O GEBO E A SOMBRA

DRAMA

RAUL BRANDÃO


Com dedicatória de Luiz Pacheco na primeira página («Homenagem respeitosa do editor»), e algumas gralhas corrigidas a lápis, pelo próprio, no miolo.

A inclusão desta obra na Colecção Teatro no Bolso só foi possível devido à gentileza da direcção do Teatro Avenida. Contraponto agradece muito reconhecidamente a D. Maria Angelina Brandão, ao Dr. Luís da Câmara Reys e ao empresário Giuseppe Bastos a colaboração aqui prestada. [nota do editor]

Com um prefácio de Câmara Reys, e uma estampa de José Tagarro, hors-texte couché a par do início do prefácio. Brochado. 80,[1] páginas. 17 x 11,5 cm. Manuseado e com pequenos defeitos exteriores. Mantém-se bom exemplar, pela invulgaridade da dedicatória. Colecção Teatro no Bolso, volume 9. Lisboa: Contraponto, [s.d.]

em conjunto com:

O GEBO E A SOMBRA, de RAUL BRANDÃO.
A empresa Teatro Avenida, Laura Alves em colaboração com Giuseppe Bastos, apresenta a nova companhia do Teatro de Sempre, sob a direcção artística de Gino Saviotti, na temporada 1958/59.
Brochura da precisa representação que originou a edição da Contraponto. Com dois textos de Gino Saviotti, um sobre o autor e outro sobre a encenação. 12 páginas. 23,5 x 15,8 cm. Ilustrada com fotografias do elenco, o retrato de Raul Brandão por José Tagarro e publicidade a um produto cosmético na última página. Tiragem de 500 exemplares em 5 de Dezembro de 1958.

Conjunto raro.

Preço: 35 euros.


 


COSTA DO SOL


CÂMARA REYS


Um texto originalmente publicado na Seara Nova n.º 1345-1346, de Nov./Dez. 1957 (pp. 237-239 e 247, digit. RIC), com 4 ilustrações de CARLOS BOTELHO. No ano seguinte, em edição de autor, é publicada esta plaquete, com sete novas ilustrações de Botelho, num total de 11, em fundo amarelo, o miolo invertendo a ordem de cores da capa.

Com 15 páginas e 23 x 15 cm. Capas com alteração de cor (leve escurecimento) em duas faixas, a partir das margens superior e inferior, que não tocam a mancha. Mínimas marcas de uso. Miolo limpo. No geral, um bom exemplar, de uma edição invulgar. Impresso na gráfica Santelmo, em Lisboa, em bom papel. Lisboa: Edição do Autor, 1958.

Preço: 25 euros.


 


AQUILINO RIBEIRO

ATRAVÉS DO SEU EX-LÍBRIS


LUÍS DE OLIVEIRA GUIMARÃES


Nota introdutória de Aquilino Ribeiro. Ilustrado com fotografias a preto, em extra-texto couché. Brochado. 67,(5) páginas. 19,7 x 13,2 cm. Lombada com mancha de água na metade inferior, que toca ambas as capas na proximidade, e junto à margem inferior. Miolo limpo. Lisboa: Portugália Editora, [s.d.].

Preço: 10 euros.