Coimbra: Biblioteca Geral da Universidade, 1987.

Preço: 18 euros.


 


A VIDA FORA DAS FÁBRICAS

COTIDIANO OPERÁRIO EM SÃO PAULO
1920-1934

MARIA AUXILIADORA GUZZO DECCA


Capa de Isabel Carballo. Brochado. 135,(1) páginas. 20,5 x 13,5 cm. Lombada e margens adjacentes das capas amarelecidas. Miolo limpo. Colecção Oficinas da História, vol.3. Rio de Janeiro: Editora Paz e Terra, 1987.

Preço: 12 euros.


 


O MANDARIM


BELDEMÓNIO


2.ª série completa de O Mandarim, panfleto periódico satírico-político dirigido por Eduardo de Barros Lobo (Beldemónio) e em apenas dez dias encerrado pela censura: o número I data de 10 de Abril de 1883, o número II de 20 de Abril do mesmo ano.

Brochados. 47,(1) e 47,(1) páginas, por abrir no número II. 14,8 x 10 cm. Manuseados. Capas com foxing ligeiro. Várias faltas de papel na minúscula lombada de ambos os números, e falta de um pequeno canto (não toca a moldura) na capa frontal do número I, o qual possui ainda uma mancha de água o longo de toda a margem inferior do miolo, que não toca a capa posterior. Dois únicos números publicados. Conjunto raro. Lisboa: Empreza Literária Luso-Brazileira Editora, 1883.

Preço: 40 euros.


 


SCÈNES DE LA VIE DE BOHÈME


HENRY MURGER


Romance onde perpassa o «espírito do tempo» parisiense, originalmente publicado em folhetim de jornal e coligido em 1851, foi adaptado para ópera por Puccini — La Bohème, estreado em 1896.

Brochado. 222,(2) páginas, por abrir. 18,5 x 12 cm. Lombada amarelecida e com uma pequena mancha marginal. Ligeiro foxing na capa. Miolo limpo. No geral, mantém-se bom exemplar. Genève: Collection des Chefs d’Oeuvre, 1944.

Preço: 12 euros.



SEIS POEMAS


FERNANDO PESSOA


Título completo [traduzido na capa posterior]: SEIS POEMAS DE FERNANDO PESSOA E HETERÓNIMOS. Apresentados no Ateneo de Madrid, na interpretação dos «Jograis de São Paulo», para ilustrar a conferência de Eduardo Freitas da Costa em 24 de Abril de 1959.

Eduardo Freitas da Costa, jornalista e político, arreigado salazarista e director de jornais de extrema-direita (aqui), estudou e escreveu sobre Fernando Pessoa, o homem e a obra, ao longo de décadas, mormente privilegiando a perspectiva nacionalista. Publicaram-se estes Seis Poemas (…) por ocasião da conferência que proferiu no Ateneo de Madrid, «Fernando Pessoa y la poesia portuguesa contemporánea», inserida no ciclo Cuestiones Politico-Culturales de la Europa de Hoy — precisamente 15 anos antes da noite que o conduziria ao exílio nessa mesma cidade.

Poemas (três dos quais excertos) de Alberto Caeiro, Ricardo Reis, Álvaro de Campos; e Fernando Pessoa. Edição bilingue. Traduções de Ángel Crespo. Abre com a reprodução de um retrato do poeta por Almada Negreiros.

Grampeado. (16) páginas, inumeradas. 23,5 x 16,5 cm. Com defeitos: capas e miolo com pregas e vincos na zona adjacentes ao pé da lombada. Manchas leves na capa posterior. Miolo limpo. Valorizado pelo cartão-convite (16 x 11) para a conferência. Nota manuscrita a lápis no topo da capa — hipotética nomeação da destinatária do exemplar. Tiragem restrita.

Preço: 17 euros.


 


OS MODERNOS PUBLICISTAS PORTUGUEZES


SAMPAIO BRUNO


Reflexões sobre História, Filosofia, Política e Jornalismo, em Portugal e na Europa, na segunda metade do século XIX, com referências a Ana de Castro Osório, Eça de Queirós, Teófilo Braga, Raul Brandão, Arnaldo Gama, a Comuna de Paris, Proudhon, Karl Marx, Pérez Galdós (…).

