AS RUÍNAS ROMANAS DO MILREU


MÁRIO LYSTER FRANCO


Exemplar assinado pelo autor com dedicatória no ante-rosto. Separata do Boletim da Junta da Província do Algarve, I, 1942.

Título completo: AS RUÍNAS ROMANAS DO MILREU e os últimos trabalhos nelas realizados por intermédio da Direcção Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais. (Comunicação apresentada ao Congresso Luso-Espanhol para o Progresso das Ciências, reunido no Porto em 1942).

Ilustrado com 18 fotografias, no texto, a preto. Brochado. 30,(2) páginas. 25,1 x 16,4 cm. Capas com ligeiras marcas de uso. Miolo limpo. Lisboa, 1943.

Preço: 20 euros.


 


VOZES DA PEDRA

TUMULÁRIA E ARMARIA DA SÉ VELHA DE SILVES

JOÃO VASCO REYS


Ilustrado no texto, a preto. Brochado. 228 páginas. 24 x 17 cm. Bom estado. Edição da Câmara Municipal de Silves, 2002.

Preço: 20 euros.


 


LIVRO DO ALMOXARIFADO DE SILVES

(SÉCULO XV)

MARIA JOSÉ DA SILVA LEAL


Introdução e transcrição de Maria José da Silva Leal. Ilustrado a preto, no texto. Brochado. 87 páginas. 23,5 x 16 cm. Bom estado geral. Série Fontes Documentais. Edição do Arquivo Nacional Torre do Tombo e Livros Horizonte, Lisboa, 1989.

Preço: 17 euros.


 


A CARTA FORAL DA VILA DE ALBUFEIRA E SEU TERMO

D, MANUEL I
1504

ADELAIDE AMADO


Prefácio, introdução, transcrição e notas de Adelaide Amado. Inclui índice de assuntos do foral. Ilustrado com 16 fotografias do fólio, a cor, em extratexto couché.

Brochado. 117,[32] páginas. 23,7 x 17 cm. Bom estado geral. Edição do Município de Albufeira, 1993.

Preço: 17 euros.


 


A PINTURA EM MOURA

SÉCULOS XVI, XVII E XVIII

VITOR SERRÃO
JOAQUIM OLIVEIRA CAETANO


Ilustrado, no texto, a cor. Brochado. 115 páginas (couché). 22 x 22 cm. Mínimas marcas de uso exteriores. Miolo limpo. Moura: Câmara Municipal de Moura, 1999.

Preço: 22 euros.


 


PRINCIPAIS SANTUÁRIOS MARIANOS DA ARQUIDIOCESE DE ÉVORA


ANTÓNIO SALVADOR DOS SANTOS


Ilustrado com fotografias, no texto, a preto. Brochado. 146 páginas. 24 x 16,5 cm. Mínimos sinais de uso exteriores. Miolo limpo. Bom estado geral. Évora: edição do autor, 1992.

Preço: 17 euros.


 


O CONCELHO DE CUBA

SUBSÍDIOS PARA O SEU INVENTÁRIO ARTÍSTICO

EMÍLIA SALVADO BORGES


3.ª edição, revista e aumentada. Ilustrado a cor, com fotografias e 6 mapas desdobráveis. Brochado. 222 páginas. 23,5 x 18,5 cm. Bom estado. Lisboa: Edições Colibri / Câmara Municipal de Cuba, 1999.

Preço: 15 euros.


 


MONOGRAFIA DA NOTÁVEL VILA DE NISA


JOSÉ F. FIGUEIREDO


Edição fac-similada de 1956. Ilustrado com fotografias, brasões e pautas de música, no texto, a preto. Brochado. (12),xlvi,482 páginas. 21 x 14,8 cm. Bom estado geral. Edição da Imprensa Nacional-Casa da Moeda e da Câmara Municipal de Nisa, 1989.

Preço: 15 euros.


 


O ALENTEJO NA REFORMA AGRÁRIA

A VIRAGEM DECISIVA

AFONSO CAUTELA


Ilustrado com fotografias, e recortes em fac-simile, a preto, no texto. Capa de Dorindo Carvalho.

