VIAGEM ATRAVÉS DUNS OLHOS VERDES


URBANO RODRIGUES


Nestes agitados tempos muita gente não compreende como possa alguém dedicar-se a escrever romances. Eu entendo que a nossa vida não deve ter suspensões senão aquelas que não podemos evitar, e que trabalhar cada um serenamente no seu sector é sempre um serviço útil e digno de respeito.
Posto isto, seja-me permitido advertir o leitor amável — e esse é o fim principal destas linhas — de que encontrará adiante algumas frases e muitas palavras do árabe vulgar, cuja significação indico em chamadas ao fundo das páginas. (…) 
[início do «Esclarecimento», nota inicial do autor, pp. 5-6]

Romance. Assinado pelo autor [preso durante o sidonismo, antigo chefe de gabinete e secretário de Afonso Costa, e pai do escritor Urbano Tavares Rodrigues] com dedicatória de «muito apreço» ao «Dr. Alberto Reis». 267+(5) páginas. 20 x 12,8 cm. Lombada amarelecida. Ocasionais manchas no miolo. Bom estado geral. Composto e impresso nas oficinas gráficas da Empresa Nacional de Publicidade, Lisboa, 1940.

Preço: 25 euros.


 


A LEBRE


ÁLVARO GUERRA


Dedicatória manuscrita do autor, a um casal amigo, num cartão colado na página de guarda.

Capa de Alberto Gomes. 118 páginas. 19,5 x 14 cm. Capas em bom estado. Miolo limpo. Lombada descolorada, amarelecida e com vinco de leitura. Colecção Autores Portugueses n.º 17. Lisboa: Prelo, 1970.

Preço: 20 euros.



OS MASTINS


ÁLVARO GUERRA


Dedicatória de amizade do autor no ante-rosto, datada de Abril de 1967.

Primeira edição, com prefácio de Alves Redol. Capa de Guilherme Lopes Alves, sobre desenho de Picasso. 120+(4) páginas. 19,5 x 14,5 cm. Lombada amarelecida e parcialmente descolorada. Capas com ocasionais manchas marginais. Miolo limpo. Colecção Autores Portugueses n.º 9. Lisboa: Prelo, [Março de] 1967.

Preço: 20 euros.



LES MÂTINS

suivi de

LE PRINTEMPS DÉGUISÉ


ÁLVARO GUERRA


Assinado por Álvaro Guerra com dedicatória de amizade, em «Lisboa, Junho de 1969».

Traduções de Os Mastins (1967) e O Disfarce (1969), por Roberto Quemserat. 223+(5) páginas. 18,7 x 12 cm. Manuseado. Lombada amarelecida e com vinco de leitura. Miolo limpo. Mantém-se um exemplar interessante. Na colecção Du Monde Entier da Gallimard, Paris, [20 de Fevereiro de] 1969.

Preço: 20 euros.



O DISFARCE


ÁLVARO GUERRA


Dedicatória de amizade («mesmo») de Álvaro Guerra no ante-rosto.

Primeira edição. Capa de Pilo da Silva. 116+(4) páginas. 19,5 x 14 cm. Capas e miolo limpos. Lombada levemente amarelecida e com vinco de leitura. Colecção Autores Portugueses n.º 15. Lisboa: Prelo, 1969.

Preço: 22 euros.



OS MASTINS

seguido de

O DISFARCE


ÁLVARO GUERRA


Dedicatória manuscrita do autor («estes textos ressuscitados), datada de Abril de 1988.

3.ª edição. Prefácio de Alves Redol. Reedição conjunta de dois títulos de 1967 e 1969, tal como na edição da Gallimard. Capa de João Segurado. 168 páginas. 21 x 14 cm. Bom estado geral. Lisboa: O Jornal, [Dezembro de] 1986.

Preço: 18 euros.



MEMÓRIA


ÁLVARO GUERRA


Com dedicatória curiosa do autor, no rosto, datada de Novembro de 1971, inclui um postal não circulado para Álvaro Guerra (com duas frases manuscritas).

Primeira edição. Capa de Soares Rocha. 138+(6) páginas. 18,5 x 13,5 cm. Manuseado e com a lombada cansada, porém sólido e de miolo limpo. Conjunto invulgar. Lisboa: Editorial Estampa, 1971.

Preço: 24 euros.



REFLEXÕES SOBRE A CHINA

OU AS ATRIBULAÇÕES DE UM OCIDENTAL NO OCIDENTE

ÁLVARO GUERRA


Dedicatória manuscrita, de amizade («esta aventura oriental»), do autor.

Ilustrado. Capa de Salette e José Brandão. 102+(2) páginas. 21 x 14 cm. Lombada descolorada. Manuseado. Miolo limpo. Lisboa: Perspectivas & Realidades, [Outubro de] 1976.

Preço: 17 euros.



CRÓNICAS JUGOSLAVAS


ÁLVARO GUERRA


Dedicatória extensa do autor, datada, referindo a presença do dedicatário numa das crónicas do livro.

Álvaro Guerra representou Portugal como diplomata, na antiga Jugoslávia, entre 1977 e 1984. Na capa, pormenor de uma tela de Doklean Sofija (1972). 114 páginas. 21 x 13,5 cm. Bom estado. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1996 [Grande Prémio de Crónica da Associação Portuguesa de Escritores].

Preço: 20 euros.



[catálogo e autógrafo]


ÁLVARO GUERRA


Conjunto constituído por:

Catálogo da exposição memorativa RAZÕES DE LIBERDADE, dedicada à vida e obra de Álvaro Guerra, e que teve lugar em Vila Franca de Xira, no Celeiro da Patriarcal, entre 24 de Abril e 1 de Agosto de 2004. Textos de Ramalho Eanes, José Blanco, José Jorge Letria, Mário Coelho Luís, Mário Soares, e outros. Ilustrado. 70 páginas. 30,5 x 21,5 cm. Encadernação editorial. Bom estado. Inclui brochura da exposição. Edição da Câmara Municipal de VIla Franca de Xira, em 2004.

