A CASA DO DIABO


MAFALDA IVO CRUZ


1.ª edição. Segundo romance da autora. Ler um excerto (páginas 96-106), aqui. Capa de Miguel Imbiriba. 292 páginas. 13,5 x 21 cm. Bom exemplar. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 2000.

Preço: 20 euros.



SINDICALISMO PERSONALISTA

PLANO DE SALVAÇÃO DO MUNDO

RAUL LEAL


Filosofia. Ensaio. Último livro publicado pelo autor. Numa carta a Almada Negreiros, Raul Leal conta as grandes dificuldades por que passou para conseguir publicar esta obra, portadora de «uma Alta Mensagem de Paz e Grandeza para toda a Humanidade e verdadeiro contributo, no seu entender, para a consecução do seu sistema psicossocial (que passaria, igualmente, pela superação dos opostos: fascismo e comunismo) e para a realização de uma Suprema Política do Espírito, numa Idade Futura» [citado por Manuela Parreira da Silva, aqui]189 páginas, por abrir. 13 x 19,5 cm. Colecção Ensaio n.º 2. Excelente estado de conservação. Lisboa: Editorial Verbo, 1960.

Raro.

Preço: 60 euros.



NOVAS CARTAS PORTUGUESAS


MARIA ISABEL BARRENO
MARIA TERESA HORTA
MARIA VELHO DA COSTA


Primeira edição do polémico livro que revisitou Soror Mariana Alcoforado no espectro da Primavera Marcelista.

Muito bom estado de conservação, limpo e por abrir. 389 páginas. 12 x 19,5 cm. Colecção Serpente da Estúdios Cor, Lisboa, 1972.

Preço: 50 euros.



CONTOS ANALÓGICOS


MARIA ISABEL BARRENO


Primeiro livro de contos da autora. Primeira edição. Capa de Eduardo Luiz. Colecção Aleph. 110 páginas. 14 x 20 cm. Manuseado. Assinatura de posse na página de guarda. Lisboa: Edições Rolim, [s.d.].

Preço: 15 euros.



DIREITO SAGRADO


ODETTE DE SAINT-MAURICE


Como uma sombra, presença apagada, sem viço, ela penetrou furtiva no aposento mergulhado em obscuridade, deslizou através dos móveis e quedou junto da pequena mesa em cima da qual o telefone mais se adivinhava do que via. As mãos estenderam-se para o aparelho, tatearam-no como se o afagassem e depois, repelindo-o, largaram-no.
Deixou-se cair pesadamente, ela, a mulher que parecia uma sombra, sobre a grande poltrona mais próxima e aí se enovelou, sumida e enroscada como se pretendesse desaparecer entre os braços acolhedores desse conforto material. [início do romance]

Primeira edição. Colecção das Raparigas Cultas. 310 páginas. 12 x 19 cm. Manuseado. Lisboa: Livrolândia, 1954.

Preço: 15 euros.



IDADE PERIGOSA


ODETTE DE SAINT-MAURICE


Romance. Primeira edição em livro. 223 páginas. 12 cm x 19 cm. Usado, e com uma data manuscrita coeva, no verso da capa.
Lisboa: Livrolandia, 1954.

Segundo o prólogo da autora,
«é uma história branca, leve, desenhando a traços doces um perfil de rapariga muito nova na esteira dum género que ultimamente tenho cultivado pouco. Não são páginas sem finalidade, aliás. Têm-na, e com o fundo de honestidade que sempre caracteriza quanto escrevo. Isso mesmo força-me a consentir na sua publicação, após os numerosíssimos pedidos que para tal recebi quando o romance foi dado a lume em folhetim, há anos, numa revista feminina. […] E eis a Idade Perigosa, rosinha de toucar entre as rosas vermelhas de tantos problemas muito sérios que tenho procurado focar. Há-de ser lida com um sorriso enternecido, apenas.»

Preço: 15 euros.


odette-janelas


CASA SEM JANELAS


ODETTE DE SAINT-MAURICE


Não, não, mil vezes não e sempre não! Em definitivo, em inabalável querer, resolução ponderada e revista, feita de análises e subtraída de estudos concretos, posso afirmar alto e bom som o convencimento absoluto da minha vontade própria. Eu não me caso! Eu Não Me Caso!!! 
Casar… ah, ah ah!… Para quê?

Primeira edição. Colecção das Raparigas Cultas. 152 páginas. 12,5 cm x 19 cm. Com uma falta de papel junto ao pé da lombada, visível na fotografia. Manuseado.
Lisboa: Empresa Literária Universal, 1948.