Brochado. 425,(3) páginas. 18 x 11,5 cm. Usado. Exterior com pequenos defeitos: pequenas manchas e assinatura de posse na capa; vinco leve que atravessa a metade superior da capa e marca também, ligeiramente, a primeira dúzia de páginas; lombada com vincos de leitura e uma mancha central. Miolo aparado e com assinatura de posse coeva no início do texto. Mantém-se, porém, um exemplar interessante. Porto: Livraria Chardron, 1906.

Preço: 18 euros.


 


ALENTEJO DESENCANTADO


MÁRIO VENTURA


Com dedicatória de amizade de Mário Ventura na página de ante-rosto.

2.ª edição revista e ampliada. Com 24 fotografias de Augusto Cabrita, em extra-texto couché. 242,[24],(2) páginas. 21,5 x 16 cm. Lombada e corte superior das folhas amarelecido, miolo limpo: no geral, um bom exemplar. Colecção Documentos de Todos os Tempos da Livraria Bertrand, Lisboa, Fevereiro de 1973.

Preço: 27 euros.


 


CONVERSAS


MÁRIO VENTURA


14 ENTREVISTADOS: Agustina Bessa Luís — António Lobo Antunes — Augusto Abelaira — Camilo José Cela — Fernando Namora — Jorge Amado — José Cardoso Pires — José Gomes Ferreira — José Saramago — Maria Velho da Costa — Natália Correia — Nuno Bragança — Urbano Tavares Rodrigues — Vergílio Ferreira.

À excepção das entrevistas com Maria Velho da Costa e José Saramago, realizadas propositadamente para este volume, todas as restantes foram publicadas no Diário de Notícias.

Ilustrado com fotografias dos entrevistados, da autoria de Inácio Ludgero. 195 páginas. 23,5 x 15,4 cm. Ligeira descoloração na lombada. Bom estado geral. Colecção Figuras n.º 5. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1986.

Preço: 22 euros.


 


ARQUIVO DOS AÇORES

PUBLICAÇÃO DESTINADA À VULGARIZAÇÃO DOS ELEMENTOS INDISPENSÁVEIS PARA TODOS OS RAMOS DA HISTÓRIA AÇOREANA

Monumento incontornável da historiografia açoriana, fundado por Ernesto do Canto. Reedição facsimilada e cuidada da edição original (1878-1959).

Colecção completa.

15 volumes brochados, com ilustrações extra-texto e mapas desdobráveis. Nota prévia de José Enes. Várias colaborações ilustres. Mais de 8400 páginas [570,(2); 584,(2); 540,36,(4); 650,(4); 586,(4); 585,(5); 580,(2); 594,(2); 579,(5); 655,(5); 615,(3); 568,(4); 646,(2); 717,(3); 493,(3)]. Medidas: 21,5 x 15 cm por volume, e cerca de 60 cm de estante. Bom estado. Ponta Delgada: Instituto Universitário dos Açores, 1980.

Preço: 420 euros.


 


O QUE ERA A RÚSSIA ANTES DOS BOLCHEVISTAS

RESPIGOS E COMENTÁRIOS

RIBEIRO DE CARVALHO


Capas (frontal e posterior) desenhadas por Stuart de Carvalhais. Uma edição do jornal República, pela pena do próprio director, Ribeiro de Carvalho.

Brochado. 125,(3) páginas. 20 x 13,5 cm. Mínimas marcas de uso exteriores. Mantém-se bom exemplar, sem perda de cor nos desenhos de Stuart. Lisboa: Ediçoes República, 1932.

Preço: 22 euros.


 


A ILHA DA MADEIRA VISTA POR INTELECTUAIS E ARTISTAS PORTUGUESES

INQUÉRITO

MARIA MENDONÇA


2.ª edição, acrescentada de, pelo menos, sete novos inquéritos relativamente à primeira, publicada 15 anos antes.

Inquéritos a: Matilde Rosa Araújo, Augusto Casimiro, Ruy Galvão de Carvalho, Fernanda de Castro, Ferreira de Castro, Hernâni Cidade, Natália Correia, Francisco Carreiro da Costa, Joaquim Paço d’Arcos, Assis Esperança, Bernardete Falcão, Adelaide Félix, Lília da Fonseca, Osório Goulart, Maria Lamas, Alice Ogando, Zita de Portugal, Julião Quintinha, Hugo Rocha, Vasco Santana, Elvira Velez, e outros.

lustrado com fotografias no texto e em extra-texto (10 vistas turísticas monocromáticas, de página inteira). 145,(2),[20] páginas. 21,7 x 16 cm. Capa com duas manchas, junto à margem interior. Miolo limpo. No geral, bom exemplar. Funchal: Publicações Turísticas da Madeira, [1969].