Livro com assinatura de posse de Álvaro Guerra, no exílio em «Paris, 1965»: PROMOTION DES VENTES, Clé du Succès, de Nepveu-Nivelle. 2.ª ed., 20.º milhar.  171 páginas. 24 x 15,5 cm. Lombada amarelecida. Bom estado geral. Paris: Dunot, 1965.

Preço: 15 euros.


 


CAFÉ REPÚBLICA

CAFÉ CENTRAL

CAFÉ 25 DE ABRIL

CRIMES IMPERFEITOS


ÁLVARO GUERRA


Trilogia completa (e sequela independente), fresco e folhetim do século XX português, da Primeira Guerra ao pós-25 de Abril, durante 1380 páginas, publicadas entre 1982 e 1990.

Os quatro volumes em primeira edição, com dedicatórias manuscritas, todas ao mesmo dedicatário, datadas por Álvaro Guerra (ou também “Manel”) e muito próximas das datas de publicação:

CAFÉ REPÚBLICA
Folhetim do Mundo Vivido em Vila Velha (1914-1945)
Longa dedicatória de amizade de Álvaro Guerra, datada de Maio de 1982. Capa de João Segurado. 247 páginas. 21 x 14 cm. Lombada descolorada. Miolo limpo. No geral, um bom exemplar. Primeira edição. Lisboa: O Jornal, [Maio de] 1982.

CAFÉ CENTRAL
Folhetim do Mundo Vivido em Vila Velha (1945-1974)
Com dedicatória de amizade de Álvaro Guerra («aquele abraço que dispensa literaturas»), datada de Abril de 1984. Capa de João Segurado. 435 páginas. 21 x 14 cm. Lombada amarelecida e com vincos de leitura. Miolo limpo. Mantém-se um exemplar interessante. Primeira edição. Lisboa: O Jornal, [Abril de] 1984.

CAFÉ 25 DE ABRIL
(as ruínas)
Folhetim do Mundo Vivido em Vila Velha
Dedicatória de amizade de Álvaro Guerra («uma amizade firme, todos os dias reforçada, com ou sem cafés»), datada de Maio de 1987. Capa de João Segurado. 328 páginas. 21 x 14 cm. Manuseado. Lombada amarelecida e com vincos de leitura. Miolo limpo. Primeira edição. Lisboa: O Jornal, [Abril de] 1987.

CRIMES IMPERFEITOS
Dedicatória de amizade no ante-rosto, datada de Janeiro de 1991. Capa de João Segurado. 370 páginas. 21 x 14 cm. Manuseado. Capa com vincos de leitura e pequenas marcas de uso. Miolo limpo, salvo primeiras quatro páginas amarelecidas. Mantém-se um exemplar interessante. Primeira edição. Lisboa: O Jornal, 1990.

Um conjunto invulgar, lido e estimado, com dedicatórias personalizadas que reflectem, também, a evolução de uma amizade particular do autor.

Preço: 70 euros.


 


VIAGEM A PORTUGAL


JOSÉ SARAMAGO


Primeira edição. Ilustrado com dezenas de fotografias, de diversos autores, e mapas. Álbum cartonado, em encadernação editorial com sobrecapa. Exemplar em muito bom estado de conservação, sem defeitos. 234 páginas. 30 x 22 cm. Lisboa: Círculo de Leitores, 1981.

Inclui recorte de jornal, da época, com a recensão ao livro por Nuno Teixeira Neves.

Preço: 50 euros.


 


GENTES DO MATO


MANUEL PACAVIRA


Primeira edição do primeiro livro do escritor angolano Manuel Pedro Pacavira (1939-2016). Com 125+(3) páginas. 18 x 12 cm. Miolo limpo. Capas em bom estado. Lombada descolorada e com um vinco de leitura. Lisboa: África Editora, 1974.

Preço: 25 euros.


 


AMPARO DE MÃE

E MAIS 5 PEÇAS EM 1 ACTO

JORGE DE SENA


Teatro. 6 peças em 1 acto: Amparo de mãe / Ulisseia adúltera / A morte do papa / O império do Oriente / O banquete de Diónisos / Epimeteu, ou o homem que pensava depois.

Primeira edição. Capa de Mário Henrique Leiria. Nota final de Jorge de Sena, e biobibliografia. 166+(2) páginas. 18 x 11 cm. Título n.º 5 da Colecção Teatro Vivo, dirigida por Carlos Porto. Lisboa: Plátano Editora, [Maio de] 1974.

Exemplar manuseado; capa com ligeiras perdas de cor e leves manchas. Miolo limpo, salvo assinatura de posse de antigo livreiro na página de rosto.

Invulgar.

Preço: 20 euros.


 


O SANGUE DAS PALAVRAS


JOSÉ CARLOS ARY DOS SANTOS


Exemplar autografado pelo autor com dedicatória de amizade e «ternura».

Obra dividida em cinco partes: «Sonetos de Amor e Luta», «O Sangue das Palavras», «Requiem para Um (ou Mais) Poetas Vivos Portugueses», «Três Retratos à la Minuta», «Poemas Políticos» e «Tríptico do Trabalho».

67 páginas. 21 x 14 cm. Bom estado. Lisboa: Editorial Comunicação, 1978.

Preço: 40 euros.


 


SOB OS CIPRESTES

VIDA ÍNTIMA DE HOMENS ILUSTRES

BULHÃO PATO


Capítulos dedicados a: Almeida Garrett, Francisco Maria Bordalo, Lopes de Mendonça, José Estevão, Rodrigo Paganino e João Luís Gonçalves, Luís Augusto Rebelo da Silva, Silva Gaio, Gonçalves Dias, Santos e Silva, Guilherme Braga, António Feliciano de Castilho e Francisco Montês Champalimaud.