Preço: 5 euros.


odette-dedicacao


DEDICAÇÃO


ODETTE DE SAINT-MAURICE


O vestido de Maria Helena, uma beleza de vestido, um vestido que era um sonho, uma maravilha, um vestido que parecia feito pelas fadas e destinado à Gata Borralheira noiva do príncepe (é certo que, a seu ver, a Maria Helena merecia-o mais que todas as gatas borralheiras do mundo) encontrava-se ali posto em cima da cama da irmã, acabadinho de chegar da modista famosa.

Romance. Primeira edição. Colecção das Raparigas Cultas. Capa assinada «Resende». 349 páginas. 12 cm x 19 cm. Muito bom estado de conservação, embora com uma assinatura de posse na primeira página de texto.
Lisboa: Livrolandia, 1952.

Preço: 15 euros.


odette-amanha


AMANHÃ COMO SERÁ?


ODETTE DE SAINT-MAURICE


Quando Cristiano, pálido de emoção, reabriu os olhos, sentindo-se finalmente a rolar na pista, prestes a saltar em terra, suspirou fundo, cheio de alegria, cheio de alívio. Ei-lo finalmente quase a alcançar a tão almejada felicidade, a poder cingir nos braços essa a quem tanto amava, essa que lhe pertencia de direito e de facto e a quem durante tão pouco tempo conseguira chamar sua.

Colecção Gôndola n.º 8. Com 217 páginas e 11 cm x 17,5 cm. Bom estado.
Lisboa: Editorial Presença, [1965?].

Preço: 8 euros.


odette-voltar


VOLTAR AO PASSADO


ODETTE DE SAINT-MAURICE


…Encontrar as horas que se foram, agarrar nos dias que vivi, recuperar o tempo que desperdicei e, principalmente, encontrar-me, conhecer-me, saber ao certo o que desejava e para onde ia, desviando os passos do caminho que me trouxe até onde estou — encruzilhada tremenda sem orientação, sem nenhuma seta providencial a ensinr-me o trajecto melhor, desviado de atalhos!

Colecção Gôndola n.º 7. Com 250 páginas, e 11 cm x 17,5 cm. Usado.
Lisboa: Editorial Presença, [s.d.].

Preço: 8 euros.


odette-quinta


QUINTA DE S. BOAVENTURA


ODETTE DE SAINT-MAURICE


O pai julgou que ela estava a dizer aquilo por gracejo. Mas olhou-a de relance e viu-a tão séria que não acrescentou mais nada. Percebeu que ela apenas dissera uma verdade, uma verdade tão simples que não havia comentários a fazer… a não ser que se embrenhassem numa longa conversa, numa dessas longas conversas que era agora tão raro ele poder ter com a filha, com os filhos, na sua vida super-ocupada de homem trabalhador e útil. E fazem falta, aos pais, essas conversas. Talvez ainda mais aos pais do que aos filhos. 

Capa de F.C.E. Colecção Gôndola Juvenil n.º 4. Com 347 páginas, e 11 cm x 17,5 cm. Bom estado.
Lisboa: Editorial Presença, [1967].

Preço: 8 euros.


 


Os contos de Maria Judite de Carvalho, pela exímia perfeição técnica, pela aparente facilidade, pelo fluxo límpido e limpo, pela estrutura cerrada, pela lucidez e ironia para com os factos tristes ou horríveis narrados, pelo tom natural e matter of fact das conclusões, pela originalidade do seu significado, pela variedade de temas e situações, pela economia e rigor da expressão — correspondem a um conceito evoluído e bem contemporâneo deste género literário. (José Palla e Carmo)


TANTA GENTE, MARIANA
2.ª edição. Assinado pela autora com dedicatória de amizade a José Palla e Carmo. 147 páginas. 10,5 x 18 cm. Colecção Livro de Bolso Arcádia / Autores Portugueses n.º 7. Com um carimbo da tiragem comprovada pela SPA (este o exemplar n.º 714). Bom exemplar. Lisboa: Arcádia, 1960.
Preço: 25 euros.


AS PALAVRAS POUPADAS
Contos. Primeira edição. Assinado pela autora com dedicatória de amizade. Colecção Autores Portugueses n.º 27 (correcto no miolo, mas não na lombada, onde aparece como n.º 25). Exemplar n.º 2117 de uma tiragem (de provavelmente 3000, após algum “êxito” com Tanta Gente, Mariana, um ano antes) declarada à SPA. 168 páginas. 10,5 x 18 cm. Bom estado. Lisboa: Arcádia, 1961. Prémio Camilo Castelo Branco em 1962.
Preço: 35 euros.


