TERRA SEM MÚSICA

(O LIVRO DE PITCH)

FERNANDA BOTELHO


Assinado pela autora com dedicatória ao escritor José Palla e Carmo, em Abril de 1969.

Nas badanas, excertos de apreciações críticas de José Palla e Carmo [«Tudo isto caracteriza uma obra de literatura essencialmente literária, estéticamente evoluída, invulgarmente culta.»], Maria Lúcia Lepecki, Luís Forjaz Trigueiros, Jorge Listopad, e outros.

Primeira edição. Romance. Capa de José Cândido. Brochado. 309+(3) páginas. 18,8 x 12,4 cm. Capa com mínimos sinais de desgaste. Lombada amarelecida e com vinco de leitura. Miolo impecável. Colecção Autores Portugueses. Lisboa: Livraria Bertrand, 1969.

Preço: 35 euros.



LOURENÇO É NOME DE JOGRAL


FERNANDA BOTELHO


Assinado pela autora com dedicatória ao escritor José Palla e Carmo, em 1971.

Nas badanas, excertos de apreciações críticas de Óscar Lopes [«Mas o seu destino é o de romancista. Não sei em que sofrimentos o argamassou. Mas pelo menos naquela vasta compreensão dos sofrimentos e das inquietações dos humanos que é o dom imprescindível do romancista. Sem ele, este não passa de um fazedor de histórias. Com ele, é um recriador do mundo.»], Manuel Poppe e Manuel Alberto Valente.

Primeira edição. Romance. Capa de José Cândido. Brochado. 274+(2) páginas. 19,2 x 12,2 cm. Capa com zonas localizadas de desgaste ligeiro (ao nível da cor), e lombada com descoloração uniforme e vinco de leitura. Miolo em muito bom estado. No geral, um bom exemplar. Colecção Autores Portugueses. Lisboa: Livraria Bertrand, 1971.

Preço: 35 euros.



XERAZADE E OS OUTROS

ROMANCE (Tragédia em forma de)

FERNANDA BOTELHO


Assinado pela autora com dedicatória ao crítico e ensaísta José Palla e Carmo, em Julho de 1964. Exemplar único profundamente anotado por Palla e Carmo, a lápis e por vezes também a tinta, na grande maioria das páginas do miolo, até às 3 últimas páginas brancas, com a argúcia de crítico (e revisor) implacável a par com a bondade e o humor de um par. Uma ímpar peça de Estudos Literários.

Primeira edição. Romance. Capa de José Cândido. Nas badanas, excertos de crítica de Jacinto do Prado Coelho, Mário Dionísio, João Gaspar Simões e João Pedro de Andrade. Brochado. 272+(4) páginas. 19,2 x 12,4 cm. Capas com marcas de manuseio, lombada com vincos de leitura. Miolo em bom estado (embora pleno de notas manuscritas, setas e garatujas pallicarmianas). Colecção Autores Portugueses. Lisboa: Livraria Bertrand, [1964].

Preço: 85 euros.



ANTOLOGIA DA LITERATURA FLAMENGA


Apresentação, selecção e tradução
FERNANDA BOTELHO


Inclui 31 prosadores:

Cyriel Buysse, Stijn Streuvels, Karel van de Woestijne, Herman Teirlinck, Willem Elsschot, Ernest Claes, Félix Timmermans, Filip de Pillecyn, Maurice Roelants, Raymond Brulez, Paul van Ostaijen, Gérard Walschap, Marnix Gijsen, Maurice Gilliams, Gaston Duribreux, André Demedts, Karel Jockheere, Louis-Paul Boon, Johan Daisne, Maria Rosseels, Valeer van Kerkhove, Maurice D’Haese, Hubert Lampo, Piet van Aken, Jan Walravens, Ivo Michiels, Jos Vandeloo, Hugo Claus, Hugo Raes, Ward Ruyslinck, Dirk de Witte.

E 10 poetas:

Guido Gezelle, Karel van de Woestijne, Richard Minne, Paul van Ostaijen, Gaston Burssens, Maurice Gilliams, André Demedts, Karel Jonckheere, Herwig Hänsen, Hugo Claus.

272 páginas. 19 x 12,2 cm. Capa com pontos de desgaste de cor, visíveis na fotografia, e lombada com alguma descoloração (uniforme). Miolo impecável. Lisboa: Livraria Bertrand, [1972].

Preço: 22 euros.



CARTEIRA DO ARTISTA


SOUZA BASTOS


Apontamentos para a Historia do Theatro Portuguez e Brazileiro acompanhados de notícias sobre os Principaes artistas, escritores dramaticos e compositores estrangeiros.

Jornalista e “homem do teatro” — empresário, director teatral, encenador e ensaiador, dramaturgo e dramatógrafo —, António de Sousa Bastos (1844-1911), marido da actriz Palmira Bastos, compilou esta grande e pequena história do teatro português seu contemporâneo, o do final do século XIX, com espaço para muito mais do que actores, dramaturgos e salas de teatro.

Os índices alfabéticos listam: actores portuguezes e brazileiros; actrizes portuguezas e brazileiras; aderecistas; architectos, auctores de figurinos e decoradores; artistas dramáticos estrangeiros; benemeritos do theatro; cabelleireiros de theatro; cantores portuguezes; companhias diversas; contraregras; curiosidades theatraes; decretos, portarias, tratados e outros documentos referentes ao theatro; diversos empregados de theatro; dramas, comedias, tragedias, operas-comicas, revistas e peças phantasticas notaveis pelo seu merecimento ou pelo sucesso que obtiveram; emprezarios theatraes; ensaiadores portuguezes e brazileiros; escriptores, dramaticos e criticos theatraes, portuguezes e brazileiros; escriptores dramaticos estrangeiros; guarda-roupas; machinistas; musicos estrangeiros; musicos portuguezes e brazileiros; operas e dansas; pontos; scenographos; theatros estrangeiros; e theatros portuguezes e brazileiros.

Esta espécie de enciclopédia caótica do teatro, repleta de pequenas gravuras, está inicialmente organizada cronológicamente, por dias e meses do ano: nascimentos de determinado actor, estreia de uma dada peça, abertura de uma nova sala, etc.
O dito calendário ocupa um pouco mais de metade do livro, bem organizada mas, a partir da página 475, a sucessão de apêndices, acrescentos, correções, adendas, novas informações, rectificações, ampliações e eventos sem data torna a pesquisa de informação uma curiosa aventura proto-hipertextual para a qual o índice de 30 páginas supra-citado é a peça chave.

Primeira edição. Lisboa: Antiga Casa Bertrand — José Bastos, Editor, 1899. Com 868 páginas, e 26 x 18,5 cm. Encadernação com lombada em pele, com ligeiro desgaste. Aparado. Conserva a capa de brochura anterior, uma litografia de Raphael Bordallo Pinheiro. Pequenas e inócuas marcas de bicho do papel em algumas páginas. Assinatura de posse no rosto. Exemplar interessante, sólido, em bom estado geral.

Preço: 95 euros.


 

Disponível online, digitalizado, aqui.