A LÍNGUA PORTUGUESA E OS SEUS MISTÉRIOS


JAIME DE MAGALHÃES LIMA


Aveirense ilustre, correspondente de Tolstoi, irmão do grão-mestre maçónico Sebastião de Magalhães Lima, deputado entre 1893 e 1894, jornalista, presidente do município de Aveiro em 1897, Jaime de Magalhães Lima (1859-1936) retirou-se da política activa no início do século XX para se dedicar exclusivamente à literatura. Nesta obra, uma das últimas que publicou, fala de conterrâneos, amigos e referências literárias, de Agostinho de Campos, Gonçalves Fernandes Trancoso, José Pereira Tavares, Manuel José Mendes Leite, José Crispiniano da Fonseca, João de Barros, Rodrigues Lobo, Duarte Nunes de Leão, Jacinto Freire de Andrade, Dom Francisco Manuel de Melo e António Corrêa d’Oliveira, mas principalmente da língua portuguesa, sua evolução e minudências.

Encadernação editorial sintética, em bom estado. 154 páginas. 11,5 x 17,5 cm. Paris-Lisboa: Livraria Aillaud e Bertrand, 1923.

Preço: 15 euros.




AS AVES CANTAM. PORQUÊ?


JACQUES DELAMAIN


Título original: Pourquoi les oiseaux chantent. Prefácio de Jerôme e Jean Tharaud. Tradução de João de Barros. 2.º milhar. 214 páginas. 12,5 x 19 cm. Lisboa: Livraria Clássica Editora, 1938. Com uma dedicatória manuscrita, não autoral, no ante-rosto. Bom exemplar.

Preço: 12 euros.


RIO DE JANEIRO

[25Ago11]


O RIO DE JANEIRO NO SÉCULO XVI


JOAQUIM VERÍSSIMO SERRÃO


Obra em 2 volumes, sendo o primeiro uma monografia histórica, que «trata do sítio da Guanabara desde as primeiras viagens dos navegadores portugueses, traçando depois a história da cidade de S. Sebastião, até aos fins do século XVI», e o segundo uma colecção de documentos colhidos na Torre do Tombo, Arquivo Histórico Ultramarino e Biblioteca da Ajuda, para uso futuro dos historiadores. 252 + 167 páginas. 18 x 25 x 3 cm. Óptimo estado de conservação. Uma edição da Comissão Nacional das Comemorações do IV Centenário do Rio de Janeiro, Lisboa, 1965.

Preço: 30 euros.