OS ARMÁRIOS VAZIOS
Primeira edição do primeiro romance da autora. Capa de João da Câmara Leme. 167 páginas (por abrir). 13 x 19 cm. Usado. Colecção Contemporânea, n.º 83, da editora Portugália, Lisboa, 1966.
Preço: 17 euros.


FLORES AO TELEFONE
Contos. Primeira edição. Assinado pela autora com dedicatória de “velha amizade e muita admiração” a José Palla e Carmo. Capa de João da Câmara Leme. 225 páginas. Colecção Contemporânea n.º 110, Lisboa: Portugália Editora, 1968. Lombada amarelecida.
Preço: 30 euros.


TEMPO DE MERCÊS
Contos. Primeira edição. Assinado pela autora com dedicatória de amizade e admiração a José Palla e Carmo. Capa de Soares da Rocha. 199 páginas. 11,5 x 18,5 cm. Miolo excelente. Capa com pequenos sinais de uso. Lisboa: Seara Nova, 1973.
Preço: 30 euros.


O HOMEM NO ARAME
(Textos publicados no Diário de Lisboa entre 1970 e 1975)
A Lisboa do autocarro, do Metro, da bicha do supermercado, da “senhora” dona de casa e da “mulherzinha”, mulher-a-dias, da gente que dia a dia se encontra e desencontra, chora e ri, ama e odeia, é o tema destas crónicas. Capa de Henrique Ruivo. 199 páginas. 14 x 21 cm. Bom estado. Assinatura de posse de José Palla e Carmo, datada de 1980. Lisboa: Livraria Bertrand, 1979.
Preço: 20 euros.


AS PALAVRAS POUPADAS
4.ª edição. Colecção Século XX n.º 292. Com 134 páginas, e 14 x 21 cm. Carimbo de posse inócuo na primeira página. Bom estado. Lisboa: Publicações Europa-América, 1988.
Preço: 10 euros.


PAISAGEM SEM BARCOS
Contos. Capa com pintura de Francisco Simões. Colecção Século XX n.º 319. 151 páginas. 14 x 21 cm. Bom estado. Lisboa: Publicações Europa-América, 1990.
Preço: 10 euros.


jgf


OS SEGREDOS DE LISBOA


JOSÉ GOMES FERREIRA


Contos. Primeira e única edição: a obra viria uns anos depois a ser incluída em Irreal Quotidiano (1971). N.º 5 da colecção Tempo de Ficção, dirigida por Alexandre Pinheiro Torres, e tipograficamente muito singela. Inclui uma folha volante, com um texto de Alexandre O’Neill, que publicita a colecção Tempo de Poesia, na mesma editora. 36 páginas. 12,3 x 20 cm. Bom exemplar. Lisboa: Edições Tempo, [1962].

Preço: 18 euros.



A SEVÉRA


JÚLIO DANTAS


Teatro. Primeira edição. Peça em 4 actos representada pela primeira vez em Janeiro de 1901, no Teatro Nacional D. Maria II, com Augusto Rosa no papel do Conde de Marialva. Dois anos depois, Dantas publicaria a primeira edição do romance A Severa.
Meia-encadernação sintética, em óptimo estado. Encadernado com ambas as capas de brochura (algo cansadas e com marcas de restauro), e não aparado. Miolo limpo. Assinaturas de posse na capa, na página de ante-rosto e no rosto. 196 páginas. 13 x 21,5 cm. Lisboa: Manuel Gomes Editor, 1901.

Preço: 45 euros.



A SEVERA


JÚLIO DANTAS


Romance. Ilustrações de Maria Vasconcellos. Reproduz o prefácio do editor da 2.ª edição, Avelino S. Vieira. Em 2 volumes [1.º volume: 4.ª edição, 23.º milhar / 2.º volume: 4.ª edição]. Estado óptimo. Colecção Portuguesa n.ºs 24 e 25. 172+205 páginas. 12,2 x 18,8 cm. Porto: Domingos Barreira Editor, [1945].

Preço: 22 euros.



HISTOIRE DE MA VIE


JACQUES CASANOVA

de Seingalt, Vénitien


A primeira edição integral das memórias de Casanova, escritas em 1797 e apenas publicadas na sua totalidade em 1960, nesta edição. Compradas pelo editor Brockhaus a um sobrinho-neto de Casanova, em 1820. No prefácio o editor conta a história do manuscrito e das várias edições, até chegar a esta definitiva (não esquecer que Casanova escreveu as suas memórias numa língua que não era a sua).

