O DESTERRO DAS MANTILHAS


[ANTÓNIO JOAQUIM MESQUITA E MELO]


Anunciada a sua venda ao público nas edições d’O Correio do Porto de 19 e 20 de Dezembro de 1820 embora Inocêncio lhe atribua a data de 1821, ver I-162 e tb. VIII-186 teve por autor, sob pseudónimo, António Joaquim Mesquita e Melo, poeta natural de Avintes que à época teria cerca de 30 anos de idade. A questão das mantilhas, tema do opúsculo, é um problema coevo sobre o qual existem reflexões de Garrett e, mais tarde, também de Camilo (ver aqui).

Título completo: O DESTERRO DAS MANTILHAS : ou Exhortação em que o Poeta Gallego com rasões bem arrasoadas, mostra a necessidade de desterrar um traje, que esconde a formosura e a gentilesa das Mulheres bonitas. Porto: Na Typografia à Praça de S. Thereza, [1820].

Caderno de 8 páginas, cosido. 21,5 x 15,5 cm. Conserva, soltas, as frágeis capas de brochura originais, azuis, não impressas. Capas e miolo com variados vincos e algumas manchas.

Exemplar com assinatura de posse, no topo da primeira e na base da última página, de João Carlos Mascarenhas de Mello, n. 1860, médico-cirurgião, militar condecorado e republicano — como sub-inspector de saúde da 1.ª divisão militar, por exemplo, encontramo-lo de visita ao moderno Pavilhão Vacinogénico de Lisboa, em 1911. Mascarenhas de Melo foi, também, durante 23 anos consecutivos, presidente da assembleia geral do Sport Lisboa e Benfica, entre 1908 e 1931, e não por acaso surge homenageado na primeira página do primeiro número do boletim oficial do clube, em 1927, sendo então o sócio n.º 10.

Muito invulgar.

Preço: 65 euros.



 


EXPEDIÇÕES CIENTÍFICO-MILITARES
ENVIADAS AO BRASIL


SOUSA VITERBO


Primeira reunião deste importante conjunto de cerca de 164 biografias, e bibliografias — de cientistas, arquitectos, cartógrafos, desenhadores, engenheiros, fortificadores e naturalistas portugueses ou que, ao serviço de Portugal, trabalharam no Brasil —, inicialmente publicadas dispersas na Revista Militar, entre 1893 e 1895.

Coordenação, aditamentos e introdução de Jorge Faro. Em 2 volumes, de 175 + 142 páginas, e 18 x 13 (x 2) cm. Ambos os volumes com o miolo limpo, e as capas e lombadas com pequenas manchas e marcas superficiais de bicho de papel. Impressos na Neogravura, Lisboa, para as Edições Panorama, em 1962.

Preço: 25 euros.


 


O BRASIL DE HOJE


MAJOR ALEXANDRE DE MORAIS


Homem do Regime — autor do Manual do Legionário, do Manual da Mocidade Portuguesa, ou de um volume de crónicas militares da Guerra Civil de Espanha (vista pelo prisma franquista) — Alexandre de Morais retrata nesta obra o Brasil da época (início da década de quarenta), nos seus aspectos geográficos, históricos, políticos, económicos, militares (e beligerantes). O mote parece ter sido a entrada do Brasil na II Guerra Mundial, contra a Alemanha e a Itália, por força dos ataques infligidos pelos países do Eixo à frota mercante brasileira.

Obra completa em 2 volumes, ilustrados com fotografias, tabelas e mapas, de 244 e 286 páginas (maioria por abrir), e 19 x 13 (x 4) cm. Capas com pequenas manchas, lombadas amarelecidas, miolo de ambos os volumes limpo. Lisboa: Edições Universo, 1943.

Primeiro volume autografado pelo autor com dedicatória ao «velho e querido amigo» Andrade e Sousa.

Preço: 25 euros.


 


A PROPÓSITO DE TEATRO

ALGUMAS CONSIDERAÇÕES OPORTUNAS OFERECIDAS
À INTELIGÊNCIA E REFLEXÃO DE TODOS OS
HOMENS DE BOA VONTADE


JOSÉ GAMBOA


Ensaios sobre teatro, dramaturgia, crítica, o Conservatório, os repertórios, a imprensa, e outros temas (inclui «O teatro e futebol como elementos de educação»). Vide índice nas fotografias. Exemplar assinado com dedicatória ao cineasta Baptista Rosa. Manuseado. Sólido. Com uma mínima falta de papel na contracapa. 425-(4) páginas. 19,2 x 12,5 cm. Lisboa: edição do autor, 1949.

Preço: 18 euros.


 


COMO ME DOMINEI PELA AUTO-SUGESTÃO CONSCIENTE


ADONAI DE MEDEIROS


Palestras. 1.ª edição portuguesa. Brochado. 76-(4) páginas (por abrir). 20 x 14 cm. Bom estado. Depositária: Tertúlia Edípica. Lisboa: edição do autor, 1972.

Preço: 14 euros.