Brochado. 134,(10) páginas. 21 x 14 cm. Manuseado. Marcas de uso exteriores. Miolo no geral limpo. Colecção “Universidade do Povo”, Política, n.º 8. Lisboa: Diabril, Julho de 1975.

Preço: 10 euros.


 


PLAN D’IRRIGATION DE L’ALENTEJO


1.ere PHASE


Texto do miolo em francês. Mapas no texto (a preto) e desdobráveis (quatro, a cor) em português.

Brochado. Com (4),59,[4] páginas. 23 x 16,2 cm. Bom estado. Edição da Direcção-Geral dos Serviços Hidráulicos, Abril de 1970.

Preço: 24 euros.


 


MEMÓRIA ALENTEJANA

A VIDA NO ALTO ALENTEJO NAS ÚLTIMAS DÉCADAS
A RESISTÊNCIA E A REFORMA AGRÁRIA

ANTÓNIO MODESTO NAVARRO


Reportagem. Assinado pelo autor com dedicatória a uma “camarada”. Capa de Acácio Santos.

Brochado. 174,(2) páginas. 20,7 x 14,5 cm. Capa frontal com pequenos pontos brancos junto à margem interior (marcas superficiais de bicho de papel). Capa posterior com duas manchas leves. No geral, bom exemplar. Amadora: N. A. Orion, 1977.

Preço: 25 euros.


 


EPANÁFORAS DE VÁRIA HISTÓRIA PORTUGUESA


DOM FRANCISCO MANUEL DE MELO


Introdução e apêndice documental por Joel Serrão. Encadernação editorial em tela verde, com sobrecapa. LX,(8),742,(2) páginas. 22 x 16 cm. Reproduz, em fac-simile límpido, a edição de 1660, após a introdução e até à página 537. Bom estado. Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 1977.

Preço: 30 euros.


 


DOZE SONETOS POR VARIAS ACCIONES


D. FRANCISCO MANUEL DE MELO


En la muerte de la Señora Dona Ines de Castro mujer del Princípe Don Pedro de Portugal. Introdução de Raul Rego. Assinado por Raul Rego com dedicatória manuscrita a José Ribeiro dos Santos, colegas de profissão e na resistência à ditadura.

Plaquete graficamente cuidada (capa em relevo e com dourado no título, bom papel, fac-simile limpo). Com XIV+16+(2) páginas. 20 x 14 cm. Bom estado. Invulgar. Lisboa: O Mundo do Livro, Natal de 1960.

Preço: 27 euros.


 

 


CARTA DE GUIA DE CASADOS

D. FRANCISCO MANUEL DE MELO

___ encadernado com ___

ODES PINDARICAS

ANTÓNIO DINIZ DA CRUZ E SILVA


Em consequência das Invasões Napoleónicas e sequentes Revolução Liberal e Guerra Civil, durante a segunda e terceira décadas de oitocentos, uma comunidade de exilados portugueses em Londres animou a edição de clássicos, periódicos e diatribes político-governativas, parte da qual tipografada na Fleet Street, na oficina de Thomas Curson Hansard, famoso impressor dos Debates Parlamentares britânicos.
A Carta de Guia de Casados, de D. Francisco Manuel de Melo (1 de Maio de 1820), e as Odes Pindaricas (3 de Março de 1820), de António Diniz da Cruz e Silva, foram impressas por Hansard com poucos meses de distância, «dadas á luz» por «dois portuguezes» [cit. Advertência (s)] anónimos, movidos «por os desejos de fazer reviver alguns dos nossos livros classicos»:

[volume compósito formado por]

CARTA DE GVIA DE CASADOS. Paraque Pello Caminho da Prudencia se Acerte Com a Casa do Descanso. A hum amigo. Por D. Francisco Manuel [de Melo]. Em Londres: na officina de T. C. Hansard, Peterboro’-Court, Fleet Street. 1820. Com xxvi+(2)+184 páginas. Antecedem a obra a advertência (datada) dos editores (anónimos), onde anunciam seguir a edição de Craesbeeck (1671); e um epítome da vida do autor, por «Dom Bartholomeu de Gallardo».