Com um retrato do autor no frontispício do primeiro volume. Impresso em papel-bíblia. Encadernações editoriais em tela gravada a ouro e douradas à cabeça, cobertas com sobrecapa transparente. Muito bom estado de conservação. Assinaturas de posse no rosto de cada um dos volumes. 12 volumes encadernados em 6, com mais de 4000 páginas [xxi-311-337+348-355+306-323+336-310+418-398+371-463], 12 x 19,5 cm por volume, e 15,5 cm na estante. Paris: F.A. Brockhaus (Weinbaden)/Librairie Plon, 1960.

Peça de colecção.

Preço: 180 euros.



OCEANO


ANTÓNIO PATRÍCIO


Rara primeira edição do primeiro livro do diplomata e poeta António Patrício (1878-1930). Em brochura. Um bom exemplar, embora a capa tenha ténues manchas, visíveis na fotografia, e a originalmente imaculada lombada ter manuscrita por anterior proprietário, em caligrafia de traço leve, o título do livro (ocupa 3 dos 23 cm da lombada). 110 páginas. 15 x 23 cm. Porto: Livraria Nacional e Estrangeira, 1905.

Preço: 65 euros.



MEMÓRIAS DE UM EX-MORFINÓMANO. (Reportagem vivida nos mistérios dos alcalóides). Vol. I (único publicado). Muito invulgar primeira edição, pois em óptimo estado de conservação. Miolo limpo, salvo pequena assinatura de posse na página de rosto. Capa assinada «M. Guimarães XXXIII». 215 páginas. 12,8 x 17,9 cm. Porto: Marânus, 1933.
Preço: 50 euros.

AMOR SEM AMOR. (Novelas). Primeira edição. Colecção Obras Completas do Repórter X, vol. I. [p. 11, À “laia” de prólogo: «Todo o segredo desta colecção editorial das Obras Completas do Repórter X assenta nesta melancólica pena de não ver reunida à minha volta, os entes queridos do meu sangue literário. É uma arrumadela; uma recolha; uma metotisução — a primeira da minha vida e imposta pela minh’alma.»]. Desenho da capa assinado R. Nunes. Seis novelas, algumas das quais anteriormente publicadas em Espanha. 211 páginas. 11 x 17,5 cm. Bom estado de conservação. Porto: Matos & Oliveira, 1929.
CEMITÉRIO DA GLÓRIA E DA SAUDADE. (Crónicas). Primeira edição. Colecção Obras Completas do Repórter X, vol. II. Crónicas memoráveis, sobre Rudolfo Valentino, Sarah Bernhardt, Isadora Duncan, Homem Christo, personagens anónimas de anúncios classificados, obituários, palhaços, gémeas siamesas, actores, (…). 211 páginas. 11 x 17,5 cm. Bom estado de conservação. Porto: Matos & Oliveira, 1929.
Preço (conjunto do Vol.I e Vol. II das Obras Completas): 50 euros.

CINCO MIL FRANCOS POR MÊS. (Novela). Primeira edição. Capa de Jorge Barradas. Com pequenas falhas de papel na lombada. Manuseado. Frágil. 96 páginas. 12,7 x 19,3 cm. Lisboa: Empresa do Diário de Notícias, 1926.
Preço: 18 euros.



LIVROS I.º e II.º


FERNANDO GUERREIRO


Deste livro foram impressos, em off-set, sobre chapa de cartão, 250 exemplares, que custaram ao autor, graças à colaboração de alguns amigos gráficos (sem os quais esta edição não teria sido sequer possível), a módica quantia de 15 mil escudos. Com a venda dos volumes (que não tenham sido, entretanto, distribuídos pelos amigos), ao preço unitário (!) de cem escudos, o responsável pelos textos espera recuperar o dinheiro inicialmente investido, de modo a, ainda este ano, possivelmente no (fim do) Outono, pelo mesmo processo, mas em melhores condições técnicas, fazer sair (como toupeiras matreiras) das tocas em que se encontram, respectivamente os LIVROS III.º e IV.º (com textos de 1976/77). Para que conste. No ano de MCMLXXVII.

Primeiro livro do poeta, ensaísta, tradutor e professor universitário Fernando Guerreiro (n. 1950). Com 266-(1) páginas (soltas), não colado nem agrafado, e 17 x 22,5 cm. Lisboa: edição do autor, 1977.

Exemplar que concorreu ao Prémio de Poesia Teixeira de Pascoaes, em Novembro de 1977 [que premiou Sophia de Mello Breyner Andresen com O Nome das Coisas], e ficou na posse de um dos júris, donde a nota a lápis na capa: «menção honrosa».

Raro.

Preço: 40 euros.