Preço: 17 euros.


 


POLÉMICAS

DE EÇA DE QUEIROZ


Organização, introdução e notas de
JOÃO C. REIS


Obra completa em cinco volumes, cobrindo os períodos (1867-1872, volumes I e II), (1874-1887, volume III) e (1887-1890, volumes IV e V).

Brochados. 23 x 16 (x 7) cm. Total de 1088 páginas [228+(4); 209+(3); 263+(1); 227+(1); 150+(2)]. Leve descoloração nas lombadas dos volumes I, II e V. Bom estado. Colecção Heuris. Lisboa: Europress, 1987-1988.

Preço: 50 euros.


 


CRÓNICAS DA RÚSSIA DOS SOVIETS


HERLANDÉR RIBEIRO


Compilação de crónicas publicadas no Diário de Lisboa, pelo «advogado, investigador de temas jurídico-sociais, jornalista e memorialista» Herlander Ribeiro [1886-1967], um autor que foi bem vigiado pela Censura.

Volume brochado. 203,(5) páginas. 19 x 14 cm. Com ligeiro desgaste nas margens exteriores da capa, e selo de biblioteca pessoal coevo, próximo do pé da lombada. Mantém-se, no geral, bom exemplar, de miolo limpo. Lisboa: Gráfica Limitada, 1927.

Preço: 25 euros.


 


AS MULHERES DE
MOÇAMBIQUE


MICHÈLE MANCEAUX


«Reportagem em moldes diversos dos clássicos sobre o processo revolucionário de Moçambique, com insistência no papel da mulher. Uma adesão à revolução moçambicana, mormente no seu aspecto de luta pela libertação feminina da prostituiçao, bigamia, trabalho-escravo, analfabetismo… Sendo as mulheres as mais oprimidas pelo colonialismo, é lógico que elas sejam, em quantidade e qualidade, o principal alicerce da Frelimo. Um livro confessadamente pensado para ser lido pelas mulheres de Moçambique ainda não mobilizadas para a revolução. O propósito de, através das palavras das militantes da Frelimo entrevistadas, dar forma à história da guerra de libertação do país. Uma obra didáctica para as mulheres da Europa conservadora pois, a ocidentalismo, opõe a vivência revolucionária rumo ao socialismo.»
[contracapa]

Tradução de Manuel João Gomes, de um original de 1975 (Les Femmes de Mozambique). Brochado. 128,(8) páginas. 20,5 x 13,5 cm. Bom estado geral. Lisboa: Arcádia, [Janeiro de] 1976.

Preço: 17 euros.


 


TRISTÃO

OU A TRAIÇÃO DUM INTELECTUAL


GEORGES F. LISTOPAD


Novela-ensaio, originalmente publicada em francês (Tristan ou la Trahison d’un Clerc, Prémio da Academia Cristã de Roma e Prémio do Conselho Cultural de Estocolmo), anos antes da mudança definitiva de Listopad para Portugal (1958).

Tradução revista por EUGÉNIO DE ANDRADE. Capa do autor. Desenho de Toyen.

Brochado. 60+(4) páginas, e 19,3 x 12,3 cm. Mínimas imperfeições exteriores. Bom estado geral. Número 1 (publicado em simultâneo com o número 2) da Colecção Origem, da Livraria Sousa & Almeida, Porto, [Julho de] 1960.

Preço: 27 euros.


 


CAFÉ REPÚBLICA

CAFÉ CENTRAL

CAFÉ 25 DE ABRIL

CRIMES IMPERFEITOS


ÁLVARO GUERRA


Trilogia completa (e sequela independente), fresco e folhetim do século XX português, da Primeira Guerra ao pós-25 de Abril, durante 1380 páginas, publicadas entre 1982 e 1990.

Os quatro volumes em primeira edição, com dedicatórias manuscritas, todas ao mesmo dedicatário, datadas por Álvaro Guerra (ou também “Manel”) e muito próximas das datas de publicação:

CAFÉ REPÚBLICA
Folhetim do Mundo Vivido em Vila Velha (1914-1945)
Longa dedicatória de amizade de Álvaro Guerra, datada de Maio de 1982. Capa de João Segurado. 247 páginas. 21 x 14 cm. Lombada descolorada. Miolo limpo. No geral, um bom exemplar. Primeira edição. Lisboa: O Jornal, [Maio de] 1982.

