MANEIRA DE PENSAR O URBANISMO


LE CORBUSIER


Ilustrado com desenhos e esquemas do autor. Tradução de José Borrego.

Brochado. 220 páginas. 18 x 11,5 cm. Colecção Saber, série VI (Ciências Aplicadas), n.º 27 (série especial). Capas com manchas leves. Miolo limpo. Bom exemplar, no geral. Lisboa: Publicações Europa-América, [Dezembro de] 1969.

Preço: 17 euros.


 


ALFAMA DE ONTEM & ALFAMA DE HOJE

ASPECTOS HISTÓRICOS E ETNOGRÁFICOS

LUIZ CHAVES


Conferência ao ar livre efectuada, no Largo de S. Miguel, em Alfama, no dia 25 de Outubro de 1935.

Ilustrado. Opúsculo de 23 páginas (por abrir), e 24,5 x 18,5 cm. Bom estado. Publicações dos Anais das Bibliotecas, Museus e Arquivos Históricos Municipais, n.º XI, Lisboa, 1936.

Preço: 18 euros.


 


A URBANIZAÇÃO DE LISBOA


Representação entregue à excelentíssima Câmara Municipal pelo

GRUPO AMIGOS DE LISBOA


«Como é do conhecimento de todos, Lisboa não possue um plano geral de melhoramentos, a-pesar-de três quartas partes da sua área estarem ainda por urbanizar». Deste modo, o Grupo Amigos de Lisboa «tem a honra de apresentar (…) um estudo elaborado pela sua Secção de Estudos de Estética e de Urbanização». Com 16 páginas, e propostas interessantes. 24 x 17,8 cm. Bom estado. Lisboa: Grupo Amigos de Lisboa, 1938.

Preço: 10 euros.


 


RESTOS DE OSSÓNOBA,
NO LARGO DA SÉ, EM FARO


ABEL VIANA


Separata dos n.ºs 39 a 46 da Revista do Sindicato Nacional dos Engenheiros Auxiliares, Agentes Técnicos de Engenharia e Condutores, Lisboa, 1949. Com várias fotografias e desenhos do autor, e algumas fotografias de Mário Lyster Franco. 36 páginas. 24 x 18,5 cm. Bom estado. Impresso na Tipografia das Avenidas, em Lisboa.

Preço: 15 euros.


 


LISBOA, UMA CIDADE EM TRANSFORMAÇÃO


FRANCISCO KEIL DO AMARAL


Lisboa, há 50 anos. Ilustrado com 61 fotografias a preto, em 28 páginas extra-texto. [28]+237+(11) páginas. 18,5 x 13,3 cm. Capas com manchas leves. Lombada amarelecida. Miolo limpo. Lisboa: Publicações Europa-América, Janeiro de 1970.

Preço: 18 euros.


 


MÔSCAS E MOSQUITOS


prefácio
RICARDO JORGE


Resultado e memória do combate a moscas e mosquitos levado a cabo pela Câmara Municipal de Cascais, no final da década de 30, um grosso volume ilustrado que tenta abarcar várias vertentes de análise possíveis dos dois insectos que há séculos ocupam as mentes e preocupações do homem: humor, música e teatro complementam a parte documental da obra (científica, técnica e histórica) com uma forte componente rediofónica — reproduzem-se algumas das campanhas desenhadas para transmissão sem fios na Emissora Nacional e no Rádio Club Português, parte fulcral das ditas acções camarárias de sensibilização e higienização.

Índice aqui e aqui. Inclui capítulos sobre “a mosca e o turismo” e “a mosca e o urbanismo“. Abre o prefácio Ricardo Jorge com a recordação das queixas de Camilo, em Seide, «possesso de raiva contra as ferroadas das que na calma de Agosto o acometiam das carvalheiras».

Ilustrado com desenhos, fotografias e fac-similes de documentos (e até uma pauta musical), em 94 páginas de extra-textos couché, alguns desdobráveis. Colaboração de Emmerico Nunes, Alberto de Sousa, Tomás Ribeiro Colaço, Arnaldo Leite, José de Oliveira Cosme, e outros. Assinado, numa larga diagonal que atravessa o rosto, por um dos colaboradores, António Augusto Velasco Martins (1896-1944), por então professor da Escola Superior de Medicina Veterinária. Em brochura. 236+(94) páginas. 24,5 x 17 cm. Bom estado. Edição da Junta de Turismo de Cascais, 1939.

Curioso.

Preço: 40 euros.