A REPUBLICA

COMEDIA EM UM ACTO ORIGINAL

AUGUSTO DA SILVA CARVALHO


Representada pela primeira vez no Theatro de Variedades,
com geraes applausos.

Diz-nos Sousa Bastos, na Carteira do Artista, que Silva Carvalho «teve diversos empregos, acabando em negociante de moveis. Foi por muito tempo dedicado ás lettras, publicando um volume de versos e collaborando nos jornaes. Tambem fez algumas comedias, e, entre ellas, uma com o titulo A Republica, que se representou com muito agrado no theatro das Variedades.»

Na colecção Bibliotheca dos Actores. 16 páginas (por abrir). 16 x 11,5 cm. Alguns, poucos, picos de acidez no miolo. Bom estado. Lisboa: Typ. de Antonio José Germano, 1870.

Preço: 10 euros.



O POMPON

ópera cómica em 3 actos

H. CHIVOT
A. DURU


Tradução de Sousa Bastos. N.º 4 da Colecção de Coplas, Monólogos e Cançonetas, da Companhia Sousa Bastos. Inclui lista das personagens e respectivos actores da companhia que terão representado a opereta.

Folheto. 40 páginas. 19,5 x 12,5 cm. Frágil. Capa com pequenos defeitos. Lisboa: [Livraria Ferreira e Franco], 1900.

Preço: 8 euros.



GATA E MULHER

DISPARATE EM UM ACTO

Traducção por
J. J. ANNAYA


Sousa Bastos, na Carteira do Artista (p. 497): «1 de Março de 1826. Nasce em Lisboa Joaquim José Annaya. / Teve em tempos um collegio seu a Buenos Ayres. Em 1855 fechou-o e entrou para a Escola Academica como subdirector e lá esteve até que, por ordem dos medicos, sahiu em 1882. / Quantos alumnos d’aquella escola se recordam d’elle com saudade, porque era effectivamente um bom homem e amigo de todos! / O Annaya traduziu innumeras peças, algumas que foram representadas e outras que se publicaram n’uma bibliotheca theatral que elle editou. / Muitas das traducções eram feitas pelos rapazes da escola e por elle corrigidas, seja dita a verdade, ficando às vezes peiores

32 páginas por abrir. 14 x 20 cm. Com defeitos: sem capa mas com a contracapa em muito bom estado; manchado nas primeiras páginas (as últimas e a capa posterior limpas e bem conservadas); anotação a lápis no rosto. Frágil. Lisboa: Typographia do «Ensino Livre», 1872.

Preço: 7 euros.



NOVA HISTÓRIA DE JOÃO DE CALAIS


Quanto às aventuras do navegador João de Calais, Luís da Câmara Cascudo não deixou de fomentar algumas dúvidas a respeito da sua verdadeira autoria, baseando-se nas informações de Mme. Monique Cazeaux-Varagnac e nas pesquisas de Antoine Barbier, as quais apontam para um certo Jean Castillon, possível pseudónimo de autor anónimo, como o autor da estória que cativa há séculos o ocidente europeu. O etnólogo brasileiro nota, ainda, que a versão original da História de João de Calais reporta o seu ambiente para o reino português, tendo o mesmo sido modificado aquando da tradução, pois a redacção de Madame de Gómez substitui o porto de Lisboa e o reino de Portugal pelo porto de Palermo no reino da Sicília. [daqui]

Folheto “de cordel” com agrafo. 11.ª edição. 16 páginas. 16,5 x 12 cm. Pequenos picos de oxidação marginais. Bom estado. Edição do Bazar Feniano / António da Silva Santos e C.ª / Porto [s.d.].

Preço: 12 euros.



CANÇÕES EM VOGA


ALICE AMARO


Canções com músicas de Wolmar Silva, Ferrer Trindade, Shegundo Galarza, Nóbrega e Sousa, João Nobre, Carlos Canelhas e Manuel Paião; e letras de Manuel Lereno, Artur Ribeiro, António José, João Nobre, Frederico de Brito, Magalhães dos Santos, Eduardo Damas, Jerónimo Bragança e Vítor Teixeira. Não inclui pautas musicais, apenas as letras das canções. Com 16 páginas e 14,6 x 10,5 cm. Frágil, mas em bom estado. Ermesinde: Editorial Crisos, [s.d.].

Preço: 12 euros.