Primeira edição, em brochura e em bom estado, embora com ocasionais picos de oxidação e uma falta de papel na contracapa (canto superior exterior), pouco relevante. Com (8)+366+(1) páginas, e 18,7 x 11,7 cm (intonso). Lisboa: Livraria Bertrand, 1877.

Preço: 40 euros.


 


O FUTURO À JANELA


LUÍS FILIPE SILVA


Obra que reúne : um ensaio sobre a importância do conto — um poema de ficção científica — e onze contos, entre os quais «O Fernando Pessoa electrónico». Um clássico da ficção científica portuguesa, e primeiro livro do autor, mais tarde reeditado em formato digital.

Prémio Caminho de Ficção Científica 1991. Colecção Caminho Ficção Científica n.º 137. Com 199+(9) páginas, e 19 x 12 cm. Bom estado, embora com um vinco na capa, visível na fotografia. Lisboa: Editorial Caminho, 1991.

Preço: 17 euros.



CANCIONEIRO


CABRAL DO NASCIMENTO


Nova edição acrescentada. Com um desenho de Augusto Gomes, direcção gráfica de Armando Alves. Texto de Adolfo Casais Monteiro, de 1944, numa das badanas. 266+(22) páginas. 19,2 x 13 cm. Capa com ligeiro desgaste, miolo limpo. Colecção Coroa da Terra, volume quinto. Porto: Editorial Inova, 1976.

Exemplar autografado pelo autor com dedicatória a Armando Martins da Costa.

Preço: 30 euros.



CANCIONEIRO


CABRAL DO NASCIMENTO


Poeta e tradutor natural do Funchal (1898-1978), mereceu a atenção de Fernando Pessoa, que o considerou «digno de Orpheu». Primeira edição, que recebeu o Prémio Antero de Quental, o mesmo que anos antes não foi atribuído à Mensagem. 132 páginas. 18 x 13 cm. Capa com pequenas manchas.  Lombada com ligeiro desgaste e miolo com ocasionais picos de humidade. No geral, bom exemplar. Ex-Líbris de anterior proprietário. Lisboa: Edições Gama, 1943.

Preço: 20 euros.


 


CALENGA


CASTRO SOROMENHO


Contos. Primeira edição, com dedicatória datada ao jornalista Mário Rocha, à época n’O Século Ilustrado.

Capa e ilustrações de Manuel Ribeiro de Pavia. Prefácio de Arthur Ramos. Brochado. 231+(9) páginas. Alguns cadernos por abrir. 19,2 x 12,5 cm. Capa com pequenas manchas, visíveis na fotografia, e lombada amarelecida. Contracapa com mínimas marcas de bicho de papel, pouco perceptíveis. Exemplar interessante. Lisboa: Editorial Inquérito, 1945.

Preço: 40 euros.


 


RIACHO DOCE


JOSÉ LINS DO REGO


1.ª edição. Romance. Brochado. 372 páginas. 19 x 12,5 cm. Capa do pintor Santa Rosa. Em estado de conservação satisfatório, com picos de oxidação em algumas páginas. Rio de Janeiro: Livraria José Olympio Editora, 1939.

Em conjunto com:

Cadernos de Divulgação Luso-Brasileira, n.º 10, dedicado a José Lins do Rego, da autoria de Victor Santos. Exemplar assinado pelo autor com dedicatória. 14 páginas, 18,5 x 13 cm. Manuseado e com picos de oxidação. Lisboa: Livraria Portugal, s. d.

Preço: 24 euros.


 


O FIM

HISTÓRIA DRAMÁTICA EM DOIS QUADROS

ANTÓNIO PATRÍCIO


Teatro. Primeira edição do segundo livro do autor. Brochado. 48 páginas. 23,2 x 15,3 cm. Capa com algumas manchas. Miolo em couché, com muito ocasionais picos de oxidação. Bom estado geral. Porto: Livraria Chardron, de Lello & Irmão, editores, 1909.

em conjunto com:

O FIM, de António Patrício. Brochura do espectáculo de criação colectiva com encenação de Jorge Listopad, na Casa da Comédia – Teatro de Bolso de Lisboa, [1971?]. Com textos de Duarte Ivo Cruz, Urbano Tavares Rodrigues, e uma nota do encenador, datada de Abril de 1971, sobre «a actualidade da peça». Epígrafes de André Malraux, Shakespeare (citado por António Patrício), Antonin Artaud e Paul Valéry. Com 8 páginas, por abrir, e 21 x 12,7 cm. Muito bom estado de conservação.

Preço: 35 euros.



O FIM

HISTÓRIA DRAMÁTICA EM DOIS QUADROS

ANTÓNIO PATRÍCIO


Teatro. Primeira edição do segundo livro do autor. Brochado. 48 páginas. 23,2 x 15,3 cm. Capa com algumas manchas. Miolo em couché, com muito ocasionais picos de oxidação. Bom estado geral. Porto: Livraria Chardron, de Lello & Irmão, editores, 1909.

em conjunto com:

O PRECOCE, de António Patrício. Conto anteriormente incluído em Serão Inquieto. Edição do Instituto Pasteur de Lisboa, colecção Bibliografia Literária n.º 5, série dedicada a escritores-médicos, s.d., com 13+(3) páginas e 21,5 x 15,5 cm. Capa com um desenho de João Carlos. Bom estado geral.

Preço: 35 euros.


 


O BARÃO


ANTÓNIO MADEIRA


A primeira edição da novela O BARÃO, Cascais-Nazaré, Março-Abril 40, publicada sob o pseudónimo António Madeira por Branquinho da Fonseca [o «inventor das ‘carrinhas da Gulbenkian’», o grande «missionário» do Serviço de Bibliotecas Itinerantes da FCG, a partir do final da década de 50].