 

  • Nunca se deve perseguir afoitamente outro carro, na certeza de que onde ele passa, podereis passar também, visto que um veículo que se dirige em sentido contrário pode por ele, ser evitado, sem que vos aconteça o mesmo.
  • Um rebentamente de pneu é raras vezes perigoso se não travais, manobrando seguramente o volante. Qual é a melhor maneira de assim proceder? Volante bem seguro, unhas para cima e braços encostados ao tronco para maior firmeza.
  • Acima de tudo, aprendei a «manobrar». Aquele que no momento culminante não sabe agir com serenidade e precisão, não é um condutor seguro. Este deve conhecer bem o carro e efectuar as manobras instintivamente.
  • Não procureis nunca assombrar os passageiros com a vossa perícia: pelo contrário, esforçai-vos para que eles se mantenham absolutamente tranquilos.


BREVES INSTRUÇÕES DE MECÂNICA E CONSELHOS PARA CANDIDATOS A CONDUTORES DE AUTOMÓVEIS


BERNARDO DIAS


2.ª edição, refundida, aumentada e ilustrada com gravuras e o esquema da nova sinalização [1933]. Agrafado. 17 x 12 cm. 24 páginas + 2 estampas extra-texto, a cor, com sinais de trânsito e publicidade. Cartão de antiga escola de condução no interior. Usado. Miolo com manchas. Texto com pontuação algo anárquica. Impresso em Lisboa, na Tip. Moderna.

em conjunto com:

O EXAME. Prova Teórica para Condutores de Automóveis. Por José de Campos e Alexandre Campos. Ilustrado. Brochado. 80 páginas. 17 x 12 cm. Com sublinhados a vermelho. Lisboa: Edições Lane, 1971.

Preço (do conjunto): 12 euros.


 


A CURA EM VICHY

CONSIDERAÇÕES ACTUAIS

Pequeno folheto de divulgação termal/turística, da zona de Vichy, com análise química das águas e recomendações práticas para diferentes questões de saúde. Sem menção de editor, mas com a última página contendo publicidade a actividades comerciais (locais) relacionadas com a exportação das aguas e productos: sal, pastilhas e comprimidos «Vichy-Etat». Agrafado. 16 páginas. 21 x 13 cm. Capa com duas anotações numéricas coloridas. Bom estado. Lisboa: [Casa Portuguesa], 1931.

Preço: 8 euros.


 


PORTUGAL E A GRÉCIA


MANUEL BERNARDES BRANCO


Brochado. 62 páginas. 16,5 x 11 cm. Amarelecido. Bom estado geral. Na Bibliotheca do Povo e das Escolas, 24.ª série, número 185, da Companhia Nacional Editora, sucessora de David Corazzi e Justino Guedes, Lisboa, 1890.

Preço: 10 euros.


 


EVOLUÇÃO SOCIAL


PAULO DE BARROS


Discurso Pronunciado no «Grémio de Instrução e Recreio», de Bragança, na noite do dia 26 de Maio de 1881. Nota manuscrita (pelo autor?) à cabeça: «Ex.mo Sr. Alferes M.el Rodrigues».

Brochado. 48 páginas. 22 x 14 cm. Manuseado. Capa com pequenas manchas. Lombada com algumas falhas de papel. Mantém-se um exemplar interessante. Porto: Real Typographia Lusitana, 1881.

Preço: 18 euros.


 


ETNOGRAFIA TRANSMONTANA


ANTÓNIO LOURENÇO FONTES


Obra completa em 2 volumes. Volume I: CRENÇAS E TRADIÇÕES DE BARROSO. Volume II: O COMUNITARISMO DE BARROSO. Ilustrados com fotografias e desenhos.

3.ª edição. Brochados. 232+226 páginas. 21 x 14 [x 2,5] cm. Bom estado. Colecção Coisas Nossas, n.º 11 e n.º 12. Lisboa: Editorial Domingos Barreira, 1992.

Preço: 30 euros.


ÍNDICE:

 


VILARINHO DA FURNA

UMA ALDEIA COMUNITÁRIA


JORGE DIAS


Reedição de um estudo seminal, «reprodução fac-similada da 1.ª edição de Vilarinho da Furna publicada pelo Centro de Estudos de Etnologia Peninsular do Instituto para a Alta Cultura — 1948.»

Nota preliminar e prefácio de Orlando Ribeiro. Cancioneiro de Margot Dias. Desenhos de Fernando Galhano. Ilustrado com fotografias, desenhos e mapas.

2.ª edição (nesta editora). Brochado. 307-(13) páginas. 24 x 15 cm. Bom estado. Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 1983.

Preço: 24 euros.


 


ACTIVIDADE VULCÂNICA DO FAIAL
1957-1967


FREDERICO MACHADO
VICTOR HUGO FORJAZ


Uma década de estudo após a erupção de 1957-1958. Com dezenas de fotografias, a preto e branco e a cores, algumas de página inteira, e diversas plantas e mapas, alguns desdobráveis.

Brochado. 21,5 x 15,5 cm. 82 páginas + 32 inúm., ilustr. Em bolsa na contracapa, uma carta geológica desdobrável (56 x 29 cm) do sistema vulcânico Faial – Pico – S. Jorge. Edição da Comissão Regional de Turismo da Horta, Porto, 1968. Bom estado, embora a capa apresenta sinais marginais de manuseio.

Preço: 24 euros.


 


SUBSÍDIOS PARA O

INVENTÁRIO ARTÍSTICO DOS AÇORES


FRANCISCO ERNESTO DE OLIVEIRA MARTINS


Igreja a igreja, casa a casa… Primeiro tentame sistemático de um inventário histórico-global da arte e do artesanato no arquipélago: mobiliário, pintura, escultura, arquitectura religiosa, civil e militar, faiança, porcelana, marfim, colchas e bordados, etc.