[seguido de]

ODES PINDARICAS, de Antonio Dinys da Cruz e Silva; chamado entre os poetas da Arcadia Portugueza, ELPINO NONACRIENSE. Londres: na officina de T. C. Hansard, Peterboro’-Court, Fleet Street. 1820. [Citação de Horácio no rosto, visível numa das fotografias supra]. Com iv+224+(2) páginas — em falta: as duas páginas da Advertência (datada) dos editores (anónimos), constatada noutro exemplar.

Inclui índice dos dedicatários das Odes: Vasco da Gama, Henrique de Macedo, André Furtado de Mendonça, António Correa Baharem, Paulo de Lima, João Fernandes Vieira, Heitor da Silveira, Nuno Álvares Botelho, António de Saldanha, Dom João de Castro, António Moniz Barreto, Salvador Ribeiro de Sousa, João Rodrigues de Sá, Duarte Pacheco Pereira, Fernando Peres de Andrade, Nuno Fernandes de Ataíde, Gonçalo Pereira Marramaques, André de Albuquerque, Mem Lopes Carrasco, António Galvão, Lopo de Sousa Coutinho, Diogo da Silveira, António da Silveira, Conde de Lippe, Marquês de Pombal, D. José I, Henrique José Maria Adão, João de Saldanha, Martinho de Melo e Castro e Dom João da Silva.

Em ambas as edições destacou Inocêncio «a nitidez dos typos» e o tipo de papel [II, 441; I, 124], não deixando de anotar que, nesta 3.ª edição das Odes de Diniz da Cruz e Silva, há falta de dez odes relativamente às antecedentes de Coimbra (1801) e Lisboa (1815-1817).

Terão sido reunidas num único volume por antigo possuidor, que os marcou com a assinatura de posse «Bento da França» no ante-rosto da primeira obra e após a última página da segunda.

Dos (pelo menos) três Bento da França cujo registo se conhece ao longo do século XIX, um foi militar liberal e dois administradores coloniais. Pensamos tratar-se de Bento da França Pinto de Oliveira (1833-1889), autor de títulos importantes para a História de Macau.

Uma segunda assinatura de posse ilegível, coeva da primeira, figura sumida no ante-rosto da Carta.

Encadernação sintética modesta, de difícil datação, com 17 x 11 cm. Cerca de 440 páginas. Miolo aparado, com leves manchas ocasionais.

Raro.

Preço: 120 euros.



 


CARTAS FAMILIARES


D. FRANCISCO MANUEL DE MELO


Prefácio e notas de Maria da Conceição Morais Sarmento. Capa de Armando Alves. 626 páginas. 24 x 15 (x 3,5) cm. Bom exemplar. Colecção Biblioteca de Autores Portugueses da Imprensa Nacional-Casa da Moeda, Lisboa, 1981.

Preço: 25 euros.


 


CARTAS FAMILIARES


D. FRANCISCO MANUEL DE MELO


Selecção, prefácio e notas por Rodrigues Lapa. Sinete dos editores. 291 páginas. 19 x 12,5 cm. Lombada amarelecida. Miolo limpo. Bom estado geral. 2.ª edição na Colecção de Clássicos Sá da Costa. Lisboa: Livraria Sá da Costa Editora, 1942.

Preço: 15 euros.


 


AS DÍVIDAS DE
D. FRANCISCO MANUEL DE MELO


JOÃO JARDIM DE VILHENA


Separata de O Insituto, vol. 84, n.º 2 [disponível aqui]. Com 20 páginas, por abrir, e 23 x 16,5 cm. Bom estado. Coimbra: Imprensa da Universidade, 1932.

Preço: 10 euros.


 


BIBLIOGRAFIA DA PROSA MEDIEVAL EM LÍNGUA PORTUGUESA

SUBSÍDIOS

ISABEL VILARES CEPEDA


Brochado. 265 páginas. 24 x 17 cm. Carimbo de posse na última página. Lombada descolorada. No geral, mantém-se bom exemplar. Lisboa: Instituto da Biblioteca Nacional e do Livro, 1995.