Capa de Fred Kradolfer. Exemplar da tiragem regular. Brochado. 71+(9) páginas. 19 x 12,2 cm. Capa e lombada com pequenas manchas. Colecção Novelas Inquérito n.º 46. Lisboa: Editorial Inquérito, 1942.

Preço: 20 euros.


 


MATURA IDADE


DAVID MOURÃO-FERREIRA


Poesia. Primeira edição. Capa de Manuel Dias. Brochado. 89 páginas. 20,5 x 13,5 cm. Capa com mínimo desgaste nas arestas, miolo limpo. Colecção Licorne n.º 1. Lisboa: Arcádia, 1973.

Preço: 20 euros.


 


A LETRA E O LEITOR


JACINTO DO PRADO COELHO


1.ª edição. Com ensaios sobre Camilo, Fialho, Cesário, Garrett, Bocage, Camões, Manuel da Veiga Tagarro, António Lopes de Mendonça, Júlio Dinis, João de Deus, Fernando Pessoa, Teixeira de Pascoaes, Raul Brandão, e vários outros autores e épocas literárias.

Capa com imagens de Mira Schendel («Objecto gráfico», 1968 — ano anterior à publicação desta colecção de ensaios) e Amadeo de Souza Cardoso («Interior Expressão das Coisas», c. 1914-15).

Brochado. 373 páginas (por abrir). 19 X 13,5 cm. Capas com algumas manchas leves. Miolo limpo. Bom estado geral. Lisboa: Portugália Editora, 1969.

Preço: 17 euros.


 


NOITE REVELADA


ANTÓNIO BORGA


Prefácio de Manuel da Fonseca. Capa de Cândido Costa Pinto. Uma colecção de quatro contos: «O poço do Diabo», «O jejum», «Silvinho» e «Noite Revelada».

Primeira edição. 130+(2) páginas, por abrir. 19,3 x 13,2 cm. Exemplar bem conservado, quase sem defeitos. Impresso nas oficinas da Gráfica Montijense, Montijo. Distribuído pela Editorial Organizações. Lisboa: edição do autor, 1960.

Preço: 20 euros.


 


DESASTRE NU

PEÇA EM QUATRO EPISÓDIOS

ANTÓNIO ARAGÃO


2.º Prémio do Concurso de Peças de Teatro Inéditas — 1980, promovido pela Secretaria de Estado da Cultura (SEC). Capa de Vitorino Martins sobre «Das Rote Lachen», de Magnus Zeller. 98+(6) páginas. 18 x 11,7 cm. Bom estado. Colecção Pistas, série Palco, patrocinada pela SEC. Lisboa: Moraes Editores, Outubro de 1981.

Preço: 25 euros.


 

Dinis MACHADO

[27Nov20]


DISCURSO DE ALFREDO MARCENEIRO
A GABRIEL GARCIA MARQUEZ


DINIS MACHADO


Autografado pelo autor com dedicatória datada. Ilustrações de Fátima Vaz. Conto. Primeira edição. 30 páginas. 21 x 14 cm. Bom exemplar. Lisboa: Livraria Bertrand, 1984.

Preço: 35 euros.



O QUE DIZ MOLERO


DINIS MACHADO


Primeira edição. Capa de Saldanha Coutinho. 182 páginas. 19 x 12 cm. Manuseado e com assinatura de posse de antigo jornalista desportivo no canto interior de rosto e ante-rosto. Lisboa: Livraria Bertrand, (Março de) 1977.

Preço: 15 euros.


«Temos a seita dos calmeirões, os Vai ou Racha», disse Austin, «que já tinham sido os Malhoas e os Roquetes, e que mais tarde seriam os Sertórios. O rapaz via-os, rua acima, rua abaixo, gingando o corpo, fazendo gestos vagamente obscenos para a janela das costureirinhas, combinando petiscadas, provocando quem passava, uma discussão, uns tabefes, umas sandes de presunto, uns copos de vinho tinto, a ronda nocturna pelas casas de prostitutas, as últimas anedotas contadas sob a lua alta e as estrelas, o jogo das moedas à luz esverdeada do candeeiro de gás, fantasmas movendo-se, os últimos de cada dia, na tranquilidade do bairro adormecido. Molero enumera-os: o Pé de Cabra, que era o chefe e que fazia contrabando de tudo, desde relógios suíços a cigarros Camel e Lucky Strike, que tinha como passatempo favorito dar carolos, pancadas com os nós dos dedos nas cabeças deste e daquele, principalmente dos mais miúdos, para enrijar a moleirinha, dizia ele; o Gil Penteadinho, que vivia de mulheres, jogava à pancada com a mãe todos os dias por causa disso e andava sempre a atirar uma moeda ao ar como, depreende Molero, George Raft no Scarface; o Bexigas Doidas, que não era bexigoso, como se poderá supor, tinha uma doença de pele e coçava-se muito, às vezes os outros coçavam-lhe as costas porque ele não chegava lá; o Lucas Pireza, que ganhava todos os concursos de tango nas sociedade de recreio, tinha o pai na Mitra e dava cem toques na bola com o pé esquerdo sem a deixar cair; o Metro e Meio, que nem Metro e Meio parecia ter, crescia para os lados, não para cima; o Tonecas Arenas, que usava sombrero, falava de touradas que nunca tinha visto, nunca viu nenhuma, vendia imagens religiosas à porta das igrejas, e também fotografias pornográficas para eventuais turistas depravados, tudo isto à Comissão, o fabricante era o mesmo; o Peito Rente, que tinha uma expressão muito dele quando achava bem qualquer coisa, dizia isso é rachmaninófico, é rachmaninófico, e que golfava sangue quando chegava o Outono. [excerto das páginas 33-34]

 


CRÓNICA DOS BONS MALANDROS


MÁRIO ZAMBUJAL


Primeira Edição, rapidamente esgotada (chegaria à 10.ª edição nos meses seguintes). 144+(4) páginas. 21,1 x 13,8 cm. Lombada ligeiramente descolorada. Miolo limpo. Bom estado. Lisboa: Livraria Bertrand, Maio de 1980.