Catálogo em papel couché, ilustrado com centenas de fotografias da autoria de Francisco Reis Maduro Dias, Guillon, João Soares de Ávila, José Leite, Mário Corvelo de Freitas, Norberto Ávila, Veríssimo Salvador, Foto Iris e Foto Nóbrega.

Brochado. 449 páginas. 29,5 x 21 cm. Capa frontal com pequenas falhas de verniz  nas margens superior e inferior. Lombada com ténues vincos de leitura. Miolo limpo. Mantém-se um bom exemplar. Angra do Heroísmo: Secretaria Regional de Educação e Cultura / Direcção Regional dos Assuntos Culturais, 1980.

Figura no rosto dedicatória-autógrafa de Francisco Ernesto de Oliveira Martins, acompanhada de um postal-convite, para o casamento de uma familiar, ilustrado com um par de bonecos de trapos (noivos) da colecção pessoal do autor.

Preço: 50 euros.


 


JOSÉ DO CANTO

SUBSÍDIOS PARA A HISTÓRIA MICAELENSE

(1820-1898)

FERNANDO AIRES DE MEDEIROS SOUSA


Biografia. Com a transcrição de inúmeras cartas. Brochado. 396 páginas. 23 x 16 cm. Capa manchada. Interior limpo — embora haja uma pequena assinatura de posse a um canto da página de guarda. Mantém-se um exemplar interessante. Ponta Delgada: Universidade dos Açores, 1982.

Preço: 25 euros.


 


HISTÓRIAS À MARGEM DE UM SÉCULO DE HISTÓRIA


F. KEIL DO AMARAL


Livro de “memórias da família” do arquitecto Francisco Keil do Amaral (1910-1975), publicado na Biblioteca de Estudos sobre a Sociedade e a Cultura Portuguesas, secção I, n.º 6, da editora Seara Nova, Lisboa, 1970. Capa de Guilherme Lopes Alves. 242 páginas. 22 x 14 cm. Bom estado geral.

Assinado pelo autor com dedicatória datada de 1970.

Preço: 25 euros.


 


SUBSÍDIOS PARA O CONHECIMENTO DA ILHA DA MADEIRA, COLIGIDOS NO ELUCIDÁRIO MADEIRENSE, E ILUSTRADOS POR PITUM, EM 1969


PITUM KEIL DO AMARAL


Prefácio do autor, Francisco Pires Keil do Amaral (Pitum). Com dezenas de ilustrações de página inteira. Brochado. 106-(6) páginas. 22 x 17 cm. Capa com pequenos defeitos e um rabisco de esferográfica, pouco incomodativo. Miolo limpo. Mantém-se um bom exemplar, de uma obra invulgar [e cujo contexto o autor explicou aqui]. Funchal: Edição do autor, 1970.

Preço: 35 euros.


 


RIFONEIRO PORTUGUÊS


PEDRO CHAVES


2.ª edição, com «mais 3000 rifões» relativamente à primeira. Prefácio do autor inclui o prefácio da primeira edição. Brochado. 452 páginas. 20 x 13 cm. Marcas de uso ligeiras. Bom estado geral. Colecção Folclore e Pedagogia, n.º 3. Porto: Editorial Domingos Barreira, [1945].

Preço: 30 euros.


 


FALARES DA ILHA

DICIONÁRIO DA LINGUAGEM POPULAR MADEIRENSE


ABEL MARQUES CALDEIRA


2.ª edição, com cerca de 1000 novos vocábulos e expressões. Prefácio de Emanuel Paulo Ramos e estudo linguístico de José Neves Henriques. Brochado. 248 páginas. 20,5 cm x 14,5 cm. Capa com ligeiras marcas de uso. Bom estado geral. Funchal (Madeira): Editorial Eco do Funchal, 1993.

Preço: 18 euros.


 


O REGIMENTO DE FORTIFICAÇÃO DE D. SEBASTIÃO
(1572)
E A CARTA DA MADEIRA DE BARTOLOMEU JOÃO
(1654)


RUI CARITA


Por outro lado, este trabalho de História Regional, debruçando-se sobre o Regimento de Fortificação de D. Sebastião de 1572, encontra-se de alguma forma ligado também ao edifício do colégio dos Jesuítas, mandado construir pelo mesmo rei e cuja traça deve ser, pelo menos em parte, da autoria do então Mestre das Obras Reais, Mateus Fernandes, igualmente responsável pela fortificação da Ilha, nestes finais do séc. XVI e o executor do regimento de que trata este trabalho.
[da Introdução]

«Trabalho para a Cadeira de História Moderna de Portugal, Faculdade de Letras de Lisboa, Curso de História, Professor Doutor Francisco Sales Loureiro.» Apresentação de Eduardo António Brazão de Castro (Secretário Regional da Educação). Brochado. 172-(4) páginas. 23,5 x 16,5 cm. Bom estado. Funchal: Centro de Apoio Universitário do Funchal, 1984.

Preço: 20 euros.