Preço: 17 euros.


 


LA HISTORIOGRAFÍA LATINA MEDIEVAL EN LA PENINSULA IBÉRICA

FUENTES Y BIBLIOGRAFÍA

MARIO HUETE FUDIO


Fontes e bibliografia. Brochado. xii, 118 páginas. 24 x 17 cm. Carimbo de posse na última página. No geral, bom exemplar. Madrid: Universidade Autónoma de Madrid, 1997.

Preço: 15 euros.


 


PATRIMÓNIO ARQUEOLÓGICO DO DISTRITO DE SETÚBAL

SUBSÍDIOS PARA UMA CARTA ARQUEOLÓGICA


CARLOS JORGE FERREIRA
CARLOS TAVARES DA SILVA
FERNANDO SEVERINO LOURENÇO
PAULA SOUSA


Ilustrado com fotografias, desenhos e mapas. Capítulos sobre cada concelho do distrito: Alcácer do Sal, Alcochete, Almada, Grândola, Montijo, Palmela, Santiago do Cacém, Seixal, Sines, Sesimbra e Setúbal.

Brochado. 373 páginas. 27 x 17,5 cm. Bom estado. Setúbal: Associação dos Municípios do Distrito de Setúbal, 1993.

Preço: 35 euros.


 


MONUMENTOS PREHISTORICOS

DESCRIPÇÃO DE ALGUNS DOLMINS OU ANTAS DE PORTUGAL


F. A. PEREIRA DA COSTA


Título completo: NOÇÕES SOBRE O ESTADO PREHISTORICO DA TERRA E DO HOMEM seguidas da DECRIPÇÃO DE ALGUNS DOLMINS OU ANTAS DE PORTUGAL. Por F. A. Pereira da Costa. Com a traducção franceza por M. Dalhunty. Lisboa: Typographia da Academia Real das Sciencias, 1868.

Apresenta o texto em português, nas páginas pares, a par do texto em francês, nas páginas ímpares. Com três litografias desdobráveis no final.

Brochado. VIII, 97, [3] páginas. 32,4 x 24,5 cm. Lombada em mau estado. Capas com manchas marginais. Miolo no geral limpo. A última das estampas encontra-se danificada: dividida em duas, separada pelo vinco central. Mantém-se um exemplar interessante.

Preço: 60 euros.


 


THÈSE D’ASTRONOMIE

POUR LE DOCTORAT ÈS SCIENCES MATHÉMATIQUES


JOAQUIM-ANTÓNIO RODRIGUES DE PASSOS


Je me propose, dans ce travail, de donner avec beaucoup de développement:
1.º. Les détails relatifs à la découverte de Newton;
2.º Les séries par lequelles on résout le problème de Képler, qui consiste à trouver l’anomalie vraie, ainsi que le rayon vecteur de l’orbite, en fonction de l’anomalie moyenne.
[p.2]

Com assinatura de posse e selo de biblioteca pessoal (na capa), com o número 110 manuscrito, de José de Saldanha [1839-1912, químico, mineralogista, bibliófilo] e, na primeira página do texto, o carimbo azulado da biblioteca de B. M. Tavares de Proença e José de Saldanha Oliveira e Sousa, com o mesmo número 110 manuscrito ao centro.

Intonso. Capas de brochura azuis. 42 páginas. 28,5 x 22,5 cm. Capa com pequenos defeitos. Miolo com manchas. Paris: Malllet-Bachelier, imprimeur-libraire du Bureau des Longitudes, de l’École Polytechnique, etc., 1853.

Preço: 40 euros.


 


USEFUL PLANTS IN PORTUGUESE TIMOR

AN HISTORICAL SURVEY


RUY CINATTI


Inclui bibliografia. Brochado. 18 páginas. 24 x 17 cm. Bom estado. Separata do Volume 1 das Actas do V Colóquio Internacional de Estudos Luso-Brasileiros, Lisboa, 1964.

