o Divino Marquês

[10Dez21]


DIÁLOGO ENTRE UM PADRE E UM MORIBUNDO


DONATIEN-ALDONSE-FRANÇOIS DE SADE


Primeira edição de um título do Marquês de Sade em língua portuguesa: um conto ultra-ateísta cuja forma de diálogo justifica uma inserção subreptícia na colecção Teatro no Bolso da Contraponto — com toda a coragem anárquica do seu editor, que o cuida de tal forma que alcança a proeza de não ser notado.

Versão portuguesa do poeta e tradutor José Manuel Simões conforme o texto editado por Jean-Jacques Pauvert em 1953. Ilustrado com um extra-texto, a par do rosto (frontispício de Man Ray) e uma vinheta de Minos, no final do texto. Com [2]+29+(3) páginas, e 16,4 x 11,8 cm. Um bom exemplar. Lisboa: Contraponto, [s.d.].

Contém um postal publicitário anunciando a publicação da obra A Pata do Pássaro Desenhou uma Nova Paisagem, de Manuel de Lima, numa tiragem de 300 exemplares numerados e assinados pelo autor, com pedidos para Galimar da Costa, Lda., na Rua do Telhal.

Preço: 35 euros.



NOVELAS


MARQUÊS DE SADE


Segunda edição de um título do Marquês de Sade em língua portuguesa. Seis novelas, precedidas de um longo (pp. 5-63) ensaio de Simone de Beauvoir, «Deve-se queimar Sade?» [no original, Faut-il brûler Sade?], e de um outro, mais curto (pp. i-xvi), de Jamil Almansur Haddad, «Sade e o Brasil». Ao longo das duas badanas (“dobras”), um texto de Lívio Xavier.

Títulos das novelas: Diálogo entre um padre e um moribundo [a única das seis já editada em português, dois anos antes, por Luiz Pacheco]; Augustine de Villeblanche ou o estratagema do amor; Eugénie de Franval, novela trágica; Miss Henriette Stralson ou as consequências do desespero; Florville e Courval ou o fatalismo; Ernestina, novela sueca.

Tradução de Augusto de Sousa. Capa de Fernando Lemos (exilado no Brasil desde 1953). Com xvi+284+(4) páginas. 21,3 x 14 cm. Pequena assinatura não autoral no topo da página inicial do texto de Haddad. No geral, um bom exemplar, de uma edição histórica e bem desenhada. São Paulo: Difusão Européia do Livro, 1961.

Preço: 35 euros.



JUSTINE

OU LES MALHEURS DE LA VERTU


SADE


A “segunda versão” de Justine, com “o” prefácio de Georges Bataille. Uma das históricas e modelares edições Pauvert do Marquês.

Com xxxvii+(2)+417+(9) páginas, e 16,3 x 12,5 cm. Capa sem manchas e com dois vincos; lombada amarelecida, com desgaste ligeiro nas arestas e vincos e deformação côncava (pouco pronunciada) de leitura [defeitos visíveis nas fotografias]. Miolo limpo, salvo iniciais de posse («A.G.») com data de Paris, Abril de 1960, no ante-rosto. No geral, um exemplar sólido e interessante.

Em Paris, pelo editor Jean-Jacques Pauvert, com diferentes referências para o ano de publicação: data de impressão no colófon, 1955; data na capa, contracapa e lombada, 1957; data no rosto, 1958.

Preço: 18 euros.



SADE, MEU PRÓXIMO


PIERRE KLOSSOWSKI


« (…) um conjunto de reflexões sobre a alma de Sade e o tempo em que viveu, baseado na psicopatologia do desejo absoluto determinado pelo objecto absoluto (Deus: fundamento da alma) a que Klossowski atribui uma importância relevante na medida em que ‘a pretensão de descrever de algum modo a infelicidade da consciência de Sade’ acaba por equiparar o sadismo à não-crença, questão nuclear em toda a obra de Sade» [da badana].

Ensaio-título [citado no prefácio de David Mourão-Ferreira à Filosofia na Alcova da Afrodite] precedido de um outro, O Filósofo Celerado. Tradução de Ana Hatherly. Capa sobre um quadro de Klossowski. 148+(4) páginas. 19 x 11 cm. Bom estado. Colecção Passagens n.º 44. Lisboa: Vega, 2008.

Preço: 14 euros.



QUARTET


DE SADE


Quatro contos, traduzidos do francês por Margaret Crosland: The Mystified MagistrateAugustine de VilleblancheMiss Henrietta StralsonRetaliation. 125+(3) páginas. 17,2 x 10,7 cm. Bom estado. Colecção 2’6 n.º 1722, London: Panther Books, 1964.

Preço: 8 euros.