CAFÉ CENTRAL
Folhetim do Mundo Vivido em Vila Velha (1945-1974)
Com dedicatória de amizade de Álvaro Guerra («aquele abraço que dispensa literaturas»), datada de Abril de 1984. Capa de João Segurado. 435 páginas. 21 x 14 cm. Lombada amarelecida e com vincos de leitura. Miolo limpo. Mantém-se um exemplar interessante. Primeira edição. Lisboa: O Jornal, [Abril de] 1984.

CAFÉ 25 DE ABRIL
(as ruínas)
Folhetim do Mundo Vivido em Vila Velha
Dedicatória de amizade de Álvaro Guerra («uma amizade firme, todos os dias reforçada, com ou sem cafés»), datada de Maio de 1987. Capa de João Segurado. 328 páginas. 21 x 14 cm. Manuseado. Lombada amarelecida e com vincos de leitura. Miolo limpo. Primeira edição. Lisboa: O Jornal, [Abril de] 1987.

CRIMES IMPERFEITOS
Dedicatória de amizade no ante-rosto, datada de Janeiro de 1991. Capa de João Segurado. 370 páginas. 21 x 14 cm. Manuseado. Capa com vincos de leitura e pequenas marcas de uso. Miolo limpo, salvo primeiras quatro páginas amarelecidas. Mantém-se um exemplar interessante. Primeira edição. Lisboa: O Jornal, 1990.

Um conjunto invulgar, lido e estimado, com dedicatórias personalizadas que reflectem, também, a evolução de uma amizade particular do autor.

Preço: 135 euros.


 


COSTA DO SOL


CÂMARA REYS


Um texto originalmente publicado na Seara Nova n.º 1345-1346, de Nov./Dez. 1957 (pp. 237-239 e 247, digit. RIC), com 4 ilustrações de CARLOS BOTELHO. No ano seguinte, em edição de autor, é publicada esta plaquete, com sete novas ilustrações de Botelho, num total de 11, em fundo amarelo, o miolo invertendo a ordem de cores da capa.

Com 15 páginas e 23 x 15 cm. Capas com alteração de cor (leve escurecimento) em duas faixas, a partir das margens superior e inferior, que não tocam a mancha. Mínimas marcas de uso. Miolo limpo. No geral, um bom exemplar, de uma edição invulgar. Impresso na gráfica Santelmo, em Lisboa, em bom papel. Lisboa: Edição do Autor, 1958.

Preço: 25 euros.


 


7 CONTOS


«Esta colecção de contos foi organizada e publicada como brinde de Natal aos leitores do Diário de Lisboa, e incluída como parte integrante do n.º 12.232, que se publicou com um total de 60 páginas, aos 24 de Dezembro do ano de 1956

Ilustrações de Carlos Botelho. Contos de Antunes da Silva, Botelho da Silva, F. Borges de Sousa, José Ferreira Monte, Lena Rodrigues, Maria Judite de Carvalho e Marques Gastão. Caderno de 48 páginas, 21 x 15 cm, com desgaste (falhas de papel) na dobra da folha exterior.

O exemplar alberga solto, no interior, um texto de João Gaspar Simões — Uma espécie literária nacional: «O Prosador» — recortado do Diário de Notícias de 28 de Dezembro de 1986, segundo nota manuscrita a lápis azul, a um canto.

Preço: 18 euros.


 


LE RÉCIT FÉMININ


CLAUDE CHABROL


Ensaio. Uma análise semiológica do “correio sentimental”, e das entrevistas ou inquéritos sobre “a mulher”, na imprensa feminina da época, pós-Maio de 68. Título completo: LE RÉCIT FÉMININ. Contribution à l’analyse sémiologique du courrier du coeur et des entrevues ou ‘enquête’ sur la femme dans la presse féminine actuelle.

Edição original. Ilustrado com vários quadros desdobráveis. Encadernação editorial, com sobrecapa. Papel superior. 142 páginas. 24,5 x 16 cm. Alguns pequenos e leves sublinhados e anotações a lápis, de anterior possuidor, nas primeiras páginas, de fácil remoção. Sobrecapa com ligeiro desgaste marginal, protegida com melinex. Mantém-se, no geral, um bom exemplar. The Hague/Paris: Mouton, 1971.

Invulgar.

Preço: 45 euros.