Preço: 18 euros.


 


INTRODUÇÃO À POLÍTICA


FERNANDO LUSO SOARES


Com dedicatória do autor. 4.ª edição. Capa de Dorindo Carvalho. Brochado. 191 páginas. 18,4 x 12 cm. Ligeiro desgaste nas arestas da capa. Miolo limpo. Bom estado geral. Colecção Teoria e Prática, n.º 1. Lisboa: Diabril, 1976.

Preço: 15 euros.


 


ARTES DA MAGIA

TEATRO INFANTIL

MARIA HELENA DE NORONHA FEYO


A Casa do Pessoal da Diamang apresenta as “Crianças do Dundo” na Revista-Fantasia “Arte da Magia” em 2 actos e 8 quadros. Original de: Maria Helena de Noronha Feyo intercalado de excertos de A. Armando, Adolfo Simões Müller, Alice Ogando, A. Machado, “Lygia” e Reinaldo Ferreira.

Com dezenas de nomes de participantes (músicos, ensaiadoras, ponto, contra-regras, cenários, montagem, coreografia, guarda-roupa, chapéus, efeitos de luz, auxiliares de cena, elenco), o programa acto a acto, e as dezenas de personagens uma a uma. Termina com as letras das músicas do espectáculo.

Programa executado com a colaboração de Américo Teixeira, Luna de Carvalho e Oswaldo Ferreira.

Brochura dactiloscrita policopiada, para distribuição no local [fora de mercado]. 40 páginas. 20 x 14 cm. Capa solta e com manchas leves. Mínimas imperfeições. Raro. Dundo: 21 de Junho de 1959.

Preço: 20 euros.


 


CALÍGULA EM ANGOLA


CUNHA LEAL


Não podem contar-se todos os pormenores de uma vida – até pela impossibilidade material de o fazer -, mas não pode ignorar-se por exemplo que, tão importante como as ideias expressas no comício anti-germânico produzido por Cunha Leal em frente do palácio do Governador Norton de Matos, em Luanda, em 1915, foi o conjunto de reacções em cadeia que acabou por incompatibilizar, de forma “patológica” (=conflitual) os dois homens, ao longo do resto das suas vidas. Ocorrido numa conjuntura adversa de pré-guerra, esse episódio juntou a burguesia de serviços luandense, num mesmo impulso, contra a alegada passividade do Governador e ajudou a criar uma animosidade contra a obra colonizadora de Norton que se prolongou pelo pós-guerra, durante o seu alto-comissariado. No entanto, se essa oposição teve alguma expressão entre os colonos, através da sua imprensa, em nenhum caso ela adquiriu a força demolidora que se encerra no Calígula em Angola, da autoria do biografado. Porventura de forma apaixonada e excessiva,- como aconteceu em tantos momentos da sua vida – Cunha Leal foi aqui o que melhor encarnou e interpretou, quiçá de forma contraditória, o sentido da História: não era a obra nortoniana mais um dos sonhos de verão daquela burguesia republicana empenhada, inconsciente e quixotescamente, na construção de um Império impossível? [Luís Manuel do Carmo Farinha, aqui]

3.º milhar. Capa com desenho de Almada Negreiros. Brochado. Ilustrado. XX, 207 páginas, as últimas 20 de formato ligeiramente maior e com a reprodução de documentos. 22,3 x 14,2 cm. Capa com marcas superficiais de bicho de papel, junto à margem inferior, que não tocam o desenho. Lombada manchada e com pequena falta de papel à cabeça. Impresso nas oficinas gráficas da Sociedade de Papelaria (Porto). Edição do autor, Lisboa, [Abril] de 1924.

Preço: 20 euros.


 


A PROVÍNCIA DE ANGOLA


NORTON DE MATOS


Tiragem especial de 50 exemplares numerados e assinados pelo autor (este o exemplar n.º 37).

Com dedicatória extensa de Norton de Matos, datada de 7 de Maio de 1927, ao Comandante [Francisco de] Aragão e Mello.