Preço: 35 euros.


 


TERESA


MIGUEL DE UNAMUNO


Primeira edição, de um dos livros menos vezes reeditados de Miguel de Unamuno, o último que escreveu e publicou antes do exílio forçado após o golpe militar de Primo de Rivera, em 1924.

Prosa e verso. Prólogo de Rubén Darío reproduz um artigo para o La Nácion, de Março de 1909. Com 227+(5) páginas, e 19,5 x 13 cm. Madrid: Renacimiento, [1924].

Com uma assinatura de posse rasurada no ante-rosto, a capa algo manuseada e a lombada fendida (defeitos visíveis nas fotografias). Volume intonso, com o miolo amarelecido.

Invulgar.

Preço: 40 euros.


 


AGON.

Prosas e Poemas. Proses et Poémes. Prose and Poetry

JOSÉ SASPORTES


Exemplar emendado e assinado pelo autor com dedicatória a um jornalista amigo, datada «26.X.71». Segunda obra de ficção de José Sasportes, publicada no ano seguinte à sua importante História da Dança em Portugal. Textos em português, francês e inglês. Curioso e invulgar.

Brochado, com 202+(3) páginas e 20,5 x 14 cm. Capa com manchas, miolo em bom estado. Uma edição do autor, com distribuição da Livraria Portugal, Lisboa, 1971.

Preço: 35 euros.


 


TERRA SEM MÚSICA

( O LIVRO DE PITCH )

FERNANDA BOTELHO


Assinado pela autora com dedicatória ao escritor José Palla e Carmo, em Abril de 1969.

Nas badanas, excertos de apreciações críticas de José Palla e Carmo [«Tudo isto caracteriza uma obra de literatura essencialmente literária, estéticamente evoluída, invulgarmente culta.»], Maria Lúcia Lepecki, Luís Forjaz Trigueiros, Jorge Listopad, e outros.

Primeira edição. Romance. Capa de José Cândido. Brochado. 309+(3) páginas. 18,8 x 12,4 cm. Capa com mínimos sinais de desgaste. Lombada amarelecida e com vinco de leitura. Miolo impecável. Colecção Autores Portugueses. Lisboa: Livraria Bertrand, 1969.

Preço: 35 euros.



LOURENÇO É NOME DE JOGRAL


FERNANDA BOTELHO


Assinado pela autora com dedicatória ao escritor José Palla e Carmo, em 1971.

Nas badanas, excertos de apreciações críticas de Óscar Lopes [«Mas o seu destino é o de romancista. Não sei em que sofrimentos o argamassou. Mas pelo menos naquela vasta compreensão dos sofrimentos e das inquietações dos humanos que é o dom imprescindível do romancista. Sem ele, este não passa de um fazedor de histórias. Com ele, é um recriador do mundo.»], Manuel Poppe e Manuel Alberto Valente.

Primeira edição. Romance. Capa de José Cândido. Brochado. 274+(2) páginas. 19,2 x 12,2 cm. Capa com zonas localizadas de desgaste ligeiro (ao nível da cor), e lombada com descoloração uniforme e vinco de leitura. Miolo em muito bom estado. No geral, um bom exemplar. Colecção Autores Portugueses. Lisboa: Livraria Bertrand, 1971.

Preço: 35 euros.



XERAZADE E OS OUTROS

ROMANCE (Tragédia em forma de)

FERNANDA BOTELHO


Assinado pela autora com dedicatória ao crítico e ensaísta José Palla e Carmo, em Julho de 1964. Exemplar único profundamente anotado por Palla e Carmo, a lápis e por vezes também a tinta, na grande maioria das páginas do miolo, até às 3 últimas páginas brancas, com a argúcia de crítico (e revisor) implacável a par com a bondade e o humor de um par. Uma ímpar peça de Estudos Literários.

Primeira edição. Romance. Capa de José Cândido. Nas badanas, excertos de crítica de Jacinto do Prado Coelho, Mário Dionísio, João Gaspar Simões e João Pedro de Andrade. Brochado. 272+(4) páginas. 19,2 x 12,4 cm. Capas com marcas de manuseio, lombada com vincos de leitura. Miolo em bom estado (embora pleno de notas manuscritas, setas e garatujas pallicarmianas). Colecção Autores Portugueses. Lisboa: Livraria Bertrand, [1964].

Preço: 80 euros.


 


O INVENCÍVEL BOXE CHINÊS
(KUNG-FU)

BRUCE LEE E AS TÉCNICAS SECRETAS DO KARATE DE ESTILO CHINÊS

RUY DE MENDONÇA


História e bases detalhadas de trabalho técnico individual. Primeira edição. Brochado. Ilustrado com inúmeras fotografias a preto. 68 páginas. 23 x 16 cm. Pequenas marcas de manuseio, na capa. Em bom estado geral. Lisboa: Livraria Popular de Francisco Franco, 1973.

Preço: 20 euros.


 


CONSTANTINO

GUARDADOR DE VACAS E DE SONHOS


ALVES REDOL


Ilustrado com fotografias da autoria de António Neto e de Alves Redol. Arranjo gráfico de João da Câmara Leme. Brochado. 131+(9) páginas. 23,5 x 16,5 cm. Capas em bom estado, lombada com ténues marcas de uso (ligeiro desgaste à cabeça e descolorada junto ao pé). Colecção Aventura Vivida n.º 1. Lisboa: Portugália Editora, 1962.

Primeira edição assinada com dedicatória do autor no ante-rosto.

Um bom exemplar, de colecção.