 


PEIXES DA MADEIRA


ADÃO A. NUNES


1.ª EDIÇÃO. Inclui «Vocabulário» e XXV estampas em couché, a cor, no final. Brochado. 274-(10)-[XXVI]-(2) páginas. 23 x 16 cm. Mínimas marcas de uso: etiqueta de biblioteca pessoal no pé da lombada e marca marginal de “peixe de prata” no topo da capa e base da contracapa (e nesta pontuam duas pequenas falhas de papel junto à margem, pouco visíveis). Miolo no geral limpo, com manchas leves apenas em uma ou outra estampa, que não tocam a ilustração. Mantém-se um bom exemplar. Edição da Junta Geral do Distrito Autónomo do Funchal, Ilha da Madeira, 1953.

Preço: 80 euros.


 


TERRA ATLÂNTIDA

IMPRESSÕES DA MADEIRA


EDMUNDO TAVARES


Exemplar assinado pelo autor com dedicatória a Alberto José Pessoa, de arquitecto para arquitecto, datada de 1950.

Ilustrado. Brochado. 107 páginas. 24,3 x 16,5 cm. Capa com ligeiro desgaste nas margens, e lombada amarelecida. No geral, um bom exemplar, com uma dedicatória invulgar. Lisboa: Bertrand (Irmãos) Lda., 1948.

Preço: 35 euros.



TRATADO COMPLETO DO JOGO DAS DAMAS CLÁSSICAS


HENRIQUE DA CUNHA


Com um prefácio sobre «A Ciência e o Azar» do eminente cientista Dr. Martins Oliveira. 3.ª edição. Ilustrado. Brochado. 191 páginas. 19,2 x 12,7 cm. Bom estado. Porto: Livraria Progredior, 1962.

Preço: 18 euros.


 


HOSPITAL NO ESPAÇO
MÉDICO ESPACIAL
A GRANDE OPERAÇÃO


JAMES WHITE


«A Grande Operação é o último volume da trilogia de James White, formada também por Hospital no Espaço Médico Espacial (…). Mais uma vez, o cenário é o Hospital Geral do Sector Doze da Galáxia, uma enorme estrutura, com centenas de pisos, construída no espaço. na periferia galáctica, e onde são reproduzidos os ambientes de centenas de mundos da Federação, habitados por seres inteligentes (…) É uma novela do futuro — de um futuro distante. Mas é também um prodígio de engenho e lógica, em que o Médico-Chefe Conway e o Major O’Mara, mais uma vez, são os símbolos da inventiva de um autor ímpar, quer na sua originalidade, quer num impecável manejo da ciência e da técnica. Esclareça-se que James White é, ele próprio, um médico, e compreender-se-á muito do que se lê nas suas novelas.» [introd. p.5 n.º223]

Colecção Argonauta n.º 214, n.º 220 e n.º 223 [v. fich. JV]. Títulos originais: Star Surgeon — Major Operation — Hospital Station. Traduções de Eurico da Fonseca. Capas de Lima de Freitas. 199-(9), 216-(8) e 207-(9) páginas. 16 x 11 (x 4,5) cm. Em bom estado. Lisboa: Livros do Brasil, [1975].

Preço (do conjunto): 22 euros.



O MUNDO DO ABISMO


JAMES WHITE


Título original: The Watch Below. Colecção Argonauta n.º 175 [v. fich. JV].

Tradução de Eurico da Fonseca. Capa de Lima de Freitas. Com 227+(13) páginas, e 16 x 11 cm. Em bom estado geral, com mínimas marcas de uso na capa. Lisboa: Livros do Brasil, [1972].

Preço: 8 euros.



PRISÃO ABERTA


JAMES WHITE


Título original: Open Prison. Colecção Argonauta n.º 181 [v. fich. JV].

Tradução de Eurico da Fonseca. Capa de Lima de Freitas. Com 184+(8) páginas, e 16 x 11 cm. Em bom estado geral, com leve vinco de leitura na lombada. Lisboa: Livros do Brasil, [1972].

Preço: 7 euros.



O AMANHÃ ESTÁ MUITO LONGE


JAMES WHITE


Título original: Tomorrow is Too Far. Colecção Argonauta n.º 208 [v. fich. JV].

Tradução de Eurico da Fonseca. Capa de Lima de Freitas. Com 202+(6) páginas, e 16 x 11 cm. Em bom estado geral, com mínimas marcas de uso na capa. Lisboa: Livros do Brasil, [1974].

Preço: 7 euros.


 

 


MYRTIS ET KORINNA


WILLIAM RITTER


Novela. William Ritter (1867-1955), nascido em Neuchâtel, amigo de Mahler, estudou em Viena e foi escritor, pintor, crítico de arte e crítico musical. Ilustrações de Antoine Calbet. Collection Lotus Alba, para bibliófilos. Estimado. Com (14)-90-(6) páginas, e 14,5 x 7 cm. Paris: Librairie Borel, 1898.

Um centauro apaixona-se por uma jovem rapariga…



LA GUERRE DES DIEUX


PARNY


Poesia. Originalmente publicado em 1799, com autoria de Évariste Parny (1753-1814). Dois volumes encadernados num único, com capas de brochura. Assinatura de posse de Alberto Cupertino Pessoa, professor de Medicina na Universidade de Coimbra, em letra muito miúda, em ambas as páginas de ante-rosto. Ilustrado com gravuras e vinhetas, sem autoria atribuída, embora assinadas. 128+128 páginas. 14 x 9 cm. Capas de brochura manchadas, miolo não tanto. Não aparado. Colecção Petite Bibliothèque Diamant. Paris: L. Boulanger, [s.d.].