O Futuro à Janela

[28Maio16]

futuro-janela


O FUTURO À JANELA


LUÍS FILIPE SILVA


Obra que reúne um ensaio sobre a importância do conto, um poema de ficção científica, e onze contos, entre os quais «O Fernando Pessoa electrónico». Um clássico da ficção científica portuguesa, e primeiro livro do autor, mais tarde reeditado em formato digital. Prémio Caminho de Ficção Científica 1991. Colecção Caminho Ficção Científica, n.º 137. Com 199 páginas, e 12 x 19 cm. Bom estado, embora com um vinco na capa, visível na fotografia. Lisboa: Editorial Caminho, 1991.

Preço: 15 euros.


Ilse Losa

[28Maio16]


HISTÓRIAS INESQUECÍVEIS PARA CRIANÇAS


Selecção de

ILSE LOSA


Capa de A. Pedro e ilustrações de Manuela Bacelar. Contos dos Irmãos Grimm (tradução de Maria Cristina de Araújo), Wilhelm Hauff (tradução de Teresa Balté), George Sand (tradução de Virgínia de Castro e Almeida, revista por Ângela Lieblich), John Ruskin (tradução de Luísa Derouet), Mark Twain e Oscar Wilde (traduções de Margarida Losa), Leão Tolstoi, Hans Christian Andersen, Pawel Bashow e Selma Lagerlöf (traduções de Ilse Losa). 227 páginas. 14,5 x 21 cm. Capa com ténues manchas amarelas, miolo impecável. Lisboa: Livros do Brasil, [s.d.].

Preço: 12 euros.



O MUNDO EM QUE VIVI


ILSE LOSA


Numa escrita inexcedivelmente sóbria e transparente, e através de breves episódios, este romance conduz-nos em crescendo de emoção desde a primeira infância rural de uma judia na Alemanha, pelos finais da Primeira Guerra Mundial, até ao avolumar de crises (inflação, desemprego, assassínio de Rathenau, aumento de influência e vitória dos Nazistas) que por fim a obrigam ao exílio mesmo na eminência de um destino trágico num campo de concentração. Há uma felicíssima imagem simbólica de tudo, que é a do lento avançar de uma trovoada que acaba por estar «mesmo em cima de nós». Assistimos aos rituais judaicos públicos e domésticos, a uma clara atracção alternativa entre a imigração para os Estados Unidos da América e o sionismo. Fica-se simultaneamente surpreendido pela correspondência e pelas diferenças entre o adolescer e o viver adulto em meios culturais muito diversos, pois há relances de vida religiosa luterana, católica e de agnosticismo à margem da experiência judaica ortodoxa. Perpassam figuras familiares de recorte nítido: os avós da aldeia, o pai, negociante de cavalos, desfeiteado por anti-semitas e falecido de cancro, os tios progressistas Franz e Maria, o avô Markus, a amorável avozinha Ester (kleine Oma), Paul (o jovem quase namorado que se deixa intimidar pelo ambiente), Kurt (o jovem enamorado assolapado, culto e firme nas suas convicções). A acção é desfiada numa sucessão de fases biográficas progressivamente dramáticas — e nós acabamos por participar afectivamente de um destino ao mesmo tempo muito singular e muito típico, que bem nos poderia ter cabido. Um romance de características únicas na literatura portuguesa — e emocionalmente certeiro. [Texto da contracapa, datado de Novembro de 1989, da autoria de Óscar Lopes, a quem o livro é dedicado].

15ª edição do primeiro livro da autora. Capa de Ângela Melo. 196 páginas. 14,5 x 21 cm. Porto: Edições Afrontamento, 1992.

Preço: 10 euros.



autografo-saramago


DEUS DORME EM MASÚRIA
HANS HELMUT KIRST
Tradução de José Saramago, «segundo a edição francesa, com auctorização do autor». Capa de Figueiredo Sobral. Título da edição original, em alemão: Gott Schläft in Masuren. Colecção Século XX, n.º 16. 2.ª edição. 372 páginas. 13 x 18,5 cm. Lisboa: Publicações Europa-América, 1964.
Preço: 10 euros

AS OPINIÕES QUE O DL TEVE
JOSÉ SARAMAGO
Primeira edição. Colecção, até 1973, de textos de opinião e crónica assinados por José Saramago no jornal Diário de Lisboa. Colecção Cadernos Seara Nova, série «Actualidade Nacional». 222 páginas. 11,5 x 18,5 cm. Óptimo exemplar. Lisboa: Seara Nova e Editorial Futura, [25 de Janeiro de] 1974.
Preço: 45 euros