Preço: 125 euros.



CONSTANTINO

GUARDADOR DE VACAS E DE SONHOS


ALVES REDOL


Assinado com dedicatória simples, não datada, pela esposa do escritor, Maria dos Santos Mota Redol.

12.ª edição. 121 páginas. 17,5 X 11 cm. Bom estado de conservação. Sem defeitos tirando o inevitável amarelecimento do tipo de papel desta colecção, e manchas leves nas primeiras páginas. Colecção Livros de Bolso Europa-América n.º 100. Lisboa: Publicações Europa-América, 1988.

Preço: 17 euros.


Palavras de Alves Redol sobre a personagem principal da novela: «Embora inspirado na vida de um jovem [do Freixial], Constantino Cara-Linda, meu vizinho e amigo, este livro não é bem a crónica rigorosa do seu passadio. Inspira-se nele, reprodu-lo nas imagens que ilustram o texto [da primeira edição], mas recria-o e inventa-o também naquela medida em que o escritor decanta ou engravida a realidade de que se apossa com amor ou com raiva.» [na nota de abertura da primeira edição, cit. Horizonte Revelado, p.102]

 


VIDA DE LISBOA


ALBERTO PIMENTEL


Primeira edição. Crónicas da Lisboa de há 120 anos, com atenção (e folgada adjectivação) a alguns aspectos entretanto desaparecidos — como os pregões populares — e outros que ainda se vão mantendo: os gatos, a loteria de Natal, o público do S. Carlos, os pass(e)antes de Sintra. Inclui uma visita de estudo do cronista à Penitenciária. Encadernação editorial. 193+(9) páginas. 18,2 x 12 cm. Bom exemplar, embora a lombada ligeiramente descolorada. Colecção António Maria Pereira. Lisboa: Parceria António Maria Pereira, 1900.

Preço: 30 euros.


 


O SENHOR DOS PASSOS DA GRAÇA

MEMÓRIAS DE UM REVOLTADO


GOMES LEAL



Depois de saír da Praça dirigi-me para o Rocio, e d’ahi enveredei em direcção ao Campo de Sant’Anna. Era terça-feira, e a feira da Ladra, n’aquelle tempo, celebrava-se ali ás terças. Ora eu carecia de falar com o Rabicha, que tinha loja de bric à brac; mas aonde ia parar tudo quanto éra verdadeiramente bom e antigo e onde concorriam os homens mais perítos e entusiastas por antiguidades. […]
 Eram duas horas da tarde, o sol estava côr d’oiro em fusão. A feira da Ladra estava em todo o seu esplendor. Viam-se ali burguezes e locandeiras, creadas de servir e lacaios, pelintras e cocheiros, janótas encardidos e filósofos de trapeira, polícias á paisana e parteiras, senhoras de chapelinho e algumas de capote e lenço, estudantes de licêo sabios esfarrapados, alfarrabistas pesquisadores e finalmente fadistas do Bairro Alto […]

 

Primeira edição. Encadernação da época com lombada sintética (selo do encadernador A. David, Lisboa), sem capas de brochura, com algumas marcas superficiais visíveis (na fotografia) de bicho do papel, nas zonas de papel (texturado) da pasta frontal, principalmente. Miolo limpo, aparado. 18,8 cm x 12,5 cm. 338+(2) páginas. Lisboa: Empreza da Historia de Portugal – Livraria Moderna, 1904.

Preço: 30 euros.


 


LIVROS I.º e II.º


FERNANDO GUERREIRO


Deste livro foram impressos, em off-set, sobre chapa de cartão, 250 exemplares, que custaram ao autor, graças à colaboração de alguns amigos gráficos (sem os quais esta edição não teria sido sequer possível), a módica quantia de 15 mil escudos. Com a venda dos volumes (que não tenham sido, entretanto, distribuídos pelos amigos), ao preço unitário (!) de cem escudos, o responsável pelos textos espera recuperar o dinheiro inicialmente investido, de modo a, ainda este ano, possivelmente no (fim do) Outono, pelo mesmo processo, mas em melhores condições técnicas, fazer sair (como toupeiras matreiras) das tocas em que se encontram, respectivamente os LIVROS III.º e IV.º (com textos de 1976/77). Para que conste. No ano de MCMLXXVII.

Primeiro livro do poeta, ensaísta, tradutor e professor universitário Fernando Guerreiro (n. 1950). Com 266-(1) páginas (soltas), não colado nem agrafado, e 22,5 x 17 cm. Lisboa: edição do autor, 1977.

Exemplar que concorreu ao Prémio de Poesia Teixeira de Pascoaes, em Novembro de 1977 [que premiou Sophia de Mello Breyner Andresen com O Nome das Coisas], e ficou na posse de um dos júris, donde a nota a lápis na capa: «menção honrosa».

Invulgar.

Preço: 45 euros.


 

luminosos


OS PÉS LUMINOSOS


JORGE DE SOUSA BRAGA


Poemas. Primeira edição. 55 páginas. 20,5 x 14,5 cm. Coimbra: Centelha, 1987. Colecção Poesia Nosso Tempo, n.º 44. Muito bom estado de conservação.

Preço: 30 euros.


 

Daniel FILIPE

[17Jul20]


A INVENÇÃO DO AMOR

e outros poemas

DANIEL FILIPE


Primeira Edição. Assinado pelo autor com dedicatória simples, de amizade. Capa de Pilo da Silva. Texto de Urbano Tavares Rodrigues nas badanas. 65+(3) páginas. 19,2 x 13 cm. Lombada com ténue descoloração. Exemplar estimado. Lisboa: Sagitário, [1961]

Invulgar.

Preço: 80 euros.



