O TESOURO DA CASA AMARELA

TEATRO INFANTIL

FERNANDA DE CASTRO


Ilustrações de Sarah Afonso. Brochado. 132 páginas. 19,5 x 14 cm. No geral, um bom exemplar. Colecção Biblioteca dos Pequeninos da Empresa Nacional de Publicidade, Lisboa, Páscoa de 1932.

Preço: 35 euros.


 


ÁRVORES VERDES ÁRVORES


JAIME SALAZAR SAMPAIO


Aqui as árvores falam e quem lhes deu voz, o dramaturgo Jaime Salazar Sampaio (também engenheiro silvicultor), aliou-as a muitas outras vozes, algumas bem identificáveis ao longo da intriga, mas que serão, no somatório, as de todos os leitores/espectadores desta peça de flagrante actualidade. [da contracapa]

Teatro infantil. Ilustrações de Cristina Malaquias. Brochado. 43,(1) páginas. 20 x 12,5 cm. Manuseado. Colecção Plátano de Abril n.º 13. Lisboa: Plátano Editora, 1980.

Preço: 12 euros.


 


A LUTA DE TRACÇÃO

UM TEATRO INFANTIL PARA RECORTAR

[Universidade Eduardo Mondlane]


Título: A LUTA DE TRACÇÃO. Uma aventura do coelho. Adaptação para o teatro infantil de um conto tradicional moçambicano. Com 35 paginas de texto (história, diálogos, indicações para pais e professores, regras do “jogo” para crianças) e 11 folhas de cartão, impressas a cor, de um lado apenas, para recortar as personagens e o cenário. Oblongo: 15 x 20,7 cm. Completo e em muito invulgar bom estado. Edição, no Ano Internacional da Criança, do Instituto Nacional do Livro e do Disco, Maputo, 1979.

Preço: 40 euros.


 


OS BRINQUEDOS DO TOZÉ FIZERAM BANZÉ


ORLANDO NEVES


Com dedicatória datada de 12 de Março de 1979, do autor, Orlando Neves, à actriz Hermínia Tojal [«com a admiração de anos que hoje expresso pessoalmente»] na primeira página do miolo.

A peça infantil foi estreada em 10 de Dezembro de 1978, pelo Teatro Experimental de Cascais, no cinema Stadium de Algés, com cenário e figurinos de Vladimiro Franklim e encenação de Fernanda Lapa.

Ilustrações de Vladimiro Franklim. Música original de António Feio e Pedro Soares (inclui pauta). Brochado. 53,(3) páginas. 19 x 16 cm. Capa manuseada. Miolo limpo. Lisboa: Edições Saber Porquê, 1978.

Preço: 17 euros.