LA NONNE ALFEREZ


JOSÉ-MARIA DE HEREDIA


Romance. Primeira edição. Heredia nasceu em Cuba em 1833 e naturalizou-se francês em 1893. Ilustrações de Daniel Vierge, gravadas por Privat-Richard. Encadernado com capas de brochura. Monograma do arquitecto Alberto José Pessoa, filho do professor Alberto Cupertino Pessoa (↑) na página de rosto. Com viii-175 páginas, e 14,5 x 9 cm. Colecção Lemerre Ilustrée. Bom estado, mas com a capa de brochura manchada. Não aparado. Paris: Alphonse Lemerre, 1894.




[Colecção de 3 mini-livros eróticos] — 1894-1898


Colecção “familiar” estimada de três diferentes obras eróticas publicadas em França no final do século XIX — mais valiosa a de Herédia — um conjunto uno de robustas e suaves encadernações inteiras de pele com nervos nas lombadas, cada uma de sua cor e todas no mesmo estilo, com o selo do encadernador Raúl de Almeida (Lisboa).

Preço (do conjunto dos 3 livros): 65 euros.


 


FARSA DO ADVOGADO PATHELIN


[AUTOR ANÓNIMO DO SÉCULO XV]


«No vasto corpo da dramaturgia francesa da Idade Média, entre os milagres e os mistérios de inspiração e origem litúrgicas, os jogos e as soties de natureza profana, um texto se destaca, unânimemente saudado pela crítica como a obra-prima do teatro cómico francês anterior a Moliére: a Farce de Maitre Pierre Pathelin, escrita entre 1464 e 1469 por um autor cuja identidade se desconhece.» [p.3]

Versão de Léon Chancerel. Adaptação portuguesa, e nota introdutória, de Luiz Francisco Rebello. 26 páginas. 22,5 x 16 cm. Bom estado. Separata do n.º 279 da revista Vértice, Coimbra, Dezembro de 1966.

Preço: 12 euros.


 


RESIDÊNCIA SECUNDÁRIA E ESPAÇO RURAL

DUAS ALDEIAS NA SERRA DA LOUSÃ: CASAL NOVO E TALASNAL

FERNANDA DELGADO CRAVIDÃO


Capa de Fernando Coroado. Ilustrado com fotografias (a preto) e mapas. Brochado. 90-(4) páginas. 24,2 x 17 cm. Manuseado. Colecção Estudos, n.º 10, do Gabinete de Publicações da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, 1989.

Preço: 12 euros.


 


GRUTAS ARTIFICIAIS DE SÃO PEDRO DO ESTORIL


VERA LEISNER
AFONSO DO PAÇO
LEONEL RIBEIRO


Ilustrado com inúmeros desenhos no texto, 4 mapas desdobráveis e XXVIII lâminas fotográficas. Brochado. 78-[4]-[LXVI] páginas. 32,5 x 23,5 cm. Bom estado. Obra publicada com o patrocínio da Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, 1969.

Preço: 40 euros.


 


LES MONUMENTS PRÉHISTORIQUES
DE PRAIA DAS MAÇÃS ET DE CASAINHOS


VERA LEISNER
G. ZBYSZEWSKI
O. DA VEIGA FERREIRA


Com dedicatória manuscrita, a um colega arqueólogo, de Octávio da Veiga Ferreira. Ilustrado com desenhos, no texto, e XVIII lâminas fotográficas. Texto em francês. Brochado. 100-[36]-(4) páginas. 32,5 x 23 cm. Bom exemplar. Colecção Memória dos Serviços Geológicos de Portugal, n.º 16 (Nova Série). Lisboa: Direcção-Geral de Minas e Serviços Geológicos, 1969.

Preço: 40 euros.


 


OSSÓNOBA

O PROBLEMA DA SUA LOCALIZAÇÃO

ABEL VIANA


Ilustrado com fotografias e desenhos. 40-(2) páginas. 22,7 x 15,8 cm. Com duas pequenas etiquetas de biblioteca pessoal na capa. Bom estado. Separata do volume LXII da Revista de Guimarães, Guimarães, 1952.

Preço: 15 euros.


 


RESTOS DE OSSÓNOBA,
NO LARGO DA SÉ, EM FARO


ABEL VIANA


Separata dos n.ºs 39 a 46 da Revista do Sindicato Nacional dos Engenheiros Auxiliares, Agentes Técnicos de Engenharia e Condutores, Lisboa, 1949. Com várias fotografias e desenhos do autor, e algumas fotografias de Mário Lyster Franco. 36 páginas. 24 x 18,5 cm. Bom estado. Impresso na Tipografia das Avenidas, em Lisboa.

Preço: 15 euros.


 


PRÉ-HISTÓRIA DA ÁREA DE SINES

TRABALHOS ARQUEOLÓGICOS DE 1972-77

CARLOS TAVARES DA SILVA
JOAQUINA SOARES


Capítulos sobre Marisqueiros e Caçadores do Mesolítico (habitats, indústria lítica, aspectos económico-sociais e integração cultural e cronológica), as Primeiras Comunidades Neolíticas (povoados, cerâmica, etc.), Construtores de Megálitos (especial atenção ao monumento megalítico da Palhota), os Inícios da Metalurgia, os Cemitérios de Cistas da Idade do Bronze e o Povoamento da Área de Sines durante a Pré-História.