RENÉE PÉLAGIE,

MARQUESA DE SADE


GÉRARD BADOU


Biografia da “marquesa de Sade” (até 1790), cúmplice inexcedível em atribulados episódios da vida do esposo. Tradução de Paula Reis. Título original: Renée Pélagie, marquise de Sade. 171 páginas. 23,2 x 15,7 cm. Exemplar estimado. Colecção Vidas da editora Teorema, Lisboa, 2005.

Preço: 15 euros.



LAUTRÉAMONT ET SADE


MAURICE BLANCHOT


Dividido em duas partes: «La raison de Sade» (pp. 15 a 49), e «L’experience de Lautréamont» (pp. 51 a 188). Capa com um pormenor de uma carta de Lautréamont. 188+(4) páginas. 22 x 13,5 cm. Colecção Arguments. Bom estado. Paris: Les Editions de Minuit, 1976.

Preço: 15 euros.



O MARQUÊS DE SADE E A SUA CÚMPLICE

seguido de

PORTUGAL EM SADE, SADE EM PORTUGAL


JEAN PAULHAN


Jean Paulhan no seu melhor (finaliza com a transcrição do depoimento do autor, em tribunal, no julgamento de Pauvert), traduzido e anotado por Alberto Nunes Sampaio, seguido de «Portugal em Sade, Sade em Portugal», ensaio de António Carmo Luís [pseudónimo de Aníbal Fernandes que já não figura na segunda edição, de 2016] com digressão pelas referências a Portugal nas obras publicadas e correspondência de Sade e uma entrevista ao editor da Afrodite, Fernando Ribeiro de Mello.

Capa com pormenor de Ingres. 90+(6) páginas. 20,5 x 14,5 cm. Colecção Memória do Abismo n.º 37. Muito bom exemplar. Lisboa: Hiena Editora, 1992.

Preço: 10 euros.


 

André BRETON

[06Dez21]


ANTHOLOGIE DE L’HUMOUR NOIR


ANDRÉ BRETON


Texto integral. Livro de bolso (16,5 x 11 cm). 445+(3) páginas. Bom estado, embora possua vinco superficial de leitura na lombada. Corte das páginas carminado nas 3 faces, sem descoloração. Colecção Le Livre de Poche n.º 2739, volume duplo, por alturas do 30.º aniversário da primeira edição. Paris: Jean-Jacques Pauvert, 1970.

Ver lista de autores nas fotografias ().

Preço: 18 euros.



MANIFESTOS DO SURREALISMO


ANDRÉ BRETON


Prefácio de Jorge de Sena. Tradução de Pedro Tamen, a partir da edição de Pauvert de 1962. Capa de Mendes de Oliveira. 356+(4) páginas. 20 x 13,5 cm. Bom estado. Colecção Aventura Interior da Moraes Editores, Lisboa, 1969.

Preço: 35 euros.



ENTREVISTAS


ANDRÉ BRETON


Conversas com André Parinaud que «constituíram o objecto de dezasseis emissões da Radiodifusão Francesa, transmitidas entre Março e Junho de 1952. O leitor encontrará aqui o texto integral dessas entrevistas, vítimas de alguns cortes por exigências de minutage aquando da sua gravação.»

Tradução de Ernesto Sampaio. 306 páginas. 23 x 15,5 cm. Bom estado, apesar de vinco leve de leitura na lombada. Lisboa: Edições Salamandra, 1994.

Preço: 18 euros.



ANDRÉ BRETON


ensaios recolhidos por
MARC EIGELDINGER


Ensaios dedicados a André Breton. Textos de André Breton, Jean Paulhan, Benjamin Péret, Henri Pastoreau, P. – O. Walzer, Michel Carrouges, A. Rolland de Renéville, Victor Crastre, Jean Starobinski, Marc Eigeldinger, Julien Gracq, Michel Beaujour e Gérald Schaeffer.

Ilustrado com quatro retratos. 286+(4) páginas. 21 x 13,8 cm. Leve vinco de leitura na lombada e pequena marca única de bicho do papel junto à margem inferior da contracapa. Bom estado geral. Colecção Langages, Neuchatel: A La Baconnière, 1970.

Preço: 20 euros.



MAGAZINE LITTÉRAIRE

3 NÚMEROS DEDICADOS A:

ANDRÉ BRETON, SURREALISMO E DADA


Magazine Littéraire n.º 213. Dezembro de 1984. «60 ans de Surréalisme». 102 páginas. 27,3 x 21,5 cm. Bom estado.

Magazine Littéraire n.º 254. Maio de 1988. «André Breton». 106 páginas. 27,3 x 21,5 cm. Bom estado.

Le Magazine Littéraire n.º 446. Outubro de 2005. «Dada. L’esprit de la révolte de Tristan Tzara à Guy Debord». 98 páginas. 28,7 x 21 cm. Bom estado.

Preço (conjunto): 20 euros.