QUE FAREI COM ESTE LIVRO?
JOSÉ SARAMAGO
Teatro. Primeira edição. Posfácio de Luiz Francisco Rebello. 167 páginas. 12 x 18,5 cm. Óptimo exemplar. Lisboa: Editorial Caminho, 1980.
Preço: 45 euros

LEVANTADO DO CHÃO
JOSÉ SARAMAGO
4.ª edição. Romance. Autografado pelo autor com dedicatória. Prémio Cidade de Lisboa em 1980. Colecção O Campo da Palavra n.º 9. Cartonagem editorial. 366 páginas. 13,5 x 21 cm. Lisboa: Editorial Caminho, 1983.
Preço: 25 euros

OBJECTO QUASE
JOSÉ SARAMAGO
2.ª edição. Contos. Autografado pelo autor com dedicatória. Colecção O Campo da Palavra, n.º 20. Bom estado. 138 páginas. 13,5 x 21 cm. Lisboa: Editorial Caminho, 1984.
Preço: 25 euros

A JANGADA DE PEDRA
JOSÉ SARAMAGO
Primeira edição, assinada pelo autor com dedicatória. Romance. 330 páginas. 13,5 x 21 cm. Óptimo estado. Lisboa: Editorial Caminho, 1986.
Preço: 35 euros

O ANO DA MORTE DE RICARDO REIS
JOSÉ SARAMAGO
9.ª edição. Romance. 415 páginas. 13,5 x 21 cm. Excelente estado de conservação. Lisboa: Editorial Caminho, 1988.
Preço: 10 euros

HISTÓRIA DO CERCO DE LISBOA
JOSÉ SARAMAGO
Primeira edição. Romance. 348 páginas. 13,5 x 21 cm. Óptimo estado. Lisboa: Editorial Caminho, 1989.
Preço: 20 euros

O EVANGELHO SEGUNDO JESUS CRISTO
JOSÉ SARAMAGO
Primeira edição. Romance. 445 páginas. 13,5 x 21 cm. Óptimo estado de conservação. Lisboa: Editorial Caminho, 1991.
Preço: 20 euros

CADERNOS DE LANZAROTE. DIÁRIO I
JOSÉ SARAMAGO
Primeira edição. Diário. 177 páginas. 13,5 x 20 cm. Óptimo estado de conservação. Lisboa: Editorial Caminho, 1994.
Preço: 20 euros

A CAVERNA
JOSÉ SARAMAGO
Primeira edição, autografada e datada por José Saramago. Romance. 350 páginas. 13,5 x 21 cm. Estado impecável. Lisboa: Editorial Caminho, 2000.
Preço: 30 euros

natalia-surrealismo


O SURREALISMO NA POESIA PORTUGUESA


Organização, Prefácio e Notas de
NATÁLIA CORREIA


Inclui excertos de José de Almada Negreiros, Alexandre O’Neill, Vespeira, David Mourão-Ferreira, Florbela Espanca, Herberto Helder, António José Forte, Mário de Sá-Carneiro, Fernando Pessoa, Raul Leal, Raul Brandão, Camilo Pessanha, Maria Alberta Menéres, António Maria Lisboa, João Rui de Sousa, Isabel Meyrelles, Ana Hatherly, José Sebag, Manuel de Castro, Maria Teresa Horta, José Carlos Ary dos Santos, Dórdio Guimarães, Natércia Freire, Cruzeiro Seixas, Carlos de Oliveira, António Domingues, Salette Tavares, Eugénio de Andrade, Mário Cesariny, Mário Henrique Leiria, António Aragão, António Ramos Rosa, Vitorino Nemésio, Tomás de Figueiredo, Saul Dias, António Navarro, Carlos Queirós, António Pedro, José Blanc de Portugal, Jorge de Sena, Raul de Carvalho, José Régio, José Gomes Ferreira, Luiza Neto Jorge, António Barahona da Fonseca, Afonso Duarte, Teixeira de Pascoaes, Ângelo de Lima, Eugénio de Castro, Henrique Tavares, Fernando Lemos, Pedro Oom, José Manuel Pressler, Paula Almada Negreiros, Fernando Grade, Carlos Wallenstein, Alfredo Margarido, Carlos Eurico da Costa, Fernando Alves dos Santos, Henrique Risques Pereira, Mário Saa, Edmundo de Bettencourt, António Nobre, Cesário Verde, Francisco de Pina e Melo, Correia Garção, Dinis da Cruz, Tomás António Gonzaga, Bocage, Curvo Semedo, António Feliciano de Castilho, Faustino Xavier de Novais, Soares de Passos, Antero de Quental, Gomes Leal, Guerra Junqueiro, Francisco de Vasconcelos, Pinto Brandão, Soros Maria do Céu, Soror Mariana Alcoforado, Gregório de Matos, Jerónimo Bahia, António Serrão de Castro, António Barbosa de Bacelar, Soror Violante do Céu, Jacinto Freire de Andrade, Camões, Bandarra, Cristovão Falcão, Bernardim Ribeiro, Gil Vicente, Diogo Brandão, João Airas e o jogral Mendinho.