Álbum brochado, ilustrado com fotografias, desenhos e mapas; alguns dos quais desdobráveis. Capa e orientação gráfica de Mário Pacheco. 231 páginas. 28 x 21,5 cm. Bom estado geral. Possui assinatura de posse e algumas notas manuscritas, que corrigem passagens ou questionam termos usados, valorizando o exemplar. Lisboa: Gabinete da Área de Sines, 1981.

Preço: 27 euros.



AS ESTAÇÕES DA VIDA


AGUSTINA BESSA-LUÍS


Fotografias de Jorge Correia Santos. Álbum ilustrado. 154 páginas. 30 x 25 cm. Cartonagem editorial com sobrecapa. Bom estado. Lisboa: Quetzal Editores, [Outubro de] 2002.

Preço: 45 euros.


 


AZULEJOS NO METROPOLITANO DE LISBOA


JOÃO CASTEL-BRANCO PEREIRA


Artistas representados: Maria Keil, Rogério Ribeiro, Maria Helena Vieira da Silva, Rolando Sá Nogueira, Júlio Pomar, Manuel Cargaleiro, Eduardo Nery.

Álbum ilustrado. 114 páginas. 29 x 22,5 cm. Encadernação editorial em tela, com sobrecapa. Bom estado. Edição do Metropolitano de Lisboa, em 1990.

Preço: 27 euros.


 


LISBOA, UM PASSEIO A ORIENTE


O oriente conventual e senhorial de Lisboa, à beira das extensas obras com vista à Exposição Universal de Lisboa, poucos anos depois. Capítulos dedicados a: Convento Santos-o-Novo, Convento de Xabregas, Convento da Madre de Deus, Convento de Chelas, Convento do Grilo, Convento do Beato, Convento de Marvila, Palácio Niza, Palácio Olhão, Palácio do Grilo, Palácio da Mitra, o Núcleo Urbano dos Olivais e algumas Quintas.

Texto de J. Sarmento de Matos. Fotografias de António Sacchetti. Álbum ilustrado. 178 páginas. Oblongo. 34 x 26 cm. Encadernação editorial em tela, com sobrecapa. Bom estado. Edição Expo’98/Metropolitano de Lisboa, 1993.

Preço: 35 euros.


 


AZULEJARIA DE FACHADA NA PÓVOA DE VARZIM

(1850-1950)

SANDRA ARAÚJO DE AMORIM


Álbum ilustrado. Brochado. 175 páginas. 28 x 24 cm. Bom estado. Edição da autora, com o patrocínio da Câmara Municipal de Póvoa de Varzim. 2.ª edição (2001).

Preço: 25 euros.


 


AZULEJARIA EM PORTUGAL NO SÉCULO XVIII


J.M. DOS SANTOS SIMÕES


Volume V (e último) da colecção Corpus da Azulejaria Portuguesa. LXXIV estampas no texto. Com XVI-535 páginas, e 30,5 x 24 cm. Encadernação editorial em tela, com sobrecapa. Bom estado. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1979.

Preço: 75 euros.


 


AZULEJARIA PORTUGUESA


JOSÉ MECO


2.ª edição. Álbum ilustrado. 96 páginas. 27 x 24 cm. Cartonagem editorial com sobrecapa, em bom estado. Colecção Património Português, dirigida por Teresa Patrício Gouveia. Lisboa: Livraria Bertrand, 1985.

Preço: 25 euros.


 


O VITRAL EM PORTUGAL

SÉCULOS XV-XVI

CARLOS VITORINO DA SILVA BARROS


Com atenção aos vitrais do Mosteiro da Batalha, do Convento de Jesus (Setúbal), da Igreja Matriz de Viana do Alentejo e do Convento de Santa Clara (Vila do Conde), e referências documentais aos Mestres e Artistas que trabalharam em Portugal.

Álbum ilustrado. Cartonagem editorial com sobrecapa. 288-(4) páginas. 32 x 25 cm. Bom estado. Edição sob os auspícios do Comissariado para a XVII Exposição Europeia de Arte, Ciência e Cultura do Conselho da Europa «Os Descobrimentos Portugueses e a Europa do Renascimento», Lisboa, 1983.

Preço: 40 euros.


 


FLORA DA ESTUFA FRIA DE LISBOA


MARIA LISETE CAIXINHA


Álbum ilustrado. 143 páginas. 29 x 23 cm. Encadernação editorial em tela, com sobrecapa, em bom estado. Lisboa: Editorial Verbo, 1994.

Preço: 20 euros.


 

Jean GENET

[26Dez21]


A VARANDA


JEAN GENET


Com a introdução do autor, «Como representar A Varanda». Tradução de Armando da Silva Carvalho. Título original: Le Balcon. 274 páginas. 18,5 x 11,5 cm. Capa com manchas ligeiras. Bom estado geral. Colecção Presença / Nova Série, n.º 18. Lisboa: Editorial Presença, [Abril de] 1976.

Preço: 12 euros.



A CRIANÇA CRIMINOSA


JEAN GENET


Inclui os textos (prosa/ensaio): «A criança criminosa» [L’enfant criminel] — «A estranha palavra» [L’étrange mot d’…] — «O segredo de Rembrandt» [Le secret de Rembrandt] — «O que resta de um Rembrandt rasgado em quadradinhos muito perfeitos, que foi pela retrete abaixo» [Ce qui est reste d’un Rembrandt déchiré en petits carrés reguliers, et foutu aux chiottes] — «O funâmbulo» [Le funambule].

