LÍRICA AMOROSA ALEMÃ MODERNA


versões portuguesas de
PAULO QUINTELA


Como explica a nota introdutória, este conjunto de traduções nasce de uma visita que nunca aconteceu, a da poetisa alemã Marie Luise Kaschnitz a Coimbra, em 1972.

Traduções de Paulo Quintela, de: Rainer Maria Rilke, Hans Magnus Enzensberger, Karl Krolow, Erich Fried, Ingeborg Bachmann, Nelly Sachs, Heinz Piontek, Wolfgang Weyrauch, Paul Celan, Max Holzer, Rafael Alberti (com a tradução alemã de Kaschnitz), Eugen Gomringer, e uma «breve antologia» (18 poemas) de Marie Luise Kaschnitz.

80 páginas. 21,6 x 14,8 cm. Capa com alteração de cor parcial. Miolo limpo. Colecção Cancioneiro, série Antologia, Coimbra: Vértice, 1978.

Preço: 17 euros.



A ASCENSÃO DE JOANINHA


GERHART HAUPTMANN


Título completo: A Ascensão de Joaninha. Sonho Dramático em Dois Actos. Tradução, prefácio e notas de Paulo Quintela. 2.ª edição, bilingue, seguida de um apêndice «que é, de certa maneira, a recuperação parcial da homenagem prestada em Portugal a Gerhart Hauptmann na passagem do centenário do seu nascimento em Novembro de 1962» [do prefácio].

Contém 3 reproduções fotográficas a preto-e-branco, em extra-texto: Hauptmann; uma cena do espectáculo no TNDMII, com Palmira Bastos e Maria Lalande, na temporada 1943-44; e a reprodução de uma gravura de Käthe Kollwitz. Brochado. 240+(6) páginas. 19,6 x 13,4  cm. Bom estado de conservação. Coimbra: Almedina, 1967.

Preço: 15 euros.



POEMAS


NELLY SACHS


Versão portuguesa e nota introdutória de Paulo Quintela. Brochado. 22 páginas. 22 x 16,5 cm. Bom estado de conservação. Separata do nº 230 de Vértice, Novembro de 1962. Coimbra: Vértice, 1963.

Preço: 12 euros.



ESPECTÁCULO DE HOMENAGEM DO TEATRO
AO DOUTOR PAULO QUINTELA


TEUC


Prospecto com o programa e os intervenientes do espectáculo de homenagem do Teatro dos Estudantes da Universidade de Coimbra a Paulo Quintela, levado à cena em Coimbra, a 26 de Março de 1955. Peças de Raúl Brandão (O Avejão), Gil Vicente (Auto da Feira) e Goethe (Prometeu). 4 páginas. 21,6 x 15,5 cm. Bom estado de conservação. Tiragem de 350 exemplares. Impresso em Coimbra, 1955.

Preço: 10 euros.


 

Coristas — 1941

[17Ago20]

cori1


CORISTAS

Comédia em 3 Actos

ARMANDO VIEIRA PINTO


O autor [Viana do Castelo, 1906 – Lisboa, 1964] foi jornalista, dramaturgo, letrista de fado, argumentista, realizador.

Antecede a peça com um prefácio sobre o processo de escrita de teatro, o público e a crítica. Segue-se a lista das personagens e actores que as representaram na noite de estreia a 27 de Março de 1942, no Teatro Nacional D. Maria II.

Exemplar com assinatura de posse, a lápis, datada, de José Palla e Carmo [o “humorista” José Sesinando], que sublinhou a seguinte passagem do prefácio (pág. 7):

Para que de uma obra risonha possam tirar-se conclusões sérias, são necessários um certo poder de raciocínio imediato e um profundo sentido do humor. Nem uma nem outra destas qualidades, infelizmente, são peculiares ao nosso público.

Na (colecção) Biblioteca Teatral “Teatro do Povo”. Desenho da capa não assinado. 173 páginas. 18,5 x 13 cm. Lombada amarelecida e corte superior das folhas escurecido. Miolo limpo. Porto: Livraria Tavares Martins, 1941.

Preço: 15 euros.