 


O ALENTEJO NA REFORMA AGRÁRIA

A VIRAGEM DECISIVA

AFONSO CAUTELA


Ilustrado com fotografias, e recortes em fac-simile, a preto, no texto. Capa de Dorindo Carvalho.

Brochado. 134,(10) páginas. 21 x 14 cm. Manuseado. Marcas de uso exteriores. Miolo no geral limpo. Colecção “Universidade do Povo”, Política, n.º 8. Lisboa: Diabril, Julho de 1975.

Preço: 10 euros.


 


MEMÓRIA ALENTEJANA

A VIDA NO ALTO ALENTEJO NAS ÚLTIMAS DÉCADAS
A RESISTÊNCIA E A REFORMA AGRÁRIA

ANTÓNIO MODESTO NAVARRO


Reportagem. Assinado pelo autor com dedicatória a uma “camarada”. Capa de Acácio Santos.

Brochado. 174,(2) páginas. 20,7 x 14,5 cm. Capa frontal com pequenos pontos brancos junto à margem interior (marcas superficiais de bicho de papel). Capa posterior com duas manchas leves. No geral, bom exemplar. Amadora: N. A. Orion, 1977.

Preço: 25 euros.


 


DOZE SONETOS POR VARIAS ACCIONES


D. FRANCISCO MANUEL DE MELO


En la muerte de la Señora Dona Ines de Castro mujer del Princípe Don Pedro de Portugal. Introdução de Raul Rego. Assinado por Raul Rego com dedicatória manuscrita a José Ribeiro dos Santos, colegas de profissão e na resistência à ditadura.

Plaquete graficamente cuidada (capa em relevo e com dourado no título, bom papel, fac-simile limpo). Com XIV+16+(2) páginas. 20 x 14 cm. Bom estado. Invulgar. Lisboa: O Mundo do Livro, Natal de 1960.

Preço: 27 euros.


 


CRÓNICAS DA LOUCURA OFICIAL


CARLOS MARINHEIRO


Autor natural da Figueira da Foz (n. 1941), foi delegado de informação médica nos Hospitais Júlio de Matos e Miguel Bombarda, entre 1967 e 1989, e colaborou no Notícias da Amadora, A Capital, Jornal do Centro e Comércio do Funchal.

Fotografias, na capa e no interior, de Rui Pacheco (Júlio de Matos/74).

Contos. Ilustrado. Prefácio de Eduardo-Luís Cortesão. Editor: Manuel Geraldo. Brochado. 92,(4) páginas. 20,5 x 14,5 cm. Assinatura de posse no ante-rosto. Pequenas imperfeições. Lisboa: Edições Caso, 1989.

Preço: 17 euros.


 


ANTERO DE QUENTAL

SUBSÍDIOS PARA A SUA BIOGRAFIA

JOSÉ BRUNO CARREIRO


Obra completa em dois volumes, com dedicatória do autor, datada de «Ponta Delgada / Maio de 1955», no ante-rosto do primeiro volume.

Volumes brochados, ilustrados com fac-similes e inúmeras fotografias em extra-texto couché. XXXVI+465 e 434 páginas. 24,5 x 17 (x 5,5) cm. Conjunto em bom estado geral, com pequenos defeitos: capa do primeiro volume com zona de alteração de cor devido a exposição solar, e pequenas manchas; vincos de leitura leves, nas lombadas. Edição do Instituto Cultural de Ponta Delgada, Lisboa, 1948.

* Contém ainda uma página recortada do jornal Público de domingo, 28 de Janeiro de 2007, com a coluna de Mário Mesquita, Palcos de Discórdia, sobre José Bruno Carreiro, «o açoriano universal» — na qual é citada uma frase de Onésimo Teotónio de Almeida, que caracteriza o exaustivo empreendimento anteriano de Carreiro como «a melhor biografia portuguesa».

Preço: 75 euros.


 


OS FRADES

DEFESA, JUSTIFICAÇÃO E APOLOGIA
INSUSPEITÍSSIMAS

JOÃO DE LEMOS


2.ª edição, imediata à primeira. Com uma advertência do editor, Teixeira de Freitas (4 págs.). Epígrafes de Herculano e Voltaire. Encadernação sintética moderna em muito bom estado. Com capas de brochura (cansadas), e aparado à cabeça. 182+(2) páginas. 21 x 14 cm. Guimarães: Centro de Propaganda Catholica em Portugal, 1883.

Preço: 40 euros.