Tradução e prefácio de Aníbal Fernandes. Com 20,5 cm x 14,5 cm, e  91+(5) páginas. Capa sobre pintura de Augusto T. Dias. Exemplar como novo. Colecção Memória do Abismo nº 19. Lisboa: Hiena Editora, (Março de) 1988.

Preço: 12 euros.



INFERNOS

FRAGMENTOS

JEAN GENET


As páginas que vão seguir-se não foram extraídas de um poema: deveriam tender para ele. Seriam uma tentativa, ainda muito longínqua, de aproximação, se por acaso não fossem um rascunho entre muitos de um texto que será caminhada lenta, comedida, em direcção ao poema que justificará tanto este texto como o texto me justificará a vida. [nota inicial do autor]

Tradução e prefácio de Aníbal Fernandes. Título original: Fragments. Inclui Capa de Rui André Delídia sobre fotografia de Marc Barbezat [1957]. Com 87+(3) páginas. 20,5 cm x 14,5 cm. Exemplar como novo. Colecção Memória do Abismo nº 25. Lisboa: Hiena Editora, (Setembro de) 1990.

Preço: 12 euros.



GENET


YUKIO MISHIMA


seguido de O CONDENADO À MORTE de Jean GENET


Tradução, introdução e notas de Aníbal Fernandes [«(…) traduzir O Condenado à Morte propõe uma escolha entre vários abismos.»]. Capa de Rui André Delídia sobre fotografia de Raymond Voinquel. 56 +(4) páginas. 20,5 cm x 14,5 cm. Exemplar como novo. Colecção Memória do Abismo nº 10. Lisboa: Hiena Editora, (Janeiro de) 1994.

Preço: 10 euros.


 


CAPITALISMO E ESQUIZOFRENIA

DOSSIER ANTI-ÉDIPO

GILLES DELEUZE et alii


Entrevistas com Gilles Deleuze e Felix Guattari / Debate entre Gilles Deleuze e Michel Foucault / Textos de Jean-François Lyotard, Furtos e Roussilon, e Donzelot. / Correspondência entre M. Cressolle e G. Deleuze.

Tradução de José Afonso Furtado. Organização e prefácio de Manuel Maria Carrilho. Capa de Dorindo Carvalho. 232 páginas. 20,5 x 12 cm. Manuseado. Capas com manchas e um canto vincado. Lombada com ligeira descoloração. Miolo limpo e sólido. Colecção Cadernos Peninsulares – Nova Série – Ensaio, n.º 20. Lisboa: Assírio & Alvim, 1976.

Preço: 7 euros.


 

o Divino Marquês

[10Dez21]


DIÁLOGO ENTRE UM PADRE E UM MORIBUNDO


DONATIEN-ALDONSE-FRANÇOIS DE SADE


Primeira edição de um título do Marquês de Sade em língua portuguesa: um conto ultra-ateísta cuja forma de diálogo justifica uma inserção subreptícia na colecção Teatro no Bolso da Contraponto — com toda a coragem anárquica do seu editor, que o cuida de tal forma que alcança a proeza de não ser notado.

Versão portuguesa do poeta e tradutor José Manuel Simões conforme o texto editado por Jean-Jacques Pauvert em 1953. Ilustrado com um extra-texto, a par do rosto (frontispício de Man Ray) e uma vinheta de Minos, no final do texto. Com [2]+29+(3) páginas, e 16,4 x 11,8 cm. Um bom exemplar. Lisboa: Contraponto, [s.d.].

Contém um postal publicitário anunciando a publicação da obra A Pata do Pássaro Desenhou uma Nova Paisagem, de Manuel de Lima, numa tiragem de 300 exemplares numerados e assinados pelo autor, com pedidos para Galimar da Costa, Lda., na Rua do Telhal.

Preço: 35 euros.



NOVELAS


MARQUÊS DE SADE


Segunda edição de um título do Marquês de Sade em língua portuguesa. Seis novelas, precedidas de um longo (pp. 5-63) ensaio de Simone de Beauvoir, «Deve-se queimar Sade?» [no original, Faut-il brûler Sade?], e de um outro, mais curto (pp. i-xvi), de Jamil Almansur Haddad, «Sade e o Brasil». Ao longo das duas badanas (“dobras”), um texto de Lívio Xavier.

Títulos das novelas: Diálogo entre um padre e um moribundo [a única das seis já editada em português, dois anos antes, por Luiz Pacheco]; Augustine de Villeblanche ou o estratagema do amor; Eugénie de Franval, novela trágica; Miss Henriette Stralson ou as consequências do desespero; Florville e Courval ou o fatalismo; Ernestina, novela sueca.

Tradução de Augusto de Sousa. Capa de Fernando Lemos (exilado no Brasil desde 1953). Com xvi+284+(4) páginas. 21,3 x 14 cm. Pequena assinatura não autoral no topo da página inicial do texto de Haddad. No geral, um bom exemplar, de uma edição histórica e bem desenhada. São Paulo: Difusão Européia do Livro, 1961.

Preço: 35 euros.



JUSTINE

OU LES MALHEURS DE LA VERTU


SADE


A “segunda versão” de Justine, com “o” prefácio de Georges Bataille. Uma das históricas e modelares edições Pauvert do Marquês.