Encadernação em tela vermelha, gravada a seco e a ouro. 391,(5) páginas. 21,5 x 14 cm. Com ocasionais sublinhados a lápis de cor azul ou vermelho — potenciais marcas de leitura do dedicatário. Antiga assinatura de posse no ante-rosto, de posterior possuidor. Mantém-se, no geral, bom exemplar. Acabou de imprimir-se a 5 de Abril de 1927. Porto: Edição de Marânus, 1926.

Preço: 85 euros.


 


ALVES REIS

UMA HISTÓRIA PORTUGUESA


FRANCISCO TEIXEIRA DA MOTA


Primeira edição. Quatro volumes brochados (28 x 18 cm), em papel couché, pródigos em ilustrações a cor. Edição do jornal Público, Lisboa, 1998.

Volume 1. A PAIXÃO POR ANGOLA. 103 páginas.

Volume 2. O SONHO DESFEITO. 79 páginas.

Volume 3. O JULGAMENTO FINAL. 99 páginas.

Volume 4. E AS NOTAS FIZERAM-SE DINHEIRO. 94 páginas.

Bom estado, salvo vinco num canto do terceiro volume.

Preço: 22 euros.


 


O CONTRÔLE DE GENEBRA


ARTUR VIRGILIO ALVES REIS


Alves Reis defende-se das acusações de burla. Ilustrado com fac-similes de notas e documentos, e inúmeras tabelas e mapas explicativos, dois dos quais em grande formato (desdobráveis).

Brochado. Volume com VIII,208,CLXIV,(2),[1],(2),[1],(8) páginas, e a maioria dos cadernos ainda por abrir. 23,2 x 16 cm. Capa cansada, miolo limpo. Mantém-se um exemplar interessante. Lisboa: Edição do Autor, [Abril de] 1928.

Preço: 40 euros.



O HOMEM DE LISBOA


THOMAS GIFFORD


Romance. Edição integral. Título original: The Man from Lisbon. Tradução de J. Peixoto e Eduardo Saló. Encadernação editorial com sobrecapa de José Antunes. 353 páginas. 24,5 x 16 cm. Mínimas marcas de uso exteriores. Miolo limpo. Bom estado geral. Lisboa: Círculo de Leitores, 1980.

Preço: 12 euros.


 


O CASO DO ASSALTO À MÃO ARMADA À AGÊNCIA DO BANCO DE PORTUGAL DA FIGUEIRA DA FOZ E AS INVESTIGAÇÕES DA POLÍCIA JUDICIÁRIA


POLÍCIA JUDICIÁRIA


Uma acção temerária da LUAR, liderada por Palma Inácio, ocorrida a 17 de Março de 1967.

Relatório final elaborado pelo Inspector-Adjunto de Coimbra, Lic. Joaquim Marques de Sá Couto, que, sob a superintendência do Director, Lic. Orlando Soares Gomes da Costa, dirigiu todo o trabalho de investigação e a instrução do respectivo processo. (concluído em Maio de 1968)

Com dedicatória do director da Polícia Judiciária, Orlando Soares Gomes da Costa, superintendente da investigação, a um colega de trabalho.

Brochado. 40,(4) páginas. 23 x 16,5 cm. Pequenas imperfeições. Bom estado geral. Invulgar. Composto e impresso em Lisboa, 1968.

Preço: 24 euros.


 


ARQUIVO DE REGISTOS E INFORMAÇÕES (A.R.I.)

POLÍCIA JUDICIÁRIA

A. OLIVEIRA BARRETO


Separata do Boletim do Ministério da Justiça n.º 258. Com nove algoritmos procedimentais desdobráveis, em anexo. Brochado. 58,[9] páginas. 23,3 x 17,3 cm. Bom estado geral. Lisboa, 1976.

Preço: 12 euros.


 


MEMÓRIAS DE UM POLÍCIA PORTUGUÊS


ANTÓNIO AUGUSTO AFONSO


Brochado. lustrado com diversas fotografias extra-texto, a preto e branco, em papel couché. 160 páginas. 20,5 x 14,5 cm. Assinatura de posse na página de rosto. Uma ou outra pequena mancha perdida no miolo. Bom estado geral. Lisboa: Cronos Publicações, [19 de Abril] de 1973.