PÁTRIA, LUGAR DE EXÍLIO


DANIEL FILIPE


Assinado pelo autor com dedicatória personalizada, de amizade. Primeira edição. Brochado, com sobrecapa (de Pilo da Silva). 82 páginas. 19,5 x 13 cm. Marcas de uso (uma ou outra falha de papel) — no geral, um bom exemplar. Lisboa: Poesia em Tempo de Guerra, [1963].

Preço: 50 euros.



DISCURSO SOBRE A CIDADE

CRÓNICAS

DANIEL FILIPE


Assinado pelo autor com dedicatória simples, de amizade. Primeira Edição. Carta-prefácio de José Osório de Oliveira. Crónicas «publicadas no Diário Ilustrado de Dezembro de 1956 a Setembro de 1957». Com 88 páginas, e 19,2 x 13 cm. Lombada levemente amarelecida. Bom exemplar. Lisboa: Sagitário, 1961.

Preço: 50 euros.



O VIAGEIRO SOLITÁRIO


DANIEL FILIPE


Assinado pelo autor com dedicatória fraternal. Capa de António Vaz Pereira. 77+(7) páginas. 20,4 x 16 cm. Lombada escurecida por exposição solar; capa com zona amarelecida (visível na fotografia). N.º 4 da Colecção de Poesias das Edições Távola Redonda, Lisboa, 1951.

Preço: 45 euros.



MARINHEIRO EM TERRA

POEMAS

DANIEL FILIPE


Capa de António Vaz Pereira. 53+(3) páginas. 20,2 x 15,5 cm. Com assinatura de posse no ante-rosto. Lombada e parte da capa com amarelecimento, leve, devido a exposição solar. Miolo limpo. Lisboa: Colecção Búzio, 1949.

Preço: 30 euros.


 


A CASA DO DIABO


MAFALDA IVO CRUZ


«Retomaria o tema das insidiosas condicionantes mentais do Antigo Regime, reflectidas em equívocos familiares prolongados ao longo de gerações, n’ A Casa do Diabo (2000), “a casa colectiva onde habitam memórias, sonhos, frustrações, tudo o que herdamos e tudo o que projectamos”. O livro é dedicado à pianista Ana Jacobetty, amiga de infância da autora, e é precisamente pautado por uma nostalgia dos primeiros anos de vida, “o único tempo que vivemos de forma total”.» [CDAP, 2004]

1.ª edição. Segundo romance da autora. Ler um excerto (páginas 96-106), aqui. Capa de Miguel Imbiriba. 292 páginas. 21 x 13,5 cm. Bom exemplar. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 2000.

Preço: 15 euros.


 


EUGÉNIO DE ANDRADE
CORAÇÃO DO DIA
Primeira edição. Poesia. 27+(5) páginas. 18,2 x 13 cm. Edição Iniciativas Editoriais, [Lisboa], 1958. Capa com sinais de desgaste e miolo com alguns picos de oxidação.
Preço: 45 euros.

MÁRIO DIONÍSIO
CONFLITO E UNIDADE DA ARTE CONTEMPORÂNEA
Primeira edição. Texto «da conferência pronunciada pelo autor na Sociedade Nacional de Belas-Artes, em Lisboa, integrada na Exposição de Artes Plásticas que a Fundação Gulbenkian ali realizou em Dezembro de 1957 e depois repetida no Museu Machado de Castro, […] e em Castelo Branco […]». 35+(5) páginas. 18,2 x 13 cm. Edição Iniciativas Editoriais, [Lisboa], 1958. Óptimo exemplar.
Preço: 22 euros.

JOSÉ FERNANDES FAFE
A MODERNIDADE NA POESIA PORTUGUESA CONTEMPORÂNEA
Ensaio escrito em 1974. Exemplar autografado pelo autor com dedicatória de amizade, datada de 1985. 40 páginas. 18,2 x 13 cm. Edição Iniciativas Editoriais, [Lisboa], 1980. Capa com ténues marcas de uso, miolo impecável.
Preço: 22 euros.

LUÍSA DUCLA SOARES
CONTRATO
Poemas. 37+(3) páginas. 18,2 x 13 cm. Edição Iniciativas Editoriais, [Lisboa], 1970. Excelente exemplar.
Preço: 20 euros.

JOÃO JOSÉ COCHOFEL
UMA ROSA NO TEMPO
Poemas. 40+(7) páginas. 18,2 x 13 cm. Edição Iniciativas Editoriais, [Lisboa], 1970. Óptimo estado geral de conservação.
Preço: 30 euros.

GASTÃO CRUZ
AS AVES
Poema. Primeira edição. 34+(3) páginas. 18,2 x 13 cm. Edição Iniciativas Editoriais, [Lisboa], 1969. Bom exemplar.
Preço: 35 euros.


 


PÁSSAROS DE ASAS CORTADAS


LUÍS FRANCISCO REBELO
ARTUR RAMOS
[LUÍS DE] STTAU MONTEIRO
ALEXANDRE O’NEILL


Guião do filme, estreado no Coliseu do Porto a 19 de Abril de 1963, segundo a peça de Luís Francisco Rebelo, adaptada por Artur Ramos e Luís Francisco Rebelo, com diálogos de Luís de Sttau Monteiro e Alexandre O’Neill, e planificação de Artur Ramos.

Assinado no ante-rosto pelos quatro autores.

Ilustrado com inúmeros fotogramas do filme (“gravuras da Fotogravura”), alguns de página inteira. Capa de Miguel Flávio. Exemplar manuseado: capa cansada e com manchas, ao que acresce um carimbo de posse no topo da página dos autógrafos. Anotação manuscrita na página de guarda posterior (página em branco, verso do colofón). 138+(6) páginas. 18,5 x 12,5 cm. Lisboa: Prelo, 1963.

Preço: 45 euros.