Primeira Edição. 418+(6) páginas. 13 x 18,5 cm. Colecção Estudos e Documentos, n.º 81, Série Antologias, Lisboa: Publicações Europa-América, 1973. Manuseado.

Preço: 25 euros.



30 POEMAS


ANGEL CRESPO


Exemplar assinado e datado pelo autor com dedicatória à actriz Hermínia Tojal, que anotou algumas páginas a lápis. Poemas traduzidos por António Osório, Eugénio de Andrade, José Bento e Mário Cláudio. 47 páginas. 13,5 x 20 cm. Colecção Folhas Novas, nº2, dirigida por Hélder Moura Pereira, para a editora Gota de Água, Lisboa, 1984. Tiragem de 500 exemplares.

Preço: 35 euros.


angel-pessoa


A VIDA PLURAL DE FERNANDO PESSOA


ANGEL CRESPO


Biografia. Tradução de José Viale Moutinho. Exemplar revisto e corrigido a lápis por José Palla e Carmo. 425 páginas. 15 x 23 cm. Capa de Emílio Vilar. Lisboa: Bertrand Editora, 1990.

Preço: 15 euros.



DONDE NO CORRE EL AIRE

(1974-1979)

ANGEL CRESPO


Obra rara, numa tiragem de apenas 500 exemplares (este o número 85), editada pelo Grupo Poético Barro, na colecção Vasija, série Poesia (n.º 15), dirigida por Onofre Rojano.

Com uma fotografia do autor por Henry Nieves. 75 páginas. 15 x 21,5 cm. Em óptimo estado de conservação, apenas ligeiramente descolorado na lombada.

Preço: 50 euros.



COLECCIÓN DE CLIMAS

(1975-1978)

ANGEL CRESPO


Assinado pelo autor com dedicatória, e emendado na página 19. Em óptimo estado de conservação. 63 páginas. 12,5 x 20 cm. Volume 42 da colecção Aldebaran, dirigida por Jose Luis Nuñez. Sevilla: Aldebaran, 1978.

Preço: 40 euros.



EN MEDIO DEL CAMINO

( Poesía, 1949 – 1970 )


ÁNGEL CRESPO


Antologia. Colecção Poesía, Seix Barral, Barcelona, 1971. Volume brochado, com sobrecapa. 290 páginas. 12,5 x 19,5 cm. Estimado. Autografado pelo autor com dedicatória datada de 1981.

Preço: 35 euros.



EL AIRE DE LOS DIOSES

(1978-1981)

ÁNGEL CRESPO


Com diseño gráfico de Julio Álvarez, e uma foto do autor por Inácio Ludgero. 100 páginas. 14 x 20 cm. Óptimo estado de conservação: mantém-se intacta a sobrecapa plástica. Zaragoza: Olifante Ediciones de Poesía, [30 de Abril de] 1982.

Preço: 25 euros.



ANTOLOGÍA POÉTICA


ANTÓNIO OSÓRIO


Tradução, selecção e introdução de ÁNGEL CRESPO. Exemplar autografado por António Osório com dedicatória. Com diseño gráfico de Julio Álvarez, e uma foto de António Osório por Gonçalo Ivo. 111 páginas. 14 x 20 cm. Óptimo estado de conservação: mantém-se intacta a sobrecapa plástica. Zaragoza: Olifante Ediciones de Poesía, [25 de Setembro de] 1986.

Preço: 30 euros.



TRÊS AUTORES TRÊS CONTOS


ANGEL CRESPO
JOÃO VICENTE DE OLIVEIRA CHARRUA
OCTÁVIO RODRIGUES DE CAMPOS


Contos da autoria de Angel Crespo («Ratazanas»), João Vicente de Oliveira Charrua («Excitação») e Octávio Rodrigues de Campos («Baile de Máscaras»). Com uma biografia de cada um dos autores. 54 páginas. 11,5 x 16,5 cm. Rara edição do Círculo de Letras e Artes de Lisboa, em 1956.