Com xxxvii+(2)+417+(9) páginas, e 16,3 x 12,5 cm. Capa sem manchas e com dois vincos; lombada amarelecida, com desgaste ligeiro nas arestas e vincos e deformação côncava (pouco pronunciada) de leitura [defeitos visíveis nas fotografias]. Miolo limpo, salvo iniciais de posse («A.G.») com data de Paris, Abril de 1960, no ante-rosto. No geral, um exemplar sólido e interessante.

Em Paris, pelo editor Jean-Jacques Pauvert, com diferentes referências para o ano de publicação: data de impressão no colófon, 1955; data na capa, contracapa e lombada, 1957; data no rosto, 1958.

Preço: 18 euros.



OS INFORTÚNIOS DA VIRTUDE


SADE


Título original: Les infortunes de la vertu. Tradução de Carlos Grifo. 203 páginas. 18,5 x 12 cm. Encadernação inteira de pele, com quatro nervos na lombada, em bom estado geral. Miolo limpo, aparado, e sem capas de brochura. Colecção Nova Série n.º 4. Lisboa: Editorial Presença, [D.L. 1971].

Preço: 15 euros.



SADE, MEU PRÓXIMO


PIERRE KLOSSOWSKI


« (…) um conjunto de reflexões sobre a alma de Sade e o tempo em que viveu, baseado na psicopatologia do desejo absoluto determinado pelo objecto absoluto (Deus: fundamento da alma) a que Klossowski atribui uma importância relevante na medida em que ‘a pretensão de descrever de algum modo a infelicidade da consciência de Sade’ acaba por equiparar o sadismo à não-crença, questão nuclear em toda a obra de Sade» [da badana].

Ensaio-título [citado no prefácio de David Mourão-Ferreira à Filosofia na Alcova da Afrodite] precedido de um outro, O Filósofo Celerado. Tradução de Ana Hatherly. Capa sobre um quadro de Klossowski. 148+(4) páginas. 19 x 11 cm. Bom estado. Colecção Passagens n.º 44. Lisboa: Vega, 2008.

Preço: 14 euros.



QUARTET


DE SADE


Quatro contos, traduzidos do francês por Margaret Crosland: The Mystified MagistrateAugustine de VilleblancheMiss Henrietta StralsonRetaliation. 125+(3) páginas. 17,2 x 10,7 cm. Bom estado. Colecção 2’6 n.º 1722, London: Panther Books, 1964.

Preço: 8 euros.



RENÉE PÉLAGIE,

MARQUESA DE SADE


GÉRARD BADOU


Biografia da “marquesa de Sade” (até 1790), cúmplice inexcedível em atribulados episódios da vida do esposo. Tradução de Paula Reis. Título original: Renée Pélagie, marquise de Sade. 171 páginas. 23,2 x 15,7 cm. Exemplar estimado. Colecção Vidas da editora Teorema, Lisboa, 2005.

Preço: 15 euros.



LAUTRÉAMONT ET SADE


MAURICE BLANCHOT


Dividido em duas partes: «La raison de Sade» (pp. 15 a 49), e «L’experience de Lautréamont» (pp. 51 a 188). Capa com um pormenor de uma carta de Lautréamont. 188+(4) páginas. 22 x 13,5 cm. Colecção Arguments. Bom estado. Paris: Les Editions de Minuit, 1976.

Preço: 15 euros.



O MARQUÊS DE SADE E A SUA CÚMPLICE

seguido de

PORTUGAL EM SADE, SADE EM PORTUGAL


JEAN PAULHAN


Jean Paulhan no seu melhor (finaliza com a transcrição do depoimento do autor, em tribunal, no julgamento de Pauvert), traduzido e anotado por Alberto Nunes Sampaio, seguido de «Portugal em Sade, Sade em Portugal», ensaio de António Carmo Luís [pseudónimo de Aníbal Fernandes que já não figura na segunda edição, de 2016] com digressão pelas referências a Portugal nas obras publicadas e correspondência de Sade e uma entrevista ao editor da Afrodite, Fernando Ribeiro de Mello.

Capa com pormenor de Ingres. 90+(6) páginas. 20,5 x 14,5 cm. Colecção Memória do Abismo n.º 37. Muito bom exemplar. Lisboa: Hiena Editora, 1992.

Preço: 10 euros.


 


CULTURA ESLAVA


JORGE LISTOPAD


Apontamentos das lições proferidas no Curso Livre de Cultura Eslava pelo Senhor Dr. Jorge Listopad, no ano lectivo de 1964-65, no Instituto Superior de Ciências Sociais e Política Ultramarina da Universidade Técnica de Lisboa.

Edição da Associação Académica do ISCSPU. Com índice alfabético. Uma ou outra página com sublinhados. Bom estado geral. 265 páginas. 22,5 x 16,5 cm. Encadernação sintética simples. Selo do encadernador Henry Gris, em Lisboa.

Preço: 35 euros.


 


ALGUMAS NOÇÕES ELEMENTARES DE ARQUEOLOGIA PRÁTICA


ABEL VIANA


Um manual de iniciação à prática da arqueologia na época, numa estrutura de fácil manuseio, ilustrado com dezenas de fotografias, desenhos e mapas, e pleno de referências bibliográficas.

Brochado. 211 páginas. 25 x 18 cm. Lombada bastante amarelecida e com vincos. Miolo limpo. Beja: edição do autor, 1962 [impresso em Fevereiro de 1963].

Preço: 25 euros.