FEIRA CABISBAIXA


ALEXANDRE O’NEILL


Primeira Edição. Prefácio de António Alçada Baptista. Colecção dirigida por Vítor Silva Tavares. Obra apreendida pela PIDE. Muito bom estado, salvo pequena rubrica de posse no ante-rosto — se coeva, um pequeno acto de coragem. 58 páginas. 18 x 10 cm. Colecção Poesia e Ensaio n.º 6, Lisboa: Ulisseia, 1965.

Preço: 45 euros.



AS ANDORINHAS NÃO
TÊM RESTAURANTE


ALEXANDRE O’NEILL


«As primeiras prosas de um poeta». Primeira Edição. 89+(7) páginas. 18 x 11 cm. Lombada com ligeira perda de cor, capa com ténues marcas de uso. Miolo impecável. Colecção Cadernos de Literatura n.º 7, das Publicações Dom Quixote, Lisboa, 1970.

Preço: 35 euros.



ROMEU, JULIETA E AS TREVAS


JAN OTCHENACHEK


Tradução de Alexandre O’Neill. Prefácio de Aragon. Capa de Cidália de Brito. Encadernação editorial com sobrecapa. 228 páginas. 19 x 12 cm. Muito bom estado de conservação. Colecção Encontro n.º 44. Lisboa: Arcádia, 1967.

Preço: 15 euros.



Revista

COLÓQUIO / LETRAS


N.º 113-114

Janeiro-Abril de 1990

Número duplo. Contém dossier de 50 páginas: «Alexandre O’Neill — Elementos para uma biografia (1924-1953) / 3 poemas de 1942 / 2 poemas inéditos / apresentados e anotados por Laurinda Bom». Ilustrada. 240 páginas e diversos encartes extra-texto, como habitual. 24,5 x 17 cm. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1990.

Preço: 15 euros.


jgf


OS SEGREDOS DE LISBOA


JOSÉ GOMES FERREIRA


Contos. Primeira e única edição: a obra viria uns anos depois a ser incluída em Irreal Quotidiano (1971). N.º 5 da colecção Tempo de Ficção, dirigida por Alexandre Pinheiro Torres, tipograficamente singela. Inclui uma folha volante, com um texto de Alexandre O’Neill, que publicita a colecção Tempo de Poesia, na mesma editora. 36 páginas. 20 x 12,3 cm. Exemplar vincado (“a seco”) no canto superior direito, em todo o volume (visível na fotografia supra). Lisboa: Edições Tempo, [1962].

Preço: 17 euros.


 


MÁRIO CESARINY


RAÚL LEAL
NATÁLIA CORREIA
LIMA DE FREITAS


A obra plástica. Textos de Raúl Leal, Natália Correia e Lima de Freitas. Encadernação editorial com sobrecapa. Inclui fotografias, desenhos, pinturas, colagens, e notícia bio-bibliográfica. Com 212 páginas (130 em papel couché, com reproduções a preto e branco e a cores). 22,5 x 23 cm. Bom estado geral. Lisboa: Secretaria de Estado da Cultura, 1977.

Preço: 35 euros.



POESIA

(1944-1945)


MÁRIO CESARINY DE VASCONCELOS


Antologia que reúne A Poesia Civil / Discurso Sobre a Reabilitação do Real Quotidiano / Pena Capital / Manual de Prestidigitação / Estado Segundo Alguns Mitos Maiores Alguns Mitos Menores Propostos à Circulação pelo Autor.

Com um desenho à pena de João Rodrigues, hors-texte couché. Brochado. 360 páginas. 21 x 14,5 cm. Bom estado geral, mas com assinatura de posse a um canto do ante-rosto e zona da lombada mais amarelecida pelo sol. Lisboa: Delfos, [1961].

Preço: 30 euros.



MANUAL DE PRESTIDIGITAÇÃO


MÁRIO CESARINY


Antologia. Reúne poemas escritos entre 1942 e 1956, pertencentes a Burlescas, Teóricas e Sentimentais / Visualizações / Discurso Sobre a Reabilitação do Real Quotidiano / Alguns Mitos Maiores Alguns Mitos Menores Propostos à Circulação pelo Autor / Manual de Prestidigitação. 175 páginas. 19,8 x 13,3 cm. Colecção Obras de Mário Cesariny, n.º 1, Lisboa: Assírio e Alvim, 1981.

Preço: 20 euros.


 

AfonsoRibeiro


POVO


AFONSO RIBEIRO


Contos. Capa de Júlio Pomar. Primeira edição. Proibido pela censura. Brochado, com 13 cm x 19,7 cm e 267+(5) páginas. Capa em bom estado, lombada um pouco escurecida, miolo limpo. Porto: Editorial Ibérica, 1947.

Preço: 20 euros.


 


A SEVÉRA


JÚLIO DANTAS


Teatro. Primeira edição. Peça em 4 actos representada pela primeira vez em Janeiro de 1901, no Teatro Dona Amélia (actual Teatro São Luiz), com Augusto Rosa no papel do Conde de Marialva. Dois anos depois, Dantas publicaria a primeira edição do romance A Severa.

Meia-encadernação sintética recente. Encadernado com ambas as capas de brochura (algo cansadas e com marcas de restauro), e não aparado. Miolo limpo. Assinaturas de posse discretas (de três épocas diferentes…) na capa, na página de ante-rosto e no rosto. 196 páginas. 21,5 x 13 cm. Lisboa: Manuel Gomes Editor, 1901.

Preço: 40 euros.



A SEVERA


JÚLIO DANTAS


Romance. Ilustrações de Maria Vasconcellos. Reproduz o prefácio do editor da 2.ª edição, Avelino S. Vieira. Em 2 volumes [1.º volume: 4.ª edição, 23.º milhar / 2.º volume: 4.ª edição]. Estimados. Colecção Portuguesa n.ºs 24 e 25. 172 e 205 páginas. 18,8 x 12,2 cm. Porto: Domingos Barreira Editor, [1945].

Preço: 20 euros.