Preço: 20 euros.


 


CRIMINOSOS LOUCOS

A CRIMINOLOGIA MODERNA
A MEDICINA LEGAL PORTUGUÊSA
AS BASES D’UMA REFORMA

PAULO OSÓRIO


Brochado. 113,(3) páginas. 19 x 12,2 cm. Exterior danificado: capa frontal com garatujas manuscritas (a prática de uma assinatura, uma data em 1908, o início de uma carta…), aparentemente por um único punho, e em todas as direcções; e lombada com faltas de papel. Miolo no geral limpo. Porto: Empreza Literária e Typographica, 1906.

Preço: 12 euros.


 


O PROBLEMA PRISIONAL PORTUGUÊS


ESTUDO ELABORADO PELA DIRECÇÃO-GERAL DOS SERVIÇOS PRISIONAIS EM CUMPRIMENTO DO DESPACHO DE S. EX.ª O MINISTRO DA JUSTIÇA DE 14 DE SETEMBRO DE 1955

Inclui diversas tabelas e quadros, e um mapa desdobrável (60 x 37 cm), com a localização de cadeias comarcãs e julgados municipais em todo o continente e ilhas.

Brochado. 168,[1] páginas. 24,8 x 18,7 cm. Capas e cantos exteriores do corte do miolo com manchas. Miolo no geral limpo. Caxias: Escola Tipográfica do Reformatório Central de Lisboa Padre António de Oliveira, 1956.

Preço: 25 euros.


 


ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE
DESVIOS DELINQUENCIAIS DA JUVENTUDE


LUÍS DE PINA


Conferência realizada na sessão cultural da Juventude de Cristo-Rei (S. Domingos, Porto), em 30 de Dezembro de 1961, ampliada com algumas considerações referentes às novas disposições legais sobre os Serviços Tutelares de Menores em Portugal e a outros temas e estudos correlativos.

Por Luís de Pina, professor da Faculdade de Medicina do Porto e director do Instituto de Criminologia do Porto. 51+(1) páginas. 24,1 x 16,2 cm. Bom estado. Assinatura na capa. Porto: Trabalhos do Instituto de Criminologia do Porto, 1962.

Preço: 14 euros.


 


OS ROMANOS EM TRÁS-OS-MONTES

(202 a.C  a 409)

LUÍS MADUREIRA


Capítulos sobre Chaves, Montalegre, Vila Pouca de Aguiar, Vila Real e Moncorvo. Ilustrado no texto com inscrições romanas e em extra-texto (couché) com fotografias a preto.

Encadernação moderna sintética, em muito bom estado de conservação. Com capas de brochura. 202,(6) páginas. 19,8 x 12,5 cm. Miolo amarelecido. Porto: Editora Livraria Progredior, 1962.

Preço: 40 euros.


 


FILOSOFIA


ANTERO DE QUENTAL


Organização, introdução e notas de Joel Serrão. Inclui o texto O Futuro da Música, de 1866.

Concepção gráfica de Sebastião Rodrigues. Volume brochado. 271,(4) páginas. 24 x 16 cm. Mínimo desgaste exterior. No geral, bom exemplar. Volume III das Obras Completas de Antero de Quental, publicadas pela Editorial Comunicação / Universidade dos Açores, Lisboa, 1991.

Preço: 17 euros.


 


PROSAS SÓCIO-POLÍTICAS


ANTERO DE QUENTAL


Publicadas e apresentadas por Joel Serrão. Inclui o texto Causas da Decadência dos Povos Peninsulares (pp. 255-296).

Volume brochado. 481,(5) páginas. 24 x 15 cm. Bom estado. Colecção Pensamento Português. Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 1982.

Preço: 17 euros.


 


ANTERO DE QUENTAL

SUBSÍDIOS PARA A SUA BIOGRAFIA

JOSÉ BRUNO CARREIRO


Obra completa em dois volumes, com dedicatória do autor, datada de «Ponta Delgada / Maio de 1955», no ante-rosto do primeiro volume.