Um dos dois exemplares endereçados ao fundador e director do jornal Litoral, David Cristo, escritor e jornalista natural de Aveiro. Inclui uma dedicatória manuscrita, no rosto da obra, em nome do Círculo, e uma carta assinada pelo director do mesmo, datada de 27 de Agosto de 1956, requisitando a menção bibliográfica à edição no dito jornal, bem como uma permuta entre as edições futuras de ambos. Muito invulgar, nestas condições, embora a lombada não se encontre no melhor dos estados, tendo sido “remendada” com fita-cola.

Duas outras curiosidades: no cólofon, última página, a menção de que o livro se acabou de imprimir a 1 de Agosto de 1956, na Tipografia Ala Esquerda, de Beja, com o patrocínio do jornal Ribamar, de Algés, dirigido e editado por um dos autores destes contos (João Vicente de Oliveira Charrua, natural de Borba), e com secretariado de redacção de outro (Octávio Rodrigues de Campos, natural de Beira, Moçambique); e ainda, na contracapa, uma inovadora forma de fazer publicidade, visível numa das fotografias: como no conto «Excitação» há paisagem deslumbrante e velocidade perturbadora, publicita-se uma oficina de Évora onde teria sido feita a revisão do carro moderno que permitiu tal velocidade.

Preço: 15 euros.



LISBOA


ÁNGEL CRESPO


Ensaio histórico-literário. Primeira edição. 226-(6) páginas. 13 x 20 cm. Ilustrações de Alexandre Ferrer. Colecção Las Ciudades, n.º 4, das Ediciones Destino, Barcelona, 1987.

Preço: 15 euros.


uli


O SEU A SEU TEMPO


LUIZA NETO JORGE


Colecção Poesia e Ensaio [com orientação gráfica do pintor Espiga Pinto] n.º 13, da Editora Ulisseia, Lisboa, 1966. Brochado com sobrecapa. 60 páginas. 10 x 18,5 cm. Óptimo exemplar do quarto livro da autora, à época emigrante em Paris.

Preço: 40 euros.




MANUAL DE ZOOLOGIA FANTASTICA


JORGE LUIS BORGES


A un chico lo llevan por primera vez al jardín zoológico. Ese chico será cualquiera de nosotros o, inversamente, nosotros hemos sido ese chico y lo hemos olvidado. En ese jardín, en ese terrible jardín, el chico ve animales vivientes que nunca ha visto; ve jaguares, buitres, bisontes y, lo que es más extraño, jirafas. ve por primera vez la desatinada variedad del reino animal, y ese espectáculo, que podría alarmarlo u horrorizarlo, le gusta. Le gusta tanto que ir al jardín zoológico es una diversión infantil, o puede parecerlo. Cómo explicar este hecho común y a la vez misterioso?

Primeira edição. Ilustrado. Colaboração de Margarita Guerrero. Capa com desenho de Fabrizio Clerici («El catoblepas»). Arranjo gráfico de Emmanuel Carballo. Tela editorial com sobrecapa, em bom estado de conservação. Miolo impecável, limpo e fresco, salvo pequena rubrica de posse no rosto. 159 páginas. 11 x 17,5 cm. Colecção Breviarios del Fondo de Cultura Económica, n.º 125. México / Buenos Aires: Fondo de Cultura Económica, 1957. Invulgar.

Preço: 120 euros.




ANTIGUAS LITERATURAS GERMANICAS


JORGE LUIS BORGES


La mención de Alemania o de Inglaterra basta para demonstrar la importancia de las culturas germánicas. El primer testimonio de esas culturas fué la literatura que produjeron; nadie, en verdad, puede ser indiferente a su estudio. Sin embargo, la materia de que trata este libro es casi ignorada en los países de habla espanõla; aun las personas cultas suelen limitar su conocimiento a nociones de mitos escandinavos, tomadas de las óperas de Wagner. Se olvida que Inglaterra produjo, antes de la conquista normanda, una secular y dilatada literatura; se ignora que en Islandia culminó la literatura germánica.

Primeira edição. Ilustrado. Colaboração de Delia Ingenieros. Capa com reprodução do manuscrito C do Nibelungenlied (século XIII). Arranjo gráfico de Ali Chumacero. Manuseado. Tela editorial com sobrecapa, esta em mau estado de conservação, com a lombada partida e remendada. Miolo amarelecido, com pequena rubrica de posse no rosto. Exemplar razoável, mas necessita de reparação. 179 páginas. 11 x 17,5 cm. Colecção Breviarios del Fondo de Cultura Económica, n.º 53. México / Buenos Aires: Fondo de Cultura Económica, 1951. Invulgar.

Preço: 25 euros.

Exemplar com sobrecapa em bom estado, sem rubrica de posse: 50 euros.