«Imprimiu-se (…) em 1853, a obra de Pedro Dinis, Das ordens religiosas em Portugal, de exaltante vigor apologético, que o poeta João de Lemos (…) citou profusamente na colectânea Os frades (1883), que conheceu acolhimento entusiástico, traduzido em mais duas edições imediatas (…)»

[DHRP, p.94, aqui,
e biografia e retrato do poeta e jornalista João de Lemos (1819-1890),
no Occidente, aqui.]

 


FUTILIDADES VELHAS OU IDEIAS NOVAS?

UM PLANO PRÁTICO PARA SALVAR A CIVILIZAÇÃO MODERNA

“SIMÃO, O ZELOSO”


O conteúdo dêste livro abrange assuntos que muito interessam a Humanidade inteira; permite-nos atingir uma felicidade que não representa apenas um bem-estar emotivo e uma satisfação intelectual, mas ainda alguma coisa mais duradoira e sólida e de utilidade prática nas nossas vidas cotidianas. 

Prefácios de Ramada Curto e Urbano Rodrigues [não é improvável que todo o livro seja um trabalho conjunto dos dois prefaciadores, sob pseudónimo]. Brochado. 206+(2) páginas. 19,2 x 12 cm. Lombada com ligeira perda de cor. Capa com pequenas manchas dispersas. Bom estado geral. Composto e impresso na Imprensa Artística, Lda., Lisboa, 1938. Em depósito na Parceria António Maria Pereira, Livraria-Editora.

Preço: 17 euros.


 


URSS MAL AMADA BEM AMADA


FERNANDO NAMORA


Crónica de uma viagem à União Soviética, em 1973, numa comitiva onde figurou, também, Urbano Tavares Rodrigues — o relato deste foi publicado no mesmo ano, o de Namora apenas terminado 13 anos mais tarde.

Primeira edição. Brochado. Capa com fotografia de Eduardo Gageiro. 163 páginas. 23 x 15 cm. Bom estado. O exemplar possui algumas notas marginais de leitura, manuscritas a lápis, de proveniência insondável e fácil remoção, ora mordazes ora complacentes. Colecção Obras de Fernando Namora. Lisboa: Bertrand Editora, 1986.

em conjunto com:

VIAGEM À UNIÃO SOVIÉTICA e outras páginas
URBANO TAVARES RODRIGUES
Primeira edição. Viagem. Capa de Acácio Santos. 210 páginas. 18,5 x 11,5 cm. Bom estado. Inclui prospecto editorial A4, em muito bom estado de conservação, enviado a assinantes seareiros, com as condições de pagamento de «mais um livro do nosso colaborador Urbano Tavares Rodrigues». Cadernos Seara Nova, Série «de leste a oeste». Lisboa: Seara Nova, 1973.

Preço (do conjunto): 35 euros.


 


AS UTILIZAÇÕES DA CULTURA

ASPECTOS DA VIDA CULTURAL DA CLASSE TRABALHADORA

RICHARD HOGGART

Obra pioneira. Edição portuguesa, completa em 2 volumes. Título original: The Uses of Literacy (1957). Tradução de Maria do Carmo Cary. Brochados. Capas de F. C. O primeiro volume com 219 páginas e 20,7 x 14 cm; o segundo com 250 páginas e 20,5 x 14 cm. Mínimas imperfeições exteriores: ténues manchas na capa do segundo volume, vinco leve de leitura na lombada do primeiro volume. Miolo limpo, em ambos os volumes. Colecção Questões, números 5 e 12. Lisboa: Editorial Presença, 1973 e 1975.

em conjunto com:

THE USES OF LITERACY
RICHARD HOGGART
Aspects of working-class life with special reference to publications and entertainments. Capa com pormenor de uma pintura de L. S. Lowry. Brochado. 384 páginas. 18 x 11 cm. Mínimas imperfeições exteriores. Vincos de leitura na lombada. Miolo limpo. Edição de bolso da Penguin Books (a Pelican Book), Grã-Bretanha, reimpressão de 1971.

Preço (do conjunto): 20 euros.


 


A CAVALO NO DIABO

CRÓNICAS DO PÚBLICO E CASOS PRIVADOS

JOSÉ CARDOSO PIRES


Crónicas. Primeira edição. Com invulgar dedicatória de José Cardoso Pires, extensa, de amizade e companheirismo lisboeta.

Brochado. 206 páginas. 21 x 13,5 cm. Muito bom exemplar. Colecção Obras de José Cardoso Pires. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1994.

Preço: 75 euros.