LINHA DE TERRA

POEMAS

ANTÓNIO DE SOUSA


Desenho na capa de Manuel Ribeiro de Pavia. 65+(3) páginas (por abrir). 19 x 12,5 cm. Da tiragem normal de 500 exemplares. Bom estado de conservação. Capa com pequenas manchas. Lisboa: Editorial Inquérito, 1951.

Preço: 25 euros.



O NÁUFRAGO PERFEITO


ANTÓNIO DE SOUSA


Sexto livro de poemas. Primeira edição, autografada pelo autor com dedicatória datada, na primeira página. 94+(2) páginas. 19,3 x 13 cm. Capa com pequenos defeitos. Miolo limpo. No geral, um bom exemplar. Coimbra: Atlântida, 1944.

Preço: 35 euros.



LIVRO DE BORDO


ANTÓNIO DE SOUSA


Com um poema-prefácio de Vitorino Nemésio. Segunda edição, ilustrada por Manuel Ribeiro de Pavia (1910-1957), que já não chegou a ver a obra editada. Exemplar assinado pelo autor com dedicatória, visível numa das fotografias. Tiragem de 750 exemplares. 162 páginas. 19,5 x 14 cm. Capa com alguns picos de oxidação, miolo com uma pequena mancha amarela junto à margem em meia-dúzia de páginas. Invulgar. Uma edição muito cuidada das Publicações Europa-América, Lisboa, 1957.

Preço: 30 euros.


 


SÔBRE EÇA DE QUEIRÓS


CASTELO BRANCO CHAVES


«Quatro notas» que estudam «o temperamento e a posição estética de Eça» e «o mecanismo das influências nesse romancista, documentando-o com dois casos de diferente qualidade e importância».

N.º 23 da colecção Cadernos Culturais Inquérito [n.º 2 da série G, Crítica e História Literária]. 74+(6) páginas. 18,8 x 12,2 cm. Amarelecido. Bom estado geral. Lisboa: Editorial Inquérito, 1939.

Preço: 12 euros.


 


O BARÃO


ANTÓNIO MADEIRA


A primeira edição da novela O BARÃO, Cascais-Nazaré, Março-Abril 40, publicada sob o pseudónimo António Madeira por Branquinho da Fonseca [o «inventor das ‘carrinhas da Gulbenkian’», o grande «missionário» do Serviço de Bibliotecas Itinerantes da FCG, a partir do final da década de 50].

Capa de Fred Kradolfer. Exemplar da tiragem regular. Brochado. 71+(9) páginas. 19 x 12,2 cm. Capa e lombada com pequenas manchas. Colecção Novelas Inquérito n.º 46. Lisboa: Editorial Inquérito, 1942.

Preço: 20 euros.