Volumes brochados, ilustrados com fac-similes e inúmeras fotografias em extra-texto couché. XXXVI+465 e 434 páginas. 24,5 x 17 (x 5,5) cm. Conjunto em bom estado geral, com pequenos defeitos: capa do primeiro volume com zona de alteração de cor devido a exposição solar, e pequenas manchas; vincos de leitura leves, nas lombadas. Edição do Instituto Cultural de Ponta Delgada, Lisboa, 1948.

* Contém ainda uma página recortada do jornal Público de domingo, 28 de Janeiro de 2007, com a coluna de Mário Mesquita, Palcos de Discórdia, sobre José Bruno Carreiro, «o açoriano universal» — na qual é citada uma frase de Onésimo Teotónio de Almeida, que caracteriza o exaustivo empreendimento anteriano de Carreiro como «a melhor biografia portuguesa».

Preço: 75 euros.


 


WO³ — A FEBRE DO VOLFRÂMIO


TENENTE MARTINEZ DE LIMA


Conto relativo à antiga exploração minéria na zona do Mosteiro de Tibães. Com dezenas de anúncios publicitários, ao longo do texto e capas. Ilustração de Álvaro Campos. Brochado. 22,(2) páginas. 20,5 x 14,5 cm. Bom estado. Invulgar. Colecção Novelas, Contos & Reportagens, vol.2. Impresso na Tipografia “Marca”. Edição do Autor, Porto, 1953.

Preço: 20 euros.


 


MONOGRAFIA DE GUIMARÃES E SEU TERMO


ANTÓNIO LINO


Exemplar com dedicatória do autor, datada do ano de publicação, para o «artista e amigo» José de Castro.

Volume monográfico — Prémio Amaro da Costa (1983) — e autobiográfico, com dezenas de ilustrações, fotografias e mapas, no texto e extra-texto, a preto e a cor, a maioria da autoria de António Lino.

Brochado. 298,[40] páginas. 24,3 x 16,5 cm. Impresso em couché. Bom estado. Lisboa: Instituto Fontes Pereira de Melo, 1984.

Preço: 60 euros.


 


GUIMARÃES

GUIA DE TURISMO


ALFREDO GUIMARÃES


Detalhado guia de Guimarães, publicado por altura do centenário da elevação a cidade. Ilustrado com inúmeras fotografias e desenhos, vegetais e desdobráveis. Gravuras de Marques de Abreu. Colaboração fotográfica de Américo Teixeira Lopes, Amílcar Lopes, Armando Teixeira de Faria, Domingos Alves Machado e Marques Abreu, Foto-Cine e Fotografia Alvão.

2ª edição (5º milhar). Brochado. 206+(5) páginas. 18,5 cm x 12,5 (x 2,8) cm. Impresso em papel couché. Capa e guardas com pequenas manchas. Miolo limpo. Guimarães: Câmara Municipal de Guimarães, 1953.

Preço: 30 euros.


 


O CÁLICE GÓTICO DO MOSTEIRO DE SÃO TORCATO


ALFREDO GUIMARÃES


Ilustrado com desenhos de Augusto Gomes e Joaquim Teixeira; aguarelas de João Jorge Maltieira; e fotografias de Alvão e António de Sousa Lima.

Inclui os estudos: «O Cálice Gótico do Mosteiro de São Torcato» — «A Escultura em Guimarães – Santa Margarida» — «Os Novos Frescos de Cerzedelo» — «Bordado Artístico do Egipto Cristão» — «Duas Obras da Escola de Bolonha».

In-fólio de 74+(10) páginas e 31,5 x 24,5 cm. Ilustrado com extra-textos. Exemplar estimado. N.º 3 da Colecção de Estudos do Museu Alberto Sampaio. Colaboração entre a Câmara Municipal de Guimarães, o Instituto para a Alta Cultura e a Junta de Província do Minho. Impresso na Litografia Nacional, Porto, 1953.

Preço: 30 euros.